De volta ao Maranhão, Fufuca fala do seu novo momento na política

por Jorge Aragão

Nesta sexta-feira (01), o presidente em exercício da Câmara Federal, André Fufuca (PP) retornou ao Maranhão para passar o fim de semana e concedeu entrevista na Rádio Mirante AM, ao jornalista Roberto Fernandes, no programa Ponto Final.

André Fufuca falou do seu novo momento na política, já que atualmente responde pelo comando da Câmara Federal. O maranhense se disse preparado para as críticas construtivas, mas lamentou as críticas pejorativas.

“No ambiente democrático existem as críticas e eu sei assimilar muito bem. As críticas construtivas foram e serão sempre muito bem absolvidas. As críticas pejorativas eu lamento. Porque as críticas? Será que é porque eu sou jovem, nordestino e maranhense? Eu lamento as críticas pejorativas, mas elas não me atingem”, afirmou.

Sobre a tão aguardada Reforma Política, que poderá ser votada na semana que vem, quando a Câmara Federal ainda estará sob o comando de André Fufuca, o parlamentar demonstrou esperança de que teremos algumas modificações já para as eleições de 2018.

“Nós temos 30 dias para votar a Reforma Política. Se houver a aprovação neste período valerá para 2018, caso contrário ficará para 2020. Nós estamos com um trabalho muito grande de mobilização das bancadas para dar quórum na semana que vem. Nós temos um foco que é colocar a Reforma Política em votação e estamos trabalhando para isso”, destacou.

André Fufuca, ao contrário do que muitos imaginam, deixou claro que se no período em que estiver respondendo pela Câmara Federal chegar uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer, ele respeitará o regimento e receberá a nova denúncia.

“Eu tenho me posicionado quanto a isso abertamente. Se a denúncia chegar na minha interinidade, eu irei respeitar o que diz o regimento da casa e eu não colocarei qualquer obstáculo”, finalizou.

Fufuca retorna no domingo (03) para Brasília, já na semana que vem, que será mais curta por conta do feriado de 7 de setembro, ele voltará a presidir as sessões na Câmara Federal.

Weverton confirma publicamente interesse na disputa pelo Senado

por Jorge Aragão

weverton

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) foi o primeiro político maranhense a admitir publicamente que pretende disputar uma das duas vagas ao Senado Federal nas eleições de 2018.

Em entrevista tanto ao programa Ponto Final da Rádio Mirante AM, apresentado pelo jornalista Roberto Fernandes, quanto ao jornal O Estado do Maranhão, Weverton Rocha assegurou que já trabalha para viabilizar sua candidatura ao Senado Federal.

“Temos um grupo de lideranças da sociedade civil que está criando esse entendimento de que precisamos nos preparar para disputar uma vaga no Senado. O nosso trabalho é nos mantermos preparados e à disposição desse grupo”, revelou o parlamentar.

Weverton Rocha ressaltou, ainda, o fato de que mesmo partidos que não são da base do governador Flávio Dino (PCdoB) apoiam a empreitada pedetista. Ele citou o DEM, cujo presidente, deputado federal Juscelino Filho, participou do encontro de Santa Inês.

“Temos aliados que não são aliados do governo estadual e que já estão conosco, como, por exemplo, o DEM, que não é da base de apoio do governo estadual, mas está também no projeto e acredita que nós temos que estar juntos. Temos setores, representantes políticos, filiados a partidos que não são aliados nossos que também comungam e estão nesse projeto conosco”, pontuou.

Depois de reunir pelo menos vinte lideranças de vários partidos políticos em Santa Inês, em dezembro do ano passado, Weverton Rocha já marcou para fevereiro um segundo encontro, para continuar os debates sobre sua candidatura ao Senado.

Outros nomes – Dos três senadores maranhenses, dois estarão terminando o mandato em 2018, os peemedebistas Edison Lobão e João Alberto.

