Othelino critica última peraltice de Luciano Genésio

por Jorge Aragão

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) repercutiu, na sessão desta segunda-feira (18), fato lamentável envolvendo o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, que, em represália à população de Presidente Sarney, por ter sido criticado por um radialista, ameaçou suspender atendimento dos hospitais a pacientes daquele município (reveja). Segundo o parlamentar, a crítica foi pontual à gestão e não se admite que isso sirva de pretexto para punir o povo, como se atender as pessoas fosse um favor à cidade vizinha.

Após ser criticado num programa de rádio, Luciano Genésio se zangou e mandou um áudio ao comunicador, informando que se o mesmo continuasse questionando a administração dele, a partir desta segunda-feira (18), os Hospitais Antenor Abreu e Materno Infantil estariam fechados para a população de Presidente Sarney como uma vingança à população. “Coisa de quem não sabe ouvir uma crítica e de gente que não tem equilíbrio para governar uma cidade do tamanho e da importância da cidade de Pinheiro”, frisou.

Othelino lamentou, na tribuna, a atitude de Luciano Genésio e disse que os hospitais são pólos e remunerados para atender a população de Pinheiro e de outros municípios da região, incluindo Presidente Sarney. “Creio que aquilo foi um rompante de raiva do prefeito, mas ficou muito feio, porque esse áudio, certamente, as pessoas ouviram e se envergonharam de ver um gestor dizer uma besteira daquelas em razão de uma simples crítica feita num veículo de comunicação, apenas porque a emissora tem ligação com o ex-deputado Penaldon Jorge, hoje superintendente estadual de Articulação Política da Baixada Maranhense. Perdeu a oportunidade de ficar calado. Deveria se concentrar mais em cuidar da cidade”, comentou.

O deputado disse que há informações de que setores da Prefeitura de Pinheiro já estão, há três meses, com os salários atrasados. “Ao invés de ficar dando chilique e mandando áudio para um radialista que o criticou, Luciano deve procurar se concentrar em cuidar mais da cidade, afinal de contas foi eleito para esta finalidade. A população deu um voto de confiança para que ele faça um bom trabalho, para que promova a mudança e não para que fique em confusões e com declarações agressivas com relação à população do município vizinho e nem atrasando salários”, disse.

Segundo Othelino Neto, a crítica feita por ele na tribuna se justifica porque a população de Presidente Sarney merece respeito. De acordo com ele, quando os profissionais dos hospitais Antenor e Materno Infantil atendem as pessoas, estão cumprindo com o seu dever, porque são servidores públicos remunerados para essa finalidade.

“O prefeito não é dono de hospital. Ele é apenas o gestor. E, aliás, é bom que pague o salário dos servidores em dia, porque todos merecem e precisam dos seus vencimentos para honrar as suas contas e prover o seu sustento e de seus familiares”, concluiu.

Luciano Genésio, um prefeito incorrigível

por Jorge Aragão

Uma coisa ninguém pode negar, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, tem o dom de conseguir se superar nas peripécias. Depois de cobrar ingresso para um setor de um show pago com dinheiro público (reveja), agora de maneira ditatorial ele ameaça fechar os hospitais de Pinheiro para a população de Presidente Sarney por conta de críticas a sua gestão.

O Blog teve acesso a um áudio encaminhado através de WhatsApp pelo prefeito Luciano Genésio ao radialista Herasmo Leite. No áudio, o prefeito de Pinheiro volta a confundir o público com o privado e, de maneira absurda, ameaça toda a população de Presidente Sarney por eventuais críticas que o radialista estaria fazendo a sua gestão. Luciano Genésio ainda atribui as críticas ao ex-deputado estadual Penaldon Jorge, esposo da prefeita de Presidente Sarney, Valéria Castro.

“Não tem problema não Herasmo, pode ficar batendo no governo, já que foi orientação de Penaldon nesse caso, porque eu entendo que tudo indo para uma rádio de Penaldon, a orientação é dele para você bater no governo. Não tem problema não, a partir de segunda-feira as portas dos hospitais estão todas fechadas para Presidente Sarney viu. Eu já passei uma mensagem para Penaldon e Wellington essa semana sai da TV e volta para BAND, um abraço”, afirmou Luciano Genésio. Clique no fim do texto para ouvir o áudio.

E assim Luciano Genésio segue na Prefeitura de Pinheiro, sempre confundindo o público com o privado e agora mostrando o seu lado ditador e ameaçando prejudicar toda a população de Presidente Sarney.

