Flávio Dino volta a criticar últimos atos da Operação Lava a Jato e o Judiciário

por Jorge Aragão

Em entrevista em São Paulo, ambulance à TV Carta Capital, viagra o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) voltou a criticar duramente os últimos atos da Operação Lava Jato, for sale do Judiciário e voltou a pedir respeito a Constituição e ao Estado Democrático de Direito.

O governador maranhense deu a entender que as ações da Lava a Jato ficam comprometidas a partir do momento que o Judiciário deixa de ser imparcial e se transforma num artefato político.

“É preciso observar fronteiras. Na medida em que se politizam, o Judiciário perde a sua natureza de poder técnico, imparcial, independente e se transforma num artefato político, isso, infelizmente, acaba por deslegitimar muita das medidas que a própria Operação Lava a Jato venha a tomar”, afirmou.

Dino também comparou o momento vivido pelo Brasil neste momento, com um momento histórico vivido pela Alemanha nos anos 30 e lamentou o fato de que parte do Judiciário esteja legitimando suas decisões em sentimentos apaixonados de justiça das massas.

“É realmente surpreendente que uma parte ou um segmento do Judiciário, imagine que a sua legitimação deriva do apelo de um certo sentimento apaixonado de justiça das massas, isso é muito perigoso, pois vivemos isso na Alemanha nos anos 30 e o desfecho não foi bom”, finalizou. Veja abaixo o vídeo.

 

O posicionamento correto de Flávio Dino

por Jorge Aragão

Muitas pessoas têm criticado duramente o governador Flávio Dino pelas suas opiniões a respeito dos últimos acontecimentos na política brasileira. O episódio mais recente foi o “vazamento” do grampo ilegal de Lula e Dilma.

Entretanto, order dessa vez, pilule o Blog está com Flávio Dino na questão da legalidade do ato praticado. Dino que já havia criticado o grampo ilegal anteriormente (reveja), voltou a criticar, acertadamente, a postura do juiz Sérgio Moro. Veja abaixo.

flaviodino

As colocações de Flávio Dino são irretocáveis no ponto de vista jurídico. O que muitas pessoas precisam entender é que os fins não devem justificar os meios. Além disso, existe uma diferença enorme entre legalidade e moralidade, afinal nem tudo que é legal é moral e vice-versa.

O que se pode questionar do governador é com relação a sua coerência. Será que essa seria a mesma opinião de Flávio Dino caso o investigado fosse um adversário político???

Vale lembrar que o mesmo Flávio Dino que comemorou a condução coercitiva do ex-secretário de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad, foi o mesmo que condenou e criticou a condução coercitiva do ex-presidente Lula.

Sendo assim, tenho dúvidas quanto ao posicionamento de Flávio Dino se o investigado em questão não fosse um aliado, mas que juridicamente os argumentos do governador estão corretos, isso estão.

O estranho vazamento do grampo ilegal de Lula e Dilma

por Jorge Aragão

O vazamento do grampo ilegal feito entre a presidenta Dilma Rousseff e o ex­presidente Luiz Inácio Lula da Silva, find justamente e coincidentemente no dia em que Lula foi nomeado para a Casa Civil do Governo Dilma, buy repercutiu negativamente para o juiz Sérgio Moro.

O juiz da Lava Jato remeteu o conteúdo referente a Lula para o Supremo Tribunal Federal (STF), tadalafil após ele ser nomeado ministro da Casa Civil. A atitude de Moro deixou transparecer que seu interesse também é político e pessoal.

O estranho vazamento do grampo ilegal chamou a atenção dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo. O governador Flávio Dino criticou a atitude do juiz Sérgio Moro. Veja abaixo.

flaviodino

Pelo visto o juiz Sérgio Moro se deixou levar pela emoção e cometeu um erro primário e que pode ser crucial para a própria Operação Lava Jato.

Flávio Dino confirma saída de Bira do Pindaré da sua equipe de governo

por Jorge Aragão

flavioNa tarde desta segunda-feira (14), salve o governador Flávio Dino, ailment através das redes sociais, confirmou mais uma mudança na sua equipe de governo.

