Victor Mendes e Mercial Arruda visitam e reafirmam apoio a Roseana

por Jorge Aragão

O deputado federal Victor Mendes e o prefeito de Grajaú, Mercial Arruda, estiveram na quarta-feira (17), visitando a ex-governadora Roseana Sarney.

Além da visita de cortesia, os dois políticos, mais uma vez, ratificaram seus posicionamentos de apoio a pré-candidatura de Roseana ao Governo do Maranhão.

“Viemos fazer uma visita de cortesia a ex-governadora e, obviamente, conversar sobre política e a situação do Maranhão. Na oportunidade, reiteramos que estaremos apoiando a pré-candidatura de Roseana. Foi muito positiva a conversa e sentimos a ex-governadora motivada para a difícil campanha eleitoral deste ano”, afirmou o parlamentar.

Victor Mendes que tem viabilizado algumas emendas parlamentares para Grajaú, colaborando assim com a gestão de Mercial Arruda, assegurou que a parceria seguirá firme em 2018.

“Sabemos das dificuldades que os prefeitos estão encontrando com cortes de verbas e a consequente perda de receitas, mas estamos colaborando na medida do possível e o prefeito Mercial Arruda é um grande amigo e seguiremos dando total atenção para Grajaú também neste ano de 2018”, destacou.

Victor Mendes também fechou uma aliança em São Luís e Grajaú com o vereador da capital maranhense, Marcial Lima, irmão do prefeito Mercial Arruda. O jornalista é pré-candidato a deputado estadual.

“Temos acompanhado o bom trabalho do Marcial Lima na Câmara de Vereadores e entendemos que ele pode melhorar muito o debate na Assembleia Legislativa, por esse motivo estaremos juntos em São Luís e Grajaú”, finalizou.

Lembrando que Victor Mendes buscará a reeleição para o seu segundo mandato como deputado federal e o parlamentar foi o único maranhense a comparecer a todas as sessões da Câmara Federal no ano de 2017.

“Não sou juíza e nem professora de Deus”, afirma Roseana

por Jorge Aragão

Nesta quinta-feira (11), a ex-governadora Roseana Sarney concedeu rápida entrevista no programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, apresentado pelo titular do Blog do Jorge Aragão.

Roseana fez questão de demonstrar a sua alegria e satisfação pela entrega da duplicação da BR-135, no trecho entre Estiva e Bacabeira. A ex-governadora também agradeceu a ex-presidente Dilma Rousseff pelo início da obra, mas lembrou que foi no Governo Temer, com apoio da Bancada Federal, que houve a conclusão. Roseana também lembrou algo que poucas pessoas comentam, que a primeira parte da duplicação da BR-135, dentro da Ilha de São Luís, foi feita pelo Governo do Maranhão, na sua gestão ainda em 1998.

“Hoje é um dia de festa para o Maranhão, pois a luta pela duplicação da BR-135 é uma reivindicação antiga de todos os maranhenses. Essa é a segunda parte da duplicação, pois a primeira que está dentro da Ilha foi feita no meu governo. Agora teremos mais um trecho até Miranda do Norte e a nossa luta agora vai ser levar essa estrada duplicada até Timon. Essa é uma obra importante não apenas para o Maranhão, mas também para o Brasil. Queria agradecer a presidenta Dilma, pois a obra foi iniciada no seu governo, mas preciso reconhecer o esforço do presidente Temer, já que foi no seu governo que a obra foi retomada e concluída. É importante destacar o empenho também da Bancada Federal”, afirmou.

Roseana também falou sobre a disposição de disputar a eleição para o governo e disse que se sente muito feliz ao ter o seu nome novamente lembrado pelo povo do Maranhão.

“Eu fico muito feliz em ser lembrada pelo povo, pois é um sinal que o meu nome é lembrado pelo trabalho que sempre desenvolvi pelo Maranhão e pela responsabilidade. Eu estou analisando tudo, mas a princípio sim eu sou pré-candidata a governadora do Maranhão. O meu nome está à disposição do meu partido”, afirmou.

Ao ser perguntada sobre os dados do IBGE que apontam para o aumento da extrema pobreza e a queda do PIB no Maranhão, Roseana, ao contrário do governador, preferiu não tripudiar da fraca gestão comunista.

“A vida inteira as pessoas me acusavam sobre essa coisa de pobreza. Agora as pessoas que estão no governo estão compreendo o que é governar. Estão sabendo o que é governar. Não é fácil governar. Então eu me resguardo a não comentar, pois esse não é o meu estilo. Então eu prefiro não comentar e repasso essa pergunta ao povo do Maranhão. Quem tem que analisar não sou eu. Eu não sou juíza e nem professora de Deus para analisar tudo. Eu sou uma pessoa comum, eu não sei tudo. As pessoas é que vão analisar se o Maranhão cresceu ou não cresceu”, finalizou.

