Rádio Mirante AM: um mês no Ponto Final

por Jorge Aragão

A partir desta segunda-feira (08), em virtude das férias do jornalista Roberto Fernandes, o titular do Blog do Jorge Aragão estará em novo horário e em novo programa na Rádio Mirante AM. Nos próximos 30 dias estaremos na condução do programa Ponto Final.

Sendo assim, estaremos na Rádio Mirante AM, de segunda a sexta-feira, das 08h às 12h, na apresentação do Ponto Final e contando sempre com a participação do ouvinte mais inteligente do rádio maranhense, através do telefone (98) 3215-5060, para participações ao vivo, ou pelo WhatsApp da Mirante AM, (98) 99142-5060, para mensagens de áudio/voz ou texto.

O programa Panorama, que comandamos diariamente das 17h às 19h, durante esse período será conduzido pelo experiente jornalista José Santos.

Caso queira acompanhar o programa pela internet, basta clicar no banner ao lado da Rádio Mirante AM e acompanhar toda a nossa programação.

Conto com a sua audiência e colaboração.

10 comentários

Ricardo Murad afirma que governo comunista aumentou a pobreza

por Jorge Aragão

Por mais que o governador Flávio Dino (PCdoB) e seus asseclas queiram esquecer os terríveis números do IBGE, tem sempre um adversário para lembrar o desastre da gestão comunista.

Desta vez foi o pré-candidato ao Governo do Maranhão, Ricardo Murad (PRP) que destacou nas redes sociais o aumento da extrema pobreza no Maranhão. Murad responsabilizou Dino e a politicagem pelos números desastrosos.

“O Maranhão precisa por um fim na politicagem, que tem mantido o estado atrasado e sem futuro. O governo comunista de Flávio Dino aumentou a pobreza e perseverou nesse modelo, que faz tudo para cooptar políticos – vide Josimar do Maranhãozinho – antes odiado, hoje ídolo do comunismo. Vou acabar com isso para fazer gestão no governo e dar resultados. Podem acreditar”, escreveu Ricardo Murad.

De acordo com os números do IBGE, o Maranhão teve uma queda de 8% no PIB no acumulado dos anos de 2015 e 2016, indo de encontro ao crescimento do PIB no Governo Roseana Sarney. E o pior, a extrema pobreza aumentou 2% no ano de 2016.

Ou seja, todos esses números refletem a gestão de Flávio Dino no Maranhão.

12 comentários

Prefeitura de Ribamar realiza mutirão de cirurgias eletivas

por Jorge Aragão

Durante todo o mês de janeiro a população ribamarense terá cirurgias gerais, como histerectomia, vesícula retirada de nódulos, sinais, hérnia, entre outras. Com o objetivo de não apenas minimizar a fila de espera por cirurgias, como também oferecer melhor qualidade de vida à população, a Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), deu início no sábado (06) ao “Mutirão de Cirurgias Eletivas”. O procedimento deverá ocorrer durante todo o mês de janeiro deste ano, o que para o prefeito Luis Fernando é sinal de atenção, respeito e conforto para a população.

“Nós sabemos que tudo que se faz pela saúde ainda é pouco diante da necessidade de cada paciente que busca os serviços médicos. O mutirão chega exatamente para atender aos pacientes, que apesar de não apresentarem urgência e emergência, necessitam igualmente de atendimento”, disse o prefeito, acompanhado do vereador Cristiano.

De acordo com o Secretário de Saúde, Tiago Fernandes, todos os pacientes já agendados, passaram previamente por atendimento e consulta médica, realizadas pelo corpo clinico do Hospital Municipal. “Durante todo o mês de janeiro o mutirão deverá realizar em média 200 cirurgias gerais, entre elas Histerectomia, retirada de nódulos, sinais, Hérnia, Vesícula entre outras”, detalhou o secretário.

Somente neste primeiro sábado, foram programadas e realizadas cerca de 40 cirurgias. Maria das Dores de 24 anos esteve entre os pacientes atendidos. Ela conta que a partir de agora não vai mais precisar conviver com vários sinais indesejáveis.

“Fiz hoje minha cirurgia. Foram 20 minutos que vão significar e muito na minha vida, pois eu me sentia muito ruim com os sinais no rosto e nas costas, me incomodava muito, e agora acabou o problema”, conta aliviada a jovem.