Resta saber se Luciano Genésio terá coragem de ainda pisar em Presidente Sarney para pedir votos para seus candidatos em 2018, será ????

CEMAR confirma tentativa de corte em prédios da Prefeitura de Pinheiro

por Jorge Aragão


Enquanto a Prefeitura de Pinheiro se prepara para realizar uma “festa de arromba” com a presença de grandes nomes da música brasileira, inclusive cobrando ingresso para o setor de camarote, mesmo a festa sendo bancada com dinheiro público (reveja), as contas de energia de alguns prédios da prefeitura estão em atraso.

E o fato do prefeito Luciano Genésio não pagar as contas de alguns prédios da Prefeitura de Pinheiro, levou a CEMAR a tentar efetuar o corte da energia na última quinta-feira (31), no prédio da Guarda Municipal.

Só que os funcionários da CEMAR foram impedidos de fazer o corte, justamente pelos guardas municipais da gestão Luciano Genésio. Ou seja, além de não pagar as contas, também não quer ter a interrupção da energia, será que o prefeito quer energia gratuita???

O fato foi revelado em primeira mão pelo Blog do Vandoval Rodrigues (veja aqui) e confirmado através de uma Nota emitida pela CEMAR. Veja abaixo.

Nota de Esclarecimento

A Cemar esclarece que a Prefeitura Municipal de Pinheiro possui débitos relativos ao consumo de energia elétrica de alguns prédios da administração pública.

Após tentativas de negociação das dívidas em atraso junto ao Município de Pinheiro a Companhia emitiu reaviso de corte.

Ao tentar efetuar a suspensão do fornecimento a equipe foi impedida por Guardas Municipais. Logo em seguida as faturas foram pagas parcialmente e foi agendada uma reunião com o gestor Municipal para tratar do assunto. A Companhia não concluiu a suspensão.

Por fim, a Cemar destaca que todo o procedimento de cobrança vem sendo conduzido de acordo com o princípio da isonomia estabelecido na legislação e que, tão logo seja realizado o pagamento da dívida, o fornecimento de energia será restabelecido.

Assessoria de Imprensa da Cemar.

E assim segue a gestão de Luciano Genésio, adotando a política do “pão e circo”.

Luciano Genésio: um prefeito sem limites

por Jorge Aragão

Apesar da crise econômica e das inúmeras dificuldades que atravessa a cidade de Pinheiro, principalmente na área da Saúde, onde até o salário de alguns servidores estão atrasados, a gestão Luciano Genésio irá fazer uma “festa de arromba”, com o dinheiro público, para comemorar o aniversário da cidade, inclusive levando atrações do porte de Léo Santana e a dupla Matheus e Kauan.

Só que até aí, por mais absurdo que pareça, está tudo bem, afinal é uma questão de prioridade e muda de gestor para gestor. Alguns priorizam áreas mais importantes, como Saúde, Infraestrutura e Educação, e em datas festivas preferem entregar obras e benefícios efetivos para a população, enquanto outros preferem a política do “pão e circo”.

Entretanto, o que mais tem chamado a atenção e gerado reclamações, é que os shows, que o anúncio confirma que estão sendo bancados pela Prefeitura de Pinheiro, terá um setor que o ingresso será vendido.

Tanto nas emissoras de rádio de São Luís, que estão anunciando a festa, como nos banners, confirmam que em dois locais, um na capital e outro em Pinheiro, estão vendendo ingressos para o setor de camarote.

 

Só que alguns questionamentos precisam ser feitos:

Será que um show bancado com o dinheiro público, ou seja, do povo, pode se cobrar ingressos para entrar?
Para onde vai o dinheiro que a população pagará para assistir ao show no camarote?
Onde anda o Ministério Público de Pinheiro?

Definitivamente, Luciano Genésio é um prefeito sem limites.

A triste realidade da Saúde Pública de Pinheiro

por Jorge Aragão

A Saúde Pública de Pinheiro está atravessando uma de suas maiores crises e nesta semana os funcionários do Centro de Saúde Nicolau Amate, do bairro de Pacas, resolveram paralisar as atividades em protesto aos salários atrasados.

O Centro de Saúde, um dos mais importantes de Pinheiro, atende a aproximadamente 20 povoados, mas infelizmente foi “obrigado” a fechar as portas nesta semana, justamente pela péssima gestão do prefeito Luciano Genésio.

Segundo o Blog do Vandoval Rodrigues, os contratados da Saúde Pública de Pinheiro já estão sem receber salários a mais de 3 meses. Pior é que os servidores ainda alegam a falta de diálogo e a previsão, por parte da Prefeitura de Pinheiro, da regularização dos vencimentos.