Bem que Flávio Dino poderia aprender a lição, mas com toda prepotência e arrogância, seria impossível agir assim.

Caso SEFAZ: mais uma vitória de Roseana Sarney

por Jorge Aragão

Apesar dos inúmeros factoides criados, a ex-governadora Roseana Sarney segue conseguindo sucessivas vitórias na Justiça com relação ao Caso SEFAZ.

Na segunda-feira (18), foi a vez do juiz Sebastião Bonfim, respondendo pela 3ª Vara da Fazenda Pública, rejeitar mais uma ação por Improbidade Administrativa proposta pelo promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, contra a ex-governadora Roseana Sarney.

O magistrado, que sequer recebeu a denúncia contra Roseana, deixou claro na sua decisão que “os acordos teriam acarretado economia aos cofres públicos” e que eles “foram precedidos por pareceres expedidos pela Procuradoria do Estado e, posteriormente, homologados judicialmente, o que atesta a sua legalidade”, disse Sebastião Bonfim.

A decisão de rejeitar a denúncia não alcançou apenas Roseana Sarney, mas Marcos Lobo, Helena Haickel e Ricardo Gama Pestana.

Entretanto, o magistrado decidiu pela indisponibilidade dos bens, quebra do sigilo bancário e fiscal dos demais citados na ação do Ministério Público: Cláudio Trinchão, Akio Valente, Raimundo José Rodrigues do Nascimento, Edmilson Ahid Neto, Jorge Arturo Mendoza Junior e Euda Maria Lacerda.

Essa já é a terceira denúncia relativa ao Caso SEFAZ que, partindo de informações prestadas pelo Governo Flávio Dino, através da tal Secretaria de Transparência, tenta em vão alcançar a ex-governadora Roseana Sarney.

E assim os factoides criados, seguem sendo desmontados, um a um.

A paixão doentia e inexplicável de Flávio Dino pelo sobrenome Sarney

por Jorge Aragão

Chega a impressionar a paixão obsessiva e doentia do político Flávio Dino pelo sobrenome Sarney. Neste sábado (09), ao comentar pela primeira vez o triste episódio da morte do ex-prefeito de Barra do Corda, o comunista mais uma vez deixou aflorado esse seu sentimento vil e desprezível.

Flávio Dino classificou a ex-governadora Roseana Sarney, que já lhe derrotou em primeiro turno na única eleição que se enfrentaram, de ex-líder político e que ela agiu como oportunista, diante do trágico episódio.

O problema é que, como uma pessoa amargurada, prepotente e arrogante, Flávio Dino não consegue compreender gestos de solidariedade com outras pessoas, principalmente em momentos delicados, que ultrapassam a barreira política.

Roseana praticamente sempre contou com o apoio político do ex-prefeito Nenzim, na cidade de Barra do Corda. Tem um bom relacionamento com a família e recentemente esteve reunida com o próprio Nenzim, já tratando das eleições em 2018.

Será que para o insensível Flávio Dino o correto seria Roseana não comparecer ao velório para despedir do aliado político e amigo??? Será que para o frio comunista o correto seria Roseana não prestar solidariedade à família de Nenzim???

Realmente, Flávio Dino não sabe mesmo como se deve agir em situações assim, tanto que mesmo sendo governador do Maranhão, onde um ex-prefeito e liderança de uma Região do Estado é assassinado, o comunista só veio se posicionar hoje e criticando quem agiu como ele deveria ter agido.

Flávio Dino, mesmo a vítima sendo pai de um deputado estadual, inclusive da sua base, em momento algum lamentou o trágico episódio e muito menos se solidarizou com a família da vítima nas redes sociais.

Se para Flávio Dino ser oportunista é prestar solidariedade, tenho convicção absoluta que a família de Nemzim e a maioria das famílias maranhenses prefere ter uma “oportunista” como Roseana como amiga, do que um insensível Flávio Dino como aliado.

Definitivamente somente Sigmund Freud para explicar essa paixão doentia de Flávio Dino pelo sobrenome Sarney.

Fábrica Suzano: o reconhecimento de Imperatriz a Roseana Sarney

por Jorge Aragão

Por essa o governador Flávio Dino não esperava. O comunista se mandou para Região Tocantina onde participou da inauguração das fábricas da Suzano e Peroxidos Brasil, mas foi surpreendido com um reconhecimento para seu desafeto político, a ex-governadora Roseana Sarney.

Flávio Dino que tentava, como de costume, tirar proveito eleitoral de obras e ações de terceiros (veja acima), foi obrigado a ouvir o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, reconhecer a importância de Roseana para que a fábrica da Suzano fosse instalada na segunda maior cidade do Maranhão.

