Solidariedade confirma que vai com Edivaldo no 2º Turno

por Jorge Aragão

edivaldo12

Nesta quarta-feira (12), decease o prefeito e candidato à reeleição em São Luís, Edivaldo Júnior (PDT) conseguiu ganhar adesões importantes para a reta final do 2º Turno da disputa eleitoral.

O primeiro reforço foi a confirmação que o partido Solidariedade, que no 1º Turno esteve apoiando a candidata Eliziane Gama (PPS), estará com Edivaldo nesta segunda etapa da eleição na capital maranhense.

O próprio presidente do Solidariedade no Maranhão, Simplício Araújo, foi quem confirmou, em evento com a participação de Edivaldo, a aliança para o 2º Turno.

PMB – Apesar da candidata do PMB no 1º Turno, Rose Sales, ter declarado apoio ao candidato Eduardo Braide, a presidente estadual do PMB, Efigênia Tavares, assegurou que o partido estará ao lado de Edivaldo no 2º Turno.

“Vamos juntos com o prefeito Edivaldo. Nosso time vai trabalhar para sua reeleição. Estamos todos comprometidos, candidatos a vereador, lideranças comunitárias e militantes, para neste segundo turno ganharmos estas eleições com Edivaldo”, destacou Efigênia.

Campos – Apesar de ser colega de parlamento do candidato Eduardo Braide, o deputado estadual Cabo Campos (DEM) optou por declarar apoio a candidatura de Edivaldo neste 2º Turno. Vale lembrar que no 1º Turno, Cabo Campos esteve apoiando a candidata Eliziane Gama. Clique aqui e saiba mais sobre o apoio do deputado a Edivaldo.

E assim Edivaldo segue ampliando os apoios para a reta final da eleição 2016.

PRP, Solidariedade e PSDC irão definir juntos quem apoiar em São Luís

por Jorge Aragão

UNIAO

Três partidos – PRP, troche Solidariedade e PSDC – irão definir juntos que caminho irão tomar e quem apoiar na disputa pela Prefeitura de São Luís.

Uma reunião que contou com a presença dos comandantes dos partidos – Severino Sales (PRP), click Simplício Araújo (Solidariedade) e Anderson Nogueira (PSDC) – celebrou o acordo que unificará a decisão das legendas.

Os partidos, após a união, irão definir nas próximas horas quem irão apoiar para a disputa em São Luís. Os representantes dos partidos estão conversando com quatro pré-candidatos – Wellington do Curso (PP), Eliziane Gama (PPS), Fábio Câmara (PMDB) e Eduardo Braide (PMN).

Indiscutivelmente a união da três legendes e um desembarque em qualquer candidatura, reforçara o pré-candidato para a disputa eleitoral em São Luís.

Os três dirigentes dos partidos ainda procuram diálogo com PV e PHS para também tentar unificar essa amplia aliança.

É aguardar e conferir.

PMN abre diálogo com Solidariedade em São Luís

por Jorge Aragão

eduardo

Apesar de alguns blogs terem informado, and de maneira equivocada, thumb que o Solidariedade fechou questão em São Luís para apoiar a pré-candidatura da deputada federal Eliziane Gama (PPS) para a Prefeitura de São Luís, a realidade na prática é bem diferente.

Ao contrário do que foi propagado, principalmente por aliados de Eliziane Gama, o Solidariedade tem se reunido com alguns pré-candidatos para definir o caminho que seguirá nas eleições da capital maranhense.

Na quinta-feira (28), o presidente estadual do Solidariedade, Simplício Araújo, recebeu a visita do pré-candidato e deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

“O solidariedade tem se reunido com os pré candidatos a prefeito de São Luís para debater sobre a cidade. Ouvimos hoje o deputado estadual Eduardo Braide”, afirmou Simplício Araújo nas redes sociais.

Já o pré-candidato Eduardo Braide, quarto colocado na pesquisa do instituto Prever, também utilizou as redes sociais para destacar o encontro e demonstrou confiança numa eventual aliança.

