Roberto Rocha e a chegada ao PSDB

por Jorge Aragão

Está confirmada para a próxima quarta-feira (04), 15h, a filiação do senador maranhense Roberto Rocha ao PSDB. O próprio senador tem convidado para que seus seguidores acompanhem a filiação através das redes sociais.

“Convido a todos para assistir, AO VIVO, a transmissão do meu do ato de filiação ao PSDB. Lideranças do Maranhão, senadores, deputados federais, além dos governadores de São Paulo Geraldo Alckmin, do Pará Simão Jatene e o de Goiás, Marconi Perillo, estarão presentes”, escreveu Roberto Rocha.

O senador maranhense também já começa a dialogar com os novos colegas de partido e recebeu no sábado (30), no seu escritório, o deputado estadual Sérgio Frota, quem também é presidente do Sampaio.

Sérgio Frota, que é atualmente o único deputado do PSDB na Assembleia, recentemente lamentou não ter sido consultado sobre a chegada de Roberto Rocha, mas não sinalizou que deixaria a legenda, como alguns aliados e asseclas do governador Flávio Dino especularam (reveja).

E pelo visto depois da “boa conversa”, a tendência é que Frota permaneça no PSDB.

Sérgio Frota não “crava” saída do PSDB com chegada de Roberto Rocha

por Jorge Aragão

Único deputado estadual do PSDB em Plenário na Assembleia Legislativa do Maranhão, Sérgio Frota, que também é presidente do Sampaio, preferiu não se posicionar se permanecesse ou não no partido, diante da eventual chegada do senador Roberto Rocha a legenda.

Em entrevista na manhã desta quarta-feira (20), Frota, apesar de dizer que a chegada de nomes aos partidos faz parte do processo democrático, deixou claro que não foi ouvido sobre a chegada de Roberto Rocha e que o partido integra a base do Governo Flávio Dino.

“Dentro do processo democrático, isso faz parte da vida dos partidos. Não fui consultado. Não sei se deputado estadual é importante no PSDB. Mas a minha postura no Maranhão é de apoio ao Governo Flávio Dino”, afirmou.

Sobre sua permanência no PSDB, Sérgio Frota preferiu não se manifestar ainda, pois entende que só deve fazer quando o fato (chegada de Roberto Rocha) efetivamente acontecer. Frota optou pela prudência, até para não se arrepender amanhã do quem for dito hoje. O parlamentar também reconheceu a importância de Roberto Rocha.

“Não trabalho com condicional, sou homem de decisão. Eu não fui ouvido, acho que não acharam necessário. É um senador da República, não tenha dúvida que é um político de peso, mas nós temos no Maranhão uma conjuntura diferente do resto do Brasil. Vamos aguardar o desdobramento, o PSDB é um partido democrático. Eu desde que entrei na política estou no PSDB e acharia salutar ser ouvido, mesmo que não seja decisivo. Vamos esperar o desdobramento para tomar uma decisão”, finalizou.

Ou seja, é melhor aguardar e conferir.

“O Sampaio vai a campo para ganhar o jogo”, diz Sérgio Frota

por Jorge Aragão

No último fim de semana, Sampaio e Moto venceram seus jogos pelo Campeonato Brasileiro da Série C. Os resultados foram importantes para as pretensões dos dois representantes maranhenses na competição.

O Sampaio, com a vitória fora de casa diante do Remo, assegurou a vantagem de decidir a vaga para retornar a Série B jogando em São Luís, no Estádio Castelão. O Tubarão ainda quer terminar a primeira fase em primeiro lugar.

Já o Moto, apesar de ainda ter chances remotas de se classificar, o objetivo agora é permanecer na Série C e evitar o rebaixamento. O Papão para não ser rebaixado vai precisar vencer o Fortaleza fora de casa, o que não é uma tarefa fácil.

Só que o Moto pode até perder para o Fortaleza e não ser rebaixado, mas para isso terá que torcer para o seu mais tradicional adversário, o Sampaio, que não poderá perder para o Botafogo-PB.

Como existe a possibilidade do Moto ficar na dependência do resultado do jogo com o Sampaio, logo vieram as mais diversas especulações e alguns levantaram a possibilidade de que o Sampaio, já classificado para a próxima fase, poderia abrir o jogo para o time paraibano no sentido de ajudar no rebaixamento do Moto.

Só que nesta segunda-feira (04), em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado e presidente do Sampaio, Sérgio Frota, deixou claro que essa possibilidade não existe, que o seu time entrará em campo para vencer o jogo diante do Botafogo-PB.

“O Moto Clube de São Luís, que nos últimos dois jogos teve duas vitórias e que muita gente está preocupado com o resultado do jogo do Sampaio com o Botafogo. Eu quero dizer aqui que não se preocupe que o Sampaio vai ao campo para ganhar o jogo”, afirmou Frota.

