E a Secretaria de Transparência?

por Jorge Aragão

Quando o governador Flávio Dino, em mais uma pseudo demonstração de um arauto da moralidade, criou a Secretaria de Transparência no Maranhão, imaginava-se que seria algo que pudesse fiscalizar alguns dos atos públicos ímprobos ou duvidosos.

Entretanto, infelizmente, ao que parece a tal Secretaria da Transparência se resume exclusivamente para analisar atos e gastos de todos os governos, menos o atual.

Diante do escândalo dos alugueis camaradas e principalmente do caso do aluguel da Clínica Eldorado, a Secretaria de Transparência adotou o silêncio sepulcral e jamais se manifestou.

Será que a Secretaria de Transparência acha que é transparente, moral e probo fazer a locação de um imóvel através de um contrato com dispensa de licitação?

Será que a Secretaria de Transparência acha normal que uma reforma que duraria somente 90 dias, conforme a placa da obra, já dura um ano? Sem esquecer que durante todo esse tempo o aluguel está sendo rigorosamente pago.

Será que a Secretaria de Transparência acha correto o Governo Flávio Dino fazer obras (benfeitorias úteis) em imóvel particular, mesmo sabendo que o contrato deixa claro que o locador não tem a obrigação de ressarcir?

Será que a Secretaria de Transparência acha normal e correto o Governo Flávio Dino fazer obras de instalação elétrica, pintura e colocação no forro de gesso do imóvel, mesmo o contrato deixando claro que essas seriam de competência do locador?

Pelo visto, o silêncio sepulcral adotado pela Secretaria de Transparência é a prova in conteste de que a pasta se resume realmente a apenas fiscalizar e analisar gastos de governos anteriores.

O Blog poderia também cobrar um posicionamento do Ministério Público do Maranhão, que, assim como a Secretaria de Transparência, segue inerte e também num silêncio sepulcral. Para não dizer que não falei do MP, deixo o link interessante do jornalista Gilberto Leda sobre o assunto (clique aqui).

No mais, é aguardar e conferir que os órgãos austeros do Maranhão despertem do sono profundo que se encontram.

“AMPEM está com as susceptibilidades à flor da pele”, diz magistrado

por Jorge Aragão

Uma decisão, acertada e coerente, do juiz Clésio Cunha tem causado polêmica no Maranhão, inclusive com a participação na celeuma da OAB e AMPEM.

O magistrado, respondendo pela 3ª Vara Criminal, analisou uma questão referente ao “Caso Bradesco” onde a ex-gerente do banco Raimunda Célia Abreu é acusada de ter utilizado, de maneira indevida, de dinheiro da desembargadora Nelma Sarney para emprestar a terceiros.

O curioso e estranho que o Ministério Público pediu a quebra de sigilo bancário da vítima. Isso mesmo, o MP queria q a Justiça autorizasse a quebra de sigilo bancário da vítima, o que acertadamente não foi autorizado pelo magistrado, que em sua decisão questionou a estranha solicitação do MP.

“Chama a atenção o fato do órgão ministerial pedir a quebra de sigilo bancário da vítima e não da investigada. […] Se há indícios de que a Sra. Raimunda Célia cometeu crime contra o patrimônio, se mostra imprescindível a devassa no patrimônio da vítima? A resposta é negativa. Primeiro, por ausência de previsão legal de quebra de sigilo da vítima em hipóteses com a sub exame. Segundo, por ausência de proporcionalidade da medida, no cotejo com o bem jurídico protegido pela norma penal do crime de furto”, destacou Clésio Cunha, como revelou com exclusividade o Blog do Gilberto Leda (veja aqui).

Só que após a decisão, reitero acertada do magistrado, a polêmica começou. A OAB-MA, através de uma Nota, se posicionou e criticou a solicitação do Ministério Público. A entidade repudiou a tentativa de quebra de sigilo bancário da vítima (leia aqui a Nota na íntegra).

Logo em seguida foi a vez da AMPEM, até de maneira desnecessária, entrar na polêmica. Através de uma Nota a entidade faz alguns esclarecimentos sobre a solicitação feita pelo Ministério Público (leia aqui a Nota na íntegra).

