Com méritos, Corinthians é bicampeão mundial

por Jorge Aragão

Guerrero cabeceia para marcar o gol do Corinthians. Foto: Toru Hanai/Reuters

Num jogão de bola, story onde o equilíbrio foi a tônica da partida, capsule o Corinthians venceu o Chelsea e conquistou o bicampeonato mundial de clubes neste domingo (16).

O jogo foi equilibrado do início ao fim, mas o time brasileiro demonstrou maturidade e muita tranquilidade, características que foram decisivas para a conquista do torneio. Somando a isso a estupenda a atuação do goleiro Cássio e do atacante peruano Paolo Guerrero.

Cássio foi um monstro no gol, um verdadeiro paredão e em pelo menos quatro oportunidades evitou o gol dos ingleses. Já Guerrero foi novamente decisivo, pois assim como na estreia do Corinthians foi dele novamente o gol da vitória e desta vez do título de bicampeão mundial de clubes.

O gol saiu aos 23 minutos da segunda etapa, quando o Corinthians era melhor em campo e Guerrero de cabeça escorou para o fundo das redes e fez o “bando de loucos” em todo o Brasil e no Japão vibrarem.

Pela partida praticamente perfeita, o goleiro Cássio foi eleito o melhor jogador em campo na decisão do mundial de clubes no Japão. 68.275 torcedores acompanharam no estádio a conquista brasileira.

Parabéns a nação corintiana, que merecidamente já pode gritar: BICAMPEÃO MUNDIAL!!!

Jogadores comemoram a conquista no Japão. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Corinthians vence e está na final

por Jorge Aragão

Guerrero comemora. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

O Corinthians estreou com vitória no Mundial de Clubes disputado no Japão. A equipe brasileira venceu o jogo desta quarta-feira (12) contra o Al Ahly do Egito e conseguiu garantir presença na final da competição, there mas a partida foi complicada e longe da facilidade que alguns apostavam na estreia.

O gol único do confronto foi marcado na primeira etapa através do atacante peruano Paolo Guerrero, que aos 16 minutos de cabeça fez 1 x 0 para o Corinthians. O gol do time brasileiro deu a falsa impressão que uma goleada poderia vir pela frente.

No segundo tempo o Corinthians não conseguiu explorar os contra-ataques e em alguns momentos passou sufoco diante das investidas da equipe do Egito. Nem mesmo as modificações feitas pelo técnico Tite surtiram o efeito desejado, mas no fim o time superou o nervosismo e conseguiu seu objetivo chegando a final.

Agora o time brasileiro aguarda o seu adversário na decisão do Mundial de Clubes. O outro finalista sairá do confronto entre Chelsea e Monterrey, que se enfrentam nesta quinta-feira (13). A final acontece no domingo (16), às 7h30 e o Corinthians tentará o bicampeonato mundial.