PATRIOTA deve ter candidatura própria ao Governo do Maranhão

por Jorge Aragão

A disputa para o Governo do Maranhão deverá mesmo ter mais um candidato. O PATRIOTA (antigo PEN) tende a lançar um nome para disputar as eleições majoritárias maranhenses em 2018.

O assunto já foi tratado mais abertamente em uma reunião da Direção Estadual do PATRIOTA, na última sexta-feira (15), quando o presidente da legenda no Maranhão, Jota Pinto, levantou a possibilidade.

“É uma realidade sim. Já estamos conversando sobre o assunto e a eventual chegada do Jair Bolsonaro ao partido reforça essa tese, afinal ele é o segundo colocado nas pesquisas em todo o Brasil, inclusive no Maranhão, para a presidência da República. Uma pré-candidatura forte nacionalmente, nos obriga a ter um palanque forte no Maranhão”, disse Jota Pinto.

O PATRIOTA deverá ser o novo endereço do deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro, que está exigindo para a maioria dos estados um palanque para a disputa em 2018. Bolsonaro é o segundo colocado nas pesquisas e o seu nome fatalmente fortalecerá uma candidatura no Maranhão.

Além disso, conforme o Blog divulgou com exclusividade, o PATRIOTA, que estava sendo “namorado” para compor o palanque “eclético” do governador Flávio Dino (PCdoB), não poderá fazer aliança com os partidos de esquerda, de acordo com o que diz o seu Estatuto (reveja).

Jota Pinto não quis antecipar nomes, mas já surge um nome muito ligado a Jair Bolsonaro e que deseja disputar as eleições para o Governo do Maranhão, o coronel da reserva José Ribamar Monteiro Segundo, que também já foi destacado aqui no Blog (reveja).

Sendo assim, Flávio Dino perde mais uma legenda no seu palanque “eclético” e a disputa para o Governo do Maranhão deve ganhar mais um candidato, Monteiro Segundo, o Bolsonaro do Maranhão.

É aguardar e conferir.

4 comentários

Escolha é renúncia

por Jorge Aragão

Movimentos do PSDB do Maranhão, como o da Juventude e o da Mulher, divulgaram nota para demonstrar o descontentamento dos tucanos com a decisão da direção nacional de filiar o senador Roberto Rocha ao partido.

Assim como membros desses segmentos da legenda, os nomes de destaque como Carlos Brandão, Neto Evangelista e outros que apoiam o governo de Flávio Dino tendem a culpar Roberto Rocha pela situação em que se encontra o tucanato no Maranhão.

Querem colocar na conta do senador o fato de a direção nacional não querer mais qualquer acordo com Flávio Dino. Mas não há culpa a ser colocada em Rocha. A culpa toda da situação em que se encontram os tucanos maranhenses é de Flávio Dino. Ele é o único culpado.

O PSDB do Maranhão fez seu dever de casa, apoiando o governo comunista e deixando o partido nas mãos de Carlos Brandão, que queria porque queria a reedição da aliança PSDB/PCdoB em 2018.

Não fez o mesmo o governador do Maranhão. Em suas diversas caras, Dino foi ao encontro do PSDB e disse que se sentia do partido. Uma semana depois, foi a evento do PT para falar da necessidade de ter a legenda ao seu lado. Essa bipolaridade do comunista já deixou insatisfeitos os tucanos de bico duro.

A gota d’água foi o ato público do ex-presidente Lula em frente ao Palácio dos Leões com a participação especial de Flávio Dino. O comunista parece desconhecer que muitas vezes escolha é uma questão de renúncia.

E que pelo cenário nacional seria impossível ele ter novamente o palanque eclético que ele sonha em reeditar. Ele tinha que fazer escolhas, mas preferiu jogar com a inteligência alheia.

De forma dissimulada, Dino ainda acredita que existem incautos na política para engolir a historinha Sarney/anti-Sarney pregada por ele.

Coluna Estado Maior

3 comentários

TSE vai extinguir três zonas eleitorais do Maranhão

por Jorge Aragão

Na sessão administrativa desta sexta-feira, 15 de setembro, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargador Raimundo Barros, informou aos membros da Corte sobre a resposta do Tribunal Superior Eleitoral ao estudo feito pelo Regional sobre extinção e remanejamento das zonas do interior do estado.

Pelo estudo do TRE-MA, das 29 que apresentavam quantitativo de eleitores abaixo do exigido nas Resoluções TSE 23.422/2014 e 23.520/17, 1 seria extinta, 27 preservadas e 1 teria sua permanência justificada em razão de situação excepcional.

O TSE respondeu que o Regional deve extinguir 3 zonas e preservar 25 após remanejar municípios-termos das zonas eleitorais limítrofes para recomposição dos parâmetros constituídos no artigo 3º da Resolução TSE nº. 23.422/2014. No entanto, ratificou que 1 terá a permanência por estar situada em área pertencente à Amazônia Legal.