E é exatamente desta forma que segue a gestão Luciano Genésio, com festas demais e Saúde de menos.

Até o pai de Luciano Genésio critica duramente sua gestão

por Jorge Aragão

Definitivamente a gestão de Luciano Genésio a frente da Prefeitura Municipal de Pinheiro não está agradando a quase ninguém, inclusive o seu próprio pai, o ex-deputado estadual Zé Genésio.

Durante entrevista a uma emissora de Pinheiro, Zé Genésio “abriu o verbo” e fez duras as críticas à gestão do próprio filho, chegando a afirmar que quer ver Luciano Genésio trabalhar. Além disso, de maneira absurda, imaginando que é o prefeito da cidade, afirmou que os secretários da gestão em Pinheiro têm a obrigação de lhe ouvir.

“Quem tem voto em Pinheiro somos nós, secretário nunca foi prefeito e nem deputado, eu não sou empregado do governo, mas se você é secretário, você tem a obrigação de me ouvir e me pedir ideias” disse o pai do prefeito de Pinheiro.

O pai do prefeito Luciano Genésio ainda afirmou que o secretário de Saúde possui um esquema na pasta e assegurou, como se fosse o prefeito de Pinheiro, que serão feitas mudanças na equipe de governo.

“Secretário de Saúde não fala com ninguém, monta um esquema desgraçado dentro de uma secretaria. Eu sei de tudo que se passa dentro do município e tem que haver uma reforma, e essa reforma vai acontecer ser agora. Vamos reduzir o quadro de secretários”, afirmou.

Clique aqui para ouvir um dos trechos polêmicos da entrevista de Zé Genésio, pai do prefeito de Pinheiro, mas que falou como quem efetivamente manda na Prefeitura.

Resta saber apenas o que Luciano Genésio pensa disso.

Mais uma irresponsabilidade do prefeito Luciano Genésio

por Jorge Aragão

Quando se imagina que o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, já atingiu o ápice da sua irresponsabilidade, eis que ele consegue surpreender a todos e demonstrar o tamanho do seu desiquilíbrio, principalmente para quem comanda um município como Pinheiro.

Ao conceder entrevista nesta semana, tentando justificar o injustificável, como a gravíssima denúncia da TV Pericumã (reveja aqui), Luciano Genésio conseguiu apenas demonstrar que não está à altura do cargo que ocupa.

Na entrevista, Luciano Genésio afirma ter recebido “várias mensagens” de pessoas se oferecendo para fazer o serviço sujo – incendiar a sede do Sistema Pericumã. O atual prefeito chega ao absurdo de dizer que em outros momentos, já se manifestou contrário à ideia, mas que desta vez, mesmo sendo o prefeito da cidade, diz que não se manifestará. Veja abaixo.

Ou seja, mesmo sendo a maior autoridade do município, o prefeito Luciano Genésio, depois de receber mensagens de que podem incendiar um veículo de comunicação, não toma nenhuma providência e nem denuncia os supostos criminosos.

Chega a ser revoltante a irresponsabilidade de Luciano Genésio e isso apenas pelo fato do Sistema Pericumã denunciar os inúmeros desmandos da sua fraquíssima gestão em Pinheiro.

Definitivamente Pinheiro merecia algo melhor e um gestor mais responsável.

Luciano Genésio segue aprontando em Pinheiro

por Jorge Aragão

Apesar de apenas cinco meses à frente da Prefeitura de Pinheiro, Luciano Genésio já acumula inúmeras denúncias de sua desastrosa administração. A mais nova da gestão de Genésio é que uma “oficina mecânica” foi contratada para prestar serviços médicos no município.

O vereador Beto de Ribão denunciou na Câmara de Vereadores de Pinheiro que a gestão de Luciano Genésio firmou um contrato milionário com ADM. MÉDICA LTDA – ME, mas no endereço da contratada, funciona na verdade uma oficina mecânica, a “Pisca-Pisca”.

O valor do contrato foi de R$ 33.786.526,56 (trinta e três milhões, setecentos e oitenta e seis mil, quinhentos e vinte e seis reais e cinquenta e seis centavos), ou, R$ 2.815.543,88 (dois milhões, oitocentos e quinze mil, quinhentos e quarenta e três reais e oitenta e oito centavos) mensais, para que a contratada realize prestação de serviços médicos, ambulatorial e de atendimento móvel de urgência nas Unidades de Saúde de Pinheiro.

