Dr. Washington e Glalbert Cutrim inauguram CRAS em Bacuri

por Jorge Aragão

O deputado estadual Glalbert Cutrim (PDT), esteve no município de Bacuri, onde, junto com o prefeito Dr. Washington (PDT), vereadores municipais, secretários e lideranças políticas, participou da inauguração do CRAS – Centro de Referência Especializado em Assistência Social e da entrega do Sistema de Abastecimento de Água do bairro da Pedreira.

Durante a solenidade, Glalbert falou da importância do equipamento, que irá fortalecer o convívio social, garantindo o acesso a politicas publicas importantes, e de como a cidade, em menos de um ano, vive um novo momento.

“Viemos aqui no ano passado, e o que víamos era uma população decepcionada com a gestão, sem ânimo, e que refletia na cidade inteira. Hoje, em menos de um ano, a cidade vive um momento de reconstrução, de compromisso de quem realmente respeita a população. Participar da entrega do CRAS é um exemplo disso, uma obra abandonada deixada pela gestão passada, e que o prefeito Dr. Washington tomou pra si a responsabilidade de concluir e entregar o melhor pra população.” destacou o deputado.

No bairro da Pedreira, a comitiva, que também contou com a participação do Secretário de Estado de Desenvolvimento Social – Sedes, Neto Evangelista, entregou à população, o novo Sistema de Abastecimento de Água, que vai solucionar um problema enfrentado pela população há anos.

1 comentário

ENEM: MPF questiona UFMA por bonificações a alunos maranhenses

por Jorge Aragão

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública requisitando o reconhecimento da nulidade de resolução da Universidade Federal do Maranhão (Consepe/Ufma), que estabelece um acréscimo de 20% na nota final do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) para os estudantes que cursaram o último ano do Ensino Fundamental (9º ano) e os três anos do Ensino Médio (1º ao 3º ano) em escolas públicas e privadas do Estado do Maranhão, na disputa de vagas disponibilizadas no Sistema de Seleção Unificado (Sisu).

De acordo com o MPF, a Resolução 1653/2017 do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Ufma, que surgiu como demanda da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, viola a Constituição Federal, ao fazer diferenciação por origem geográfica e federativa.

A ação pretende resguardar a regularidade do sistema de seleção de vagas para o ensino superior, uma vez que a resolução, ao beneficiar diretamente os candidatos que estudaram em escolas maranhenses, acaba por estabelecer um critério de seleção não admitido pelos princípios da isonomia e legalidade.

Diante disso, o MPF requer a suspensão dos efeitos da Resolução nº 1653 do Consepe, de forma que a Ufma venha se abster de aplicar no Sisu um acréscimo de 20% na nota final do Enem para os estudantes que cursaram ensino médio em escolas públicas e privadas no Estado do Maranhão.

15 comentários

Atacar a Polícia Federal é mais um equivoco dos asseclas do comunista

por Jorge Aragão

Pelo visto o governador Flávio Dino e seus asseclas seguem tontos e desorientados, diante da repercussão da Operação Pegadores da Polícia Federal, na última quinta-feira (16), que confirmou a existência de corrupção na gestão comunista.

Depois de tentarem, como de costume, transferir a responsabilidade de seus erros, agora Flávio Dino, indiretamente, e seus asseclas diretamente, querem, de maneira absurda, atacar e atingir a honra da Polícia Federal, uma instituição séria e considerada pela população brasileira a mais respeitada e proba no País.

De maneira irresponsável e tola, os asseclas do comunista agora surtaram e insinuam que a Operação Pegadores da Polícia Federal teria sido ordenada pelo ex-presidente José Sarney. A insinuação é pelo fato de que Sarney, algo negado pelo ex-presidente, poderia ter indicado o novo comandante do órgão no Brasil, Fernando Segóvia, que inclusive já foi superintendente da PF no Maranhão.

Inicialmente deixar claro que essa possibilidade é risível e demonstra o tamanho do desespero dos comunistas. E caberá, mais uma vez, ao Blog do Jorge Aragão demonstrar o motivo de que não tem como a tese prosperar.

Logo de cara, a calúnia dos asseclas do comunista é absurda, e pelo simples fato de que Segóvia assumiu o comando da Polícia Federal no dia 10 de novembro de 2017, ou seja, seis dias antes da Operação Pegadores.

Quem em sã consciência vai acreditar nessa sandice??? Afinal o novo comandante, que ainda está se adaptando ao novo cargo, não teria, por mais que quisesse, tempo suficiente para realizar e organizar uma operação desse porte.

Depois, para derrubar de vez a tese irresponsável dos asseclas do comunista, a Operação Pegadores foi iniciada em 2015, com gravações interceptadas, com autorização da Justiça, e com o monitoramento dos servidores do Governo Flávio Dino que participaram desse ato de corrupção. Ou seja, a participação de Segóvia na operação é zero.

