ESCUTEC divulga sua última pesquisa em 2017

por Jorge Aragão

Nesta sexta-feira (22), o instituto ESCUTEC divulgou números de uma nova pesquisa para as eleições de 2018 no Maranhão. O levantamento deve ser o último antes do fim de 2017 e mensurou a disputa para a Presidência da República, Governo do Maranhão e Senado.

Governo – Para o Governo do Maranhão a disputa entre Flávio Dino e Roseana Sarney segue equilibrada, com ligeira vantagem para o governador. De acordo com a pesquisa espontânea (onde não são apresentados os nomes dos candidatos), Dino teria 16,2% contra 13,4% de Roseana. Os dois foram os únicos a atingirem dois dígitos.

O equilíbrio permanece no levantamento quando são apresentados os nomes dos candidatos. Flávio Dino aparece com 36% contra 32,4% de Roseana. A grande surpresa do levantamento é o deputado estadual Eduardo Braide. Mesmo sem jamais dizer que é candidato, Braide é o terceiro colocado com 9,8% e o único que se aproxima da casa dos dois dígitos.

Senado – Na disputa para o Senado, os dois nomes que devem compor a chapa majoritária de Roseana Sarney – Sarney Filho e Edison Lobão aparecem nas primeiras colocações. Eliziane Gama e José Reinaldo são os nomes melhores colocados do grupo do governador Flávio Dino. No critério de rejeição, entre os nomes apresentados ao eleitor, Waldir Maranhão é o mais rejeitado com 16,4%, seguido de Edison Lobão com 14%, os únicos que chegaram a dois dígitos.

Presidência – Para a Presidência da República o cenário segue inalterado. Lula é disparado o candidato preferido dos maranhenses. O ex-presidente petista possui 42,6% contra Jair Bolsonaro com 14,2% e foram os únicos a alcançarem dois dígitos. Bolsonaro também sacramentou a segunda colocação e com folga. O curioso dessa pesquisa é que apesar de liderar qualquer cenário, Lula também é o mais rejeitado entre os candidatos. O petista tem a rejeição de 22,2% dos entrevistados.

A pesquisa ESCUTEC foi contratada por Cordeiro Filho Consultoria e realizada entre os dias 9 e 13 de dezembro, escutando 2 mil eleitores. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.

Pesquisa Difusora consolida liderança de Sarney Filho para o Senado

por Jorge Aragão

Além da pesquisa para o Governo do Maranhão, a Rádio Difusora AM também quis saber do eleitor maranhense a sua intenção de voto para o Senado Federal. Na pesquisa Escutec, o deputado federal e ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), segue liderando.

De acordo com o cenário estimulado, onde são apresentados os nomes dos pré-candidatos ao eleitor, a primeira opção de voto do eleitorado maranhense para a vaga de senador é Sarney Filho com 15%, seguido por: Edison Lobão (PMDB) 13%; José Reinaldo (PSB) 10,8%; Waldir Maranhão (PP) 9,7%; Weverton Rocha (PDT) 8,9%. Nenhum deles representam 22,9% e não sabem ou não responderam 19,8%.

A Escutec também perguntou quem seria a segunda opção de voto do eleitor, já que nas eleições de 2018 serão eleitos dois senadores. Na segunda opção de voto o preferido também foi Sarney Filho, com 12,9%, seguido por José Reinaldo com 10%; Edison Lobão 8,4%; Weverton Rocha 5,6% e Waldir Maranhão 5%. Nenhum deles representam 22,9% e não sabem ou não responderam 19,8%.

Ou seja, pelo levantamento feito, neste momento, Sarney Filho conseguiria se eleger senador, já a segunda vaga seria disputada entre Edison Lobão e José Reinaldo.

