O volátil e azarado vereador Chaguinhas

por Jorge Aragão

chaguinhas

É bem verdade que, ask infelizmente, health a maioria dos políticos não possuem coerência e muito menos ideologia, stomach mas o vereador de São Luís, Chaguinhas, conseguiu se superar nessas eleições municipais.

No fim de fevereiro, ao lado de Waldir Maranhão, Chaguinhas não só declarou apoio a Eliziane, como entendia que ela era a melhor opção para São Luís (veja aqui).

“Eliziane não estreou, ela nasceu na vida. Temos muitos que estreiam porque nasceram em berço de ouro. Eliziane assim como muitos maranhenses nasceu na dificuldade e na luta. É por isso que eu apoio Eliziane e estou neste projeto para São Luís”, destacava Chaguinhas em fevereiro.

Depois que percebeu que o “barco” de Eliziane Gama começava a naufragar, Chaguinhas deixou a candidata que ele considerava ideal para São Luís e mudou de opinião em aproximadamente quatro meses.

chaguinhaswc

Chaguinhas deixou de apoiar Eliziane, que estava em queda nas pesquisas eleitorais, e passou a apoiar o candidato Wellington do Curso, que estava em ascensão nas pesquisas. Além de ter mudado de candidato, também mudou de opinião e passou a achar que Wellington era o melhor para a capital maranhense (veja aqui).

“A partir de 1 de janeiro vocês terão um prefeito que tem as digitais do povo, que conhece a nossa realidade e com atitude para resolver os problemas de São Luís”, disse Chaguinhas em agosto.

chaguinhasedu

Agora, no 2º Turno, Chaguinhas também já tem outro candidato, vai apoiar Eduardo Braide, mas o mais curioso e cômico, é que a nova opção, assim como Eliziane e Wellington em algum momento foram, passou a ser o melhor para São Luís na coerente opinião de Chaguinhas (veja aqui).

“O Eduardo é humano, sabe das necessidades do nosso povo, e tenho certeza de que na prefeitura ele vai fazer a verdadeira transformação que a nossa cidade tanto precisa. A nossa São Luis tem jeito com Eduardo Prefeito”, diz agora o volátil vereador Chaguinhas.

Pior para Eduardo Braide, pois além de ter apoio de um político volátil e incoerente, ainda passou a ter do seu lado uma espécie de Mick Jagger da política maranhense, um verdadeiro Seca Pimenteira (personagem do Zorra Total), afinal toda vez que Chaguinhas grudou num candidato nesta eleição, o candidato foi definhando até ser derrotado.

Entretanto, pior mesmo é para São Luís, pois um político deste naipe ainda conseguiu se reeleger. Uma lástima realmente.

Wellington do Curso vai começando a conhecer Waldir Maranhão

por Jorge Aragão

wellingtonO deputado estadual Wellington do Curso, health que vai se destacando no seu primeiro mandato como parlamentar, try infelizmente parece não ter feito uma escolha indo para o PP, do enrolado vice-presidente da Câmara Federal, Waldir Maranhão.

Wellington do Curso deseja disputar a Prefeitura de São Luís e por esse motivo deixou o partido que se elegeu, o PPS, pois a legenda preferiu apostar na volta de quem lhe abandonou, a deputada federal Eliziane Gama, do que apostar em Wellington.

Entretanto, Wellington do Curso vai começar a conhecer Waldir Maranhão, presidente do PP no Estado, e muito provavelmente se arrepender da escolha que fez. A edição desta sexta-feira (01), do Jornal O Estado do Maranhão, já apresenta o primeiro grande baque que sofrerá Wellington.

Os dois vereadores de São Luís do PP – Manoel Rego e Francisco Chaguinhas, por mais absurdo que possa parecer, vão apoiar a pré-candidatura de Eliziane Gama (PPS) para a Prefeitura de São Luís.

Os dois vereadores pediram ao comando partidário liberação para continuar apoiando Gama, em vez de seguir com o nome do próprio PP. Segundo o vereador Manoel Rego, a autorização foi concedia.

“Uma das soluções era nós dois deixarmos o PP. Mas isso não ocorrerá. Nós vamos ficar no PP, mas fomos autorizados a votar na Eliziane Gama”, declarou.

Francisco Chaguinhas também comentou a situação. Ele disse que foi levado a apoiar Eliziane pelo próprio Waldir Maranhão, sugeriu ainda que Wellington do Curso não tem “densidade eleitoral” e criticou o fato de não haver sido comunicado da decisão do partido.

“Foi o deputado Waldir quem me apresentou a Eliziane. Eu tenho um trabalho aqui na minha região e já trouxe ela para olhar. Além disso, eu preciso de um candidato a prefeito com densidade eleitoral para poder fazer a campanha. Eu abandonei o Edivaldo a um ano e pouco e, de repente, não fui nem comunicado, e chega o Wellington do Curso”, declarou.

Definitivamente Wellington do Curso está começando a conhecer Waldir Maranhão e pelo visto se arrependendo da escolha que fez.