“Conversa produtiva sobre São Luís com o Solidariedade. Agradeço a direção do partido, em nome do seu presidente estadual, Simplício Araújo, pela oportunidade de apresentar nosso Plano de Governo e de conhecer as ideias do Solidariedade para o desenvolvimento de nossa capital. Para mim será uma honra te-los como aliados rumo à uma São Luís que nossa gente merece e precisa”, destacou Braide.

Em confirmando o apoio do Solidariedade a pré-candidatura de Eduardo Braide, além de alavancar o pré-candidato do PMN, será mais um “duro golpe” na pré-candidata Eliziane Gama, que segue caindo nas pesquisas eleitorais, aumentando sua rejeição, correndo risco de não chegar ao 2º Turno e agora pode “perder” aliados.

É aguardar e conferir.

Simplício aumenta o distanciamento de Dino da Bancada do Maranhão

por Jorge Aragão

simplícioDefinitivamente o governador Flávio Dino quer distância da Bancada Federal do Maranhão e passou o recado aos seus auxiliares. Depois da reação dos deputados federais pela “grosseria” de Flávio Dino (reveja), ask agora foi a vez do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, repetir a prática.

O secretário maranhense postou nas redes sociais que esteve em audiência com o ministro da Educação e Cultura do Governo Temer e disse que a audiência estava alinhada com o governador Flávio Dino.

Entretanto, o que chamou atenção é que a reunião não contou com o secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão, e com nenhum membro da Bancada Federal do Maranhão, mas sim com um deputado federal de Pernambuco, ou seja, é mais uma prova do distanciamento que o Governo Dino quer dos parlamentares maranhenses.

Vale lembrar que Simplício Araújo, quando foi deputado, destinou emenda parlamentar para a Universidade Federal de São Paulo (reveja).

Reação – Enquanto o governador Flávio Dino tenta correr atrás do tempo perdido e reconstruir as pontes derrubadas com o PMDB no processo de impeachment, a Bancada Federal do Maranhão segue conquistando espaços junto ao novo governo.

Em reunião com o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, a bancada maranhense teve a garantia do novo ministro de que os programas sociais serão mantidos.

Participaram da reunião os deputados André Fufuca (PP), Hildo Rocha (PMDB), Juscelino Filho (DEM), Alberto Filho (PMDB) e Weverton Rocha (PDT).

bancada

Nos últimos dias os deputados maranhenses têm ganhado notoriedade nas articulações com o governo. Diversas reivindicações do estado já foram apresentadas a ministros e ao próprio presidente interino Michel Temer.

Para o deputado André Fufuca, coordenador da bancada maranhense, a destreza dos deputados está fazendo a diferença. “Os deputados sabem que, independente de ideologia, partido ou governo, estamos todo no mesmo país. Isso é percebido pelo novo governo que sinaliza positivamente às ações dos deputados”.

Ao contrário dos deputados, o governador enfrenta dificuldade nas articulações com o novo governo. “Ele está pagando o preço pelos absurdos que fez para defender o governo. Esqueceu que depois do processo de impeachment haveria um estado para governar”, disse um dos deputados.

César Pires destaca redução do ICMS no setor de frangos no Maranhão

por Jorge Aragão

cesarpiresO deputado César Pires (PEN) parabenizou, cure da Tribuna da Assembleia, o secretário de Indústria e Comércio do Estado, Simplício Araújo, por tomar medidas no sentido de fomentar o setor de frangos do Estado. O parlamentar explicou o motivo foi por conta da redução do ICMS cobrado sobre o frango abatido e a regulamentação do setor.

De acordo com Pires, o secretário conseguiu tirar os dois entraves maiores que dificultavam a evolução da produção avícola do Maranhão, reduzindo o ICMS de 7 por cento para zero por cento; e estabelecendo a regulamentação da entrada de frangos vivos no Maranhão.

O deputado contou que o Brasil é o segundo maior produtor de frangos do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos; e é um dos maiores consumidores do mundo, perdendo para a China e para os Estados Unidos, mas o Maranhão só produz de 25 a 30 por cento daquilo que consome. Contou também que tentou, sem sucesso, por duas vezes, provocar a Associação dos Avicultores a criar meios para facilitar o sucesso dos produtores de aves do Maranhão, o que foi feito agora pelo Governo do Estado.

