São João de São Luís terá apoio do Governo Federal para divulgação

por Jorge Aragão

O São João de São Luís deste ano terá um gostinho ainda mais especial. A capital foi uma das cinco cidades brasileiras selecionadas em edital do Governo Federal de apoio aos festejos juninos. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), ganhará suporte do Ministério do Turismo (MTur) para promoção do destino e, claro, do bumba meu boi, tambor de crioula, cacuriá e todas as manifestações culturais que tomam conta da cidade durante as festas no mês de junho. O resultado final da Chamada Pública nº 001/2017 foi divulgado nesta terça-feira (9).

De acordo com a titular da Setur, Socorro Araújo, o São João da capital ganhará ainda mais visibilidade nos cenários nacional e internacional. “Estamos felizes com a seleção. O nosso São João tem belas festas e já fazemos um trabalho árduo para divulgá-lo. Agora, com esse apoio do Ministério do Turismo, mais gente vai poder conhecer a diversidade cultural que temos por aqui”, afirmou a titular da Semus.

Para a secretária, a seleção de São Luís mostra o empenho da gestão do prefeito Edivaldo para melhorar a cada ano a já consagrada festa de São João da capital, projetando a cidade e gerando emprego e renda para os ludovicenses. Anualmente, no mês de junho, pessoas de todas as regiões do Brasil e também do exterior prestigiam os festejos.

Entre as ações previstas para serem realizadas destacam-se press trips – visitas de jornalistas e influenciadores digitais aos destinos -, encontro de negócios, inclusão da festa no Calendário de Eventos Juninos, transmissão ao vivo nas redes sociais do MTur, divulgação do destino e cobertura jornalística dos festejos.

Além de São Luís, foram também selecionadas Belo Horizonte, em Minas Gerais; Bragança, no Pará; Campina Grande, na Paraíba, e Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Para a seleção dos municípios que realizam festejos juninos geradores de fluxo turístico foram considerados aspectos relacionados ao destino, ao roteiro de visita proposto para realização de press trip, ao festejo em si, e também à comercialização e promoção da festa e do destino.

XXIV Encontro de Gigantes do São João

por Jorge Aragão
Clique na figura para ampliar

Clique na figura para ampliar

Nesta sexta-feira (03), link com apoio fundamental do vereador de São Luís, hospital Pedro Lucas Fernandes (PTB), acontecerá mais uma edição do Encontro de Gigantes do São João.

O XXIV Encontro de Gigantes do São João será realizado a partir das 18h, na Capela de São Pedro, e contará com a participação dos principais cantadores das brincadeiras juninas do Maranhão, entre eles: Chagas (Boi de Ribamar), Ribinha (Boi de Maracanã), Marquinhos (Boi da Maioba), Ronaldinho (Boi da Madre Deus), Juninho (Boi da Pindoba), entre outros.

Além dos cantadores de Bumba Meu Boi, o Encontro de Gigantes de 2016 contará com a participação especial do cantor e compositor Roberto Ricci.

O vereador Pedro Lucas, um dos principais apoiadores do evento, destacou na sua página o XXIV Encontro de Gigantes.

“A nossa cultura é única e singular. Por isso mesmo estamos apoiando o tradicional Encontro de Gigantes, realizado na Capela de São Pedro, na Madre Deus. Veja a programação e participe. Nos encontramos lá!”, escreveu.

A cultura maranhense agradece pelo apoio.

Lançado São João 2016 em São José de Ribamar

por Jorge Aragão

SAOJOAO

Uma festa sem investimentos vultosos, clinic mas que será recheada de brilho, ailment alegria e que valorizará as brincadeiras genuinamente ribamarenses.

Assim será o São João 2016 do município de São José de Ribamar, clinic evento que foi lançado oficialmente nesta sexta-feira (06) pelo prefeito Gil Cutrim (PDT) durante reunião de trabalho com representantes de grupos folclóricos.

