A triste realidade da Educação municipal em Coroatá

por Jorge Aragão

A deputada Andrea Murad repercutiu nesta sexta-feira (15) uma grave denúncia feita pelo Vereador Camilo Garret em Coroatá. O vereador afirmou e provou, através de vídeo, que barracões e o ensino multisseriado estão retornando na administração do prefeito Luis da Amovelar Filho (PT).

O vereador constatou o retrocesso durante visitas a escolas da zona rural e filmou o barraco localizado no povoado Poção em Coroatá. Ao compartilhar o vídeo vergonhoso, Andrea Murad anunciou nas redes sociais que estará acionando a Procuradoria Geral de Justiça para providências imediatas.

“Estamos todos estarrecidos com o que vemos acontecer no município de COROATÁ. A volta dos barracões e das séries multisseriadas que foram ERRADICADAS na gestão de Teresa Murad. Mas com Luis da Amovelar na prefeitura, esta é a realidade que retorna ao ensino público municipal. Escola localizada no povoado Poção, em Coroatá, coberta de palha, tampada de talo, piso de barro, condições precárias, é um absurdo. Barraco usado antes como paiol de arroz do proprietário e agora alugado por um professor – já identifica como João – por R$ 150,00 para Prefeitura de Coroatá instalar uma “escola”, é um verdadeiro retrocesso. A denúncia feita pelo vereador Camilo Garret, ontem na Câmara, quando relatou suas visitas a algumas escolas da zona rural, inclusive, denunciando falta de merenda escolar em 3 dias da semana, requer uma ação imediata de todas as frentes para fechar esta vergonha para todo o Brasil. Irei denunciar também ao Procurador Geral de Justiça, Luiz Gonzaga, exigindo ação imediata para fechar isso que estão chamando de “escola” e determinar que os alunos sejam matriculados em unidades da rede municipal nas suas respectivas séries e conduzidos pelo transporte escolar como era feito na administração da prefeita Teresa Murad, que acabou com esse tipo de escola indigna e que jamais deveria retornar”, escreveu a parlamentar.

É aguardar e conferir.

Aprovado em seletivo é impedido de assumir vaga de gestor no IEMA

por Jorge Aragão

O caso está acontecendo com um conceituado professor de carreira em Coroatá, Iran Lima Costa, há décadas professor na rede pública de ensino, com formação superior em Educação Física, Ciências Sociais e atualmente fazendo mestrado na Universidade Tecnológica Nacional (UTN) em Buenos Aires na área de educação. Em dezembro, Iran participou do seletivo para o cargo de Gestor Geral do IEMA em Coroatá, apenas 1 vaga, e foi aprovado segundo homologação publicada no Diário Oficial do dia 9 de fevereiro (veja aqui).

A capacitação para os gestores iniciou hoje, porém, sem a participação de quem deveria ser o novo diretor geral do Instituto em Coroatá, por mérito e direito. Iran Lima foi comunicado que não iria assumir o cargo na última sexta-feira (17) sob a alegação de possuir três matrículas. Foi então que começou a saga da família Lima Costa que vem apresentando uma série de documentos para contestar o impedimento à Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia.

“Participei do seletivo em dezembro, fui aprovado, o resultado foi publicado, mas há poucos dias para o início da capacitação ligaram dizendo que eu não podia assumir o cargo de Gestor Geral do IEMA. Não tenho nada que me impeça de assumir, muito pelo contrário. As três matrículas que eles alegam, uma já foi pedida a exoneração, outra de aposentadoria e uma apenas ativa do estado. Estive hoje na SECTI e sequer me receberam. Sou professor de carreira, capacitado, não sou político. Essa perseguição está mexendo emocionalmente com toda minha família”, relatou Iran.

A filha de Iran Lima fez um corajoso protesto na solenidade de entrega do IEMA em Coroatá com a presença do governador Flávio Dino na terça-feira (21). Na ocasião, identificado apenas como o reitor do IEMA, afirmou à filha que o professor ainda poderia assumir a vaga. Iran Lima tem 42 anos dedicados à profissão, sendo 18 como gestor público e foi secretário de cultura em Coroatá na gestão de Teresa Murad (PMDB).

