Recordar é viver: não custa lembrar o exemplo de Tadeu Palácio em 2012

por Jorge Aragão

tadeupalácio1É claro que os correligionários políticos da deputada federal Eliziane Gama (PPS) devem comemorar os números da pesquisa Escutec/Estado, divulgados nesta segunda-feira (20).

Só que nunca é demais lembrar que ainda estamos a um ano e seis meses do pleito eleitoral e muita coisa tende a mudar e esse efeito já aconteceu nas últimas eleições para a Prefeitura de São Luís, e num período ainda mais curto.

Na eleição de 2012, a mesma Escutec só divulgou a sua primeira pesquisa para Prefeitura de São Luís em abril de 2012, ou seja, já no ano da eleição e faltando seis meses para o pleito.

Naquela oportunidade, sem candidatos definidos, Flávio Dino liderava com folga qualquer cenário em que seu nome aparecesse. No entanto, com a retirada do nome de Dino, a liderança incontestável era de Tadeu Palácio.

Assim como Eliziane Gama hoje, faltando um ano e seis meses para a eleição, é a favorita pela pesquisa Escutec, Tadeu Palácio em 2012, faltando seis meses para o pleito à época, era o favorito.

No entanto, o tempo passou, a campanha começou e Tadeu Palácio não só não venceu como sequer chegou ao segundo turno. Pior ainda, Palácio terminou a disputa eleitoral na quinta colocação.

E toda essa mudança que aconteceu em 2012 foi em apenas seis meses, agora imagina quanta coisa pode mudar numa pesquisa feita um ano e seis meses antes da eleição.

MPF move ação de improbidade administrativa contra ex-prefeito Tadeu Palácio

por Jorge Aragão

Ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio

O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) moveu uma ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de São Luís, Carlos Tadeu D’Aguiar Silva Palácio, e o ex-secretário de Educação de São Luís e atual vereador do município de Alto Alegre do Pindaré (MA), Altemar Lima de Sousa, por não repassarem para entidades filantrópicas verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Os recursos deveriam ser aplicados em ações do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), Programa Nacional de Alimentação Escolar Pré-Escolar (Pnap) e Programa Nacional de Alimentação Escolar para Creche (Pnac).

Em auditoria realizada pelo FNDE, foi constatado que, dos recursos que a prefeitura de São Luís recebeu em 2008 para aplicar em tais programas, o ex-prefeito deixou de repassar mais de R$ 118 mil a entidades filantrópicas que auxiliam o município na educação de crianças ludovicenses.

Aproximadamente 190 entidades ficaram sem receber parcelas dos programas, como a Associação beneficente da Vila Embratel, que ficou sem receber R$ 2.076,80, e a União de Mulheres da Cidade Olímpica, que não recebeu R$ 3.060,00.

Para o procurador da República Juraci Guimarães, que é o responsável pela ação, Tadeu Palácio e Altemar Lima praticaram ato de improbidade administrativa por prejuízo ao erário e afronta aos princípios da administração pública ao deixarem de repassar a várias entidades beneficentes recursos destinados à merenda escolar, que foram recebidos do Governo Federal

Tanto o ex-prefeito Tadeu Palácio, quanto o ex-secretário de Educação Altemar Lima foram notificados para prestarem esclarecimentos sobre o não repasse das verbas, porém, não apresentaram justificativa para a irregularidade.

“A improbidade administrativa no caso se potencializa porque eles deixaram de aplicar recursos públicos cujo objetivo era atender às necessidades nutricionais de crianças carentes de creches e merenda escolar de alunos do ensino infantil e fundamental de São Luís”, declarou Juraci Guimarães.

Na ação o MPF requer a condenação de Tadeu Palácio e Altemar Lima a perda da função pública, suspensão dos direitos políticos, restituição ao erário dos valores e multa.

Tadeu Palácio não pode errar mais…

por Jorge Aragão

Castelo e Palácio: desafetos ou aliados?

Se não foi o melhor prefeito que São Luís teve, está longe de ser o pior. O Blog está se referindo ao ex-prefeito de São Luís Tadeu Palácio que durante seis anos fez uma boa administração na capital maranhense, reconhecida até fora do Brasil.

Entretanto, Palácio tem sido marcado e lembrado mais pelas decisões equivocadas que tem tomado na sua vida política do que propriamente pela sua gestão à frente de São Luís.

Tadeu Palácio errou quando deixou o PDT em 2008, após ter sido vice-prefeito e prefeito pela legenda. Além de ter sido um erro deixar o PDT, Palácio tomou o pior caminho que poderia, pois seguiu para o PMDB, principal partido opositor do PDT.

No PMDB nunca esteve a vontade, mas também é importante ressaltar que jamais trabalhou para isso, jamais procurou entrosamento com os mais antigos. A sua passagem foi meteórica, pois a chegada de Max Barros a legenda e a possibilidade dele ser o candidato do grupo Sarney, então grupo de Palácio, o revoltou.

A decisão foi equivocada e precipitada. Inicialmente pelo fato de Palácio jamais ter ouvido da boca da comandante do grupo, a governadora Roseana Sarney, que Max Barros seria candidato. Se houve alguma sacanagem, essa foi do PMDB. Sendo assim, Palácio deveria ter deixado a legenda, mas ficado no governo e ter dado continuidade ao seu trabalho na secretaria de Turismo do Maranhão.