Ele detalhou que na produção de frango, no Maranhão, o valor per capta do quilo chega a ser de R$ 4,50, mas os frangos que entram via Tocantins, Pará, Piauí e Ceará custam apena três reais e oitenta centavos, tirando a possibilidade de os produtores avícolas do Maranhão ter competitividade.

“Com a subtração desses 7 por cento e com a regulamentação de que não pode mais entrar frangos vivos no Maranhão, desde que só entre quando tiver um abatedouro produzido por essas empresas que exportam frango para o Maranhão. Como o Maranhão não tem a regulamentação chega a bom tamanho e fomenta os produtores do nosso Estado a aumentarem sua produção porque passa a ter mercado. O Pará, o Tocantins, o Piauí e o Ceará começam a tentar ajuizar ações nesse sentido. Entretanto, esquecem que lá também já existia esse processo de regulamentação e essa subtração ou diminuição do imposto sobre serviço e circulação de mercadoria”, afirmou.

César Pires disse que eram dois atos pelos quais lutou, mas não obteve sucesso, por isso reconhece a importância das medidas adotadas pelo Governo do Estado. “Eu acho justo de minha parte reconhecer o trabalho da Secretaria de Indústria e Comercio e do secretário Simplício Araújo, de conseguir, junto ao Governo do estado, essas duas ações significativas para fomentar a produção de frango no Maranhão. E o que é mais importante é que essas organizações empresariais voltadas à produção de frango no Maranhão já começam a fazerem investimento”, disse.

De acordo com o deputado, o presidente da Avime esteve, na quinta-feira, em seu gabinete e disse que o Estado logo terá abatedouros de frangos, a começar pela região Sul, sobretudo em Balsas, com a possibilidade de até 2018 já produzir ovos e já ter abatedouros instalados lá.

Refinaria Premium: o feitiço virando contra o feiticeiro

por Jorge Aragão

refinariaDe maneira traquina, advice o Governo Flávio Dino e seus asseclas tentaram a todo custo responsabilizar o Governo Roseana Sarney pelo insucesso de mais uma obra do Governo Federal no Maranhão, mind neste caso a Refinaria Premium.

O Governo Flávio Dino explorou, viagra o máximo que conseguiu, o assunto politicamente. Os comunistas tentaram atribuir ao governo anterior o cancelamento da construção da Refinaria Premium em Bacabeira. Alguns chegaram a dizer que o anúncio da obra foi um estelionato eleitoral do Grupo Sarney, mesmo sabendo que a responsabilidade do insucesso do empreendimento era de exclusividade do Governo Dilma Rousseff.

Entretanto agora o feitiço, virou contra o feiticeiro. Na quarta-feira (24) veio à tona uma nova informação sobre a “finada” Refinaria Premium que trará dor de cabeça ao Governo Flávio Dino e seus asseclas para explicar gastos públicos com uma obra já “sepultada”.

Apesar de a Petrobras ter desistido de instalar a Refinaria Premium, no início de 2015, o Governo Flávio Dino tem, pasmem, usado dinheiro público com vigilância e manutenção do terreno onde ficaria situado o empreendimento – e que placas mostram, ainda hoje, ser de responsabilidade da própria Petrobras.

Por intermédio da Secretaria da Indústria e Comércio, comandada pelo ex-deputado federal Simplício Araújo (SD), o Governo Flávio Dino gastou, sem licitação, R$ 1.431.712,23. Deste montante, R$ 462.803,52 foram destinados à empresa Manancial Segurança Privada Ltda., que presta serviço de segurança motorizada e armada na área; e R$ 968.908,71 para a empresa Ágil Construções e Serviços Ltda., contratada para fazer a manutenção de vias do local. Os dois serviços foram contratados entre outubro e novembro de 2015, em caráter de emergência, o que garantiu a dispensa da concorrência pública.

oposicao1Oposição – Os deputados oposicionistas já confirmaram que irão agir diante do absurdo e cobrarão explicações dos gastos públicos, com dispensa de licitação, do Governo Flávio Dino com a “finada” Refinaria Premium.

