“Atitude de insanidade”, diz vereador sobre expulsão de Roberto Rocha

por Jorge Aragão

O vereador de São Luís do PSB, Estevão Aragão, se manifestou nesta quarta-feira (13), na Câmara de Vereadores sobre a decisão da direção estadual do seu partido de expulsar da legenda o senador Roberto Rocha.

Aragão lamentou o fato de não ter sido convidado para o encontro e que o debate deveria ter sido mais amplo e não um “jogo de cartas marcadas”.

“Num ambiente democrático de um partido político, esse debate deveria ser mais amplo e todas as alas convidadas para participar, até para se fazer um confronto de ideias e saia uma decisão amadurecida fruto da decisão da maioria. Só que infelizmente não foi isso que aconteceu, já que eu não fui convidado, os deputados federais do partido não foram e muito menos o senador do partido”, afirmou.

O vereador classificou como uma atitude de insanidade do deputado estadual Bira do Pindaré, idealizador da proposta de expulsão de Roberto Rocha, e que o objetivo é ajudar o PCdoB a seguir com o seu projeto de poder.

“Foi uma atitude de insanidade, já que o PSB perde um senador apenas para ajudar a manutenção de poder do PCdoB, um partido infinitamente menor que o nosso”

Estevão Aragão finalizou afirmando que a expulsão foi apenas um factoide criado, já que Roberto Rocha irá aceitar o convite de retornar ao PSDB.

“Apenas criaram um factoide, já que Roberto Rocha deve deixar o partido por livre vontade, atendendo a um convite do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para retornar ao PSDB”, finalizou.

Resta saber se agora, depois dessas declarações, Estevão Aragão também não será expulso do PSB, afinal já ficou claro que o partido agora tem dono e, pior, o proprietário é de outra legenda.

Edivaldo consegue fechar com o PRP e Braide ganha apoio de Estevão

por Jorge Aragão

prp

A “onda” de apoio e alianças para o 2º Turno segue a todo vapor. Os dois candidatos que disputam a Prefeitura de São Luís, advice Edivaldo Júnior (PDT) e Eduardo Braide (PMN), apresentaram novos apoios no último fim de semana.

Edivaldo apresentou a adesão do PRP. O partido chegou a integrar a base do Governo Edivaldo, mas optou em sair e coligar com o PMDB, apoiando a candidatura do vereador Fábio Câmara a prefeito de São Luís.

Entretanto, no 2º Turno o PRP, através do presidente estadual da legenda, Severino Sales, o partido confirmou que marchará com Edivaldo. O PRP elegeu um vereador, Afonso Manoel, que com 8.057 votos, foi o sexto mais votado na capital maranhense.

Severino Sales também conseguiu agregar a campanha de Edivaldo no 2º Turno um candidato a vereador do PMDB, Alex Paiva, que apesar de não ter conseguido se eleger obteve uma votação expressiva, foram 3.509 votos. Ou seja, mais um importante reforço, afinal esses votos, teoricamente, no 1º Turno estiveram com o peemedebista Fábio Câmara.

estevaoBraide – Já o candidato Eduardo Braide também conseguiu mais uma adesão para o 2º Turno. O vereador reeleito, Estevão Aragão (PSB). O vereador conseguiu se reeleger com 4.942 votos.

O apoio de Estevão Aragão a candidatura de Eduardo Braide foi confirmado no último fim de semana.

Entretanto, apesar de ser um reforço na candidatura de Eduardo, não pode jamais ser considerado uma baixa na candidatura de Edivaldo, pois já no 1º Turno Estevão não estava mais com Edivaldo. Na primeira etapa das eleições, Estevão esteve apoiando a candidatura de Wellington do Curso (PP).

Vale lembrar que nem Wellington do Curso (PP), Eliziane Gama (PPS) e Fábio Câmara (PMDB), ainda não decidiram que caminhos irão tomar no 2º Turno, mas a tendência, até pela demora na decisão, deverá ser mesmo pela neutralidade.