“De 2009 até 2017 teve todo um processo para a implantação e ampliação da fábrica da Suzano. Aqui eu preciso fazer um registro justo, pois todos nós sabemos que a Suzano seria implantada em Porto Franco, mas a governador Roseana Sarney trouxe a fábrica para Imperatriz. Então faço esse registre digno e justo da participação dela na implantação dessa fábrica”, afirmou o prefeito de Imperatriz. Veja abaixo.

 

Flávio Dino fatalmente não curtiu, mas teve que ouvir calado o justo reconhecimento. Só restou mesmo ao comunista distorcer os fatos nas redes sociais.

Caso SEFAZ: Justiça determina trancamento da ação contra Roseana

por Jorge Aragão

Apesar da insistência do titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, em querer incluir a ex-governadora Roseana Sarney no polêmico Caso SEFAZ, Roseana conseguiu nova vitória no Tribunal de Justiça nesta quinta-feira (16).

A 2ª Câmara do Tribunal de Justiça do Maranhão, por unanimidade, decidiu pelo trancamento de ação penal contra Roseana. Por três votos a zero, os desembargadores acolheram os argumentos da defesa e decretaram o trancamento do processo criminal. Votaram os desembargadores Antônio Guerreiro, relator, José Bernardo e José Luís Almeida.

O curioso é que o Ministério Público, representado pela procuradora de Justiça Themis Pacheco, que representa o MP no Tribunal, também se manifestou pelo trancamento da ação penal.

Os advogados Anna Graziella Neiva e Luís Henrique Machado, que defendem a ex-governadora, argumentaram ao Tribunal de Justiça que ela não praticou nenhum ato ilícito, apenas se amparou em pareceres da Procuradoria-Geral do Estado.

“Ficou confirmado que a conduta da governadora jamais poderia ser enquadrada como um crime. Ela, apenas e tão somente, atendeu um parecer emitido pelos procuradores do Estado que também já foram excluídos da ação penal em decisão do Superior Tribunal de Justiça”, afirmou Anna Graziella, que ainda lembrou que o STJ já havia dito não ter visto dolo na ação da ex-governadora.

Dia 16 de novembro de 2017, inesquecível para Roseana Sarney e Flávio Dino, cada um colhendo o que plantou.

Resultados eleitorais desmentem asseclas de Flávio Dino

por Jorge Aragão

Os asseclas do governador Flávio Dino tentam, em vão, desvirtuar a realidade dos fatos e principalmente dos números eleitorais. A ideia é passar a imagem de que o arrogante e prepotente comunista é um verdadeiro espoca urna, mas a realidade é bem diferente, como será demonstrado agora.

Depois que o senador Roberto Rocha rompeu com Flávio Dino, os asseclas tentam, a toda postagem crítica de Rocha contra o comunista, dizer que o senador é ruim de voto e que o governador um espoca urna. Além de atribuir a eleição de 2016 de Rocha a Dino.

Entretanto, na única eleição que ambos disputaram o mesmo cargo eletivo, em 2006, quando os dois foram candidatos a deputado federal, o resultado mostra exatamente o contrário do que apregoam os asseclas do comunista.

Naquela eleição, Flávio Dino, graças aos apoios fundamentais do então governador José Reinaldo e do então prefeito de Caxias Humberto Coutinho, obteve 123. 597 votos, foram quase 16 mil votos a menos que Roberto Rocha, que foi o deputado federal mais votado com 139.294 votos. Ou seja, no único embate entre ambos, foi Roberto Rocha quem levou a melhor e mostrou ser bom de voto.

Outra crendice dos asseclas de Flávio Dino é atribuir a eleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, ao comunista. Os tolos fazem questão de esquecer que Edvaldo, ao contrário de Dino, jamais perdeu uma eleição. Foi o vereador mais votado de São Luís, na sua reeleição em 2008 e o deputado federal mais votado na capital em 2010.

Os asseclas afirmam, levianamente, que sem Flávio Dino, Edivaldo não venceria João Castelo na disputa pela Prefeitura de São Luís em 2012. Só que não conseguem explicar como o “espoca urna” do Flávio Dino foi derrotado para o mesmo Castelo em 2008. Ora, se Flávio Dino não conseguiu derrotar Castelo em condições de igualdade, como seria capaz de ser determinante para a vitória de Edivaldo contra João Castelo, sentado na cadeira de prefeito??? Ou seja, quem é bom de votos, tanto que jamais perdeu uma eleição é Edivaldo.

Por fim, os asseclas dizem que Roseana Sarney não será párea para o espoca urna Flávio Dino no ano que vem. Só que, mais uma vez, os tolos esquecem que na única disputa direta entre ambos, que aconteceu em 2010, quem venceu foi Roseana e venceu logo no 1º Turno. Ou seja, num confronto direto, quem demonstrou ter votos foi Roseana, não o comunista.