“O recurso deveria ter sido investido na construção de um parque industrial. Gastou-se dinheiro sem eficácia ao invés de se aproveitar a terraplanagem do terreno e o potencial da localização”, afirmou Adriano Sarney que protocolará na Mesa Diretora da Assembleia um pedido de informações ao Executivo.

“O governador deveria ter um projeto para aquela área. Poderia tentar trazer grandes fábricas e indústrias deixando viva a esperança de dias melhores para a população que sonhou com o desenvolvimento de toda aquela região. Mas ele fez justamente o contrário. Aumenta impostos e afugenta investidores”, criticou Edilázio Júnior.

“O valor é um absurdo e não se justifica a dispensa de licitação. É preciso investigar se o secretário não está usando essa contratação para tirar vantagens”, questionou Andrea Murad.

“O que causa estranheza é o fato de o contrato nesse valor ter sido feito com dispensa de licitação. O governador foi informado desde 2015 que a Petrobras não tinha mais interesse nesse projeto. Além de não ter lutado pela continuidade, também não deu tempo dele fazer um processo licitatório?”, ponderou Sousa Neto.

Definitivamente o “feitiço” da Refinariam Premium virou contra o feiticeiro, afinal agora é o Governo Flávio Dino e seus asseclas que terão que responder o motivo de gastos públicos e com dispensa de licitação.

Simplício Araújo nega “farra de cargos públicos”. Ricardo Murad “detona”

por Jorge Aragão

simplicio-perfilO secretário de Indústria e Comércio do Governo Flávio Dino, ailment Simplício Araújo, pills após ser acusado pelo deputado estadual governista, Vinícius Louro, de realizar “farra de cargos públicos” na sua pasta, emitiu Nota negando tudo e que apenas reagiu a agressões supostamente sofridas. Veja abaixo.

Diante do pronunciamento feito, nesta quarta-feira (1), pelo deputado estadual Vinicius Louro, esclareço que:

1. Não ataquei ninguém, apenas reagi;

2. Há quase dois meses estou sendo atacado em meios de comunicação da região de Pedreiras, ora com declarações em mesa de bar, ora com declarações em meio a festa junina, tudo reproduzido em blogs da região;

3. O decreto 7.203/2010, que versa sobre a vedação do nepotismo, é claro ao enumerar os casos em que se configura a prática de nepotismo. Pois bem, não tenho parentes trabalhando na Secretaria de Indústria e Comércio. Não há, dentro da Secretaria, nenhum caso de uso do dinheiro público para beneficiar quem quer que seja. Todos os servidores ali lotados dão expediente diariamente. Não há funcionário fantasma.;

4. Na gestão anterior, nos últimos três meses de governo, gastaram mais de R$ 40 milhões na Secretaria de Indústria e Comércio. Nesta gestão, com responsabilidade e planejamento, utilizamos menos de R$ 2.5 milhões e vamos gastar racionalmente os recursos públicos sem prejuízo às atividades da Secretaria;

5. Respeito a Assembleia Legislativa e todos os seus integrantes, mas não posso aceitar injurias e achincalhes sem nenhuma comprovação material. Solicito que os parlamentares vejam as cópias dos diálogos onde fui ATACADO e apenas reagi;

6. Em respeito ao povo do Maranhão estou a inteira disposição para esclarecer qualquer fato relacionado à minha gestão perante Seinc ou a minha vida pública.

Já o ex-deputado estadual Ricardo Murad, após a denúncia do deputado governista Vinícius Louro, aproveitou para “detonar” o que foi chamado, pelo próprio parlamentar, de “farra de distribuição de cargos públicos” no Governo Flávio Dino. Veja abaixo.

RICARDO

Deputado governista denuncia ‘farra de cargos públicos’ no Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

viniciuslouronovaA cada dia está ficando mais difícil acreditar nas promessas de mudança do Governo Flávio Dino. Nesta quarta-feira (01), foi a vez de um deputado da base governistas denunciar publicamente casos de ‘farra de cargos públicos’ no Governo Flávio Dino.

O deputado estadual Vinícius Louro (PR) utilizou a Tribuna para denunciar supostos casos de ‘farra de cargos públicos’ existente no Governo Flávio Dino, mais especificamente na Secretaria de Indústria e Comércio, cujo titular é o secretário Simplício Araújo.