Weverton Rocha acaba sendo o primeiro a admitir publicamente a intenção de disputar o Senado Federal, mas nos bastidores se especulam alguns nomes para a disputa, como do presidente da Assembleia, Humberto Coutinho (PDT), do deputado federal José Reinaldo (PSB), do ministro do Meio-Ambiente, Sarney Filho (PV), da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), do suplente de senador Lobão Filho (PMDB) e do próprio João Alberto que estuda a possibilidade de uma reeleição.

Entretanto, inegavelmente nesse momento é Weverton Rocha que larga na frente nessa difícil disputa e que está bem melhor posicionado.

Um momento que começou a ser construído em 2013

por Jorge Aragão

roberto

Nesta quinta-feira (19) o Maranhão amanheceu “vermelho e preto”, medicine os torcedores rubro-negros comemoram o título de campeão maranhense depois de oito anos de jejum.

Foi um título perfeito, o Moto foi o time que teve a melhor defesa, o melhor ataque e conquistou o campeonato sem a necessidade de final, pois venceu os dois turnos. Somando-se a tudo isso, venceu o Sampaio, mais tradicional adversário, na decisão do 2º Turno.

O título conquistado na noite de quarta-feira (18), foi apenas a cereja do bolo. O mais importante, o rubro-negro já havia conquistado antes. O Moto estará de volta ao cenário nacional, já que voltará a ser o representante do Maranhão na Série D e carimbou o passaporte para as duas competições mais rentáveis do futebol brasileiro para as equipes maranhenses, a Copa do Brasil e a Copa do Nordeste.

Todos estão de parabéns, o presidente Hans Nina pela criatividade, esforço e dinamismo implantado no clube, o diretor de futebol Waldemir Rosa (Dadá) pela montagem da equipe, a comissão técnica e jogadores pelo resultado brilhante obtido dentro de campo e a torcida que jamais abandonou o time e sempre incentivou.

Entretanto, seria uma injustiça enorme não mencionar o nome do ex-presidente, o jornalista Roberto Fernandes. O momento vivido pelo Moto hoje, começou a ser construído em 2013.

Naquele ano, o rubro-negro vivia um dos seus piores momentos. O time além de estar rebaixado, pela segunda vez, no campeonato maranhense, estava desacreditado, sem credibilidade alguma, sem comando e muitos chegaram a cogitar o fim do Moto Club.

Só que naquele momento, a paixão de um motense falou mais alto que a razão. O “maluco” Roberto Fernandes, mesmo com restrição de familiares e amigos, decidiu emprestar sua “marca” para o rubro-negro.

Roberto Fernandes foi aclamado presidente do Moto Club e com ajuda de alguns motenses, inclusive do atual presidente, conseguiu resgatar a dignidade e credibilidade do Papão do Norte.

Indiscutivelmente todos que estão no presente são merecedores de parabéns, mas seria injusto esquecer o passado e a semente plantada em 2013 e colhida agora em 2016.

A nação rubro-negra agradece a todos…

A injustiça eleitoral com os profissionais de rádio e televisão

por Jorge Aragão

robertofernandesÉ bem verdade que o debate não é novo e todo ano eleitoral ele se renova, physician mas desta vez, illness com a minirreforma “meia-boca” feita pelo congresso eleitoral, a injustiça contra os profissionais de rádio e televisão aumenta ainda mais.

A legislação eleitoral, de maneira arcaica, injusta e desnecessária, já exigia o afastamento do profissional do rádio e da televisão do seu “ganha pão” 90 dias antes do pleito eleitoral. Situação que não é exigida para médicos, advogados e outros profissionais liberais.

Entretanto, esse absurdo afastamento ficou ainda mais grave com as mudanças para as eleições de 2016, afinal o tempo de campanha eleitoral diminuiu bastante, mas o prazo para afastamento dos profissionais de rádio e televisão permaneceu o mesmo.

marcialA minirreforma reduziu o tempo da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda dos candidatos no rádio e na televisão também foi diminuído de 45 para 35 dias, com início em 26 de agosto, no primeiro turno.