A Cirurgia Eletiva é aquela que apesar de não ser de urgência, incomoda muito as pessoas, e também se consegue escolher a melhor data para realizar o procedimento cirúrgico. Outra importante característica é que são realizadas após diversos exames feitos para obter as melhores condições de saúde do paciente.

Cirurgias – Além de cerca de 200 cirurgias que deverão ser feitas ao longo de todo o mês durante o mutirão, o Hospital Municipal ainda realiza em média quase 7 mil atendimentos de urgência e emergência. Já para os próximos meses também serão oferecidas a população as especialidades de Urologia e Oftalmologia.

1 comentário

Sarney, meu tipo inesquecível

por Jorge Aragão

Por Ricardo Noblat – Vestido preto no armário, sofá branco na sala de estar e José Sarney no poder têm algo em comum: funcionam.

Que não se espere deles nenhuma surpresa. No mais das vezes seu desempenho é mediano. Mas como seria difícil imaginar o mundo sem eles…

É por isso que Sarney pode dar-se ao luxo de repetir que já se aposentou da política, que não se mete mais em nada, que lhe atribuem uma importância que já não tem…

Sarney pertence à categoria das coisas básicas. como o vestido preto e o sofá branco. E não dá qualquer sinal de que deseje renunciar a tal condição.

Nascido José Ribamar Ferreira de Araújo Costa, amputou do nome o Ribamar e o Ferreira, insinuou-se na política como um renovador dos seus métodos e dela nunca mais saiu.

Foi como governador do Maranhão que o conheci, em abril de 1970, na inauguração da Usina Boa Esperança, no Piauí. Estava a poucos dias do fim do seu mandato.

Nunca mais o perdi de vista – quando nada porque meu tio, dom José de Medeiros Delgado, era arcebispo do Maranhão. Foi ele que casou Sarney com dona Marly, batizou Roseana e casou-a com Jorge Murad.

Quando Sarney era presidente da República, critiquei-o sem piedade em artigos no Jornal do Brasil. Meu tio me dizia então: “Se você pensa que irá derrubá-lo, fique sabendo que ele sobreviverá a nós dois juntos”.

Ao meu tio, sobreviveu. Ao regime militar de 64, do qual divergiu a princípio, também. Aliou-se aliou a ele para, depois de 21 anos, ao pressentir seu ocaso, afastar-se a tempo de pular no barco da oposição e, por um capricho do destino, ascender à presidência da República.

Foi o presidente que alcançou a maior taxa de popularidade por ter congelado preços e salários para sufocar a inflação. Foi também o único presidente apedrejado depois que os “fiscais de Sarney” descobriram que haviam sido enganados.

“Aquele foi o maior erro que cometi na vida”, contou-me certa vez já como senador do Amapá. Sim, porque como o PMDB do Maranhão lhe negara abrigo para que fosse candidato ao Senado, ele encontrou-o no Amapá. Ali, se quisesse, hoje, disputar um novo mandato, seria imbatível.

Por três vezes – ou foram quatro? – presidiu o Senado. Deu as cartas durante os 14 anos e poucos meses do PT no poder. E ganhou de Lula o título de “homem incomum”.

Não foi pouca coisa. Antes, Lula o chamara em público de ladrão.

Na última terça-feira, o “homem incomum” vetou o nome do deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) que já havia sido anunciado como novo ministro do Trabalho. Fernandes simplesmente recusou-se a beijar sua mão antes de assumir o cargo.

O presidente Michel Temer justificou assim a aceitação do veto: “Devo muito a Sarney, sabe…”.

Quem não deve algo a Sarney, prestes a completar 89 anos de idade?

Vestido preto, sofá branco e Sarney estão acima e a salvo da conjuntura. São itens atemporais.

7 comentários

Edivaldo vai entregar mais um Ecoponto em São Luís

por Jorge Aragão

Com oito Ecopontos em pleno funcionamento, a Prefeitura de São Luís segue fortalecendo a política municipal de gestão dos resíduos sólidos e conclui este mês a construção de um novo Ecoponto que irá funcionar no bairro São Francisco.

Já está em fase final a construção do Ecoponto no bairro São Francisco, o 9º a ser entregue pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

Desde o primeiro mandato o pedetista vem transformando a limpeza urbana de São Luís, unindo coleta eficiente, eliminação de pontos de descarte e conscientização da população.

O novo Ecoponto está sendo construído na Avenida Ferreira Gullar e atenderá principalmente à demanda dos bairros Ilhinha e São Francisco, acabando com pontos conhecidos pelo descarte irregular de resíduos sólidos da região, beneficiando cerca de 20 mil moradores da área.