Seria mais uma vítima de perseguição pelo Governo Flávio Dino?

Andrea Murad se posiciona sobre as eleições em Coroatá

por Jorge Aragão

andreaPor Andrea Murad

Primeiro, sickness quero agradecer a Deus e a todos que nos apoiaram nessa grande jornada de trabalho que minha mãe, and a prefeita Teresa Murad, troche ao lado do meu pai, Ricardo Murad, realizaram em Coroatá, cercados de uma das equipes mais competentes que já vi agir no município, comprometida com a gestão pública de qualidade, reflexo do padrão de trabalho de Ricardo Murad. E isso facilmente pudemos ver em toda Coroatá, na qualidade dos serviços prestados pela prefeitura durante a gestão de Teresa e Ricardo Murad.

Infelizmente, de forma injusta e desigual, fomos vítimas do forte abuso de poder econômico e político promovido pelo governador Flávio Dino, que se aproveitou da estrutura do estado para reverter os votos de uma candidata que trabalha de verdade para um candidato que não tem qualquer experiência em administrar uma prefeitura como essa, com tudo que hoje ali existe, com a qualidade que possui, além de ser filho de um condenado a desviar recursos públicos dessa mesma prefeitura e que hoje está impedido de concorrer a qualquer cargo público.

Flávio Dino com toda a sua força policial política, financeira, abusiva, que amedrontou os coroataenses e elegeu na marra, repito, às custas da força, como fez em muitos outros municípios do Maranhão, mas em nenhum outro comparável ao que ele praticou em Coroatá. Ali seria uma questão de honra para o governador. Porque de Coroatá brilha um verdadeiro estadista e político em que ele jamais alcançará as mesmas qualidades de Ricardo Murad.

O resultado da eleição foi contrário a todas as pesquisas feitas, o que justifica mais ainda a ação brutal e a vontade desenfreada de um governador psicopata que só trabalha para perseguir as pessoas. Aceitar com resignação a vontade das urnas, é virtude de um grande político, mas combater os abusos que foram praticados às vésperas do dia 2 de outubro, é atributo de um político maior ainda que defende seu povo das mentiras de um governo fraudulento e usurpador de prefeituras. Portanto, iremos até o fim contra a maior fraude já vista na história do Maranhão.

Nem o eleitorado do Amovelar merecia um futuro tão desastroso como o que está reservado aos coroataenses nas mãos de um grupo que tanto mal fez para o município. Tal investida do governo comunista em Coroatá, não foi praticada a nenhum outro lugar do Maranhão. Nem mesmo nos grandes colégios eleitorais do estado se percebeu tantos abusos de Flávio Dino como Coroatá. Sem medo de errar, digo com toda clareza, acham que tirar Ricardo e Teresa de Coroatá é a única maneira de tentar apagar todos os grandes feitos no município e ainda as grandes realizações planejadas por eles para os próximos 4 anos. Hospital de Alta Complexidade, Upa, Central de videomonitoramento, internet grátis, centro de reabilitação, academia de saúde, praça José Sarney, sede da prefeitura, estradas, escolas de qualidade, enfim, incontáveis as obras e ações que em nenhuma outra cidade se fez tanto. Flávio Dino não soube enfrentar as urnas com honra porque é um político medíocre, que teme o futuro embate que lhe aguarda em 2018.

Mas o povo não esquecerá de como Teresa Murad está deixando a administração da sua querida cidade. Sei que a grande maioria reconhece todo o trabalho e esforço que Ricardo e Teresa fizeram por Coroatá, onde seus moradores não merecem a incompetência de um Luis e a perversidade de um governador que usou toda a estrutura do Estado para fraudar a eleição no município. O que Ricardo Murad faz é o que Flávio Dino não sabe fazer, que é administrar. Cresci assistindo vitórias e derrotas. A política é assim. E graças a Deus o meu pai tem uma luz que poucos políticos possui, o poder de se agigantar em momentos como esse. Fico triste por ver a tristeza de nossa gente e pela falsa alegria que outros experimentaram, mas que logo terão seus olhos abertos pela verdade.