Apesar dessas modificações, o prazo para o afastamento dos profissionais do rádio e televisão permanece o mesmo, ou seja, de 90 dias e devendo se afastar da sua profissão já no dia 29 de junho.

Dois amigos do Grupo Mirante de Comunicação, os jornalistas/radialistas Roberto Fernandes (PTB) e Marcial Lima (PEN), ambos pré-candidatos a vereador de São Luís, deverão sofrer na pele essa injustiça e discriminação. Os dois profissionais do rádio e da televisão, obrigatoriamente, terão que se afastar das suas profissões 90 dias antes das eleições.

O debate é polêmico e antigo, mas as mudanças que ocasionaram na diminuição da campanha eleitoral, apenas agravaram o problema e tornaram ainda mais injusto o tratamento dado aos profissionais de rádio e televisão.

PTB oficializa apoio a reeleição de Edivaldo

por Jorge Aragão

edvaldoptbNa manhã deste sábado (16), link na sede do Diretório Municipal do Partido Trabalhista Brasileiro, order o PTB oficializou apoio à reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior.

O encontro contou com as presenças de várias lideranças políticas, entre elas o deputado federal Pedro Fernandes, presidente do PTB no Maranhão e do vereador Pedro Lucas, presidente do PTB em São Luís.

O prefeito Edivaldo Júnior, que esteve acompanhado da primeira-dama de São Luís, Camila Braga, agradeceu o apoio recebido nas redes sociais.

“Há pouco, estive na sede do Diretório Municipal do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) a convite de suas lideranças que, na ocasião, formalizaram apoio à nossa gestão e aos nossos projetos. Sinto-me feliz em contar com o apoio dessa importante legenda de nossa cidade, pois acredito que juntos somaremos força para transformar São Luís em uma cidade cada vez melhor”, disse Edivaldo.

O vereador Pedro Lucas, também através das redes sociais, confirmou o apoio a reeleição do prefeito Edivaldo.

“Oficializamos na manhã deste sábado, o apoio do PTB a gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Todos nós, petebistas, queremos a continuidade do trabalho e do desenvolvimento da nossa cidade, reafirmando, assim, nosso apoio ao projeto de uma São Luís cada vez melhor!”, assegurou.

O jornalista Roberto Fernandes, da Rádio e TV Mirante, também esteve presente no encontro e confirmou que está pensando em disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores de São Luís.

Edivaldo segue se articulando bem politicamente e deve ter uma coligação com cerca de 15 partidos políticos para lhe apoiarem na sua busca pela reeleição.

De volta a Rádio Mirante AM

por Jorge Aragão

pontofinalÉ com muito prazer e satisfação que confirmo aos leitores do Blog e ouvintes da Rádio Mirante AM, ask que a partir desta quarta-feira (20), estaremos de volta ao microfone da emissora mais ouvida do Maranhão.

Durante os próximos dez dias estaremos na condução do Programa Ponto Final, em substituição ao amigo e jornalista Roberto Fernandes, que estará em gozo de merecidas férias.

O nosso retorno a Rádio Mirante AM acontece após a realização e recuperação de uma pequena cirurgia que nos submetemos, mas que infelizmente veio acompanhado de um grande susto (reveja), que felizmente faz parte do passado.

O Ponto Final da Mirante AM acontece no período das 8h às 11h, e, como de costume, contando com a sua audiência e participação através do telefone (098) 3215-5060 para participação ao vivo, ou pelo WhatsApp (098) 99142-5060 para a participação através de mensagens de voz e/ou texto.

Sendo assim, encontro marcado também pelas ondas da Rádio Mirante AM.