Depois do posicionamento da AMPEM, o juiz Clésio Cunha foi as redes sociais e comentou a Nota. Para o magistrado a Nota é inócua e bisonha, e a “Associação dos Promotores do Maranhão, está com as susceptibilidades à flor da pele”. Veja abaixo o posicionamento de Clésio Cunha.

Resta saber se a polêmica ainda terá desdobramentos. É aguardar e conferir.

Mais um escândalo no Sistema Penitenciário do Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

O Blog do jornalista Gilberto Léda trouxe, com exclusividade, mais um escândalo no Governo Flávio Dino. Depois de pagar um aluguel durante mais de um ano sem utilizar efetivamente o imóvel, agora o governo comunista contratou e está pagando um servidor para ser diretor de um presídio que simplesmente não existe.

De acordo com a denúncia, o governador Flávio Dino nomeou, em dezembro do ano passado, Rafael Velasco Brandani, “para o cargo em comissão de diretor-geral da Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 7, da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, devendo ser assim considerado a partir de 2 de dezembro de 2016”. Rafael Brandani veio de Minas Gerais, indicado pelo secretário de Estado Administração Penitenciária, Murilo Andrade e a publicação do ato foi feita no Diário Oficial do Estado do Maranhão do dia 30 de dezembro.

Só que a tal Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 7 não existe. E quem diz isso é a própria Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (SEAP), ao afirmar: “Ressaltamos ainda que, não há nenhuma Unidade Prisional de Ressocialização São Luís 7 gerida por esta Secretaria de Administração Penitenciária”.

Vale lembrar, conforme o Blog do Jorge Aragão destacou nesta semana, que a mesma SEAP foi acusada pela própria Polícia Civil do Maranhão de liberar indevidamente um preso de alta periculosidade pela porta da frente do Complexo Penitenciário de Pedrinhas (reveja aqui).

E o governador Flávio Dino ainda critica o Sistema Carcerário de governos anteriores como se o da gestão dele fosse uma maravilha. Pelo visto está longe de ser, afinal são dois escândalos numa única semana.

As velocidades inversamente proporcionais no Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

Nesta terça-feira (17), depois de já utilizar em dezembro a Tribuna da Assembleia Legislativa por duas vezes para tratar do assunto, o deputado estadual Sousa Neto (PROS) voltou a cobrar do Governo Flávio Dino um posicionamento sobre o desaparecimento dos dois policiais militares em Buriticupu.

O parlamentar lembrou que já se passaram dois meses do desaparecimento do soldado Carlos Alberto e do cabo Júlio César, sem que o Governo Flávio Dino efetivamente desse uma resposta a sociedade e principalmente aos familiares das vítimas.

“Já se passaram dois meses do sumiço dos policiais militares em Buriticupu, e até agora nenhuma resposta, nenhum posicionamento do Governo Flávio Dino e da Segurança Pública. Um absurdo! Um Governo ao qual o cabo Júlio César e o soldado Carlos Alberto serviam, e que agora desampara os seus. Cadê os Direitos Humanos? Cadê o comando da Polícia Militar do Maranhão? Filhos, esposas e familiares estão há sessenta dias, aflitos, à espera de notícias do paradeiro dos dois militares”, escreveu.

Sousa Neto também lembrou que as famílias dos dois militares estão com dificuldades financeiras, pois ninguém amparou eles nesse momento de incerteza e muitas dúvidas.

“E o que é pior, sem assistência e sem ajuda financeira, eles já estão passando necessidades. Solicitamos, no mês de dezembro, do secretário de Segurança, Jefferson Portela informações das investigações do caso, e até agora nada!!! Vamos continuar acompanhando e cobrando para que o fato não caia no descaso e no esquecimento, e sim, seja elucidado!”, finalizou Sousa Neto.

O jornalista Gilberto Leda em seu blog também lembrou que o caso do assassinato em Balsas da jovem Karina Ferreira, que teve seu carro confundido com o de assaltantes de banco por policiais descaracterizados, até hoje segue sem um desfecho oficial do Governo Flávio Dino.