O São João ribamarense conta com o apoio do governo do estado e acontece no período de 19 a 29 de junho em diversos arraiais espalhados pela cidade – Sede (Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, na orla marítima), Vilas (Vila Flamengo), Matinha (sede do Bumba-Boi), Parque Vitória (Praça do Rodão), Panaquatira (Viva), Rio São João (Viva), Piçarreira (Viva), Nova Terra, Turiúba, Laranjal, Miritiua, Parque Araçagi, Parque Jair, Vila Sarney Filho, dentre outros. Já nos dias 03 e 04 de julho, na sede do município, será realizado o tradicional Lava Bois, evento que encerra oficialmente a temporada junina no Maranhão.

Gil Cutrim explicou aos representantes de grupos folclóricos que, mesmo diante da queda constante de recursos, a prefeitura não está medindo esforços para realizar a festança que, de acordo com o prefeito, além de tratar-se de um evento tradicional do calendário cultural da cidade, fomenta a economia, gera centenas de novos empregos e movimenta o setor do turismo, por exemplo.

Cutrim também fez um balanço proveitoso das ações desenvolvidas pela administração municipal no setor da cultura ao longo dos últimos cinco anos. “Promovemos e incentivamos todos os eventos do calendário cultural; investimos no apoio as brincadeiras genuinamente ribamarenses; executamos ações no setor da infraestrutura direcionadas ao setor. Realizamos muito e iremos fechar o ano trabalhando pela cultura ribamarense”, disse.

O prefeito anunciou que, já na próxima semana, a prefeitura pagará a primeira parcela dos cachês das dezenas de brincadeiras que irão se apresentar no São João. A medida, adotada desde 2011, visa oferecer fôlego financeiro aos grupos para que eles se preparem bem para as apresentações.

Para a representante do Grupo de Dança Portuguesa Renascer, Josiléia Reis, incentivar a cultura local é valorizar os ribamarenses. “Nós que fazemos a cultura do nosso município nos sentimos valorizados pela administração do prefeito Gil”, comentou.

Gil Cutrim debate parceria com Governo do Maranhão para São João

por Jorge Aragão

GILCUTRIMO prefeito Gil Cutrim (PDT) e o secretário estadual de Cultura e Turismo, viagra Diego Galdino, realizaram reunião de trabalho na qual ficou acertado que, a exemplo do que ocorreu ano passado, o governo do estado irá apoiar a prefeitura na realização do São João 2016 de São José de Ribamar.

De acordo com Cutrim, o São João ribamarense, mais uma vez, será uma festa voltada para as famílias, valorizando as brincadeiras da terra, movimentando o setor turístico e utilizando o período para gerar trabalho e renda para milhares de pessoas.

“São José de Ribamar possui uma cultura efervescente, os maiores e melhores grupos folclóricos do Maranhão, dentre eles os batalhões de Bumba Boi. Faremos uma festa adequada a nossa realidade financeira, mas sem deixar de prestigiar as brincadeiras da terra e aproveitar o período junino para movimentar a economia da cidade, gerando novos empregos temporários e mais renda”, explicou o prefeito.

Já na próxima semana, Gil Cutrim irá se reunir com representantes de grupos folclóricos, oportunidade na qual serão apresentados mais detalhes sobre o São João 2016.

O evento acontece no período de 19 a 29 de junho. Mais de 100 brincadeiras genuinamente ribamarenses irão se apresentar nos vários arraiais espalhados pela cidade.

Já nos dias 02 e 03 de julho, a prefeitura promoverá o tradicional Lava Bois, evento que encerra oficialmente a temporada junina no Maranhão.

O sucesso do Arraial da Nossa Gente em Codó

por Jorge Aragão

codo

Após uma semana de muita festa o 7° Arraial da Nossa Gente chegou ao fim. Iniciado no fim de junho a programação se estendeu até o último domingo (5). Como nos anos anteriores o Corredor da Folia se transformou na Vila Junina e ganhou um cenário com a cara do Nordeste, decease com símbolos e decoração dando referencia ao São João.

