A difícil aliança de Flávio Dino com o PT

por Jorge Aragão

A Coluna Expresso, da Revista Época, fez uma análise interessante sobre as eleições 2018, mais precisamente sobre a dificuldade que o governador do Maranhão, Flávio Dino, terá para realizar uma aliança com o PT.

A coluna afirma que o PT queria Flávio Dino no partido, mas com a negativa do governador em trocar de partido e os “acenos” do ex-presidente da República, José Sarney, ao ex-presidente Lula, a aliança está complicada. Veja abaixo ou clique aqui.

“O diretório maranhense do PT quer caminhar com o governador Flávio Dino (PCdoB) na disputa por sua reeleição neste ano. Os dirigentes petistas gostariam, inclusive, de contar com ele nos quadros do partido. Mas Dino avalia que mudar para o PT atrapalharia a construção do arco de alianças, que neste momento conta até com o DEM indicando um candidato ao Senado.

Outra dificuldade para a aproximação são os reiterados acenos do ex-presidente Lula ao clã de José Sarney. Os petistas maranhenses temem a repetição de 2010, quando o PT nacional interveio no diretório local para forçar o apoio justamente a Roseana Sarney, que, agora, é cotada para disputar novamente o governo pelo MDB.”

E olha que a coluna nem destacou o desdém do governador Flávio Dino na intenção do PT em integrar a sua chapa majoritária, conforme o Blog já demonstrou (reveja).

É aguardar e conferir.

Mais uma do traquino Waldir Maranhão

por Jorge Aragão

O deputado federal Waldir Maranhão (AVANTE), que ainda sonha em ser candidato ao Senado na chapa do governador Flávio Dino (PCdoB), voltou a ser destaque negativamente na imprensa nacional.

Nesta quinta-feira (07), a Coluna Expresso, da Revista Época, afirma que o Banco do Brasil já encaminhou ao Supremo Tribunal Federal dados bancários da esposa de Waldir Maranhão. A suspeita é que a companheira do parlamentar tenha disponibilizado a conta bancária para que Waldir recebesse propina.

Vale lembrar que, no auge da patacoada do maranhense durante o impeachment de Dilma Rousseff, a imprensa nacional também revelou que o filho de Waldir, Thiago Maranhão, era funcionário fantasma do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão.

Desta forma fica cada vez mais difícil que Waldir convença Flávio Dino a lhe apoiar para uma candidatura ao Senado na sua chapa.

José Reinaldo rejeita comandar o PSB no Maranhão e vai para o DEM

por Jorge Aragão

O deputado federal José Reinaldo Tavares vai mesmo deixar o PSB e o caminho, como já antecipado pelo Blog, será o DEM, por onde o ex-governador pretende disputar uma vaga para o Senado.

Nesta sexta-feira (01), a Coluna Expresso, da Revista Época, não só confirmou a saída de José Reinaldo do PSB, mas também assegurou que o ex-governador teve oferecido pelo presidente Nacional da legenda, o comando do partido no Maranhão. Entretanto, nem isso foi o suficiente para convence-lo de permanecer.

A coluna ainda cravou que José Reinaldo teve a autorização do PSB para uma saída amigável, mas que essa facilidade não será a mesma que outros parlamentares irão encontrar caso queiram deixar a legenda, após os novos rumos do partido. Veja abaixo trecho da reportagem.

José Reinaldo vai para o DEM, que no Maranhão é comandado pelo deputado federal Juscelino Filho, árduo defensor da candidatura do ex-governador ao Senado, assim como do também deputado federal Weverton Rocha (PDT).

Inclusive, o que se comenta nos bastidores, é que essa seria uma das condições para um apoio do DEM a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), a escolha de José Reinaldo para ser um dos candidatos ao Senado na chapa comunista, ou seja, o DEM asseguraria espaço na disputa majoritária no Maranhão.

É aguardar e conferir.

