A bela iniciativa de Alexandre Almeida

por Jorge Aragão

No último fim de semana, o projeto Aprendendo Música inaugurou sua segunda unidade física em Timon, no bairro Parque Piauí, onde serão ministradas aulas de iniciação musical com flauta doce e aulas de violão. A unidade do Parque Piauí, na sede do Instituto Vida e Ação, se une à unidade do bairro Parque Alvorada, na sede do Instituto Cocais, realizador do Projeto, para ampliar a oferta de cursos e vagas à população timonense, cursos inteiramente gratuitos.

Desde a implantação do projeto Aprendendo Música em Timon, ainda em 2014, mais de 3 mil alunos já foram contemplados, somando as matrículas de todos os semestres letivos, com cursos de iniciação musical com flauta doce, violão, violino, clarinete, teclado, canto e bateria. O presidente do Instituto Cocais, José dos Santos Oliveira, destacou que os alunos matriculados têm acesso a instrumentos musicais novos e de qualidade, além de receberem farda e material didático de forma gratuita. “Outro ponto que destacamos no projeto é a qualidade dos nossos professores, todos eles têm a formação superior em Música e grande parte fazem ou já fizeram pós-graduação”, informou.

O idealizador do Aprendendo Música, deputado estadual Alexandre Almeida, classifica o projeto com “uma verdadeira fábrica de cidadania” e parabeniza o empenho de todas as pessoas envolvidas no projeto para oferecer o melhor para os alunos. “Este mês de agosto vamos completar três anos de funcionamento do projeto e esta é uma escola que dá bons frutos. Muitos grandes talentos já foram revelados aqui e esse também é um de nossos objetivos. Nosso primeiro objetivo é dar cidadania e a oportunidade à população timonense de aprender essa arte tão nobre que é a música”, pontuou.

O projeto Aprendendo Música foi implantado em 2014 e atualmente possui 625 alunos matriculados na unidade do Parque Alvorada e mais 60 alunos na unidade do Parque Piauí. O projeto é incentivado pela Lei Rouanet (Lei Federal de Incentivo à Cultura) e conta com o patrocínio das Drogarias Globo. O presidente do Instituto Cocais informa ainda que para 2018 a perspectiva é que a oferta de vagas e de cursos na unidade do Parque Piauí sejam ampliadas e o instituto também está trabalhando para abrir mais uma unidade, na rua 100, estando assim, cada vez mais próximo da população.

Alexandre Almeida oficializa licença médica e Marcos Caldas assume

por Jorge Aragão

O deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) oficializou, através de uma Nota, o seu afastamento da Assembleia Legislativa para um tratamento médico.

Alexandre Almeida esteve no parlamento nesta terça-feira (01), quando da reabertura dos trabalhos, para comunicar a Mesa Diretora, imprensa e os colegas deputados do seu afastamento temporário.

O parlamentar informou que precisará se submeter a um tratamento médico, mas não disse quando retornará aos trabalhos na Assembleia.

“Quero comunicar a todos os maranhenses que hoje, 01, protocolei na Mesa da Assembleia Legislativa, um pedido de licença de 121 dias, para cuidar da minha saúde. Precisarei fazer alguns exames por recomendação médica e, por isso, terei que me ausentar temporariamente das minhas atividades parlamentares. Com fé em Deus, voltarei em breve com a saúde fortalecida para continuar nosso projeto”, disse a Nota encaminhada pelo parlamentar.

Durante a ausência de Alexandre Almeida da Assembleia, caberá ao suplente, o ex-deputado estadual Marcos Caldas (PSDB), que inclusive já foi governador do Maranhão, substituir o parlamentar, o que deve acontecer ainda nesta semana.

“Timon Junino é alvo de perseguição política”, diz Alexandre Almeida

por Jorge Aragão

O deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) reuniu na noite desta sexta-feira, 30, representantes culturais timonenses e correligionários para esclarecer a todos sobre a situação do Timon Junino 2017, que ainda não obteve aprovação do Governo do Estado do Maranhão para a sua realização. Alexandre contou que o projeto foi protocolado ainda no mês de abril na secretaria de Estado da Cultura, mas que até o presente momento o governo não se posicionou sobre a aprovação do mesmo.

O parlamentar destacou que todas as edições anteriores do Timon Junino tiveram seus projetos e prestações de contas aprovadas e que não existe nada pendente, por isso ele afirma que entende a não aprovação do projeto deste ano como perseguição política. “Só podemos concluir uma coisa, o governador junto com seu grupo político aqui em Timon, por questões políticas, tomou a decisão de não aprovar um projeto importante para a cidade de Timon, que é o Timon Junino” pontuou.