Pior é que o governador Flávio Dino retuitou uma dessas afirmações absurdas, demonstrando concordar com a tese, mas por falta de coragem, outra peculiaridade do comunista, não emitiu sua opinião diretamente.

Ou seja, pelo que demonstra Flávio Dino, com essa ação de retuitar essa aberração, é que a Polícia Federal está a serviço de José Sarney e que não existiu nenhuma corrupção na sua gestão.

Será que Flávio Dino imagina que a Polícia Federal criou toda essa situação em apenas seis dias??? Será que Flávio Dino esqueceu que, por diversas vezes, elogiou publicamente as ações da Polícia Federal??? Será que a desconfiança de Flávio Dino é pelo fato da Polícia Federal, pela primeira vez na história, está sendo comandada por uma mulher no Maranhão??? Será que Flávio Dino imagina que todos os diálogos divulgados foram montados???

Pelo visto, para o governador Flávio Dino a Polícia Federal só age com isenção quando realiza operações que atinjam seus adversários políticos, mas quando atinge alguém de sua relação ou seu próprio governo, aí o conceito muda da “água para o vinho”.

Como sempre incoerente e cada vez mais perdido.

16 comentários

Chegou o dia: Moto Club apresenta novo uniforme para a torcida

por Jorge Aragão

Apesar de ter sido um ano para ser esquecido, com péssimos resultados dentro de campo, a nova diretoria do Moto Club de São Luís quer terminar 2017 com outro astral e programar um 2018 bem diferente.

Nesta sexta-feira (17), a diretoria do Moto Club de São Luís fará o lançamento da nova equipagem do time rubro-negro para a próxima temporada. O evento será realizado às 19h, na Fanzine, no centro da capital maranhense.

Além da nova “armadura”, o Papão irá apresentar e anunciar alguns reforços para a temporada de 2018. A expectativa é que o time volte a disputar o título Maranhense e no Brasileirão da Série D lutar para retornar a Série C.

A diretoria do Moto Club, durante a semana, também lançou a nova página do clube www.motocluboficial.com.br.

E assim o Moto quer se despedir de 2017, mas trabalhando para fazer um 2018 bem diferente.

12 comentários

A cara de pau sem limites e impressionante de Flávio Dino

por Jorge Aragão

Chega realmente a impressionar a cara de pau do governador Flávio Dino, algo jamais visto no Maranhão. Depois de autorizar a emissão de uma Nota mentirosa, tentando, como de costume, responsabilizar outras gestões pelos seus erros, o próprio comandante do Governo da Mudança também responsabiliza, mesmo que indiretamente, outras administrações pela corrupção encontrada pela Polícia Federal na sua gestão.

Utilizando as redes sociais, Flávio Dino afirmou que “o modelo que herdamos foi que originou as operações da Polícia Federal”. Só que o problema não está exclusivamente no modelo, mas sim em quem comanda esse modelo.

Será que foi Roseana Sarney ou Ricardo Murad que nomearam Rosângela Curado como secretária adjunta do Governo Flávio Dino??? Será que foi alguém da “Oligarquia Sarney” que nomeou esses mais de 400 servidores fantasmas denunciados pela Polícia Federal???

Ficou claro na entrevista coletiva dos delegados da Polícia Federal que estão à frente da investigação que os desvios de recursos, apurados na Operação Pegadores, fora iniciado em 2015, quando o governador era Flávio Dino. “São crimes novos, iniciados em 2015”, disse o delegado Wedson Cajé.

Flávio Dino também tenta se eximir de quaisquer culpa quando afirma: “jamais compactuamos com qualquer má aplicação de recursos públicos. Sempre tomamos todas as providências administrativas quando erros foram detectados”.

Só que Dino não explicou o motivo de manter Luiz Marques Barbosa Júnior no comando da Superintendência de Acompanhamento a Rede de Serviço, divisão da Secretaria de Saúde do Maranhão, responsável pelas tratativas com as entidades do Terceiro Setor e responsável pela gestão das Unidades Hospitalares.

A deputada Andrea Murad ainda alertou que Luiz Júnior era condenado pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão a devolver R$ 7 milhões, justamente por irregularidades cometidas quando foi secretário de Saúde de Coroatá. Só que Flávio Dino não deu a mínima, fez ouvido de mercador e assumiu o risco da indicação.

Se é tão zeloso meu caro governador, como afirmou, o mais prudente não seria evitar a nomeação de alguém pata um setor cujo ele já sofreu uma condenação por irregularidades??? O resultado é que Luiz Júnior foi preso e considerado o “braço direito” de Rosângela Curado no desvio dos recursos, segundo a Polícia Federal. Lembrando que nenhum e nem o outro foram nomeados por Roseana e Ricardo, mas sim pelo próprio Flávio Dino.

