UOL: veto de Pedro Fernandes seria por ligação com Flávio Dino

por Jorge Aragão

Por conta da imensa dificuldade que o presidente da República, Michel Temer, está tendo para nomear a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho, o assunto do veto ao primeiro indicado, o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA), voltou a ser destaque na imprensa nacional.

Em entrevista ao site UOL, Michel Temer voltou a assumir o veto do nome de Pedro Fernandes, sem transferir a responsabilidade para o ex-presidente da República, José Sarney.

Segundo o site UOL, Temer disse que não aceitou o nome de Pedro Fernandes pela por sua ligação com o governador do Maranhão, Flávio Dino, que, segundo o presidente, mantém um quadro de Dilma Rousseff (PT) na parede do Palácio dos Leões, como se ela ainda fosse a presidente (veja aqui).

O certo é que o imbróglio segue e o PTB não consegue emplacar um nome para o Ministério do Trabalho e Temer segue com um ministro a menos na sua equipe de governo.

O PTB quer mesmo essa aliança com o PCdoB no Maranhão???

por Jorge Aragão

Ainda repercute a não ida do deputado federal maranhense Pedro Fernandes (PTB) para o Ministério do Trabalho. O parlamentar atribuiu o veto ao ex-presidente José Sarney (PMDB), pois causaria embaraço a ele, pelo fato de que o PTB apoia a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB). Apesar da afirmativa de Pedro Fernandes, Sarney negou tenha sido consultado, quanto mais vetado.

Entretanto, pulando essa parte que todos já conhecem. Duas situações acabam chamando atenção no episódio. O primeiro é a postura do PTB, que no fim da semana passada indicou Pedro Fernandes e agora aceita naturalmente a negativa do presidente Michel Temer (PMDB).

Se o PTB tinha tanta convicção de que Pedro Fernandes seria o melhor nome, o correto não seria brigar um pouco mais pela indicação??? Será que Temer, desgastado como está, teria mesmo coragem de correr o risco de perder mais um partido nesse momento da atual conjuntura política???

O certo é que Pedro Fernandes não será mais o ministro e o PTB segue apoiando o Governo Flávio Dino. Só que tem causado estranheza a postura do próprio presidente Nacional do parido, Roberto Jefferson. Veja abaixo o que ele postou recentemente nas redes sociais.

 

Será que Roberto Jefferson permitirá mesmo essa aliança com o PCdoB no Maranhão???

É aguardar e conferir.

Já a segunda situação, e ainda mais interessante, virá na próxima postagem.

Leia ainda: Roberto Jefferson diz que Pedro Fernandes errou ao não conversar com Sarney

Manoel Ribeiro deixa o PTB e deve ir para o PRB

por Jorge Aragão

O ex-deputado estadual e por diversas vezes presidente da Assembleia Legislativa, Manoel Ribeiro, que será novamente candidato nas eleições de 2018, deixou o PTB e deverá se filiar no PRB.

Manoel Ribeiro encaminhou seu pedido de desfiliação ao PTB, que é comandado no Maranhão pelo seu irmão, o deputado federal Pedro Fernandes, no fim da tarde de quinta-feira (21).

O ex-presidente da Assembleia não detalhou os motivos de sua saída, nem mesmo confirmou o seu próximo destino, mas o Blog conseguiu a informação que Manoel Ribeiro deve ir para o PRB, comandado no Maranhão pelo deputado federal Cléber Verde.

Manoel Ribeiro será candidato a deputado estadual nas eleições do ano que vem.

Estadão: Waldir Maranhão vai se filiar ao PTB

por Jorge Aragão

O polêmico deputado maranhense Waldir Maranhão (PP), que chegou a comandar a Câmara e votou contra o impeachment de Dilma, estará nesta quarta-feira em São Paulo — e não hoje, terça, como anunciado inicialmente — para assinar a ficha de inscrição no PTB. Será recebido pelo presidente paulista da sigla, Campos Machado, e pelo presidente nacional, Roberto Jefferson.

O que corre entre os petebistas é que, por trás dessa filiação, estão dois projetos — um dele e outro do PTB. Primeiro, o novo filiado quer um apoio mais sólido para disputar o Senado em 2018 por seu Estado. Segundo, ele seria um “embaixador”, entre os eleitores maranhenses, da candidatura de Geraldo Alckmin à Presidência.