Continuarei transbordante de orgulho da minha mãe, Teresa Murad, que deixou seu convívio diário com sua família, que deixou de presenciar o crescimento de seus netos, para se dedicar com muito amor ao trabalho em Coroatá. Muitas vezes, injustamente atacada por tentar ter o mínimo de convivência com sua família. E este ano, mais uma vez, estava disposta a se dedicar mais ainda pela sua gente, pela cidade que é o seu berço, dos seus pais, onde sempre disse que não podia abandonar, embora se sentisse cansada de viver longe da família.

Da mesma forma digo de meu pai, que passou os primeiros anos longe de Coroatá para se dedicar ao governo como secretário de estado da saúde, onde revolucionou a rede de assistência não apenas pensando em sua região, mas no Maranhão inteiro. Ele que enfrentou problemas de saúde, passou por uma cirurgia seríssima que o deixou alguns meses em recuperação para que pudesse lutar ao lado dos coroataenses esta batalha. É um valente, guerreiro, mesmo sozinho, atacado de todos os lados, coordenou esta campanha que, com todas as perseguições, ainda assim, saiu mais que vencedor. Maior é aquele que luta com armas justas, diferente de Flávio Dino, que apoiou fortemente uma eleição fraudulenta, basta ver a polícia política que invadiu Coroatá, sob a proteção de uma juíza e promotora que mais pareciam funcionárias do governo.

Quanto a mim, deputada Andrea Murad, estarei firme e atuante como sempre estive na Assembleia Legislativa, cada vez mais empenhada em desmascarar este governo fraudulento que se sustenta nos sonhos de nosso povo enquanto oferta ações maquiadas e que não se sustentarão por muito tempo. Enquanto isso, eu, Ricardo e todas as lideranças políticas que nunca irão compactuar com o jogo sujo de Flávio Dino, estaremos a postos, na forte e firme oposição de sempre, com nossas convicções imutáveis, sempre em defesa dos maranhenses que nunca nos verão sossegados diante das injustiças praticadas por este governador. Seja como deputados, como prefeitos, como governadores, em qual cargo estivermos, estaremos porque vivemos a política com amor, dedicação, compromisso, verdade e com a justiça ao nosso favor. Só assim, viveremos a paz que o Maranhão tanto almeja.

Andrea Murad critica postura adotada pela promotora de Coroatá

por Jorge Aragão

andreaEm postagem nas redes sociais a deputada Andrea Murad fez uma grave denúncia contra a postura da promotora Patrícia Espíndola e adiantou que está preparando uma ação contra a promotora para denuncia-la ao Procurador Regional Eleitoral, ampoule ao TRE e até ao CNJ.

“Passei a manhã com minha equipe jurídica providenciando uma ação a ser protocolada em vários órgãos contra um ato ilegal praticado pela promotora Patrícia, order em Coroatá. Ontem, a promotora eleitoral — que age a mando do governador Flávio Dino e este que age com todas as forças para atrapalhar a campanha da prefeita Teresa Murad —, acompanhava na viatura da polícia um ato de total intimidação contra a vice-prefeita Neuza Muniz e o vereador Wlisses Muniz, impedindo-os de continuar com sua campanha nos povoados de nossa cidade”, escreveu.

Andrea Murad disse ainda que a promotora deveria era defender os candidatos vítimas da polícia política que Flávio Dino enviou para Coroatá e não atrapalhar ou impedir a campanha. E disparou:

“ela está totalmente envolta aos interesses do governador, aos interesses do candidato de Flávio Dino. O trabalho da promotora, sem dúvida, não é o de puxar saco do governador. Justiça tem que ser feita!”.

Ricardo Murad também denunciou o caso revelando que a promotora se tornou um instrumento nas mãos do governador.

“O cúmulo do cúmulo…MP de Coroatá no esquema de Flávio Dino. Leiam o boletim de ocorrência registrado pela vice-prefeita de Coroatá que envolve, além da polícia política de Flávio Dino, a promotora Patrícia Espíndola. O idiota do governador já anunciou que Coroatá é o município escolhido para o encerramento de sua campanha. E agora a promotora se transforma em instrumento do governador. Estamos na expectativa até onde irá a justiça eleitoral local”, escreveu Ricardo Murad.