O parlamentar disse que lamentava a postura do secretário que chamou o próprio deputado e o seu pai, o ex-deputado Raimundo Louro de “batedores de carteira”. Vinicius Louro criticou ainda o fato de que Simplício Araújo, quando foi deputado, destinou emenda ao estado de São Paulo, conforme crítica feita pelo Blog à época (reveja).

“Fomos acusados de batedores de carteira, fomos acusados publicamente, inclusive em redes sociais, em canais de comunicação, de negociar emendas. Uma verdadeira falta de respeito a esta Casa e a todos os membros. Mais que delinquente verbal, este desequilibrado senhor é um irresponsável. Um suplente, ora deputado maranhense, que tem o poder de com uma canetada garantir R$ 250 mil para qualquer município ou instituição maranhense e o faz para o estado de São Paulo que conta com 70 parlamentares na Câmara dos Deputados é indigno do povo desta terra, principalmente na região do Médio Mearim”, afirmou.

Flávio Dino e Simplício Araújo

Flávio Dino e Simplício Araújo

Além disso, Vinícius Louro declinou nomes de pessoas que seriam beneficiados com a ‘farra de cargos públicos’ no Governo Flávio Dino, através da Secretaria de Indústria e Comércio.

“Os Diários Oficiais do Estado do dia 13 de março, dias 4, 6 e 9 de fevereiro e dia 30 de janeiro deste ano, versam sobre uma verdadeira farra com os cargos públicos. Parentes de esposa do secretário e de seus amigos próximos figuram os mais altos escalões da Secretaria de Indústria e Comércio do Maranhão. São Maias, Carvalhos e Carvalhos Brancos, como protagonistas do maior gabinete de empregos já visto. Como prova, apresentamos Rafael Nogueira Carvalho Branco, filho de Klebinho Branco. Está aqui no Diário Oficial. Laila Carvalho, que está aqui também em outro Diário Oficial. Lúcio Moura Maia está aqui também, em outro Diário Oficial, lotado na Secretaria de Indústria e Comércio. Daniel Maia de Carvalho está aqui também no Diário Oficial. São parentes da esposa do secretário. Aqui é apenas uma amostra dos desmandos naquela secretaria”, garantiu Louro.

Vale lembrar que, como o próprio parlamentar fez questão de dizer, Vinícius Louro é um dos deputados da base governista na Assembleia, ou seja, a acusação é de alguém que também integra o Governo Flávio Dino.

O curioso é que o embate dos governistas foi antecipado em rede social e blogs, mas o Governo Flávio Dino, mais uma vez, mostrou não ter a capacidade de evitar crises, ao contrário, o próprio governador tem se encarregado de criar algumas.

Como não evitou, agora terá que tomar uma providência, afinal se as acusações forem verdadeiras, Simplício Araújo tem que urgentemente ser exonerado, mas se forem falsas, o deputado Vinícius Louro precisa deixar a base governista na Assembleia, pois o Governo Flávio Dino ficou pequeno para os dois.

Clima esquenta entre Raimundo Louro e Simplício Araújo

por Jorge Aragão

getilezas1Se o clima já não era dos melhores entre o ex-deputado estadual Raimundo Louro e o secretário de Indústria e Comércio do Governo Flávio Dino, order com a proximidade das eleições do ano que vem esse clima conseguiu piorar.

Os desafetos, que devem disputar com seus grupos políticos a Prefeitura de Pedreiras, vão se alfinetando publicamente através de blogs locais e até dentro de grupo WhatsApp.

Em entrevista ao Blog do Carlinhos, no último dia 25, Raimundo Louro criticou durante Simplício Araújo, chegou a dizer que o secretário “é o maior patrocinador do nepotismo no Médio Mearim” (clique aqui e veja a postagem).

Já no domingo (28), num grupo de WathsApp, que o titular do Blog não participa, os dois trocaram ‘gentilezas’. Veja acima.

Faltando ainda mais de um ano para o pleito eleitoral, o clima tende a esquentar ainda mais em Pedreiras e jamais será uma boa ideia convidar Raimundo Louro e Simplício Araújo para a mesma mesa.