Projeto ao qual o PTB está ligado, e que deve ganhar força com a anunciada mudança para São Paulo, em maio, de Roberto Jefferson. Com novo domicílio eleitoral, Jefferson quer disputar ano que vem uma vaga como deputado federal por SP.

Informações do blog Direto da Fonte, do Estadão

PTB oficializa apoio a reeleição de Edivaldo

por Jorge Aragão

edvaldoptbNa manhã deste sábado (16), link na sede do Diretório Municipal do Partido Trabalhista Brasileiro, order o PTB oficializou apoio à reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior.

O encontro contou com as presenças de várias lideranças políticas, entre elas o deputado federal Pedro Fernandes, presidente do PTB no Maranhão e do vereador Pedro Lucas, presidente do PTB em São Luís.

O prefeito Edivaldo Júnior, que esteve acompanhado da primeira-dama de São Luís, Camila Braga, agradeceu o apoio recebido nas redes sociais.

“Há pouco, estive na sede do Diretório Municipal do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) a convite de suas lideranças que, na ocasião, formalizaram apoio à nossa gestão e aos nossos projetos. Sinto-me feliz em contar com o apoio dessa importante legenda de nossa cidade, pois acredito que juntos somaremos força para transformar São Luís em uma cidade cada vez melhor”, disse Edivaldo.

O vereador Pedro Lucas, também através das redes sociais, confirmou o apoio a reeleição do prefeito Edivaldo.

“Oficializamos na manhã deste sábado, o apoio do PTB a gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Todos nós, petebistas, queremos a continuidade do trabalho e do desenvolvimento da nossa cidade, reafirmando, assim, nosso apoio ao projeto de uma São Luís cada vez melhor!”, assegurou.

O jornalista Roberto Fernandes, da Rádio e TV Mirante, também esteve presente no encontro e confirmou que está pensando em disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores de São Luís.

Edivaldo segue se articulando bem politicamente e deve ter uma coligação com cerca de 15 partidos políticos para lhe apoiarem na sua busca pela reeleição.

Pedro Fernandes confirma voto contrário ao impeachment

por Jorge Aragão

pedrofernandesOs deputados federais do Maranhão seguem se posicionando publicamente sobre o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT), viagra cuja votação acontecerá no próximo domingo (17).

O deputado Pedro Fernandes (PTB), sickness um dos mais experientes da Bancada Federal do Maranhão, treat confirmou, através de Nota, que será contrário ao impeachment de Dilma.

O parlamentar maranhense deixou claro que não havia se pronunciado antes publicamente em respeito ao seu partido, até mesmo pelo fato do relatório favorável ao impeachment ter sido feito por um colega de partido, o deputado Jovair Arantes (PTB-GO).

“Não é que não tenha me decidido. Por respeito ao meu partido ainda não havia me posicionei publicamente. Disse ao Líder Jovair Arantes (autor do relatório) que como seu liderado, respeitava sua posição e que ficava confortável sabendo que ele acreditava no que tinha relatado. Porém, não me convencia já que tenho um certo conhecimento na área orçamentária, estava na Comissão Mista de Orçamento (CMO) mais uma vez e não há Crime de Reponsabilidade cometido. Onde a conta da Presidente Dilma, de 2014, estava pronta para votação e não conseguia ser pautada, onde a do Presidente Collor ainda tramitava e que a conta da Presidente de 2015 ainda não tinha sido encaminhada para o Tribunal de Contas da União (TCU)”, afirmou Fernandes.

Pedro Fernandes também deixou claro que não se pode mudar, antes da eleição, o gestor apenas por ele não está fazendo um bom governo.

“Governo ruim e de baixa popularidade tira-se nas eleições. Há muito tempo defendo outra forma de Governo, o Parlamentarismo, aí sim é possível essas trocas. O processo que tramita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é legítimo e havendo crime eleitoral, cassa-se a chapa, o que não interessará porque ocorrendo a queda da Dilma vão engavetar o processo”, declarou.

O deputado federal maranhense finalizou dizendo que apesar da pressão recebida, ele não votará contra a democracia.