Por fim, vale lembrar que as duas únicas vitórias de Flávio Dino aconteceram em 2006, já destacada na postagem, e 2014. A vitória de 2014, para quem não tem memória ou faz questão de esquecer, o comunista derrotou Lobão Filho, um candidato que jamais havia disputado nenhuma eleição anteriormente e que, corajosamente, entrou na disputa eleitoral na reta final em substituição a Luis Fernando, que desistiu do pleito.

Sendo assim, quem efetivamente precisa mostrar que é bom de voto é Flávio Dino e não quem os asseclas querem diminuir eleitoralmente para agradar o comunista, afinal contra fatos e números, não existem argumentos.

Roseana na estrada a partir de 2018

por Jorge Aragão

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) se prepara para uma verdadeira maratona, logo após a virada do ano deve visitar todos as cidades maranhenses.

Logo depois que decidiu realmente ser candidata, anúncio feito na semana passada, Roseana agora começa a montar uma estratégia para conseguir visitar todos os 216 municípios do Maranhão.

A ideia é conversar com todos os prefeitos, antigos e novos aliados, ouvir a classe política para formar um grupo forte e coeso visando as eleições de 2018. Roseana sabe que a maioria dos prefeitos e políticos estão insatisfeitos com o governador Flávio Dino e não querem a continuidade da gestão comunista.

Roseana ainda não confirmou por onde começará seu périplo e tão pouco decidiu se efetivamente fará algum evento para oficializar sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Só que até lá, a ex-governadora segue na ponte aérea São Luís/Brasília/São Luís, onde segue articulando e solidificando o seu retorno a uma disputa eleitoral.

É aguardar e conferir.

Candidatura de Roseana assegura 2º Turno nas eleições

por Jorge Aragão

A confirmação da pré-candidatura de Roseana Sarney (PMDB) ao Governo do Maranhão, na opinião de praticamente todos os principais analistas políticos, é a certeza de que a eleição será decidida em dois turnos.

O Palácio dos Leões obviamente queria decidir a eleição no 1º Turno, mas também sabe que com cinco candidaturas na disputa do pleito, essa possibilidade fica inexistente.

O raciocínio é simples e lógico. Em 2014, obviamente ninguém conhecia o fracasso de Flávio Dino como governador, poucos conheciam a incompetência e incoerência do comunista, enfrentou um adversário que jamais havia sido testado nas urnas e que entrou na disputa de última hora, mesmo assim Lobão Filho ainda abocanhou quase 34% dos votos numa eleição praticamente plebiscitária.

Agora em 2018 a realidade é outra. Muitos conhecem Flávio Dino de verdade, muitos ficaram perplexo com sua incompetência como gestor e sua incoerência latente como político. Além disso, serão cinco candidaturas que devem efetivamente serem votadas e como adversária principal, Roseana Sarney, uma política com um recall impressionante em todo o Maranhão.

Ou seja, para o desespero de Flávio Dino e seus asseclas, o 2º Turno será inevitável.

Roseana confirma pré-candidatura ao Governo do Maranhão

por Jorge Aragão

Acabou a dúvida e agora é oficial. Roseana Sarney será mesmo pré-candidata ao Governo do Maranhão nas eleições de 2018.

Em uma conversa informal com jornalistas na tarde desta sexta-feira (03), inclusive o titular do Blog, Roseana confirmou que, depois de inúmeros pedidos, resolveu rever a sua “aposentadoria da política” e disputar o pleito eleitoral do ano que vem.

“Após muito refletir sobre o momento político do Brasil e do Maranhão, seus problemas e desafios, e entendendo o desejo dos maranhenses que reconhecem o trabalho que realizei ao longo de inúmeros mandatos que exerci, coloco o meu nome à disposição do meu partido, dos políticos, correligionários e das lideranças da sociedade civil, para construirmos juntos uma alternativa de poder a fim de disputar as próximas eleições para o governo do Maranhão.

Não sou de fugir de lutas e embates. Já demonstrei minha honestidade, seriedade, experiência, equilíbrio, capacidade administrativa e liderança política. É urgente recolocar o Maranhão na trilha do desenvolvimento econômico, do emprego, de mais oportunidades e cuidado com os que mais precisam.

Não aceito demagogia, oportunismo, prepotência e perseguições.

O povo maranhense saberá, no momento certo, nos indicar o melhor caminho a seguir.”

A informação deve ter forte repercussão no meio político, principalmente no Palácio dos Leões, afinal é justamente Roseana a adversária mais temida pelo atual governador Flávio Dino, que buscará a reeleição.

Com a confirmação de Roseana Sarney, já são cinco o número de pré-candidatos ao Governo do Maranhão. Além de Roseana (PMDB), teremos Flávio Dino (PCdoB), Roberto Rocha (PSDB), Maura Jorge (PODEMOS) e Ricardo Murad (PRP).