Ninguém tem dúvidas que se o governo comunista utilizasse a mesma celeridade que utiliza para alugar prédios de aliados, aprovar empréstimos e aumentar o ICMS, fatalmente os dois casos – Buriticupu e Balsas – já estariam solucionados.

Entretanto, para o desespero dos familiares envolvidos nos dois casos, a velocidade é inversamente proporcional.

FUNAC: Roberto Rocha cutuca Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

O senador Roberto Rocha (PSB) não deixou passar a polêmica da Unidade de Ressocialização da FUNAC, no bairro da Aurora, envolvendo o Governo Flávio Dino.

O prédio, que está alugado e recebendo o aluguel desde julho de 2015, mesmo sem funcionar a FUNAC, pertence a Jean Carlos Oliveira, que se filou recentemente (2013) ao PCdoB. Sobre o assunto, o Governo Flávio Dino quer que todos acreditem que foi mera coincidência.

Roberto Rocha, utilizando as redes sociais, disse que no Maranhão o comunismo defende a propriedade privada, mas dos próprios comunistas. Veja abaixo.

rcoha

Pelo visto é bem assim mesmo, ao menos no governo comunista de Flávio Dino.

O secretário de Comunicação do Governo Flávio Dino, também nas redes sociais, mandou uma indireta ao ex-aliado e agora opositor Roberto Rocha. Diante da insinuação, o jornalista Gilberto Leda questionou o porque do Estado não tentar reaver o terreno citado.

Logo depois foi o próprio Roberto Rocha que “bateu forte”. O senador disse que se não procurasse reaver o terreno que ele assegura ser do Estado, Jerry faria jus a fama de patife. Veja abaixo.

jeryrober

O clima realmente esquentou e agora caberá a Márcio Jerry, como homem forte do Governo Flávio Dino, agir e buscar reaver o terreno que segundo ele pertencia a Polícia Militar. Se não fizer ficará desmoralizado.

 

Lucas Porto já está em Pedrinhas

por Jorge Aragão

img_2756O empresário Lucas Leite Ribeiro Porto, cheap 37 anos, stomach já está no Centro de Triagem de Pedrinhas. Ele é o principal suspeito de ter assassinado a própria cunhada, find Mariana Costa, filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente do Brasil, José Sarney,

Segundo informações iniciais da própria Polícia Civil, Lucas Porto é o principal suspeito de ter matado, por asfixia através de enforcamento, a cunhada no apartamento da vítima, situado na Avenida São Luís Rei de França.

A equipe da Delegacia de Homicídios irá conceder uma coletiva na manhã desta segunda-feira (14). O Blog do Gilberto Leda revelou que Lucas Porto, principal suspeito, já havia sido preso em 2007 por estelionato (veja aqui).

Lucas Porto é casado com uma irmã da vítima. Já Mariana Costa era casada com Marcos Renato, que é filho do empresário José Renato (Laticínios São José) e além do esposo, deixa duas filhas, ambas ainda crianças, com 11 e 9 anos.

Que coisa feia, meu caro Luciano Genésio

por Jorge Aragão

landim

Janderson Landim (ao centro na foto acima), illness empresário de São Paulo, recipe conhecido no Maranhão por denúncias de aplicação de golpes em diversos municípios como Santa Luzia, cialis Chapadinha e Olha D’Água das Cunhãs, noticiados pelo Blog do Gilberto Léda desde 2012 (reveja aqui), tem sido apontado como o principal financiador da campanha do candidato a prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP-MA).

Entre os possíveis esquemas do paulista, o mais conhecido é o de patrocinar campanhas eleitorais em troca de serviços às prefeituras, como o de “consultas oftalmológicas” gratuitas, com alto faturamento nas lentes produzidas por suas empresas. Em alguns casos, o próprio Janderson, sem qualificação para o ofício, realiza o atendimento e as consultas, em flagrante exercício ilegal da Medicina. No histórico do empresário, consta a fundação de uma ONG suspeita, a APS Saúde, para a realização de “consultas de vista” gratuitas, sem o suporte de um profissional habilitado para tal, o oftalmologista.