Os Ecopontos foram criados na gestão Edivaldo e, por meio desses equipamentos, 10 mil toneladas ganharam a destinação adequada, de maio de 2016 a dezembro de 2017. O prefeito já entregou Ecopontos nos bairros Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança e Cidade Operária.

Esses equipamentos da Prefeitura de São Luís estão deixando a cidade mais bonita e melhorando a vida dos moradores, além de contribuem para a diminuição dos criadouros do mosquito Aedes aegypti e, por consequência, das doenças causadas pelo inseto, como zika vírus, chikungunya e dengue.

“Estamos tendo grandes avanços na limpeza urbana de São Luís e, sem dúvida, os Ecopontos são um dos protagonistas desse novo momento que a cidade está vivendo. O impacto tem sido muito positivo em todas as esferas envolvidas: moradores, catadores, carroceiros e toda a cadeia de reciclagem.

Vamos continuar trabalhando para garantir cada vez mais qualidade de vida, desenvolvimento sustentável e geração de emprego e renda”, afirma o prefeito Edivaldo.

As intervenções feitas na limpeza urbana colocam São Luís como pioneira no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS – (Lei nº 12.303/2010), um gargalo nas grandes cidades e que, em São Luís, era motivo de grande preocupação em gestões anteriores a de Edivaldo. Agora, a tendência é seguir avançando e deixando a cidade cada vez mais limpa.

FINALIDADE – O projeto de criação dos Ecopontos foi uma determinação do Prefeito Edivaldo e foi desenvolvido para atender os geradores e transportadores de pequena quantidade de resíduos, com volumes inferiores a 2m³, transportados por veículos como pick-up, carrinhos de mão ou carroças. Os condutores de veículos de tração animal são os grandes usuários destas unidades, pois têm como principal atividade o transporte de resíduos.

Na medida em que oferecem alternativas ao descarte irregular, esses equipamentos também contribuem para a diminuição dos criadouros do mosquito Aaedes aegypti e, por consequência, das doenças causadas pelo inseto, como o zika vírus, o chikungunya e a dengue.

Localização dos Ecopontos
– Ecoponto Parque Amazonas
Avenida dos Africanos, s/nº, Bairro de Fátima, entrada do Parque Amazonas;

– Ecoponto Angelim
Rua 27, s/nº (antes do Makro, próximo ao Restaurante Chico Noca);

– Ecoponto Bequimão
Avenida 1, s/nº, Bequimão, ao lado do CRAS

– Ecoponto Habitacional Turu
Travessa G, s/nº, Habitacional Turu, próximo ao antigo Mateus Supermercados

– Ecoponto Jardim América
Avenida 03, s/nº, Jardim América, ao lado da União de Moradores

– Ecoponto Jardim Renascença
Rua Netuno, próximo à Paróquia de São Paulo Apóstolo

– Ecoponto Residencial Esperança
Rua Doutor Ribeiro, s/nº, Residencial Esperança

– Ecoponto Cidade Operária
Avenida Este 203, s/nº, Cidade Operária, próximo ao Campo do Real

Que materiais são recebidos nos Ecopontos?
ELETRÔNICOS: televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc – até três unidades
ENTULHO: resíduos de construção civil, como tijolos, telhas, gessos etc – até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
MADEIRAS: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
ÓLEO DE COZINHA: até 5 litros
PNEUS: até 4 unidades
PODAS DE ÁRVORE E RESTO DE CAPINA: até 2m³ (volume de uma caixa d’água de 2 mil litros)
RECICLÁVEIS: plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc (até 300 litros – 3 sacos grandes)
VOLUMOSOS: móveis, sofás, colchão etc (até dois volumes)
*Quantidades por pessoa/dia

6 comentários

Nó na cabeça

por Jorge Aragão

Por Lino Moreira – Afinal, o que desejam os aliados do governo estadual? Até este momento, decorridos três anos de poder formal, ainda se sentem e agem como oposição. As cabeças não mudaram em nada. Em decorrência de atitude como essa, reclamaram, em imenso chororô, quando Temer decidiu não nomear o deputado Pedro Fernandes ministro do Trabalho, atribuindo a decisão a suposto veto do presidente Sarney. Ora, quem desse brevíssima parada em suas atribulações do dia a dia teria tido tempo de sobra de verificar que desde o início não havia condições políticas de efetivação no cargo do indicado pelo PTB.