De acordo com o TSE, serão extintas as zonas 94ª ZE (Timon), cujos eleitores serão remanejados para a 19ª ZE com sede no mesmo município; 85ª ZE (Timbiras), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 7ª ZE (Codó); e 59ª ZE (Paraibano), que será transformada em posto de atendimento vinculado à 53ª ZE (São João dos Patos).

Já os municípios remanejados serão Codó, São Vicente de Férrer e Monção, cujas sedes passam para, respectivamente, Santo Antonio dos Lopes, Bequimão e Morros. O critério adotado para o remanejamento de zonas eleitorais foi preservar a zona mais antiga em detrimento da mais nova, por razão histórica, bem como em vista das competências acumuladas na zona mais antiga na Justiça Eleitoral do Maranhão.

Com a determinação, o Maranhão passará a funcionar com 105 zonas eleitorais, uma vez que no total, no estado, foram extintas 6 zonas: 3 do interior e 3 da capital.

Faça seu comentário

Luciano Genésio, um prefeito incorrigível

por Jorge Aragão

Uma coisa ninguém pode negar, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, tem o dom de conseguir se superar nas peripécias. Depois de cobrar ingresso para um setor de um show pago com dinheiro público (reveja), agora de maneira ditatorial ele ameaça fechar os hospitais de Pinheiro para a população de Presidente Sarney por conta de críticas a sua gestão.

O Blog teve acesso a um áudio encaminhado através de WhatsApp pelo prefeito Luciano Genésio ao radialista Herasmo Leite. No áudio, o prefeito de Pinheiro volta a confundir o público com o privado e, de maneira absurda, ameaça toda a população de Presidente Sarney por eventuais críticas que o radialista estaria fazendo a sua gestão. Luciano Genésio ainda atribui as críticas ao ex-deputado estadual Penaldon Jorge, esposo da prefeita de Presidente Sarney, Valéria Castro.

“Não tem problema não Herasmo, pode ficar batendo no governo, já que foi orientação de Penaldon nesse caso, porque eu entendo que tudo indo para uma rádio de Penaldon, a orientação é dele para você bater no governo. Não tem problema não, a partir de segunda-feira as portas dos hospitais estão todas fechadas para Presidente Sarney viu. Eu já passei uma mensagem para Penaldon e Wellington essa semana sai da TV e volta para BAND, um abraço”, afirmou Luciano Genésio. Clique no fim do texto para ouvir o áudio.

E assim Luciano Genésio segue na Prefeitura de Pinheiro, sempre confundindo o público com o privado e agora mostrando o seu lado ditador e ameaçando prejudicar toda a população de Presidente Sarney.

Resta saber se Luciano Genésio terá coragem de ainda pisar em Presidente Sarney para pedir votos para seus candidatos em 2018, será ????

3 comentários

Stênio entrega viaturas da PM para municípios maranhenses

por Jorge Aragão

Os municípios de Bela Vista do Maranhão, Nova Colinas e Benedito Leite foram contemplados com viaturas policiais que foram entregues pelo governador Flávio Dino e que foram frutos de indicações do deputado estadual Stenio Rezende (DEM).

A cerimônia aconteceu no Palácio Henrique de La Rocque, onde os prefeitos Renato Ribeiro (Nova Colinas), Ramon Barros (Benedito Leite) e Orias Mendes (Bela Vista), receberam as chaves das viaturas que irão reforçar a segurança municipal.

Os veículos entregues são equipados com cela de isolamento, giroflex, moderno sistema de comunicação, equipamentos de monitoramento, e são frutos do compromisso do deputado Stenio Rezende com os gestores municipais e com a população.

“Muito tem sido feito e buscado para que os municípios sejam beneficiados tanto no combate ao crime e na segurança pública, como na saúde e nas mais diversas áreas,” ressaltou Stenio.

4 comentários

Morros e Icatu recebem os Seminários Metropolitanos

por Jorge Aragão

Dando sequência aos Seminários Metropolitanos, a Agência Executiva Metropolitana (AGEM) realiza nesta sexta-feira (15), simultaneamente nos municípios de Morros e Icatú, mais um encontro o objetivo de consolidar o conjunto de propostas relativas aos temas abordados para apresentação em Plenária da ‘I Conferência Metropolitana’, ou seja, os seminários municipais são etapas preparatórias.

O presidente da AGEM, o vereador Pedro Lucas, tem comandado todos os seminários e acompanhado de perto o trabalho que pode, de uma vez por todas, realizar a tão sonhada metropolização no Maranhão.

Durante os eventos, estão sendo eleitos os delegados, discutindo a região e ainda convidando todos para a I Conferência Metropolitana, que será realizada nos dias 10 e 11 de outubro, em São Luís. A programação completa dos Seminários Metropolitanos pode ser encontrada clicando aqui.