Ainda tem mais governador, é bom ouvir atentamente o que diz a superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Cassandra Alves, para depois, mais uma vez, não “chorar o leite derramado” e de maneira tola e covarde responsabilizar os outros pelos erros da sua gestão. Veja abaixo.

Pelo menos um discurso Flávio Dino não usa mais, já que antes afirmava que ninguém da sua gestão havia sido preso, mas agora mudou o mote, e afirmou: “mas o fato objetivo é que não tenho nenhum problema pessoal na Polícia ou na Justiça. E assim continuarei”, finalizou.

Resta saber até quando? Afinal a palavra de Flávio Dino, depois que virou governador, ficou igual a uma nota de R$ 3,00, pois tudo que condenava antes, repete agora sentado na cadeira poderosa do Palácio dos Leões.

8 comentários

Bom Dia Brasil repercute Operação Pegadores da PF no Governo Dino

por Jorge Aragão

Como era esperado, a imprensa nacional repercutiu mais uma ação da Polícia Federal que alcança o Governo Flávio Dino. Só que ao contrário das outras, a Operação Pegadores alcançou exclusivamente a gestão comunista.

No Bom Dia Brasil, da TV Globo, desta sexta-feira (17), a reportagem detalhou como funcionava o esquema montado em 2015, logo no início do Governo Flávio Dino e que desviou mais de R$ 18 milhões dos cofres públicos. Veja abaixo.

 

23 comentários

Orcrim comunista

por Jorge Aragão

A ação desencadeada ontem pela Polícia Federal no Maranhão exibe, de forma cristalina, como o estado passou a viver a partir da ideia de mudança implantada pelo governo comunista de Flávio Dino, em 2015.

A PF revelou que uma quadrilha formada por auxiliares do governo estadual roubou cerca de R$ 18 milhões da Secretaria de Saúde – valor que pode ser ainda maior.

Flávio Dino assumiu o governo em 2015 pregando a mudança em todos os aspectos no Maranhão. O que se viu até hoje, mais de dois anos depois, foram sucessivos escândalos de corrupção envolvendo, sobretudo, a pasta da Saúde, que, até 2014, era exemplo de excelência no atendimento e eficiência na prestação de serviços.

Pior: a mesma secretaria que deveria ser responsável pela fiscalização dos atos do governo – a pasta da Transparência, comandada por Rodrigo Lago – serviu, nestes dois anos, para produzir relatórios contra adversários, usando setores do Ministério Público e do próprio Judiciário para perseguições desenfreadas.

A data de ontem marcou o dia em que o mundo soube que o governo comunista no Maranhão era palco de desvios milionários de recursos que deveriam servir aos doentes no estado. Fatos atestados pela Polícia Federal.

Estado Maior

9 comentários

“Cadê a Secretaria de Transparência?”, questiona Wellington

por Jorge Aragão

O deputado estadual Wellington do Curso (PP), utilizando a Tribuna da Assembleia Legislativa, fez um comentário interessantes sobre a Operação Pegadores, deflagrada nesta quinta-feira (16) pela Polícia Federal e que atingiu em cheio o Governo Flávio Dino.

O parlamentar questionou onde andava a sempre vigilante, quando se trata de governos anteriores, Secretaria de Transparência do Governo Flávio Dino, que não se posicionou diante de tantos funcionários fantasma na Secretaria de Saúde, mesmo com inúmeras denúncias tendo sido feitas, inclusive da Tribuna da Assembleia Legislativa.

“Hoje, mais uma vez, seremos envergonhados, nacionalmente, mais uma operação da Polícia Federal de desvio de dinheiro público no Maranhão. Já é a segunda operação da Polícia Federal, só em 2017 na Secretaria de Saúde e fico me questionando, cadê a Secretaria de Transparência do Governo do Estado do Maranhão? Cadê as auditorias?”, indagou.

O curioso é que após a troca de gestores na Secretaria de Saúde, saída do médico Marcos Pacheco e a chegada do advogado Carlos Lula, conversas interceptadas deixam claro que a tal “folha complementar” ficou sob suspeita, mas ninguém no Governo Flávio Dino agiu.

Os comunistas “pegadores” parecem ter preferido apostar na sorte e na impunidade, mas esqueceram que a Polícia Federal não é a Secretaria de Transparência do Governo Flávio Dino. Ou seja, a PF funciona para todos os governos.