O problema é que a empresa ADM. MÉDICA LTDA – ME está cadastrada na Receita Federal como tendo a sua sede na cidade de Teresina (PI), na Avenida Miguel Rosa, 4827, bairro Macaubá, mas o endereço fornecido pela empresa em Pinheiro é exatamente onde funciona a oficina mecânica.

Diante dos graves fatos, o vereador Beto do Ribão levou a denúncia a Câmara de Vereadores e deve encaminhar a denúncia ao Ministério Público.

E olha que Luciano Genésio ainda está apenas no sexto mês de sua gestão, mas a avalanche de denúncias não para.

Assim fica fácil ser popular, meu caro Luciano Genésio

por Jorge Aragão

Na ânsia de aparecer e demonstrar uma popularidade inexistente, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, aprontou mais uma.

Na segunda quinzena do mês de maio, alguns blogs divulgaram uma pesquisa de popularidade em Pinheiro. Para surpresa de todos, mesmo com o desgaste enorme de Luciano Genésio com cinco meses de governo, a pesquisa feita pelo instituto Perfil, no início de maio, apontou que a aprovação do prefeito é de, pasmem, 82,1%.

Talvez a explicação para esses números espantosos esteja em outros números divulgados pelo Blog do Vandoval Rodrigues (clique aqui para ver a documentação). O blog descobriu que a empresa MONDEGO E SILVA LTDA – ME, que tem como nome fantasia PERFIL PERQUISAS E PROJETOS, localizada em São Luís, assinou contrato com a Prefeitura de Pinheiro no valor de R$ 996,000. 00 (novecentos e noventa e seis mil reais).

Isso mesmo, o instituto que fez a tal pesquisa de popularidade de Luciano Genésio receberá quase R$ 1 milhão dos cofres públicos da Prefeitura de Pinheiro. O curioso é que o contrato foi firmado no dia 10 de maio, ou seja, três dias após a realização da pesquisa e sete dias antes de sua divulgação pela mídia.

O contrato firmado, que vai render algo em torno de R$ 83 mil mensais, foi para a prestação de serviços de assessoria de imprensa para a Prefeitura Municipal de Pinheiro, o período é de 12 meses, com término em 10 de maio de 2018.

Assim fica fácil ser popular, meu caro Luciano Genésio.

Que coisa feia, meu caro Luciano Genésio

por Jorge Aragão

É impressionante a cara de pau do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP). O gestor parece não ter limite para alcançar a mídia, mesmo que seja distorcendo ou maquiando informações para a população.

Luciano Genésio, que alguns garantem que apesar de apenas quatro meses de trabalho na Prefeitura de Pinheiro estava de ‘férias’ em São Paulo e Rio de Janeiro (inclusive acompanhando o jogo do Flamengo), aprontou mais uma em pleno Dia do Trabalhador.

Com poucas ações na sua gestão, Luciano Genésio anunciou que iria inaugurar nesta segunda-feira (1º) o Restaurante Popular de Pinheiro para a população da cidade, principalmente a mais carente. A tal inauguração é o ponto alto da homenagem do prefeito ao trabalhador pinheirense.

Até aí aparentemente tudo bem, se não fosse um pequeno detalhe. O tal restaurante que será inaugurado já existia. Isso mesmo, o Restaurante Popular de Pinheiro, que está sendo inaugurado com pompas por Genésio, na verdade foi inaugurado na gestão de Filuca Mendes.

O restaurante que será inaugurado por Luciano Genésio é o mesmo “Lugar Bom de se Comer”, inaugurado pelo ex-prefeito Filuca e que atendia em média 350 pessoas por dia, tendo sido idealizado, construído e mantido com recursos exclusivos da Prefeitura de Pinheiro.

O Restaurante Lugar Bom de se Comer funcionou durante dezoito meses, ou seja, até dezembro do ano passado, mas foi fechado assim que o prefeito Luciano Genésio assumiu a Prefeitura de Pinheiro.

O titular do Blog esteve pessoalmente em Pinheiro acompanhando ano passado a inauguração do Parque Ambiental do Pericumã, que mais tarde ficou denominado Parque Ambiental Maneco Paiva, e conheceu de perto o Restaurante Lugar Bom de se Comer.

Segundo denúncias do Blog do Vandoval Rodrigues (veja aqui), essa tem sido uma prática reiterada da gestão de Luciano Genésio.

Ao Blog só resta mais uma vez lamentar e dizer, que coisa feia, meu caro Luciano Genésio.