Andrea Murad repudia perseguição do Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

fb_img_1474836821747Em grande discurso para a população de Coroatá ontem (24), troche a deputada Andrea Murad (PMDB) criticou a perseguição de Flávio Dino na cidade onde o governador tem como seu principal inimigo político o ex-secretário de saúde, Ricardo Murad, e a prefeita Teresa Murad. Semana passada, Flávio Dino deslocou um forte efetivo para Coroatá, com presença de policiais, delegados e até o secretário de segurança, onde vêm cumprindo ordens do governador na intenção de beneficiar seu candidato comunista.

“Hoje, diante de tudo que estamos assistindo, dessa perseguição desenfreada, enquanto o maranhão tá sofrendo a violência, com rebelião no presídio de Pedrinhas, a polícia tá aqui fazendo nada. Ele deslocou 10 viaturas com delegados e investigadores para ficarem aqui passeando. Enquanto a polícia tá aqui, tá tendo rebelião em Pedrinhas e uma pessoa já morreu. Que governador é esse? Pra perseguir adversários ele sabe botar polícia, mas não sabe botar polícia pra conter a bandidagem, ele não sabe botar a polícia pra conter as explosões a banco que acontecem todo o santo dia no Maranhão”, falou a deputada.

Para a Andrea Murad, o governador vem abusando da autoridade e da estrutura do Estado por causa do medo de Ricardo Murad, que tem sido a principal voz de oposição à sua forma de administrar o Maranhão.

“É essa perseguição desse governador inconsequente e desse secretário com idade mental de 12 anos que eu acho inadmissível acontecer. Mas essa perseguição é porque Flávio Dino tem medo deste homem bem aqui, de Ricardo Murad, que bate com ele de frente. E agora por não concordarmos com esse abuso, ele [Flávio Dino] tá querendo colocar a polícia contra Ricardo Murad, como se fosse o carrasco da polícia. Mas não teve uma pessoa até hoje que tenha valorizado mais a polícia do que Ricardo Murad no Maranhão e a categoria sabe disso”, discursou Andrea Murad.

Coroatá sitiada

por Jorge Aragão

coroataPor Ricardo Murad

Nem nos tempos mais obscuros da ditadura militar, medicine quando o medo e a repressão se sobrepunham aos mais elementares direitos dos cidadãos, Coroatá viveu momentos de terror e chantagem como os que estamos vivendo nesses dias que antecedem a eleição.

Sob o comando e as ordens diretas do governador Flávio Dino, violando a lei e a Constituição, estão impondo um clima de intimidação sobre o povo da nossa cidade, usando e abusando da força, recorrendo ilegalmente ao uso indevido de forças policiais, colocadas à disposição do ex-prefeito Luís Amovelar, um cidadão com seus direitos políticos suspensos, condenado pela Justiça a devolver mais de cinquenta milhões de reais desviados na sua gestão, e pelo presidente do PC do B, o famigerado Sebastião Araújo, mais conhecido como Ciba.

Os métodos fascistas utilizados pelas forças policiais que estão ocupando Coroatá e comprometendo a autonomia municipal e o próprio processo eleitoral serão denunciados, tanto no estado, como junto da Procuradoria Geral da República, do Tribunal Superior Eleitoral e Supremo Tribunal Federal por se tratar de uma ação ordenada pessoalmente pelo governador Flávio Dino.

É a liberdade e a democracia que estão em perigo. É um povo que está sendo vítima de um ataque miserável, covarde e inaceitável de quem, por detrás da força das armas e dos uniformes, quer a todo o custo e contra a vontade do povo inverter o rumo da história.

Vamos denunciar em todas as esferas essas manobras fascistas e ditatoriais de Flávio Dino e de seus lacaios. Coroatá não pode ser subjugada pela força e pela violência de um bando de irresponsáveis e ensandecidas criaturas que querem impor a sua vontade.

Viva Coroatá Sempre Livre e Soberano.