Presidente – A Escutec também fez um levantamento para a disputa para a presidência da República. Na pesquisa espontânea, sem a lista para os eleitores, Lula lidera com 37,7%, seguido por Jair Bolsonaro 6,8%, Marina Silva 4,3% e Michel Temer 1,6%. Os demais citados não alcançaram 1%. Ninguém 1,7% e não sabem ou não respondem 46,4%.

Já no cenário estimulado, Lula dispara com 63% contra 12,9% de Jair Bolsonaro. Marina Silva tem 8,3%; Michel Temer 2,3%; Geraldo Alckmin e João Dória tem o mesmo percentual 1,9%. Nenhum deles 5% e não sabem ou não responderam 4,9%.

A pesquisa Rádio Difusora AM/Escutec ouviu 2020 eleitores entre os dias 5 e 9 de setembro de 2017 em 60 municípios maranhenses.

Roseana lidera pesquisa Difusora para o Governo do Maranhão

por Jorge Aragão

Neste sábado (16), a Rádio Difusora AM divulgou mais uma pesquisa para o Governo do Maranhão. O levantamento feito pela Escutec apontou liderança, em todos os cenários possíveis, da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

Na pesquisa espontânea, onde não é apresentado a lista de candidatos ao eleitor, Roseana aparece em primeiro com 14,9% contra 13,3% do atual governador Flávio Dino (PCdoB). Depois aparecem Roberto Rocha (PSB) com 3,2%, João Alberto (PMDB) com 2,3% e Eduardo Braide (PMN) com 1,9%. Os demais citados não atingiram 1%, ainda teve 1,4% afirmando não votar em ninguém e 59,8 dizendo não saber em quem votar ou não respondendo.

Já na pesquisa estimulada, quando se apresenta a lista de candidatos ao eleitor, Roseana Sarney aparece com 36,9% contra 33% de Flávio Dino. Roberto Rocha tem 9,1% e Maura Jorge 5%. Nenhum deles 4,4% e não sabem ou não responderam 11,7%.

 

A Escutec também fez um levantamento retirando o nome de Roseana, já que até o momento a ex-governadora não confirmou que é candidata. Nesse cenário, Flávio Dino venceria com 36% contra 20,1% de Roberto Rocha. Maura Jorge aparece com apenas 8,1%. Nenhum deles 18% e não sabem ou não responderam 17%.

2º Turno – A pesquisa da Difusora também fez uma simulação de um eventual 2º Turno entre Roseana Sarney e Flávio Dino. No levantamento a vitória também é de Roseana. A peemedebista venceria o confronto por 39,4% contra 36% do comunista. Nenhum deles representa 11% e não sabem ou não responderam somam 13,6%.

A pesquisa Rádio Difusora AM/Escutec ouviu 2020 eleitores entre os dias 5 e 9 de setembro de 2017 em 60 municípios maranhenses.

Sarney Filho lidera pesquisa em Codó para o Senado

por Jorge Aragão

O instituto ESCUTE não fez levantamento apenas para o Governo do Maranhão em Codó, foi feito uma pesquisa para a disputa do Senado Federal, onde ano que vem os maranhenses irão eleger dois senadores.

Na cidade de Codó, em todos os cenários feitos, a liderança é do deputado federal e ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV). Quando o eleitor codoense foi perguntado quem seria a primeira opção para o Senado, Sarney Filho surge com 22%, seguido de Lobão Filho (PMDB) com 12,5% e Zé Reinaldo (PSB) com 11,5%. Os demais candidatos relacionados na lista apresentada ao eleitor não conseguiram alcançar dois dígitos. Veja abaixo.

Quando o eleitor codoense foi perguntado quem seria a segunda opção para o Senado, o resultado foi praticamente o mesmo, mas a diferença entre Sarney Filho e Lobão Filho diminuiu. Veja abaixo.

Presidente – Para a disputa presidencial, mesmo com todo o desgaste por conta da operação Lava Jato, o ex-presidente Lula (PT) segue disparado sendo o preferido no Maranhão e na cidade de Codó possui uma vantagem absurda.