Quem nomearia como seu auxiliar direto alguém ligado a político acostumado a chamá-lo de golpista, a não reconhecer sua legitimidade e, ainda, a não colocar a fotografia oficial dele no lugar certo e a manter, em vez disso, um espaço vazio onde deveria estar a legítima foto do legítimo ocupante da Presidência da República?

Acreditar na nomeação do deputado é achar que este está sentado naquela cadeira por acaso, é não entender nada de política, é desconhecer o jogo do poder, é subestimar o político Temer. Mas é bom levar a sério os adversários, pois, se não for assim, o risco de derrota cresce.

Como Aquiles Emir lembrou oportunamente em seu blog, quando foi anunciado para o ministério o nome de Pedro Fernandes, cuja competência, acrescento, não está em questão, “não faltaram críticas por parte de simpatizantes de Flávio Dino (PCdoB) de que tratava-se de mais uma manobra do ex-presidente José Sarney (MDB-AP) para prejudicar o governador”. Na ocasião o parlamentar foi chamado de traidor e vendilhão do Templo, a ser expulso do espaço sagrado.

Quando souberam da solicitação de Temer ao PTB, de indicação de outro nome, as mesmas pessoas tão zangadas antes com o indicado perdoaram seus pecados sem pedir licença ao bispo. A crítica então passou ser contra o presidente Sarney, por causa do imaginado veto. Portanto, o dono (?) da indicação seria o mesmo a vetá-la.

Dá para dormir com um barulho desses, caro leitor? Dá?

3 comentários

Flávio Dino, um mentiroso contumaz

por Jorge Aragão

Mesmo de férias fora do Maranhão, o governador Flávio Dino, pela paixão obcecada pelo sobrenome Sarney, não deixa em momento algum de utilizar as redes sociais, mas tem feito de maneira leviana e com chiliques desnecessários.

Neste sábado (06), Flávio Dino, em pelo menos duas postagens, demonstra uma cara de pau jamais vista antes na política do Maranhão. Quem lê, e não conhece a pessoa e a verdade dos fatos, até realmente acredita nos impropérios escritos pelo comunista.

Inicialmente, Flávio Dino volta a dar chilique reclamando dos números divulgados pelo IBGE e publicado na imprensa nacional, onde afirmam que o PIB do Maranhão caiu 8% dentro da gestão comunista e a pobreza extrema aumentou em 2% no seu governo.

Perceba que ele tergiversa sobre o assunto, mente descaradamente e não assume que a pobreza extrema aumento na sua gestão. Em nenhum momento foi dito que Flávio Dino é o responsável pela pobreza do Maranhão e jamais foi cobrado para que resolvesse esse problema.

O que o comunista está sendo cobrado é que, como prometeu, melhorasse a situação, mas ao contrário disso, ele deixou o problema foi aumentar, afinal foi na sua gestão que a pobreza extrema aumento, segundo dados do IBGE (reveja).

Num segundo momento, Flávio Dino insiste em distorcer o levantamento do G1 Globo. Mente quando diz que o G1 reconheceu que ele está cumprindo 92% das suas promessas. A mentira é tão deslavada que o portal analisou apenas 37 das 65 promessas, logo seria impossível o G1 fazer tal afirmação.

O próprio coordenador do G1 no Maranhão, o jornalista Zeca Soares, em seu blog demonstrou que o governador faltou com a verdade sobre o levantamento (veja aqui).

Infelizmente, mesmo de férias, Flávio Dino ao invés de aproveitar para descansar e curtir a família, prefere ficar mentindo nas redes sociais e a cada dia demonstrar uma paixão avassaladora e preocupante pelo sobrenome Sarney.

Curta as férias governador e minta menos, o Maranhão agradece.

19 comentários

Sanção moral

por Jorge Aragão

Quem resolveu ler as 65 promessas de campanha do governador Flávio Dino (PCdoB) registradas no TRE, em 2014 – e os dados estão disponíveis ao público por meio do aplicativo DivulgaCand – percebe logo de cara que o comunista decidiu gerar provas contra si mesmo.

Ao revelar, com destaque em vermelho, que foi o relator da lei que obrigou o registro dos planos de governo na Justiça Eleitoral, Dino assinou uma espécie de autosentença de morte moral.

