Revitalização do Centro Histórico

por Jorge Aragão

O prefeito Edivaldo e a presidente nacional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, reuniram-se para alinhar ações conjuntas entre o município e o órgão federal, com o objetivo de garantir a requalificação do Centro Histórico da capital.

O prefeito Edivaldo analisou positivamente a reunião, da qual também participaram o vice-prefeito, Júlio Pinheiro; o subprefeito do Centro Histórico, Fábio Henrique; os secretários municipais Lula Fylho (Governo), Ivaldo Rodrigues (Agricultura, Pesca e Abastecimento), entre outras autoridades.

A revitalização do Centro Histórico de São Luís é um trabalho de parceria entre o município e os governos estadual e federal. Estamos debatendo e alinhando ações de modo a garantir celeridade aos trabalhos, para que essa região da nossa cidade funcione como ponto de atração de negócios, investimentos, moradia e turismo”, disse o prefeito Edivaldo.

Os investimentos do governo federal na revitalização do patrimônio histórico em São Luís são executados por meio do PAC Cidades Históricas e compreendem a revitalização de prédios, museus, casarões, mercados, ruas e praças, entre outros logradouros que compõem o acervo arquitetônico, cultural e histórico da capital maranhense.

Ainda conforme o prefeito, o município está buscando também outras modalidades de recursos para investir na requalificação do Centro Histórico, de forma que o montante captado venha somar aos recursos disponibilizados pelo Programa PAC Cidade Históricas.

“A intenção é realizar, em São Luís, a maior intervenção no Centro Histórico desde a execução do Projeto Reviver. Com as ações de revitalização, esperamos que o Centro se transforme num ambiente ainda melhor, com condições de moradia melhores para quem é da área e com ambientes propícios e agradáveis à visitação turística”.

A presidente nacional do Iphan, Kátia Bogéa, também analisou de forma positiva a reunião realizada com o prefeito e sua equipe de governo, e destacou a colaboração entre os entes federativos como sendo de suma importância para garantir as melhorias na região.

“O Iphan tem recebido total apoio da Prefeitura de São Luís e do Governo do Estado na realização desses projetos. Todos os entes envolvidos têm demonstrado muita preocupação em fazer a sua parte para a requalificação do Centro Histórico de São Luís, que é Patrimônio Cultural e Histórico Mundial. Para garantir a execução das obras com a celeridade devida, esta parceria e o planejamento correto são fundamentais”, destacou Kátia Bogéa.

Nomeação de Kátia Bogea já está divulgada no Diário Oficial da União

por Jorge Aragão

Agora é oficial. O nomeação de Kátia Bogea como nova presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Brasil já veio publicada na edição desta quarta-feira (08), order do Diário Oficial da União. Veja abaixo.

katia

Katia Bogea, sovaldi funcionária de carreira do IPHAN a quase 35 anos, discount deu uma verdadeira volta por cima. Depois de ter perdido o cargo de superintendente IPHAN no Maranhão, em outubro do ano passado, por manobra política do enrolado Waldir Maranhão, presidente em exercício da Câmara Federal, agora retorna como presidente nacional do IPHAN.

O ministro da Cultura, Marcelo Calero escolheu Kátia Bogea para substitui Jurema de Sousa Machado, então presidente do IPHAN. A posse da “maranhense” será na próxima segunda-feira (13).

 

Kátia Bogea deve assumir o comando do IPHAN no Brasil

por Jorge Aragão

katiaA ex-superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) no Maranhão, treatment Kátia Bogea, que deixou o cargo após pressão do enrolado presidente em exercício da Câmara Federal, Waldir Maranhão, será a nova presidente do IPHAN no Brasil.

O ministro da Cultura, Marcelo Calero escolheu Kátia Bogea para comandar o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A notícia foi confirmada em primeira mão pelo jornalista Ancelmo Gois, de O Globo.

Kátia Bogea já trabalha no IPHAN a quase 35 anos e agora chegará ao auge de sua carreira ao assumir o comando do órgão no Brasil.

Vale lembrar que quando Kátia Bogea deixou o cargo de superintendente do IPHAN, a gestora deixou o cargo afirmando que o comando do IPHAN no Maranhão estava sendo usado como “moeda de troca”.

Mas agora, menos de um ano depois, Kátia Bogea retornará sendo chefe de quem lhe substituiu, afinal será a presidente do IPHAN no Brasil. A posse está prevista para a próxima segunda-feira (13).

Mercado Central: o problema precisa ser solucionado

por Jorge Aragão

incendioNesta quarta-feira (20), unhealthy duas lojas no Mercado Central foram atingidas por um incêndio no início da manhã (veja aqui). Com o incêndio ficou evidenciado que o Marcado Central precisa urgentemente de melhorias e ser revitalizado.

Pelas informações obtidas pelo Blog, pharmacy o projeto de revitalização do Mercado Central está incluso no PAC Cidade Históricas, find sendo que o projeto e o valor da obra estão orçados na ordem de 9 milhões de reais aproximadamente.

O projeto do Mercado Central se iniciou no ano de 2012, com Audiências Públicas e dezenas de reuniões, todas amplamente divulgadas, entre a Prefeitura de São Luís, O Governo do Maranhão e o Iphan.

Por problemas burocráticos envolvendo o Iphan, até hoje o projeto não foi concluído, por sua vez, vários arquitetos reclamam de não estarem recebendo recursos de pagamento de medições dos projetos executivos.

Por outro lado, com a nova equipe do Iphan, nada, absolutamente nada tem sido feito para mudar o quadro, ficando completamente parado o importante projeto do Mercado Central de São Luís

Segundo a Prefeitura de São Luís, procurada pelo Blog, o plano de manejo dos feirantes já está pronto e segundo o Governo do Maranhão, todo apoio está devidamente mantido a Prefeitura de São Luís, mas, no Iphan, as coisas parecem acontecer lentamente, a passo de cagado, como se a cidade fosse menos importante que as milhões de exigências do órgão que tem feito investidores se afastarem do centro pela burocracia descabida.

Quem sabe agora, após o ocorrido desta manhã, enfim as coisas comecem definitivamente a caminhar no Iphan.