A grave e preocupante denuncia de Teresa Murad em Coroatá

por Jorge Aragão

A prefeita de Coroatá e candidata a reeleição pela coligação COROATÁ COM A FORÇA DE TODOS, remedy emitiu uma nota denunciando uma grave intervenção do estado em Coroatá para favorecer o candidato do governador Flávio Dino, o Luis da Amovelar Filho (PC do B).

Provas foram colhidas e uma representação deve ser elaborada contra o abuso de poder político e de autoridade praticados no município. Segundo a candidata, a cidade encontra-se sitiada na tentativa de impedir o livre exercício de sua campanha e “viabilizar a afronta à autonomia municipal, com a realização de obras eleitoreiras, sem a devida autorização municipal”, diz a nota.

A candidata ainda distribuiu para a imprensa um vídeo em que mostra a “força bruta” do governo, com grande efetivo policial e a presença do secretário de segurança, para prosseguir com uma obra de asfaltamento totalmente eleitoreira, ilegal, através de uma empresa sem licença e sem comunicar previamente a prefeitura. Leia abaixo a Nota na íntegra

(mais…)

Crime eleitoral em Coroatá ?

por Jorge Aragão

crimeleitoral

Em Coroatá, viagra o candidato apoiado pelo governador Flávio Dino, ampoule o Luís Filho, está recebendo um “reforço” do governador que está mais para crime eleitoral do que benefício aos coroataenses.

O abuso de poder econômico foi flagrado por populares quando o caminhão de asfalto, do programa Mais Asfalto, iniciou o despejo de piche em rua sem qualquer preparo para receber o asfalto. Ruas estão sendo asfaltadas sem qualquer entendimento, consentimento, aviso prévio para a prefeitura, com a empresa sem alvará, sem nenhuma licença, na marra, jogando asfalto às cegas.

A força bruta do governo em Coroatá fere a autonomia municipal utilizando a máquina do governo em benefício do candidato do PC do B, Luís Filho com a participação do comandante da campanha comunista, o Ciba, e o secretário Márcio Jerry, que no palanque não escondeu o objetivo da obra eleitoreira quando esteve em campanha esta semana.

“Um exemplo de hoje: O MAIS ASFALTO CHEGANDO. O povo alegre, vendo as máquinas, aí aparece um ‘embusteiro’ parente da governadora que resolve implicar com a empresa, denunciar a empresa. Pra que? Pra não ter o programa Mais Asfalto aqui no município de Coroatá. Mas ele pode ficar tranquilo porque o MAIS ASFALTO vai continuar e vai chegar ao final em Coroatá”, disse Márcio Jerry em discurso nesta terça (20) em Coroatá.

Ação já está sendo preparada pelos advogados da Coligação COROATÁ NÃO PODE PARAR, Drs Marcos Lobo e Elias Moura Neto.

“Coroatá quer ela de novo”, destaca deputada sobre gestão Teresa Murad

por Jorge Aragão

andrea1

Tem sido constante novas adesões de lideranças e a presença de milhares de coroataenses na campanha da prefeita Teresa, search candidata a reeleição em Coroatá. Os relatos são da deputada estadual Andrea Murad que tem intensificado sua agenda na região para apoiar a mãe nesse período.

“Coroatá está mostrando que quer ela de novo na prefeitura. Nas últimas semanas Teresa tem ido de casa em casa apresentar sua prestação de contas, mostrando porque Coroatá não pode parar. O resultado desse corpo a corpo foi visto no maior arrastão que a cidade já realizou, no último sábado. Milhares de coroataenses dizem sim, ela fica. Foi uma satisfação muito grande, um orgulho muito grande participar daquele momento”, declarou Andrea Murad.

Ainda para a deputada, esse reconhecimento merecido é exemplo de uma gestão séria e competente da prefeita Teresa, mesmo diante de todas as perseguições do governo Flávio Dino.

andrea

“Na contramão do péssimo governo Flávio Dino, Teresa Murad é exemplo de gestora que cumpre em dia com o pagamento dos funcionários, consegue realizar obras com recursos próprios e do governo federal, avançou na educação, saúde, infraestrutura, lazer e até na segurança. Essa aprovação do nosso povo vimos no grande encontro do fim de semana. Sim, é Teresa, prefeita de novo”, disse a deputada.