Agora é aguardar e conferir.

 

Um apoio pela metade e cercado de mentiras

por Jorge Aragão

O Governo do Maranhão mais uma vez confirmou apoio ao futebol maranhense, mas novamente o apoio anunciado efetivamente não será o repassado aos clubes.

O próprio Governo Flávio Dino afirmou através de release (veja aqui) que o “Governo do Maranhão anunciou aporte de R$ 1,8 milhão para os oito clubes que pleiteiam a permanência na 1º divisão da competição estadual, através de patrocínio de empresas privadas, via Lei de Incentivo ao Esporte e à Cultura”, disse o material de propaganda distribuído pelo governo comunista.

Entretanto, a informação não é verdadeira. Os oito clubes que disputam o Campeonato Maranhense de 2017 – Americano, Cordino, Imperatriz, Maranhão, Moto Club, Sampaio, Santa Quitéria, e São José de Ribamar – irão receber apenas a metade do valor propagado.

A confirmação do valor repassado aos clubes foi feita na Tribuna da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (21), através do deputado estadual que é presidente do Sampaio, Sérgio Frota.

“Então o que aconteceu ontem no Palácio, nessa solenidade no evento chamado Futebol pela Paz, foi que o governo do estado destinou um milhão e oitocentos para o futebol maranhense, sendo metade disso, ou seja, novecentos mil reais para os clubes de futebol”, afirmou Frota, agradecendo ao governo.

Sendo assim, fica comprovado mais uma vez que o Governo Flávio Dino mente descaradamente com as informações, inclusive as informações oficiais, apenas para tirar dividendos políticos.

Além disso, se o tal patrocínio é de R$ 1,8 milhão para o futebol maranhense e apenas a metade ficará com os clubes, quem ficará com a outra metade?

A resposta é fácil, a outra metade ficará com a Federação Maranhense de Futebol e, pasmem, com a televisão que irá transmitir os jogos do Campeonato Maranhense, que nesse ano será a TV Difusora.

Vejam o absurdo, enquanto em todos os lugares do Brasil e do Mundo os clubes recebem dinheiro das televisões para transmitirem seus jogos, no Maranhão da mudança de Flávio Dino é o dinheiro público que pagará uma televisão para transmitir os jogos do Campeonato Maranhense, assim como aconteceu com a TV Guará (reveja).

Se isso já é ruim, a situação pode piorar ainda mais. O Blog do Jorge Aragão já teve a informação que a TV Difusora, assim como fez a TV Guará nos anos anteriores, irá transmitir os jogos em São Luís para a própria capital maranhense, coisa abominável de acontecer, uma vez que tirará a renda dos times nos jogos de futebol.

A transmissão da partida para a cidade onde o jogo acontece é um golpe certeiro nos já combalidos clubes maranhenses, e o pior é que quem está ajudando a aplicar o golpe, com dinheiro público, é quem jurou querer ajudar.

O apoio veio, mas veio pela metade, cercado de mentiras e com prejuízo iminente para os clubes maranhenses, que mesmo assim, por total subserviência ao poder público, seguem num silêncio sepulcral.

A grave denúncia de Sérgio Frota sobre o aeroporto de São Luís

por Jorge Aragão

sergiofrotaNa manhã desta quarta (13), and o deputado Sérgio Frota (PSDB) subiu à Tribuna da Assembleia para solicitar às devidas autoridades a recuperação das pistas de pouso do aeroporto de São Luís.

Conforme documentação apresentada pelo comandante da Gol linhas aéreas, pharmacy Francisco Cabral, order que possui mais de 60 mil horas de voo e afirmou que a pista do aeroporto de São Luís está entre as duas mais perigosas do Brasil para pouso. Segundo o comandante, em tempos de chuva a pista do aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado não se encontra apta para o pouso de aeronaves. A falta de cuidado na infraestrutura das pistas causa grandes prejuízos para as companhias, uma vez que os pilotos não pousam em pistas inadequadas.

“Asfaltos com pistas irregulares, blocos de concretos e buracos comprometem não somente o pouso de aeronaves, mas a segurança de passageiros e da comunidade na região próxima do aeroporto. A questão merece um olhar mais atento de nossas lideranças”, relatou o parlamentar.

De acordo com Relatório de Prevenção, REALPREV, encaminhado para o sistema de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, SIPAER, a pista do aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado se encontra em situação inadequada para o pouso de aeronaves. Asfalto irregular, fragmentos de asfaltos, buracos e poças d’agua decorrente das intensas chuvas na região são alguns dos índices que atestam a inadimplência.