Socorro Coutinho, representante do Boi Mimo de São Jorge, conta que foi o Timon Junino que teve a missão de resgatar a cultura timonense, quando surgir quatro anos atrás, e que a sua não realização este ano prejudica não só os grupos de Bumba Boi e Quadrilhas Juninas, como também a economia local. “Muitos grupos deixaram de sair este ano por que estavam esperando o Timon Junino acontecer, com isso eles não foram ao comércio comprar o material para fazer as roupas e também muitas pessoas que vendem comidas e bebidas perderam aquela renda extra que tinham com o Timon Junino”, afirmou.

O vereador Anderson Pego (PRB), que também esteve presente, informou que há outros dois projetos apresentados pelo deputado Alexandre Almeida, Copa Timon de Beach Soccer e Campeonato Rural, que já foram aprovados, mas que aguardam a mais de um ano apenas a assinatura do secretário para serem realizados. “Isso mostra que a única dificuldade colocada pelo governo para não aprovar este projeto é apenas a questão política”, destacou o vereador.

Alexandre Almeida disse que ainda tem esperança de que o projeto seja aprovado e que a cultura de Timon não seja colocada em segundo plano pelo Governo do Estado, apenas por questões políticas. “Ainda aguardamos uma resposta de um governo que se diz de todos os maranhenses, de todos os timonenses. Timon e a cultura timonense exigem respeito e aguardam a realização do Timon Junino 2017”, concluiu.

Alexandre Almeida segue na luta pela recuperação da MA-040

por Jorge Aragão

Na tarde de quinta-feira (08), o deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) participou de uma nova audiência com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, juntamente com o senador Roberto Rocha (PSB). Os parlamentares maranhenses levaram até o ministro os projetos básico e executivos da obra de asfaltamento da MA-040, estrada que liga Timon a Matões, e buscaram a garantia de prioridade da obra, que será executada pelo Exército Brasileiro.

Esta já é a segunda oportunidade em que o deputado estadual Alexandre Almeida se reúne com o ministro Raul Jungmann este ano para tratar da MA-040. No mês de maio, Alexandre esteve em reunião com o ministro juntamente com a deputada federal Eliziane Gama (PPS), onde foi apresentada a demanda e ficou acertado que em ocasião posterior seria apresentado um projeto juntamente com a previsão orçamentária, o que de fato foi realizado nesta nova reunião (reveja).

“Nesta reunião nós já apresentamos os projetos básico e o executivo, e o senador Roberto Rocha se comprometeu para viabilizar o recurso. Esta audiência de hoje já é mais um passo que estamos dando na concretização do sonho de milhares de maranhenses que desejam ver a MA-040 asfaltada e fazendo a ligação entre os municípios da Região dos Cocais”, destacou Alexandre Almeida.

O senador Roberto Rocha destacou que essa é uma obra que traz dignidade à população maranhense e reforça a ligação entre os municípios da região dos Cocais, engrandecendo também a economia dessa região. “É sob a condição de uma obra prioritária que estamos colocando essa reivindicação na mesa do ministro da Defesa e vamos tratar pessoalmente com o presidente da República para que os recursos orçamentários para o início dos trabalhos sejam liberados. Queremos garantir no orçamento de 2017 os recursos para o início das obras e deixar empenhado recurso no orçamento de 2018 para que possa ser concluída”, explicou o senador.

Alexandre Almeida participa de reunião com presidente do TJ

por Jorge Aragão

Na manhã desta terça-feira, 23, o deputado Alexandre Almeida (PSD) reuniu-se com o presidente do Tribunal de Justiça do Estado Maranhão (TJ/MA), desembargador Cleones Cunha.

Na oportunidade, o deputado expressou a sua preocupação com um problema que hoje atinge todos os municípios maranhenses: a falta de celas para o recolhimento dos devedores de pensão alimentícia.

Segundo explicou o deputado, a lei determina a prisão de homens que se encontram em débito em relação à pensão alimentícia de seus filhos. No entanto, esses homens precisam ser recolhidos a celas separadas dos presos que cometeram outras infrações. “Com a superlotação do sistema carcerário, essas celas não estão disponíveis, e, consequentemente, não está sendo aplicada a esses devedores a punição prevista”, esclareceu.

Ainda segundo o parlamentar, tal situação acaba por penalizar centenas de mulheres que são obrigadas a garantir o sustento de seus filhos sozinhas. “Como não há punição, logicamente que esses homens continuam incorrendo no erro, ou seja, continuam não pagando a pensão devida”, ressaltou Almeida.

Durante a reunião, Alexandre Almeida informou ao presidente do TJ/MA que vai realizar uma audiência pública para discutir o problema e cobrar do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), a criação da infraestrutura necessária para o cumprimento da lei. “O desembargador Cleones foi receptivo a proposta e informou que vai agendar uma reunião com o Secretário de Segurança para tratar desse assunto”, informou o deputado.