Coincidentemente, Luciano Genésio já anunciou em seu programa eleitoral a criação de um Centro Oftalmológico no município, em parceria com a iniciativa privada, com o objetivo de “cuidar da saúde dos olhos dos pinheirenses”.

Clique aqui, continue lendo e vendo vídeo sobre a grave e preocupante informação

PMDB do Maranhão segue dividindo opiniões sobre desembarque

por Jorge Aragão

pmdbO PMDB do Maranhão era o único que defendia a permanência do partido no Governo Dilma, stuff mas mesmo após a decisão nacional que a legenda terá que desembarcar do governo petista, and o PMDB maranhense segue dividido.

As lideranças do partido no Maranhão dividem opiniões sobre a permanência do PMDB no Governo Dilma Rousseff. Enquanto a ex-governadora Roseana Sarney aprovou o desembarque (reveja), here o senador João Alberto garante que o PMDB permanece ao lado do governo petista e assegura que esse o encaminhamento do ex-presidente da República, José Sarney.

“Houve uma pequena reunião de lideranças logo após a plenária, e ficou decidido que quem quiser sair dos cargos, sai, quem não quiser, pode ficar. Nós vamos ficar. Eu sou contra o impeachment e o presidente Sarney também. Essa é a posição dele”, declarou João Alberto ao Blog do Gilberto Leda.

Talvez isso explique a ausência de muitos peemedebistas do Maranhão, pois além do presidente de honra da legenda, José Sarney, os senadores João Alberto e Edison Lobão, e os deputados federais João Marcelo Souza, Alberto Filho e Hildo Rocha estavam ausentes.

Já o senador Lobão Filho declarou que é favorável a decisão do PMDB nacional de deixar o Governo Dilma Rousseff.

“Sou favorável à decisão porque não acredito no governo Dilma, que deixou o país em uma crise econômica que somente terá fim com a saída da da presidente. Ela não fez um bom governo nem para o Maranhão e nem para o Brasil”, afirmou Lobão Filho

E assim segue o PMDB do Maranhão, totalmente dividido sobre a decisão de desembarcar do Governo Dilma.

Se alguém tinha dúvidas, passará a não ter mais

por Jorge Aragão

caemaQuando o Blog fez a postagem “Restabelecendo a verdade dos fatos”, click onde foi afirmado que a caçamba que afundou num buraco que surgiu no asfalto na Avenida Daniel de La Touche, nas proximidades da locadora 100% Vídeo, era de responsabilidade da CAEMA, alguns duvidaram, mas agora não restará mais dúvidas.

Os oposicionistas a gestão Edivaldo Júnior e/ou alguns asseclas do Governo Flávio Dino questionaram a postagem do Blog e colocaram em dúvidas a informação. Entretanto, como contra fatos não existem argumentos, o Blog, mais uma vez, faz questão de restabelecer a verdade dos fatos e agora com provas ainda mais concretas.

Além da foto acima, que demonstra a CAEMA já consertando a péssima obra na Avenida Daniel de La Touche, o Blog deixa aqui o link da matéria feita pela TV Mirante e que foi exibida na quarta-feira (27), no JM TV 2ª edição. Clique aqui e veja a matéria na integra, onde a CAEMA assume a responsabilidade pelo transtorno ocasionado.

O curioso, como bem disse o jornalista Gilberto Leda em seu blog (veja aqui), até bem pouco tempo (leia-se Governo Roseana), alguns setores da imprensa local atribuíam essa incompetência a má-fé de gestores estaduais. É que Governo do Estado e Prefeitura de São Luís não se bicavam e haveria – segundo essa tese maluca – uma vontade deliberada de prejudicar o gestor municipal.

Se alguém ainda tinha dúvidas, definitivamente não tem mais e o Blog restabeleceu a verdade dos fatos.

Simples assim, querendo ou não os oposicionistas de Edivaldo Júnior e/ou alguns asseclas do Governo Flávio Dino.