Em 2015, no rx a sétima edição do São João em Codó se tornou especial para a população e principalmente para as bandas locais, que abrilhantaram o arraial todos os dias com suas apresentações. As quadrilhas, o bumba meu boi, mais uma vez chamou atenção e abrilhantou o evento com suas cores e ritmos, levando o público ao delírio.

A segurança foi um setor que também mereceu destaque, pois o evento contou um grande esquema de monitoramento da Polícia Militar, Guarda Municipal e segurança particular, para dar tranquilidade, conforto para o público presente. A Vila Junina contou também com uma equipe do SAMU, que estava preparada para atender a população, caso necessário. Este ano a quadrilha campeã foi a Asa Branca, ficando a Renascer do Sertão com a segunda colocação.

Para o secretário de Cultura, Augusto Serra o 7° Arraial da Nossa Gente superou todas as expectativas.

“Hoje estamos encerrando mais um arraial com a banda do Rio Grande do Norte, Farra de Rico, e mais uma vez saio muito satisfeito com o que vi no período junino. A nossa cultura tem sido valorizada e eles nos presenteiam com belíssimas apresentações, como pudemos acompanhar durante toda essa semana, as quadrilhas, o bumba boi, as bandas que se apresentaram no palco estão de parabéns. Pra finalizar, gostaria de agradecer ao prefeito Zito por sempre incentivar a cultura codoense, agradecer a toda equipe de organização, as secretarias envolvidas que contribuíram para o sucesso de mais um arraial em Codó”, finalizou.

E o São João fora de época, meu caro Flávio Dino?

por Jorge Aragão

dino-boeiroApesar de agir contrariamente ao discurso, decease o governador Flávio Dino jura de pé junto que é um apreciador da cultura maranhense e consequentemente do nosso festejo junino.

No entanto, here até o momento, praticamente tudo que Dino fez foi no sentido contrário, no sentido de diminuir o brilho da maior festa cultural do Maranhão.

Sem explicação alguma, o Governo Flávio Dino reduziu o período do São João, que ficou resumido em somente onze dias. Também sem explicação, Dino extinguiu o principal arraial de São Luís nos últimos anos, o Arraial da Lagoa. Prefeitos reclamaram da falta de apoio para realizarem os festejos juninos nas suas respectivas cidades e por aí em diante.

A ‘tragédia’ só não foi pior por causa do Arraial da Cidade, idealizado pelo presidente da Câmara de Vereadores de São Luís, Astro de Ogum, e o Arraial da Praça Maria Aragão, realizado pela Prefeitura de São Luís, com o apoio do Governo do Maranhão.

Mas o governador Flávio Dino tem a oportunidade de mostrar que realmente gosta da cultura maranhense e que é um apreciador do nosso São João, como jura de pé junto pelos quatros cantos, e basta manter outra tradição já existente no Maranhão, o São João ‘fora de época’

Nos últimos anos, os arraiais acabavam, mas o São João continuava. O Governo do Maranhão estendia os festejos juninos durante o mês de julho, contando sempre com parceria da iniciativa privada.

A ideia, além de propiciar aos maranhenses mais um mês de alegria aos fins de semana, é de atrair mais turistas que gostem da nossa cultura, afinal é em julho, período de férias escolares, a maior movimentação turística em todo o Brasil. Isso sem falar na quantidade significativa de empregos temporários que, diretamente e indiretamente, seriam gerados.

Se de fato o governador gosta mesmo da cultura maranhense e do nosso São João, ele tem agora uma excelente oportunidade de mostrar isso, afinal basta autorizar a prorrogação durante os fins de semana de julho do Arraial do Ipem, ou mesmo do Arraial da Maria Aragão, em parceria com a Prefeitura de São Luís.

Fica a dica, meu caro governador Flávio Dino, os maranhenses e os amantes da cultura agradeceriam muito.