“Entendo que filhos são uma responsabilidade do pai e da mãe, então não é justo que centenas de mães maranhenses sejam obrigadas a arcar sozinhas com o sustento dos seus filhos, como se fossem as únicas responsáveis”, finalizou Alexandre Almeida.

Alexandre Almeida diz que Flávio Dino tem “muita conversa”

por Jorge Aragão

O Blog do Ludwig (clique ao lado para ouvir o áudio) repercutiu uma entrevista concedida pelo deputado estadual Alexandre Almeida (PSD), concedida quando o parlamentar esteve visitando a Câmara de Vereadores de Timon, principal reduto eleitoral de Almeida.

O deputado afirmou que o governador tem muita conversa, muito papo, mas pouca ação concreta. Ou seja, na teoria é perfeito, mas na prática tem deixado a desejar.

“O governador tem muito papo, tem muita conversa. Ele chega aqui [Timon] faz uma conversa bonita e quando a gente vai ver no outro dia a coisa não acontece. Eu pergunto, governador em três anos do seu mandato o senhor não conseguiu terminar a obra do Hospital Alarico Pacheco? Em três anos do seu governo o senhor não conseguiu entregar a escola do Novo Tempo? Não tem problema de dinheiro, o dinheiro está todo garantido”, comentou Alexandre Almeida.

O parlamentar também comentou que o governador não tem cumprido com a promessa de pagar as emendas dos deputados estaduais, mesmo

“Ano passado eu destinei mais de um milhão e quinhentos mil reais para o município de Timon que representa mais da metade dos valores que nós temos o direito de indicar. Dentre estes um milhão e quinhentos lá existiam novecentos mil para adquirir as viaturas que até hoje o governador não comprou, não executou. Ou seja, a gente aprova na lei orçamentária, eu faço meu papel de deputado estadual, mas, o governador não cumpre com o papel dele de executar essas emendas. Se o governador tivesse executado as emendas que eu apresentei para Timon no ano passado a cidade teria hoje mais cinco novas viaturas. Aí não fazem para dizer que o deputado Alexandre Almeida não está desempenhando o seu papel”, destacou Alexandre Almeida.

E assim segue o Governo da Mudança de Flávio Dino.

Alexandre Almeida pede que Exército recupere MA-040

por Jorge Aragão

Em viagem à Brasília, o deputado Alexandre Almeida (PSD) participou de audiência com o ministro da Defesa, Raul Jungmann. A audiência foi organizada pela deputada federal Eliziane Gama (PPS), e também contou com a presença do general de brigada Marco Aurélio Rosa.

“A nossa intenção com essa reunião é buscar a colaboração do Exército Brasileiro para a execução das obras de asfaltamento da MA-040”, informou Alexandre Almeida.

Segundo o deputado, o ministro Jungmann foi muito receptivo a solicitação e comprometeu-se a fazer toda articulação para garantir o apoio necessário a concretização da obra. “O Maranhão já tem experiências exitosas em obras executadas por homens do Exército, então acredito que essa nova parceria será positiva”, destacou Alexandre Almeida.

Com o compromisso do ministro garantido, Almeida, junto com a deputada Eliziane Gama, pretende agora sensibilizar toda bancada federal maranhense para conseguir os recursos necessários para realização da obra.

“Entendemos que o asfaltamento da MA-040 é fundamental para o desenvolvimento social e econômico dos municípios de Timon, Matões e Parnarama, logo acreditamos que os nossos representantes federais não irão negar ajuda”, afirmou Almeida.

Alexandre Almeida cumpre agenda em Balsas

por Jorge Aragão

No início desta semana, o deputado Alexandre Almeida (PSD) cumpriu uma intensa agenda no município de Balsas.

“Fui firmar, mais uma vez, o meu compromisso com a população balsense, informando sobre a aprovação de emenda de minha autoria, no valor de 500 mil reais, destinada a implantação de um sistema de videomonitoramento no município”, destacou o deputado.

Segundo Alexandre Almeida, o recurso já está disponível no orçamento estadual e agora cabe ao Governo do Estado garantir a execução do serviço. “Cumpri o meu compromisso de garantir os recursos necessários para a implantação do serviço, agora esperamos que o governador cumpra a parte que lhe cabe”, pontuou.

O deputado também informou que a cidade de Balsas, a exemplo de outras cidades do interior do Maranhão, vive uma situação de criminalidade que aumenta a cada dia, e o videomonitoramento vai ajudar as ações de enfrentamento conduzidas pelas policias militar e civil.