A tão especulada saída de Bira do Pindaré da Secretaria de Ciência e Tecnologia, finalmente aconteceu. O parlamentar retorna a Assembleia Legislativa, mas com o foco em disputar a Prefeitura de São Luís, já que é pré-candidato pelo PSB.

Para o lugar de Bira do Pindaré, Flávio Dino confirmou que o atual secretário adjunto, Jhonatan Almada Lima, assume a pasta.

O curioso é que assim que assumiu o Governo do Maranhão, Dino assegurou que não teria pré-candidatos na sua equipe, mas com Bira do Pindaré a ideia do governador não prevaleceu. Além disso, apesar de ter saído do cargo, Bira segue com força e prestígio no Governo Flávio Dino, afinal um dos seus principais incentivadores a disputa eleitoral, Davi Telles, ex-assessor de Bira e atual presidente da CAEMA ainda segue no Governo do Maranhão.

Com o retorno de Bira do Pindaré ao parlamento estadual, o deputado Fernando Furtado (PCdoB) retornará a suplência, após se envolver em inúmeras polêmicas.

Falta de aviso não foi…

por Jorge Aragão
Presidente da CAEMA, <a href=

sales Davi Telles entre o governador Flávio Dino e o deputado Bira do Pindaré” width=”630″ height=”340″ /> Presidente da CAEMA, Davi Telles, entre o governador Flávio Dino e o deputado Bira do Pindaré

No início do mês de março, o Blog fez a seguinte postagem: “As péssimas obras da CAEMA em São Luís”, onde naquela oportunidade era demonstrado o prejuízo que a empresa tem causado a população ludovicense e na maioria absoluta das vezes a responsabilidade acaba “caindo nas costas” da Prefeitura de São Luís.

Apesar do alerta, a realidade não mudou, ao contrário, os problemas citados pelo Blog seguem complicando a capital maranhense e novos problemas seguem surgindo diariamente, fazendo com que as reclamações apenas aumentem.

Agora surge uma ilação natural na problemática CAEMA x Prefeitura de São Luís. O atual presidente da CAEMA, Davi Telles, é um dos principais incentivadores da pré-candidatura do deputado estadual e secretário de Ciência e Tecnologia, Bira do Pindaré, a prefeitura da capital do Maranhão.

Davi Telles era assessor de Bira na Assembleia Legislativa, mas foi convidado pelo governador Flávio Dino para presidir a CAEMA e tentar mudar a realidade do órgão. Entretanto, passados 15 meses a realidade da CAEMA não mudou em absolutamente nada, ao contrário, piorou muito, pois as reclamações sobre as obras da empresa e os buracos em São Luís aumentaram consideravelmente.

Além disso, a permanência de Davi Telles na presidência da CAEMA vai criando um problema político para Flávio Dino, afinal fica a cada dia mais transparente que os péssimos serviços da CAEMA na capital maranhense, sem nenhuma providência de seu presidente, vai atingindo e prejudicando a gestão Edivaldo Júnior.

E a ilação política, por conta de Bira do Pindaré, era apenas questão de tempo.

Edivaldo Júnior e Flávio Dino entregam primeira Via Interbairros

por Jorge Aragão

iter1O prefeito Edivaldo e o governador Flávio Dino entregaram à população, click neste sábado (12), treatment a primeira avenida interbairros de São Luís. O trecho inaugurado interliga a Cidade Operária ao São Bernardo, case passando pelo Jardim São Cristóvão. A nova conexão contemplou melhorias de infraestrutura urbana nas ruas 21 e 38 do Jardim São Cristóvão, beneficiando a população da região com uma nova alternativa de tráfego e melhoria da mobilidade urbana. O ato de entrega da nova via contou com a presença de autoridades políticas locais, lideranças comunitárias e moradores da área.

A nova conexão é a primeira das 14 vias interbairros que estão sendo construídas em São Luís, como parte do grande Programa Interbairros, executado pelo governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de São Luís. O projeto contempla obras de conexões viárias para interligar um bairro a outros e promover melhorias na mobilidade urbana em diversos setores da capital maranhense.