Reta final do Arraial da Praça Maria Aragão

por Jorge Aragão

MARIAARAGAOOs últimos dias de programação do arraial da Praça Maria Aragão, capsule que será encerrado na segunda-feira (29), ampoule contam com diversas atrações culturais e folclóricas que vão agradar a todos os públicos. Além da boa programação, pharmacy quem for ao arraial também poderá apreciar pratos com comidas típicas e desfrutar de uma mega estrutura de som, palco, iluminação, barracas, segurança e decoração que dá colorido e beleza ao “São João de Todos” e garante conforto e segurança aos integrantes das brincadeiras e aos visitantes.

A festa de magia e alegria, organizada pela Prefeitura de Sâo Luís, por meio da Fundação Municipal de Cultura (Func), em parceria com o governo do Estado, vai levar para o palco do arraial da Praça Maria Aragão bumba meu boi, cacuriá, shows e o espetáculo teatral Desejo de Catirina.

A programação de sábado (27) será aberta pelo Cacuriá Mirim Rabo de Saia, que começa a partir das 18h. Ao longo da noite se apresentarão ainda, nesta ordem, Quadrilha Fogo Caipira, bumba meu boi Fé em Deus, show do grupo Lamparina, baile de Caixa e os bumba bois Brilho da Ilha, Pindoba e Meu Tamarineiro. Cada apresentação dura uma hora.

Quem for à praça no domingo (28) pode curtir a dança do Coco Pirinã, show Folias de São João – Tutuca, Companhia Barrica e, fechando a noite, as apresentações dos bois Nina Rodrigues, Apolônio, Brilho da Boa Hora e de São José dos Índios.

Ainda no domingo, uma boa opção para quem aprecia dança Portuguesa é a décima sexta edição do Encontro de Danças Portuguesas e Manifestações Culturais do Maranhão, realizada pela União Folclórica e Cultural Luso-brasileira do Maranhão. Mais de 60 grupos de danças culturais devem se reunir na Praça de São Roque, no bairro do Lira, com início às 19h e previsão de término às 10h do dia seguinte.

Na segunda-feira (29), último dia do arraial, o espetáculo teatral Desejo de Catirina Gamar abre a programação às 18h. Em seguida, o público poderá assistir ainda às apresentações do bumba meu boi tradicional de São Bento, show folia de São João com o “Grupo Folias de Três”, cacuriá de Dona Teté, bumba meu boi Santa Fé, show de Pepê Júnior e o batalhão do boi de Maracanã.

“Flávio Dino foi criminoso com a maior festa junina do Brasil”, diz Andrea Murad

por Jorge Aragão

ANDREAMURADNOVAPara quem está circulando pelos arraiais da cidade, os poucos instalados, nota o quanto a festança junina está carente de alegria, entusiasmo, decoração e estrutura. Esta foi a principal crítica feita pela deputada Andrea Murad (PMDB) que esta semana tem acompanhado a temporada junina na capital e interior do estado. Ela destacou ainda a notícia de que o estado, só após a principal temporada de festas do Maranhão, irá divulgar a festança e que, assim como a saúde, Flávio Dino enterrou o São João.

“Já dá pra ver o desastre que foi o São João com o Governador Flávio Dino no comando. Hoje, lendo o blog do jornalista Marco D’Eça, me vem a Secretária de Turismo, Delma Andrade, falar do esforço do Governo com o São João trazendo turista. Eu quero saber qual o esforço que o governo fez? Se o Governo fez algum esforço, foi para conseguir enterrar o São João do Maranhão. A verdade é que o governador Flávio Dino foi criminoso com a maior festa junina do Brasil”, discursou.

A parlamentar também criticou a base governista por exaltar a ‘mudança’ no atual governo diante da calamidade em várias áreas da gestão e voltou a denunciar o descaso no Hospital de Câncer do Maranhão, onde faltam remédios básicos e pacientes sofrem com o atraso nos horários para as medicações.