Faça seu comentário

A triste realidade da Educação municipal em Coroatá

por Jorge Aragão

A deputada Andrea Murad repercutiu nesta sexta-feira (15) uma grave denúncia feita pelo Vereador Camilo Garret em Coroatá. O vereador afirmou e provou, através de vídeo, que barracões e o ensino multisseriado estão retornando na administração do prefeito Luis da Amovelar Filho (PT).

O vereador constatou o retrocesso durante visitas a escolas da zona rural e filmou o barraco localizado no povoado Poção em Coroatá. Ao compartilhar o vídeo vergonhoso, Andrea Murad anunciou nas redes sociais que estará acionando a Procuradoria Geral de Justiça para providências imediatas.

“Estamos todos estarrecidos com o que vemos acontecer no município de COROATÁ. A volta dos barracões e das séries multisseriadas que foram ERRADICADAS na gestão de Teresa Murad. Mas com Luis da Amovelar na prefeitura, esta é a realidade que retorna ao ensino público municipal. Escola localizada no povoado Poção, em Coroatá, coberta de palha, tampada de talo, piso de barro, condições precárias, é um absurdo. Barraco usado antes como paiol de arroz do proprietário e agora alugado por um professor – já identifica como João – por R$ 150,00 para Prefeitura de Coroatá instalar uma “escola”, é um verdadeiro retrocesso. A denúncia feita pelo vereador Camilo Garret, ontem na Câmara, quando relatou suas visitas a algumas escolas da zona rural, inclusive, denunciando falta de merenda escolar em 3 dias da semana, requer uma ação imediata de todas as frentes para fechar esta vergonha para todo o Brasil. Irei denunciar também ao Procurador Geral de Justiça, Luiz Gonzaga, exigindo ação imediata para fechar isso que estão chamando de “escola” e determinar que os alunos sejam matriculados em unidades da rede municipal nas suas respectivas séries e conduzidos pelo transporte escolar como era feito na administração da prefeita Teresa Murad, que acabou com esse tipo de escola indigna e que jamais deveria retornar”, escreveu a parlamentar.

É aguardar e conferir.

4 comentários

Sampaio colocará telão no Castelão para decisão do acesso a Série B

por Jorge Aragão

Depois de terminar em primeiro do seu grupo a primeira fase da Série C, o Sampaio agora inicia a fase de quartas-de-final contra o Volta Redonda e se eliminar a equipe carioca, o time maranhense assegura o retorno a Série B do Campeonato Brasileiro.

A “decisão” será em dois jogos e o primeiro acontecendo no Rio de Janeiro, neste sábado (16), às 19h30. O jogo da volta será em São Luís, no Castelão, dia 23 (sábado), às 16h30.

Para o primeiro jogo desta decisão, a diretoria do Sampaio estará disponibilizando um telão no Estádio Castelão para que os torcedores do time maranhense possam acompanhar a transmissão da partida pela televisão.

Além do telão, serão realizados shows e sorteios de brindes a partir das 16h. O sócio torcedor terá entrada gratuita e o torcedor que não for sócio do clube pagará apenas R$ 5,00 para assistir ao primeiro jogo da decisão do Sampaio.

Faça seu comentário

Wellington no combate ao assédio e abuso sexual no transporte coletivo

por Jorge Aragão

Foi protocolado pelo deputado estadual Wellington do Curso (PP) o anteprojeto 1132/2017, que tem por objetivo implantar políticas públicas para combater casos de assédio, abuso sexual ou mesmo de violência dentro dos ônibus que compõem a frota de transporte coletivo. A proposta foi encaminhada aos prefeitos dos municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, em virtude da competência ultrapassar o âmbito do legislativo.

Ao justificar a necessidade do Programa de Combate ao abuso sexual, o deputado Wellington destacou o alto número de casos de assédio no transporte coletivo.

“Nos últimos anos, é fato notório que os casos de assédio sexual nos ônibus têm aumentado. Isso é uma realidade nacional, e, apesar das iniciativas legislativas federais a respeito do tema, cada cidade deve enfrentá-la de acordo com suas peculiaridades. Segundo estudos, 86% das mulheres já sofreram assédio em público. É um ato que tem sido banalizado, mas que deve ser combatido. As mulheres não são objetos e merecem respeito!”, disse Wellington.

De acordo com o Programa de Combate ao Assédio Sexual, as empresas concessionárias do serviço de transporte coletivo por ônibus no município deverão criar, no sistema de transporte público, uma ouvidoria para receber denúncias de assédio sexual e encaminhá-las à autoridade policial competente; além de utilizar sistema de videomonitoramento e sistema de localização, se existentes, para identificar os assediadores e o exato momento do assédio sexual.

3 comentários