João Alberto diz que eleição no PMDB ocorre legalmente

por Jorge Aragão

joaoalbertoEm entrevista à Rádio Mirante AM, order no programa Ponto final desta segunda-feira (26), diagnosis apresentado pelo jornalista Roberto Fernandes, o senador João Alberto afirmou que todos os tramites do processo eleitoral ocorreram legalmente. E criticou as tentativas de estarem tentando tumultuar o processo da eleição do PMDB.

“A assessoria jurídica do partido cumpriu todos os prazos estabelecidos de acordo com as normas estatutárias e as determinações da executiva nacional. Portanto, posso assegurar que tudo está conforme o regimento interno do partido”, disse.

Em sua gestão à frente do PMDB, João Alberto, destacou que construiu um espaço democrático, com o único objetivo de fortalecimento do partido, possibilitando aos diretórios municipais autonomia para suas decisões internas, sobretudo, nos acompanhamento das decisões partidárias municipais.

João Alberto ressaltou os avanços de sua gestão, destacando a construção da sede própria, a transparência nos envios das prestações de contas para os diretórios municipais e, os diversos encontros promovidos com o objetivo de debater os caminhos que o PMDB deverá seguir.

O senador declarou que sua candidatura tem o apoio de 95% dos diretórios municipais, por conta do respeito e credibilidade que ao longo dos anos, têm construído à frente do PMDB. Motivos estes, que os levaram a ser candidato à reeleição do Diretório Estadual.

Sobre as acusações da chapa “Renovar para Crescer”, encabeçada pela deputada Andrea Murad; o senador João Alberto afirmou que não tem cabimento e que na verdade, estão usando de argumentos infundados para tentarem tumultuar o processo eleitoral.

Em relação à posição do partido nas eleições de 2016 na capital, o senador João Alberto afirmou que o nome mais indicado para concorrer seria o da ex-governadora Roseana Sarney, mas, que outros nomes serão discutidos dentro do partido. Entretanto, assegurou que o PMDB não será usado para projetos pessoais e muito menos aventureiros.

A eleição para a escolha do novo Diretório Estadual do PMDB está marcada para o dia 30 de outubro.

Quem precisa de Tonico Ferreira…

por Jorge Aragão

Roberto Fernandes entre Edivaldo e Castelo

Com todo respeito que me merece o experiente jornalista Tonico Ferreira da TV Globo, link que mais uma vez será o mediador de um debate na TV Mirante, mas o debate da próxima sexta-feira (26) seria melhor conduzido se o mediador fosse o jornalista Roberto Fernandes.

Jamais tive essa dúvida, mas para quem tinha, ela foi desfeita nesta terça-feira (23) no debate da Rádio Mirante AM. Roberto Fernandes foi o mediador e com a competência que lhe é peculiar conduziu com segurança e tranquilidade o debate entre os dois candidatos a prefeitura de São Luís.

Não falo isso apenas pelos erros cometidos por Tonico Ferreira no debate do primeiro turno, pois os erros poderiam ter sido cometidos por qualquer outro jornalista, inclusive Roberto Fernandes, mas digo pelo fato de precisarmos valorizar os nossos bons profissionais.

Pena que essa é uma decisão da TV Globo e não da TV Mirante, pois se assim o fosse, não tenho dúvida que Roberto Fernandes seria o mediador. É bom esclarecer que a Globo faz a opção por uma maior neutralidade do mediador, pois em alguns casos, um jornalista local poderia estar envolvido diretamente na política e um ou outro candidato poderia pedir a suspeição, o que convenhamos não é o caso de Roberto Fernandes.

De qualquer forma, que fique claro que o texto não teve a intenção de criticar a vinda de Tonico Ferreira, pois a ele o Blog deseja muito boa sorte e tenho absoluta convicção que ele virá e fará o seu papel com competência, principalmente tentando apagar a imagem ruim que ficou no debate anterior.

O intuito do texto foi no sentido de valorizar o bom profissional que é Roberto Fernandes e o seu excelente desempenho na condução do debate como mediador.