Waldir Maranhão será a estrela do AVANTE no horário eleitoral

por Jorge Aragão

O traquino deputado federal e ex-presidente da Câmara Federal em exercício, Waldir Maranhão, deverá ser uma das atrações do programa eleitoral no rádio e na TV do AVANTE, o novo partido do parlamentar.

A informação é da Coluna Expresso, da Revista Época. Waldir Maranhão, que ganhou notoriedade nacionalmente pela lambança que tentou fazer quando do processo do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), será a estrela do AVANTE no horário eleitoral que vai ao AR nesta quinta-feira (30).

A postagem também deixa claro que Waldir Maranhão pretende concorrer ao Senado Federal. E esse é um dos enormes imbróglios que possui o governador Flávio Dino, já que são quatro deputados federais do seu grupo político, que pretendem disputar o Senado. Além de Waldir, Weverton Rocha (PDT), Eliziane Gama (PPS) e José Reinaldo (DEM), também esperam compor a chapa do comunista.

“Ex-presidente interino da Câmara dos Deputados, o polêmico Waldir Maranhão, recentemente filiado ao Avante (antigo PTdoB), será uma das estrelas do programa de TV e rádio do partido. O programa irá ao ar na quinta-feira (30). Maranhão pretende concorrer ao Senado pelo Maranhão em 2018.

Uma das bandeiras da legenda de Maranhão é a criação de um imposto único.”, destaca a coluna.

Decisões de Ney Bello repercutem nacionalmente

por Jorge Aragão

As decisões em casos polêmicos do desembargador federal, Ney Bello, do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, tem repercutido na imprensa, inclusive nacionalmente.

Foi o desembargador maranhense que concedeu Habeas Corpus a três presos na Operação Pegadores, da Polícia Federal. A última liberdade concedida por Ney Bello foi justamente para Rosângela Curado, ex-secretária adjunta de Saúde, no Governo Flávio Dino.

Rosângela Curado teve a sua prisão provisória prorrogada pela Justiça a pedido dos órgãos de controle, que inclusive fundamentaram o pedido, mas Ney Bello entendeu que a ex-secretária não poderia ter sido presa em 2017 – e depois mantida presa por mais cinco dias – em virtude de crimes supostamente cometidos em 2015. O maranhense ainda entendeu ser “desnecessário espetáculo das prisões”.

Entretanto, a decisão de Ney Bello que repercutiu nacionalmente nesta semana, inclusive na Coluna Expresso, da Revista Época, foi a soltura do ex-conselheiro do FI-FGTS André Luiz de Souza, acusado de corrupção por ter recebido pagamentos da Odebrecht em conta no exterior.

André estava preso desde junho e já havia sido beneficiado por um habeas corpus da Terceira Turma do TRF-1, mas permanecia preso por não ter dinheiro para pagar a fiança de R$ 300 mil.

Em despacho nesta semana, Ney Bello acatou o pedido dos advogados Fábio Tofic Simantob e Brian Alves Prado para aceitar um imóvel, no valor de R$ 400 mil, como garantia em substituição ao pagamento da fiança. Clique aqui e veja a nota na íntegra.

Mais uma punição para o traquino Waldir Maranhão

por Jorge Aragão

O deputado federal e ex-presidente interino da Câmara, here Waldir Maranhão (PP), terá mais uma punição pelas suas inúmeras traquinagens. De acordo com a Coluna Expresso, da Revista Época, o parlamentar será punido pelo seu partido e não receberá o fundo partidário.

A punição atrapalharia Waldir Maranhão de se “movimentar” nas eleições municipais deste ano ajudando aliados e candidatos a prefeitos em todo o Estado. A punição seria pelo fato de Maranhão ter desobedecido a recomendação do PP no caso da votação do impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff (PT).

Apesar da determinação do PP de que todos os membros do partido deveriam votar favorável pelo impeachment, Waldir Maranhão preferiu atender o pedido do amigo e aliado Flávio Dino. O governador do Maranhão conseguiu fazer com que o parlamentar modificasse seu voto.

E agora vai ter que arcar com as consequências.

waldir