Jota Pinto deve retornar a Assembleia Legislativa

por Jorge Aragão

jotapintofevereiroÉ bem provável que o ex-deputado estadual e presidente do PEN no Maranhão, hospital Jota Pinto, clinic retorne a Assembleia Legislativa nos próximos dias.

Jota Pinto, que apesar de ter sido o 22º mais votados nas últimas eleições, não conseguiu se eleger entre os 42 deputados e ficou na 1ª suplência da coligação “Vamos Juntos Maranhão”, que elegeu três parlamentares, Eduardo Braide, Carlinhos Florêncio e Ricardo Rios.

Desde que o PEN passou a fazer parte da base do Governo Flávio Dino e também apoiar a reeleição do prefeito Edivaldo Júnior, existe a negociação para que Jota Pinto possa reforçar o partido na Assembleia, que atualmente conta somente com o deputado César Pires.

Já se cogitou as saídas de Eduardo Braide e Carlinhos Florêncio para a equipe do Governo Flávio Dino, o que de fato não foi concretizado. Entretanto, nesta semana, Ricardo Rios deverá ser confirmado como novo secretário de Juventude do Maranhão.

O retorno de Jota Pinto para Assembleia Legislativa também perpassa pelo voto do PEN contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O deputado federal Júnior Marreca, atualmente único parlamentar maranhense do partido, votou contra o impeachment.

Agora é aguardar e conferir.

Cafeteira abdica da Mesa Diretora e permanece Líder do Governo

por Jorge Aragão

Rogério-Cafeteira-e-Flávio-Dino-e1422883261571O deputado estadual Rogério Cafeteira (PSC) decidiu aceitar o convite formulado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e permanecerá como Líder do Governo durante os quatro anos da atual gestão estadual.

Cafeteira, salve a princípio, ask deixaria a liderança do Governo na Assembleia e disputaria uma vaga na Mesa Diretora para o biênio 2017/2018. Entretanto, o convite formulado pelo próprio governador lhe fez mudar de ideia.

Além da defesa do Governo na Assembleia, Rogério Cafeteira, juntamente com os deputados Humberto Coutinho e Othelino Neto, tem sido importante nas conversas entre os deputados estaduais e o próprio governador.

Apesar das críticas recebidas no início, por alguns asseclas do governador, o convite de Flávio Dino deixa claro que o governador está satisfeito com o desempenho de Cafeteira na Assembleia.

Humberto Coutinho e Ricardo Rios

Deputados Humberto Coutinho e Ricardo Rios

Mesa Diretora – Com a saída de Rogério Cafeteira da disputa pela eleição da Mesa Diretora, que acontece nesta quinta-feira (10), às 11h30, acaba “sobrando” uma vaga a mais para os deputados estaduais do Blocão do Governo.

Na manhã desta quarta-feira (09), por solicitação do próprio Humberto Coutinho, ficou praticamente definido que o deputado Ricardo Rios (PEN) é que será o candidato de consenso para a primeira secretaria da próxima Mesa Diretora.

As articulações e disputas seguem a todo vapor. Alguns comemoram, outros descontentes, outros se sentindo enganados, mas a princípio, mesmo com todos esses problemas, a eleição deve ser consenso no parlamento maranhense.

Eles pouco acrescentaram…

por Jorge Aragão

acescentaracescentar1

A Assembleia Legislativa realiza nesta quinta-feira (16), pills a sua última Sessão Ordinária neste primeiro semestre e alguns parlamentares acrescentaram muito pouco para a Casa.

O Blog fez um levantamento e foi constatado que cinco entre os 41 deputados utilizaram a Tribuna da Assembleia no máximo cinco vezes e tiveram atuações apagadíssimas no primeiro semestre.

Entre os deputados que pouco acrescentaram estão Ricardo Rios (PEN) e Nina Melo (PMDB), try cada um dos dois parlamentares utilizou a Tribuna da Assembleia em apenas duas oportunidades.