O documento expedido em 14 de abril de 2011 atesta, ainda, coeficiente de atrito inexistente. Até a presente data pequenos reparos foram feitos de modo a resolver emergencialmente a situação. Contudo, devido ao período de chuvas, os problemas retornam com possibilidades reais de agravamento, colocando em perigo os consumidores das companhias aéreas e os cidadãos que moram perto do aeroporto.

Em tempo: A GOL informa que segue os mais altos padrões internacionais de segurança da indústria aérea e tem esse como principal valor de sua política de gestão. A empresa monitora constantemente as condições de todas as pistas nas quais opera por meio de seu sistema de análise de dados de voo e esclarece que sua avaliação oficial é de que a infraestrutura do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luiz, no Maranhão, está dentro dos padrões exigidos pela empresa e autoridades aeronáuticas para decolagens e pousos em segurança.

Sousa Neto lamenta falsas promessas do Governo Flávio Dino ao futebol

por Jorge Aragão

sousanetoNesta terça-feira (01), capsule o deputado estadual e ex-secretário de Esporte do Maranhão, medical Sousa Neto, pharmacy criticou a falta de apoio do Governo Flávio Dino ao futebol maranhense, algo prometido durante a campanha eleitoral.

Sousa Neto lembrou que além da promessa de campanha, outras promessas já foram feitas durante esses oitos meses de gestão do governador Flávio Dino, mas absolutamente nada cumprido.

“Primeiro foi prometida uma ajuda no Campeonato Maranhense, como forma de incentivo, através de um convênio com o DETRAN. O campeonato terminou e a tal ajuda não veio. Foi lançado, com toda pompa, o Nota Legal para incentivar os consumidores a trocar Notas Fiscais por ingressos. Só que o homem forte no Governo Flávio Dino, o secretário Márcio Jerry já despachou os clubes e disse que esse ano não tem nada”, afirmou.

Sousa Neto lamentou ainda a maneira como o Governo Flávio Dino tem tratado os deputados, mesmo os governistas. O parlamentar afirmou que até mesmo no caso da reintegração de posse do CT do Sampaio, o secretário Márcio Jerry, e o governo, lavaram as mãos, mesmo com o pedido de ajuda do deputado governista e presidente do Sampaio, Sérgio Frota.

“Sérgio Frota também procurou uma ajuda do Governo do Estado, já que o terreno do Sampaio havia sido invadido e a Secretaria de Segurança Pública já tinha recuado por causa da morte de um jovem na primeira tentativa de reintegração de posse. Só que o Márcio Jerry disse que não poderia fazer absolutamente nada para ajudar o Sampaio porque já estava com o governo muito desgastado”, declarou.

O oposicionista finalizou o discurso com uma frase que está sendo cada vez mais constante entre os deputados governistas.

“Quem tem um aliado como esse Governo Flávio Dino, não precisa de inimigos”, encerrou Sousa Neto.

A falência da Segurança Pública do Maranhão

por Jorge Aragão

SampaioNo fim da semana passada, recipe chamou atenção a entrevista coletiva do deputado estadual e presidente do Sampaio, Sérgio Frota, sobre a invasão na sede do clube no Turu/Vila Luizão. O site do Sampaio retrata, no domingo (23), a triste realidade vivida no momento com a matéria “Sede sitiada”.

Segundo o site, o Sampaio, após a invasão, deixou de treinar, de realizar o tratamento médico dos atletas e nem concentrar no seu Centro de Treinamento.

“Entendo a situação das pessoas que estão tentando se apropriar do terreno do Sampaio, mas preciso defender os interesses do clube. Trata-se de uma propriedade privada e esse direito precisa ser respeitado. Não tenho dúvidas de que essa motivação, além de financeira, apruma pelo lado político para me atingir”, afirmou o presidente Sergio Frota, insatisfeito com os contratempos causados pelas ocupações irregulares.

O técnico Léo Condé também lamenta a situação e ressalta que os deslocamentos para treinos em locais alternativos chegam a afetar a preparação do time, em um momento muito importante da Série B: “É claro que isso atrapalha. Precisamos de uma base, e o CT é a nossa referência. Esperamos que seja encontrada uma posição muito em breve, para que possamos retomar à nossa rotina normalmente, com segurança”, frisou o treinador.

O presidente e deputado estadual Sérgio Frota diz que a Justiça já lhe concedeu a reintegração de posse, mas estranhamente a Polícia Militar não realizou a ação. Já se comenta inclusive que a ‘demora’ da PM seria por conta da ação atrapalhada na primeira vez que foi feita, quando um jovem de 19 anos morreu e dois militares presos, mesmo o Governo Flávio Dino tendo sido uma ação isolada.

Se assim for, estamos diante da falência do sistema de Segurança Pública, afinal a Polícia Militar não possui mais a capacidade de realizar uma simples ação de reintegração de posse, o que se pode esperar da briosa PM do Maranhão?