“Faltam Tylenol, Dimeticona, Carbamazepina, Tropenen, Amytril e outros medicamentos no Hospital do Câncer, onde também faltam técnicos de enfermagem, os pacientes ficam esperando horas porque diminuíram os técnicos de enfermagem, e os pacientes ficam com dor, esperando medicamento, porque são poucos técnicos para atender vários pacientes, e pior, muitas vezes acontece de não ter o medicamento, falta medicamento para dor, no hospital do câncer falta até Tylenol! Mudança realmente houve, uma mudança muito grande, mas uma mudança para pior”, disse Andrea Murad.

Tudo pronto para a 7ª edição dos Festejos Juninos da Nossa Gente

por Jorge Aragão

ZITOEGLALBER

Na quarta-feira (24), pharmacy dia de São João, o secretário de Cultura e Igualdade Racial de Codó, Augusto Serra, o prefeito de Codó, Zito Rolim, e o deputado estadual Glalbert Cutrim, receberam os representantes dos grupos folclóricos de Codó que participarão da “7ª edição dos Festejos Juninos da Nossa Gente”. O encontro foi para a realização do repasse de apoio financeiro aos grupos que farão a edição da festa em 2015.

Quadrilhas urbanas, rurais e mirins, Bumba Bois de diversos sotaques e grupos étnicos receberam os incentivos, para participarem de uma das maiores manifestações culturais do Brasil. “É muito importante para nós que fazemos parte da família de quadrilheiros esse tipo de incentivo. Em todos esses anos o prefeito Zito deu auxílio financeiro para todos os grupos, sempre esteve do nosso lado, nos ajudando a abrilhantar os festejos juninos. Nós trabalhamos com coreografias das quadrilhas, treinos com os participantes e nem sempre todos eles tem recursos para o transporte, alimentação e apoio em geral. Em nossa quadrilha nós temos cerca de vinte e cinco pares e nem todos podem arcar com as despesas. Por isso o repasse é fundamental para nosso trabalho”,  falou um representante da Quadrilha Asa Branca.

De acordo com Augusto Serra, o repasse financeiro é de suma importância para os grupos culturais, pois facilita a organização de toda a equipe. “Nesses sete anos da gestão do prefeito Zito Rolim, o incentivo a cultura tem sido uma constante realidade. O repasse aos grupos ajuda e muitos aos produtores culturais que preparam anualmente um espetáculo para a população codoense no período dos festejos juninos. A cada carnaval, a cada São João nós estamos cumprindo com nosso dever, que é apoiar todos os grupos folclóricos de nosso município”, explicou o secretário.

O deputado Glalbert Cutrim mostrou-se feliz por poder voltar a Codó e participar da reunião com representantes dos grupos folclóricos. “Voltar a Codó sempre será um motivo de alegria ainda mais quando se trata da distribuição do incentivo financeiro para os grupos que multiplicam o valor da nossa cultura, através das danças ou qualquer manifestação cultural. Na minha última passagem por Codó no dia 16 de abril, aniversário da cidade onde participamos de diversas inaugurações, eu falei que me sentia um codoense, e reitero que como codoense, continuarei representando toda a população na Câmara dos Deputados”. Declarou o deputado.

Para o prefeito Zito Rolim, o incentivo financeiro aos grupos ajuda a fazer um espetáculo rico para os codoenses e turistas. “O nosso país vive uma grave crise econômica e isso interfere diretamente em nosso mandato, porém não poderíamos abandonar nossos grupos culturais. Desde a minha primeira gestão procuramos atender a todos os grupos que fazem a cultura em nosso município, seja no carnaval ou no período do São João. Nós temos trabalhado incansavelmente para continuar a cumprir com nossas obrigações, esse ainda não é o incentivo que gostaríamos de fornecer, mas continuaremos na luta, enfrentando as crises para darmos suporte aos grupos culturais que embelezam nossas manifestações culturais. Esperamos que cada ano seja melhor e para isso procuramos disseminar o apoio a todos os bairros. Para nossa alegria, a contra partida do município é o empenho maravilhoso de nossas crianças e nossos jovens que abrilhantam a nossa cultura”, finalizou.