“Tenho recebido muita pressão de amigos, de pessoas próximas, de lideranças que querem ver este governo pelas costas. Mas, não posso cometer essa violência à democracia que tanto queremos ver consolidada. Prefiro sofrer as críticas agora, do que carregar a culpa de ter contribuído para enfraquecer nosso sonho de ter um país de fato Republicano e verdadeiramente democrático. Por isso, estou convencido que o melhor será o grande acordo nacional”, finalizou Pedro Fernandes.

Faltando quatro dias para a votação do impeachment, a Bancada do Maranhão segue com oito votos contrários ao impeachment, seis favoráveis e quatro indefinidos ou sem se posicionarem publicamente.

PTB está fechado com Edivaldo Júnior em São Luís

por Jorge Aragão

pedrolucasDepois da informação que a ex-comunista e atualmente no Partido Verde, buy vereadora Rose Sales, check estava pleiteando o apoio do PTB para as eleições municipais na capital maranhense (veja aqui), salve o PTB de São Luís reafirmou o apoio à reeleição do prefeito Edivaldo Júnior.

A informação foi confirmada pelo vereador Pedro Lucas, presidente do Partido Trabalhista Brasileiro em São Luís.

“Temos mantido alinhamento com a atual administração de nossa cidade, com o próprio prefeito Edivaldo, e, portanto, não porque apoiar outra ideia, outra proposta. Acreditamos que esse é o melhor caminho para São Luís. Qualquer outra tentativa, não passa de mera especulação”, assegurou Pedro Lucas.

Sendo assim, é fim da linha para o sonho de Rose Sales em ter o apoio do PTB em 2016.

Tadeu sonha com o PTB e quer Roberto Fernandes como vice

por Jorge Aragão

Palácio: a espera de um “bom” vice

Depois de lançar sua candidatura a prefeitura de São Luís na manhã desta quinta-feira (28), check na Assembleia Legislativa, sovaldi sale o ex-prefeito da capital maranhense, Tadeu Palácio (PP), ainda sonha com um reforça de peso para sua candidatura.

Até o momento Palácio já conseguiu o apoio do PR e PHS, mas já existem conversas em torno da ida do PTB para a sua chapa, inclusive com a indicação do jornalista Roberto Fernandes para compor chapa com Palácio, sendo candidato a vice-prefeito.

O PTB estava na base de apoio à candidatura de Washington Oliveira, mas houve uma divergência entre a legenda e o PT, pois os petistas não aceitam a coligação com os petebistas para a disputa da Câmara de Vereadores, apenas para a disputa da prefeitura de São Luís.

A decisão do PT não agradou ao PTB, que sonha com a coligação para conseguir ter um maior número de representantes na Câmara Municipal e esse impasse, que ainda continua, pode fazer com que o PTB deixe a candidatura de Washington Luiz Oliveira.

Enquanto isso, Tadeu Palácio deixa a vaga de vice-prefeito em aberto a espera de um vice que possa de fato acrescentar.

PTB indica Roberto Fernandes como vice de Washington Oliveira

por Jorge Aragão

Roberto Fernandes na Rádio Mirante AM

O PTB entrou e entrou forte na “briga”, case entre os partidos aliados a governadora Roseana Sarney, cheap para a indicação do candidato a vice na chapa encabeçada por Washington Oliveira (PT).

O deputado federal e atualmente secretário de Cidades, Pedro Fernandes, confirmou com exclusividade ao Blog que indicou o nome do jornalista Roberto Fernandes (TV e Rádio Mirante AM) para ser o candidato do PTB a vice na chapa petista.

“O PTB já fez a indicação do Roberto Fernandes e tenho certeza que é o melhor nome que o nosso grupo político possui. A credibilidade do Roberto será fundamental para somarmos na candidatura do vice-governador Washington Oliveira”, declarou Pedro Fernandes.

A decisão do PTB já foi encaminhada para o próprio Washington Oliveira, que gostou bastante da ideia, mas ressaltou que o nome de Roberto Fernandes ainda precisa ser discutido com os demais partidos que estarão juntos na campanha.

Apesar da coincidência do sobrenome Fernandes, Pedro e Roberto não possuem nenhum parentesco.

O Blog entrou em contato com Roberto Fernandes que se disse surpreso com a decisão do PTB e do deputado Pedro Fernandes, mas assegurou que caso tenha confirmado o seu nome na chapa, aceitará o desafio.