11 comentários

Pedro Lucas tenta solucionar impasse das barracas da Praia do Araçagi

por Jorge Aragão

O projeto ambiental e arquitetônico para a Praia do Araçagi prevê que comerciantes, atualmente, em situação irregular, sejam transferidos para novos quiosques com estrutura adequada. A ideia é que eles possam continuar trabalhando e contribuindo para o desenvolvimento do turismo no local.

A iniciativa é uma parceria do Governo do Maranhão com as prefeituras de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. O projeto arquitetônico foi feito pela Agência Executiva Metropolitana (Agem), órgão criado neste ano pelo Governo do Estado.

Nesta semana, A Procuradoria Geral do Estado – que representa o Governo do Maranhão – pediu à Justiça que suspenda retirada imediata dos comerciantes e a demolição das barracas. A Justiça tinha ordenado essa medida após solicitação do Ministério Público. Mas o Governo do Maranhão entende que essa retirada imediata é prejudicial.

“É mais prudente esperar até a execução da obra”, diz Pedro Lucas Fernandes, presidente da Agem. O projeto está previsto para ser licitado em 2018. Ou seja, a situação pode ser resolvida em um prazo razoável sem que os comerciantes e o turismo sejam prejudicados.

Além disso, a agência lembra que o impasse envolvendo os comerciantes se arrasta na Justiça há 20 anos. “A Agem foi criada há apenas nove meses, porém não vem medindo esforços para resolver esta e outras questões metropolitanas”, acrescenta Pedro Lucas Fernandes.

O estudo que embasou o projeto mostra que há mais de 30 barracas em situação irregular na praia, inclusive na área de banho. A proposta prevê que os comerciantes sejam realocados na faixa que está sendo urbanizada, de aproximadamente 1.500 metros.

Serão 18 barracas geminadas, abrigando 36 estabelecimentos. Esses quiosques terão esgotamento sanitário, abastecimento de água, cozinha, banheiro, depósito e outras estruturas. O acesso será por passarelas de madeira e calçadão.

O investimento previsto pelo Governo do Maranhão é de cerca de R$ 9 milhões para executar o projeto arquitetônico.

7 comentários

Andrea Murad bem que avisou, mas Flávio Dino insistiu em não ouvir

por Jorge Aragão

Um dos presos na Operação Pegadores da Polícia Federal, deflagrada nesta quinta-feira (16), e que atingiu em cheio o Governo Flávio Dino, é Luiz Marques Barbosa Júnior.

O nome pode parecer estranho para alguns, mas quem acompanha os discursos da deputada estadual Andrea Murad, fatalmente lembrará que, por diversas vezes, a parlamentar não só alertou o Governo Flávio Dino para a nomeação dele, como fez o que podia para essa nomeação não acontecer.

Desde o início de 2015, Andrea Murad alertou o Governo Flávio Dino. A parlamentar afirmava que Luiz Júnior, além da péssima fama como gestor, era Ficha Suja e não poderia assumir nenhum cargo público no Governo do Maranhão.

Andrea Murad afirmou, em 25 de março de 2015, que Luiz Junior havia sido condenado pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão a devolver mais de R$ 7 milhões e ainda a pagar multa de R$ 700 mil por causa das irregularidades constatadas em sua gestão na Secretaria de Saúde municipal de Coroatá.

O próprio Blog do Jorge Aragão, nessa postagem, fez uma afirmação também alertando a gestão comunista. Veja abaixo.

“Ou seja, o governador Flávio Dino irá manter um gestor para comandar a rede de Saúde do Maranhão, mesmo sabendo que ele foi condenado pelo TCE a devolver R$ 7 milhões aos cofres públicos por irregularidades justamente na área da Saúde. Curioso não?”, questionava o Blog do Jorge Aragão, clique aqui e reveja a matéria na íntegra.

A deputada Andrea Murad não ficou apenas nas palavras, a parlamentar ainda protocolou, no início de abril, uma representação na Procuradoria Geral de Justiça contra o governador Flávio Dino. A deputada pediu que à PGJ apurasse a conduta qualificada como improbidade administrativa praticada por Flávio Dino, referindo-se à nomeação de Luiz Júnior.

Segundo a Polícia Federal, Luiz Júnior era o “braço direito” da ex-secretaria adjunta da Secretaria de Saúde, Rosângela Curado, também presa na Operação Pegadores.

Mesmo com o currículo invejável e o alerta de Andrea Murad, Luiz Junior ainda foi no Governo Flávio Dino, o Chefe da Superintendência de Acompanhamento a Rede de Serviço, divisão da Secretaria de Saúde do Maranhão, responsável pelas tratativas com as entidades do Terceiro Setor e responsável pela gestão das Unidades Hospitalares.

O resultado não podia ser outro, mas bem que Andrea Murad avisou, só que Flávio Dino insistiu em não ouvir.

7 comentários