Durante a sua estadia em Balsas, Alexandre Almeida, acompanhado do vereador Paulo Júnior, reuniu-se com prefeito Erick Silva, visitou a Câmara de Vereadores, e participou de uma reunião com o Comandante Geral da Policia Militar de Balsas, coronel Juarez Medeiros. E para esclarecer os detalhes do sistema de videomonitoramento, esteve no programa Cantidiano na TV, no canal 13.

“Não tenho dúvidas que o videomonitoramento vai melhorar significativamente o trabalho das policias militar e civil, no processo de investigação dos crimes praticados. Desta forma, eu entrego ao Governo do Estado do Maranhão, ao secretário de Segurança Pública, a missão de executar esse recurso e garantir à população balsense esse serviço tão importante”, enfatizou Alexandre Almeida.

Alexandre Almeida destina emenda para investimento em Balsas

por Jorge Aragão

Em pronunciamento feito na sessão legislativa desta terça-feira (4), o deputado Alexandre Almeida (PSD) informou o repasse de emenda parlamentar individual para a implantação de um sistema de videomonitoramento no município de Balsas.

“Balsas vive uma situação de criminalidade que aumenta a cada dia, como em praticamente todos os municípios do Maranhão. E diante dessa situação, eu, como deputado estadual também eleito por esse município, me senti na obrigação de fazer alguma coisa concreta para diminuir essa insegurança, então destinei uma emenda no valor de R$ 500 mil reais para a implantação de um sistema de videomonitoramento no município”, disse Alexandre Almeida.

Segundo o deputado, o sistema consistirá em implantar câmeras nas principais ruas e avenidas de Balsas, e um Centro de Acompanhamento Instantâneo, que será montado no Batalhão da Polícia Militar, que permitirá o monitoramento dos locais em que o sistema será instalado.

O parlamentar também frisou que o recurso já está no orçamento da Polícia Militar do Estado do Maranhão, e tanto a PM como a Secretaria de Segurança Pública já têm condições de fazer o projeto, e logo em seguida executar a licitação para, por fim, contratar a empresa para implantar do sistema.

“Não tenho dúvidas que esse serviço vai melhorar significativamente o trabalho da Polícia Militar em Balsas, como também da Polícia Civil no processo de Polícia Judiciária, no processo de investigação dos crimes praticados. Desta forma, eu entrego ao Governo do Estado do Maranhão, ao secretário de Segurança Pública, ao comandante geral da Polícia Militar a missão de executar esse recurso que esta Casa aprovou ainda no final do ano passado, e que já está garantido no Orçamento de 2017”, finalizou Alexandre Almeida.

Faltou coerência ou sobrou subserviência…

por Jorge Aragão

O Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta terça-feira (21), não quis derrubar um veto do governador Flávio Dino num simples Projeto de Lei do deputado estadual Alexandre Almeida e com a decisão faltou coerência ou sobrou subserviência.

O Projeto de Lei do deputado Alexandre Almeida conferia à Rodoviária de São Luís o nome do ex-governador Luiz Rocha. O projeto foi aprovado nas comissões técnicas da Assembleia e aprovado por unanimidade pelo mesmo Plenário da Casa

Entretanto, o governador Flávio Dino, ao que parece por questões políticas partidárias, vetou o simples Projeto de Lei que nominava a Rodoviária de São Luís como Rodoviária ex-governador Luiz Rocha.

“A Rodoviária de São Luís foi construída durante o governo de Luiz Rocha, e até hoje, não tem nenhuma denominação, ou seja, se nós passarmos em frente à rodoviária, iremos encontrar a seguinte denominação: Terminal Rodoviário de São Luís. Então achei justo que o autor dessa obra tão importante fosse homenageado”, justificou o deputado, que também acrescentou a hipótese do veto ter sido por questões políticas.

“Eu só espero que o veto do Governador não tenha sido motivado por uma questão política. Eu não quero crer nisso. Eu não quero crer que o fato do Senador Roberto Rocha ser filho do saudoso Governador Luiz Rocha seja o motivo deste veto, pois se foi essa a razão, digo, mais uma vez, é uma interferência inaceitável ao direito de qualquer membro desta Casa de propor homenagens que consideramos apropriadas e justas”, concluiu Alexandre.

Após o veto inexplicável do governador, o deputado Alexandre Almeida pediu que o Plenário derrubasse o veto e pudesse fazer a singela homenagem ao ex-governador.

É bem verdade que a decisão foi apertada, pois 12 deputados votaram pela derrubada do veto, contra 14 que mantiveram o veto. O problema é que esse mesmo Plenário que não quis derrubar o veto, foi o mesmo que aprovou por unanimidade o Projeto de Lei.

Sendo assim, faltou coerência ou sobrou subserviência de alguns para essa decisão.