Para a Presidência da República, 60% dos codoenses entrevistados asseguram que querem ver Lula novamente comandando o Brasil. A vantagem é tão grande, que o segundo colocado aparece somente com 18%, que é Marina Silva. O polêmico Jair Bolsonaro surge em terceiro com 7,5%.

Lembrando que o levantamento ouviu 400 codoenses, entre os dias 09 e 11 de junho.

Eleições 2018: pesquisa aponta vantagem de Roseana em Codó

por Jorge Aragão

Além da pesquisa ESCUTEC feita em todo o Maranhão, inclusive já divulgada pelo Blog (reveja), o instituto também fez levantamento em algumas cidades, uma delas que o Blog teve acesso foi em Codó e novamente a liderança para o Governo do Estado é da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).

De acordo com o levantamento, feito entre os dias 09 e 11 de junho, onde 400 eleitores foram entrevistados em Codó, o cenário é todo favorável para a peemedebista.

Na pesquisa espontânea, onde o eleitor diz em quem quer votar sem que seja apresentada nenhuma lista com os pré-candidatos, Roseana Sarney teria 8% e Flávio Dino (PCdoB) teria 3%, os demais não atingiram 1%.

Já na pesquisa estimulada, onde é apresentada a relação dos possíveis candidatos, a vantagem de Roseana é ainda maior. Num cenário com cinco candidatos, a ex-governadora lideraria a disputa com 40%, contra 31,5% do comunista. Veja abaixo.

Se a disputa fosse apenas entre Roseana, Dino e Roberto Rocha (PSB), a vantagem subiria para a casa de 10 pontos percentuais, já que a peemedebista apareceria com 41,5%, contra 31,5% do comunista e 14,5% do senador maranhense.

Flávio Dino só consegue ficar em primeiro em Codó quando o nome de Roseana Sarney é retirado da pesquisa. Nesse cenário, Dino surge com 37,5%, seguido por Roberto Rocha com 29%.

Desfavorável – Em outros dois momentos a pesquisa ESCUTEC em Codó também é desfavorável a Flávio Dino. Quando o eleitor codoense foi perguntado quem foi o governador que mais trabalhou pela cidade, Roseana Sarney aparece em primeiro disparado, com mais que o dobro das citações do comunista.

Roseana Sarney tem o reconhecimento de 61%, contra apenas 25,5% de Flávio Dino.

Além disso, a maioria dos codoenses reprovam o Governo Flávio Dino. Veja abaixo os números.

Pelo visto a realidade de Codó, de acordo com a ESCUTEC, reflete bem o sentimento da pesquisa feita pelo instituto em todo o Maranhão.

Uma análise governista nada favorável a Flávio Dino

por Jorge Aragão

Por incrível que possa parecer, a pesquisa ESCUTEC divulgada na semana passada ainda continua sendo o centro dos debates políticos e no feriado de São Pedro, o titular do Blog, em conversa com um governista, ouviu uma análise que em nada favorece a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

O amigo governista questionava os números apresentados pela ESCUTEC do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), que na pesquisa para o Governo do Maranhão apareceu na terceira colocação com 11,5% e mesmo sem ter dito em momento algum que desejaria disputar o Executivo, já surgiu a frente de dois candidatos declarados, a ex-prefeita Maura Jorge (Podemos) e o senador Roberto Rocha (PSB).

O governista alegou que o desempenho tão bom de Braide seria apenas pelo fato de que a maioria dos eleitores ouvidos era de São Luís e que isso seria reflexo da disputa eleitoral municipal no ano passado. O governista não acredita que Braide tenha esse recall no interior do Maranhão para uma disputa do Governo do Estado.

É claro que não deixa de ser uma possibilidade, apesar de não podermos desconsiderar que uma disputa em São Luís tem reflexo em todo o Maranhão e que o papel de destaque ocupado por Braide na Assembleia deve fatalmente lhe render votos em todo o Estado, numa eventual disputa para o Executivo.