A situação deve ganhar destaque na mídia nacional, afinal um dos integrantes do G4 da Série B teve sua sede invadida e sem nenhuma intervenção ou ação da Segurança Pública do Maranhão. Resultado: mais desgaste para o Governo Flávio Dino, que visivelmente vai pecando por omissão.

Só para lembrar que Sérgio Frota além de ser deputado estadual é um parlamentar da base do Governo Flávio Dino.

Sampaio ‘perde’ sua sede para invansores

por Jorge Aragão

Sérgio-FrotaBlog do Juraci Filho

O Sampaio Corrêa, medicine através da diretoria, nurse jogadores e comissão técnica, ampoule convocou à imprensa, na sexta feira (21), véspera do jogo contra o Vitória/BA, para uma entrevista coletiva. Na pauta, um fato inédito e deprimente para a história do futebol maranhense: o Tricolor não treinará, tão cedo, em sua sede no Turu.

O deputado/presidente do Sampaio, Sérgio Frota, expôs todo calvário vivido por ele, nos últimos trinta dias, período em que o terreno que pertence ao clube, foi invadido na Vila Luizão. As providências legais foram tomadas, como: comunicação aos órgãos competentes do estado; ingresso na justiça, com medida liminar de reintegração de posse – concedida pela justiça – e posteriormente o cumprimento da mesma, pela polícia que estrategicamente, errou completamente na ação técnica, o que culminou com a morte do jovem Fagner de 19 anos.

Sérgio Frota, relatou a imprensa, na sede da Associação dos Magistrados, no Calhau, onde o time está treinando, devido a falta de segurança em toda área da sede do Parque José Carlos Macieira, a decepção e o medo, pelo momento que passam os profissionais e funcionários do clube – o único representante do futebol maranhense na Série B, do Campeonato Brasileiro.

“Não bastasse todos os problemas dentro de campo, extra campo, estamos enfrentando um problema seríssimo, há um mês a sede do Sampaio foi invadida, dentro dos aspectos legais, nós entramos com um pedido de liminar para a reintegração de posse, a justiça concedeu, a polícia estava cumprindo e finalizando, quando aconteceu um conflito, houve um erro técnico, onde uma pessoa acabou falecendo; por isso, a polícia se retirou do local e uma hora depois a sede do Sampaio estava novamente invadida. Hoje existe um sentimento de medo, pois, jogadores, comissão técnica e funcionários não podem entrar no CT;eu queria dizer também, que a cerca de 45 dias, entreguei mais de 400 cestas de alimentos para a comunidade da Vila Luizão e Sol e Mar, numa ação social, mas quero que seja respeitado o direito constitucional a propriedade”, desabafou Sérgio Frota.

Clique aqui e continue lendo

Sérgio Frota cobra funcionamento do “Nota Legal”

por Jorge Aragão

sergioflavioDepois de comemorar a aprovação do Programa Nota Legal, order cujo ele foi inclusive o relator na Assembleia, sale o deputado estadual Sérgio Frota (PSDB) voltou a abordar o assunto, click mas agora já sem tanta empolgação.

Sérgio Frota, que é presidente do Sampaio, lamentou que até agora o programa não tenha sido efetivado, pois, segundo o parlamentar, não existe nenhum óbice para o seu funcionamento. Frota ainda disse que Sampaio e Imperatriz, representantes do Maranhão na Série B e D do Campeonato Brasileiro, podem ser prejudicados sem esse repasse.

“O Projeto Nota Legal tem a mesma concepção do Projeto Viva Nota, mas sendo um projeto mais simples e mais fácil de operacionalizar. Então eu queria chamar a atenção e pedir que o Executivo tivesse um pouco de carinho com essa situação. Hoje o Sampaio está em sexto lugar na Série B e gera empregos e renda, em termos de divulgação positiva do nome do Maranhão. O Imperatriz pode sofrer sem esse recurso, o presidente do clube já pensa até em renunciar”, afirmou.

A cobrança pública foi ainda tímida, mas nos bastidores Sérgio Frota, assim como a maioria dos deputados estaduais, tem reclamado do tratamento dispensado pelo Governo Flávio Dino. Frota teria tido a promessa do governador que o projeto “Nota Legal” seria implantado imediatamente, mas agora a tendência é que o projeto só seja efetivamente concretizado, se acontecer, no ano que vem.

Sérgio Frota vai se unindo ao time dos insatisfeitos com o tratamento do Governo Flávio Dino, principalmente nos últimos meses, e pelo visto é mais um que era feliz e não sabia. Já que a mudança de fato aconteceu apenas na postura de Dino, um antes da eleição e outo totalmente diferente após se transformar em governador.

Vale lembrar que o “Nota Legal” foi sancionado pelo governador no início de julho, mas passado mais de 30 dias, a situação continua estagnada, infelizmente.