O prefeito Edivaldo ressaltou a efetiva parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o governo do Estado para a concretização da obra. “Hoje, concluímos a primeira etapa de um grandioso projeto de infraestrutura e mobilidade urbana, que são as interbairros. As intervenções foram planejadas para oferecer novos corredores de tráfego, com o objetivo de melhorar a vida da nossa população. São obras viárias muito importantes e que comprovam que a parceria tem dado certo e que muito ainda vamos fazer conjuntamente em favor da nossa cidade”, disse Edivaldo.

O trecho entregue neste sábado tem cerca de mil metros de extensão. Para efetivar a conexão, foi construída uma ponte de concreto armado que facilita o deslocamento aos destinos, proporcionando melhor fluidez ao trânsito na região. As ruas utilizadas para a conexão receberam serviços de requalificação asfáltica e melhorias na iluminação pública, com a substituição das lâmpadas velhas por novas luminárias que emitem luz branca.

inter

O governador Flávio Dino destacou as obras de infraestrutura como um indicador de melhoria da qualidade de vida da população. “Pavimentar uma rua e melhorar a trafegabilidade das vias significa muito mais que mera colocação de asfalto, porque os serviços proporcionam melhorias em diversos aspetos: na saúde, no lazer, no convívio social e muitos outros. As parcerias que o governo do Estado e a prefeitura de São Luís têm firmado visam proporcionar exatamente isso: melhorar a vida das pessoas. E hoje estamos entregando mais esta importante obra para a população. A Prefeitura realizou todos os estudos, os projetos e o planejamento, e nós viabilizamos os recursos necessários para a execução”, disse o governador Flávio Dino.

O governador frisou ainda que a via interbairros inaugurada integra o pacote de 23 obras que estão sendo entregues, simultaneamente, pelo governo do Estado, neste sábado (12), em diversas cidades maranhenses.

Fruto de parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o governo do Estado, o Programa Interbairros está implantando 14 novas conexões viárias no trânsito de São Luís. O valor total do investimento é de R$ 32 milhões. A ação tem como objetivo criar novas possibilidades de tráfego de veículos para melhorar a mobilidade urbana na capital maranhense. Visa, ainda, desafogar os grandes corredores urbanos de fluxo intenso da cidade.

Flávio Dino volta a criticar duramente a Operação Lava Jato

por Jorge Aragão

dinoEm entrevista ao site Brasil 247, diagnosis o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), voltou a se posicionar claramente contra os eventuais excessos cometidos pela Operação Lava Jato. Para Dino, o que estamos acompanhando é a judicialização da política.

“O ponto é que a Lava Jato corresponde ao ápice da chamada judicialização da política, um fenômeno que vem desde o mensalão. A Lava Jato também se tornou um ator que ganhou estatura e hoje tumultua o jogo político-institucional”, afirmou.

O governador maranhense também afirmou que o Governo Dilma não tem conseguido encontrar a “paz”, pois sempre a Lava Jato tumultua o cenário.

“Todos os movimentos de reforma ministerial, por exemplo, foram nessa direção de ampliar a base de sustentação no Congresso. No entanto, sempre que se atinge uma certa paz, vem a Lava Jato e tumultua novamente o processo”, declarou.

Novamente Flávio Dino também demonstrou contrariedade com a condução coercitiva do ex-presidente Lula, na semana passada, que ganhou repercussão internacional.

“Todas as medidas coercitivas ou mesmo as prisões processuais classicamente devem obedecer ao princípio da proporcionalidade. Não se pode fazer o uso imoderado da força. Isso vale tanto para o guarda da esquina como para qualquer juiz. O ex-presidente Lula foi intimado várias vezes. Em todas elas, compareceu ou respondeu por escrito – o que é um direito seu. Portanto, não entendi a adequação e a necessidade da medida adotada pelo juiz Moro”, disse.

Flávio Dino deixa claro o seu atual posicionamento sobre a Operação Lava Jato. Clique aqui e leia a entrevista na íntegra.