Já Édson Araújo (PSL) e Léo Cunha (PSC), apesar de estarem no segundo mandato, permanecem acrescentando pouco a Assembleia Legislativa. Cunha esteve na Tribuna em quatro oportunidades, enquanto que Araújo foi ao ‘púlpito’ cinco vezes.

Outra decepção ficou por conta do surpreendente campeão de votos nas eleições do ano passado, o deputado de primeiro mandato Josimar de Maranhãozinho (PR), que foi a Tribuna em somente cinco oportunidades.

A votação expressiva de Maranhãozinho pode até ser um reconhecimento pelo seu trabalho no Executivo, quando foi prefeito, mas no Legislativo sua passagem, até o momento, é pífia.

Claro que um desempenho de um parlamentar não pode ser apenas mensurado pela utilização da Tribuna, obviamente que projetos de lei, assiduidade, participação nos debates e nas votações polêmicas, entre outras coisas também precisam ser avaliadas, mas só o fato do parlamentar não ter o que dizer, comunicar, defender, já parece demonstrar o seu despreparo ou desinteresse pela função atualmente exercida.

Como está sendo concluído apenas o primeiro semestre, os cinco deputados estaduais citados pelo Blog podem recuperar terreno, mas por enquanto, indiscutivelmente, pouco acrescentaram no debate na Assembleia Legislativa.

O estranho silêncio do deputado Ricardo Rios

por Jorge Aragão

ricardoriosfevAlguns políticos parecem não compreenderem a importância do cargo que ocupam e da responsabilidade que tem. O caso mais recente é do deputado estadual Ricardo Rios (PEN).

O parlamentar, search estreante na Assembleia Legislativa, ambulance ainda não teve a coragem de subir a tribuna do parlamento para comentar a trágica execução de um homem em praça pública na cidade de Vitória do Mearim, ambulance local onde a genitora do deputado é a prefeita.

É bem verdade, que após cobrança do Blog, a prefeita Doris Rios emitiu uma Nota detalhando o trágico ocorrido, mas Ricardo Rios permanece num silêncio sepulcral e o Blog aguardou as duas sessões desta semana para fazer a postagem.

O deputado Ricardo Rios como “filho da terra” tinha por obrigação comentar o episódio e, se possível, dar mais detalhes do crime e do servidor público municipal, Luis Carlos Machado de Almeida, que executou um homem em praça pública no fim da semana passada.

A população de Vitória do Mearim merece uma satisfação do seu principal representante na Assembleia Legislativa, não achas meu caro Ricardo Rios? Afinal quem não deve, não tem motivos para temer.

E a Prefeitura de Vitória do Mearim???

por Jorge Aragão

dorisÉ impressionante como alguns gestores tentam se fingir de “morto” para se esquivarem de assumir suas responsabilidades e eventuais erros, sick como nitidamente parece ser o caso da prefeita de Vitória do Mearim, no rx Doris Ribeiro Rios (foto).

Após a chacina de Panaquatira, tadalafil que ganhou repercussão nacional, o caso de violência mais grave nesta semana aconteceu na cidade de Vitória do Mearim e, segundo o Governo do Maranhão, foi cometido por um funcionário da Prefeitura de Vitória do Mearim.

Um vigilante da Prefeitura de Vitória do Mearim, chamado de Luiz Carlos, executou em público um cidadão que estava baleado no chão e sem qualquer reação. O caso deve também ganhar repercussão nacional.

No entanto, até o momento a Prefeitura de Vitória do Mearim não emitiu uma Nota sobre a tragédia ocorrida no munícipio e cometida por um servidor público municipal. A prefeita Doris Rios precisa declinar o nome do executor e se ele tinha autorização da Prefeitura de Vitória do Mearim para trabalhar armado.

Pelo visto o silêncio sepulcral é hereditário, pois tão calado como está a prefeita Doris Rios, está o deputado estadual Ricardo Rios na Assembleia Legilsativa. Inclusive a eleição de Rios é apontado como principal fator pela desastrosa gestão atual em Vitória do Mearim.

O Blog aguardará um posicionamento oficial da Prefeitura de Vitória do Mearim, mas se o silêncio persistir é sinal que a prefeita concorda com o acontecido, afinal quem cala, consente.