No enunciado de seu Plano de Governo, o comunista faz questão de declarar-se orgulhoso pela relatoria da lei por ser ela “um instrumento de aprimoramento da gestão pública”. É difícil imaginar que Flávio Dino pudesse imaginar ser pego em suas próprias redes apenas três anos depois de assumir o governo.

Ao fazer coro a um levantamento do portal G1, que mostrou ter ele conseguido cumprir apenas 22 das 65 promessas registradas – e ainda por cima ter tentado faturar com isso, manipulando a informação -, o comunista mostrou que o seu “instrumento de aprimoramento da gestão” não serviu para si próprio.

Felizmente, para Flávio Dino, a lei que ele relatou não prevê sanções legais a quem descumprir as promessas do plano de governo. Mas, como analisam juristas e interpretadores das leis, o registro do plano, com seu eventual descumprimento, é uma espécie “sanção moral”.

E para quem se põe acima do bem e do mal, se vende como o melhor e mais preparado dos mortais, como Flávio Dino, essa sanção moral deve doer na alma.

Estado Maior

8 comentários

Hilton Gonçalo pode se filiar ao PSDB e disputar o Senado Federal

por Jorge Aragão

A nova direção do PSDB tem mostrado que está disposta a apresentar uma chapa qualificada para disputa majoritária e proporcional no Maranhão. Nesta sexta-feira (5), após encontro com o prefeito de Santa Rita, o secretário-geral do partido, Sebastião Madeira, revelou que “seria uma honra, Hilton Gonçalo compor conosco”.

De acordo com Madeira, “Hilton Gonçalo tem todas as condições de ser candidato a senador. É um homem público respeitado em todas as partes do Maranhão. É prefeito de uma cidade pequena, mas tem destaque no estado todo. Um homem público da melhor qualidade”, avaliou.

O encontro entre Hilton Gonçalo e Sebastião Madeira ocorreu na sede do Consórcio Intermodal do Maranhão. Na oportunidade também estiveram presentes, o senador Roberto Rocha, prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo e o presidente da Câmara de Santa Rita, Fredilson Carvalho.

Um convite de filiação a Hilton Gonçalo deve ser apresentado nos próximos dias, assim como a outras lideranças políticas maranhenses.

3 comentários

Francisco Nagib segue valorizando a Agricultura Familiar em Codó

por Jorge Aragão

Esta semana o prefeito de Codó, Francisco Nagib, acompanhado do Secretário Municipal de Agricultura, Araújo Neto e do o presidente da Faema/Senar, Raimundo Coelho, entregou mais de 10 toneladas de milho e arroz aos produtores da agricultura familiar. A distribuição aconteceu no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU’s) localizado no bairro São Francisco.

De acordo com o Secretário Araújo Neto, o objetivo do prefeito Nagib é dobrar as áreas preparadas para o plantio e fortalecer a cadeia produtiva do arroz. “No último ano as áreas cortadas e preparadas pelas máquinas foram de 600 hectares. Agora nosso objetivo é chegar aos 1200 hectares para dobrar as áreas de produção e fortalecer a cadeia do arroz”, explicou.

Para o prefeito Francisco Nagib, os investimentos e avanços na agricultura vão continuar. “Estamos muito felizes com as realizações e metas alcançadas em 2017, sobretudo na cadeia do arroz, que está em andamento. Agora iremos receber recursos para iniciarmos projetos para a cadeia da mandioca e a construção de um centro de produção de farinha”.

A tarde o prefeito Nagib ainda realizou visita aos produtores da agricultura familiar da região do aeródromo para a entrega formal dos kits de irrigação, uma parceria entre o município, Codevasf e os deputados Weverton Rocha (federal) e César Pires (estadual). A parceria garantiu aos produtores codoenses cerca de 40 kits, com capacidade para irrigas 500 metros quadrados, equipamentos e caixas d’água.

O presidente do Conselho Deliberativo da Faema/Senar, Raimundo Coelho, elogiou o prefeito Nagib e o Secretário Araújo Neto pelo apoio e incentivo dado aos produtores rurais, e garantiu que Codó tem grande potencial para ajudar a tirar o Maranhão da importação de muitos gêneros alimentícios.

“É com muita satisfação que conseguimos constatar todo o trabalho realizado ao longo do ano no município de Codó e os investimentos realizados para os agricultores e o fomento a produção. Tenho a certeza que a parceria entre a prefeitura e o governo do Maranhão farão de Codó um grande pólo produtivo, que ajudará a fortalecer a agricultura em nosso Estado”.

1 comentário