Entretanto, por mais que a tese do amigo governista esteja correta, ela é extremamente desfavorável à reeleição do governador Flávio Dino. O comunista na pesquisa aparece na segunda posição com 25,9%, sete pontos percentuais atrás da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) que surge com 32,9%.

Se a pesquisa ouviu mais eleitores da capital, consequentemente ouviu menos no interior maranhense, a tendência é que a diferença entre Roseana e Dino seja ainda maior, afinal é justamente em São Luís a maior rejeição da peemedebista, onde seu grupo político jamais conseguiu vencer uma disputa para a Prefeitura de São Luís. Na contramão da capital, é justamente no interior maranhense a maior aceitação de Roseana.

Logo se a ESCUTEC ouviu mais eleitores no reduto de Dino, numa eventual disputa com Roseana, e menos eleitores no reduto da peemedebista, a tendência natural é que a diferença entre ambos seja ainda maior.

Ou seja, no cenário proposto, com uma candidatura forte na capital maranhense (Eduardo Braide) e outra com recall em todo o Maranhão (Roseana Sarney), a situação pode sim se complicar e ameaçar a reeleição de Flávio Dino.

No entanto, é bom deixar claro que são apenas conjecturas, pois nem Braide e muito menos a ex-governadora confirmaram que irão disputar as eleições para o Governo do Maranhão em 2018.

De qualquer forma, o amigo governista que tentou desconstruir o crescimento espantoso de Braide, saiu foi mais preocupado da conversa, afinal se ficar, o bicho pega, e se correr, o bicho come.

É aguardar e conferir.

ESCUTEC: os impressionantes números de Lula no Maranhão

por Jorge Aragão

Além das disputas para o Senado e o Governo do Maranhão, a pesquisa ESCUTEC também apresentou números para a corrida presidencial e, mais uma vez, impressionou a ampla vantagem do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, já haviam tido seus melhores desempenhos aqui no Maranhão nas últimas eleições presidências, mas existia uma dúvida dos números após a deflagração da Operação Lava Jato.

Entretanto, para a maioria dos maranhenses Lula segue sendo a melhor opção para comandar o Brasil. Em todos os questionamentos da ESCUTEC, a vantagem do petista foi absurda.

Na pesquisa espontânea, onde não é apresentado uma lista ao eleitor, Lula é disparado o nome preferido com 35,2%. Quem mais se aproxima do petista é o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), com apenas 5,3%. Marina Silva aparece em terceiro com 2,7%.

Quando a pesquisa ESCUTEC apresentou a relação dos nomes dos políticos que são especulados como candidatos a presidente do Brasil em 2018, a vantagem de Lula aumenta ainda mais.

Lula aparece em primeiro com incríveis 60,3%. A segunda colocada é Marina Silva com 10,4%, seguida de perto por Jair Bolsonaro com 9,6%.

É inegavelmente espantosa a enorme vantagem de Lula aqui no Maranhão e isso indubitavelmente terá influência nas eleições para o Senado e para o Governo do Estado, mas isso é assunto para outra postagem, é claro.

“Esquecimento” de Eliziane ainda é reflexo das eleições de 2016

por Jorge Aragão

Os números da pesquisa ESCUTEC apontaram algumas surpresas, como o caso do secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão, mas também mostraram que alguns ficaram “esquecidos”, como é o caso da deputada federal Eliziane Gama (PPS).

Ao contrário de Felipe Camarão, que nem filiado a partido político é e muito menos algum dia cogitou disputar uma eleição, Eliziane Gama já sinalizou com a possibilidade real de disputar o Senado Federal.

Só que enquanto Camarão aparece na pesquisa espontânea para o Governo do Maranhão, Gama não foi citada na pesquisa espontânea para o Senado.