De parabéns também toda a equipe da Rádio Mirante AM, que entra para a radiofonia maranhense como sendo a primeira emissora a realizar um debate com candidatos a prefeito de São Luís.

Em tempo, o reconhecimento para o Sistema Mirante de Comunicação, que em alguns momentos é apontado injustamente como um sistema de comunicação parcial, inclusive por correligionários políticos dos dois candidatos, mas mais uma vez demonstra a competência e transparência de sua direção e profissionais, pois foi na Rádio Mirante AM e na TV Mirante que eles escolheram realizarem seus debates.

Tadeu sonha com o PTB e quer Roberto Fernandes como vice

por Jorge Aragão

Palácio: a espera de um “bom” vice

Depois de lançar sua candidatura a prefeitura de São Luís na manhã desta quinta-feira (28), check na Assembleia Legislativa, sovaldi sale o ex-prefeito da capital maranhense, Tadeu Palácio (PP), ainda sonha com um reforça de peso para sua candidatura.

Até o momento Palácio já conseguiu o apoio do PR e PHS, mas já existem conversas em torno da ida do PTB para a sua chapa, inclusive com a indicação do jornalista Roberto Fernandes para compor chapa com Palácio, sendo candidato a vice-prefeito.

O PTB estava na base de apoio à candidatura de Washington Oliveira, mas houve uma divergência entre a legenda e o PT, pois os petistas não aceitam a coligação com os petebistas para a disputa da Câmara de Vereadores, apenas para a disputa da prefeitura de São Luís.

A decisão do PT não agradou ao PTB, que sonha com a coligação para conseguir ter um maior número de representantes na Câmara Municipal e esse impasse, que ainda continua, pode fazer com que o PTB deixe a candidatura de Washington Luiz Oliveira.

Enquanto isso, Tadeu Palácio deixa a vaga de vice-prefeito em aberto a espera de um vice que possa de fato acrescentar.

Aluisio Mendes não descarta depoimento de Raimundo Cutrim

por Jorge Aragão

Aluisio Mendes em entrevista ao jornalista Roberto Fernandes na Mirante AM

Imirante – O secretário de Estado de Segurança (SSP), health Aluísio Mendes, order concedeu entrevista, buy cialis nesta manhã (22), ao programa Ponto Final, na rádio Mirante AM. Durante a conversa com o jornalista Roberto Fernandes, o secretário comentou sobre o andamento das investigações e do vazamento do depoimento de Jhonatan Sousa Silva, em que aponta o nome do ex-secretário de Estado de Segurança e deputado estadual, Raimundo Cutrim (PSD), como um dos mandantes do assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá, onde pistoleiro paraense foi o executor.

Segundo Aluísio, Jhonatan foi ouvido por cinco vezes e garantiu que foi incisivo nas denúncias, levantando indícios fortes e o envolvimento dessas pessoas que já estão presas, de três foragidos, no crime ocorrido no dia 23 abril, em um bar na avenida Litorânea. Durante o depoimento, o pistoleiro citou o nome do ex-secretário de Segurança, Raimundo Cutrim. A notícia acabou vazando no Blog do jornalista Itevaldo Júnior.

– Não seremos levianos em descartar nenhuma dessas possibilidades. Tudo o que ele disse está sendo investigado de maneira aprofundada, num trabalho em conjunto com o Ministério Público do Estado. Mas não podemos fazer juízo de valor baseado em um único depoimento. Estamos trabalhando dentro da lei desde o primeiro momento sendo acompanhado pelo Ministério Público do Estado do Maranhão, com o apoio da Polícia Federal. O objetivo é concluir a nossa investigação com transparência procurando não cometer injustiças e sem nenhum viés de vingança ou de interesse político”, assegurou.

Clique aqui e além de continuar lendo ouça na íntegra a entrevista do secretário Aluisio Mendes