Esses números demonstram claramente duas coisas, a primeira é que esse “esquecimento” ainda é reflexo das eleições de 2016 e que a ideia de disputar a eleição para o Senado Federal poderá ser o último grande erro de Eliziane na política, conforme o Blog já destacou anteriormente (reveja).

Eliziane chegou para a disputa de 2016 em São Luís como a favorita, ou pelo menos como a adversária a ser batida pelo prefeito Edivaldo Júnior, que buscava a reeleição, mas seus erros, alguns primários, lhe levaram a terminar a eleição extremamente desgastada, com um desempenho pífio e apenas na quarta colocação, atrás dos deputados estaduais Eduardo Braide e Wellington do Curso.

É claro que a decisão final de qual caminho irá tomar em 2018 caberá exclusivamente a Eliziane Gama, mas os números da pesquisa ESCUTEC deixam claro o que ela deve fazer. Entretanto, uma coisa é incontestável, Eliziane Gama não tem mais o direito de errar, pois pode definitivamente ficar pelo “meio do caminho”.

É aguardar e conferir.

ESCUTEC: o reconhecimento ao trabalho de Felipe Camarão

por Jorge Aragão

Este Blog já destacou por inúmeras vezes a qualidade do gestor Felipe Camarão, que por onde já passou demonstrou competência, seriedade e serenidade, deixando assim bons trabalhos. Trabalhos estes que já começam a ser reconhecidos pela população maranhense.

O Blog também já deixou claro que é cada dia mais evidente o sentimento da população de querer um gestor técnico e não um político para o comando do Executivo. E A pesquisa ESCUTEC, divulgada na quarta-feira (21), foi mais uma prova inconteste dessas afirmações.

Sem ao menos ser filiado a partido político, sem jamais ter disputado uma eleição e sem nunca ter sinalizado uma disputa eleitoral, o nome de Felipe Camarão foi a grande surpresa na pesquisa ESCUTEC.

No levantamento para o Governo do Maranhão, na pesquisa espontânea, onde não são apresentados nomes de candidatos, onde o entrevistado apenas diz em quem pretende votar para governador, Felipe Camarão apareceu pontuando na pesquisa.

Felipe Camarão foi citado por 0,1% dos entrevistados, o mesmo patamar do senador Roberto Rocha (PSB) que já alardeia ser candidato ao Governo do Maranhão desde o início do ano, e do também senador João Alberto (PMDB), que já foi governador do Estado.

A aparição de Felipe Camarão é indiscutivelmente um reconhecimento ao seu trabalho como gestor no Maranhão e a demonstração da necessidade de renovação na política do Maranhão.

Se Felipe Camarão disputará um dia a Prefeitura de São Luís ou o Governo do Maranhão, isso apenas o tempo irá dizer, mas ao que parece, a convocação e a sinalização para que isso aconteça já está sendo feita.

É aguardar e conferir.

Mais três detalhes importantes da pesquisa ESCUTEC

por Jorge Aragão

Mais três aspectos interessantes da pesquisas ESCUTE, divulgada nesta quarta-feira (21), precisam ser destacados.

O primeiro deles é que ao contrário do que propaga o Governo Flávio Dino, a aprovação da gestão comunista não chega a 50%, e para a maioria dos maranhenses ouvidos na pesquisa, o “Governo da Mudança” foi reprovado. Veja o gráfico abaixo.

O segundo aspecto é que num eventual confronto direto entre Flávio Dino e Roseana Sarney, seria a ex-governadora que venceria a disputa. De acordo com a pesquisa, a vantagem de Roseana seria de aproximadamente seis pontos percentuais. Veja abaixo.

O terceiro e último aspecto da pesquisa é que para a maioria dos entrevistados, o governador Flávio Dino estaria envolvido na Operação Lava Jato. Flávio Dino teve seu nome citado em uma das delações da Odebrecht. O governador teria inclusive o codinome de Cuba. Veja o gráfico abaixo.