O PR, que ainda estava no governo, chegou a ser oferecido, mas enfurecido e envaidecido pelas pesquisas que na oportunidade o apontavam como o candidato com mais possibilidade de derrotar João Castelo, com exceção de Flávio Dino, Palácio picou a mula e seguiu para o PP.

Palácio errou novamente quando optou em participar de um consórcio e errou quando perdeu a disputa e deixou o “novo grupo político”. Mais uma vez contrariado, Palácio optou pelo isolamento político e o consequente fracasso nas eleições 2012.

Agora neste 2º turno, Tadeu Palácio precisa escolher o seu caminho e não tem mais o “direito” de errar. É voz corrente que o caminho seria seguir com João Castelo e se assim o for, esse será o pior dos erros já cometido por Palácio.

João Castelo é o mesmo político que a menos de 48 horas Palácio classificava como péssimo gestor e que não deu continuidade ao seu trabalho. Por sua vez, Castelo aponta, inclusive, o que foi deixado por Tadeu como fator principal do insucesso de sua gestão.

Além dos embates que travaram e serão lembrados, um apoio de Palácio a Castelo, será o reconhecimento que as críticas do atual prefeito eram e são pertinentes.

Palácio já errou demais e as urnas lhe disseram isso, pena que ele parece não ter entendido o recado e está prestes a cometer o maior de seus erros.

Anselmo Raposo atribui fracasso do PP e PR a Tadeu Palácio

por Jorge Aragão

Clique para ampliar e ler melhor a declaração

O fato do PP e PR não terem eleito representantes para a Câmara de Vereadores foi uma das surpresas da eleição municipal na capital maranhense, mas o ex-secretário de Educação do Maranhão, Anselmo Raposo (PR), já encontrou um culpado pelo desempenho pífio.

Raposo utilizou as redes sociais para criticar e culpar o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) pelo insucesso. Os dois estavam do mesmo lado nas eleições municipais, mas Raposo atribui a Palácio o fracasso do PR e PP nas urnas no último dia 07 de outubro.

“O maior fracasso da chapa de Vereadores do PP e do PR chama-se Tadeu Palacio. Que abandonou a todos”, afirmou Raposo em sua página de facebook.

Palácio entrou na disputa como um dos favoritos, mas foi despencando pesquisa após pesquisa e depois de chegar a liderar a disputa terminou com cerce de 25 mil votos, o que corresponde a apenas 4,82% dos votos válidos.

Já Anselmo Raposo, apontado por alguns analistas políticos como um dos 31 eleitos, teve somente mil votos. Todos os integrantes do PR somados tiveram aproximadamente 7 mil votos.

Raposo agora já declarou apoio a candidatura de Edivaldo Holanda Junior e faz campanha abertamente na sua página de facebook.

“Agora peço as meus amigos que confiaram em mim, que no segundo turno votem Edivaldo Holanda Junior 36. Vamos acabar com o atraso”, pede Anselmo Raposo.

Na despedida, Tadeu e Eliziane foram os melhores

por Jorge Aragão

Tadeu e Eliziane tiveram os melhores programas

O horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, aguardado por alguns e abominados por muitos, se despede nesta quinta-feira (04), mas apenas com os candidatos ao legislativo municipal. A despedida dos candidatos a prefeitos aconteceu na noite de quarta-feira (03).

Nessa despedida, inegavelmente coube aos candidatos Tadeu Palácio (PP) e Eliziane Gama (PPS), apresentarem os melhores programas no “último” contato com o eleitor através do rádio e da TV.

A coordenação da campanha de Palácio fez a opção por fugir do trivial e fez um programa muito bom e emocionante, levando inclusive o próprio candidato as lágrimas. Tadeu Palácio se dirigia para gravar o último programa, quando de repente foi surpreendido por familiares e amigos próximos que fizeram questão de reafirmar o total apoio e confiança em sua candidatura.

Já Eliziane Gama, que ao longo do horário eleitoral teve seu programa sempre entre os melhores, mais uma vez foi natural, verdadeira e também emocionou. Fazendo um rápido retrospecto dos seus programas, Eliziane voltou a emocionar, assim como fez no programa de abertura e demonstrou uma extrema facilidade de se comunicar com o eleitor através do rádio e da TV.

Os demais mantiveram o nível fraco dos programas eleitorais, uns com mentiras deslavadas, outros com propostas, outros com agressões, enfim algo que já cansou o eleitor.

A expectativa agora é para o desempenho dos candidatos no debate que será realizado nesta quinta-feira, a partir das 23h, na TV Mirante. Vale lembrar, que por determinação da TV Globo e acordado com todos os candidatos, o debate terá a participação de seis dos oito candidatos. Estarão no debate, João Castelo (PSDB), Edivaldo Holanda Junior (PTC), Washington Oliveira (PT), Eliziane Gama, Tadeu Palácio e Haroldo Saboia (PSOL). Marcos Silva (PSTU) e Edinaldo Neves (PRTB), ausentes do debate, terão oito minutos no JM TV 1ª edição na sexta-feira (05).

Os caminhos opostos de Washington e Tadeu

por Jorge Aragão

Faltando 15 dias para as eleições municipais de São Luís, com o alto número de indecisos (15%), é impossível dizer que o pleito esteja decidido, mas a tendência é que João Castelo (PSDB) e Edivaldo Holanda Junior (PTC) disputem o 2º turno das eleições e Edivaldo Junior seja o novo prefeito de São Luís, conforme o Blog já escreveu.

No entanto, dois candidatos, Washington Oliveira (PT) e Tadeu Palácio (PP), vivem momentos opostos na disputa eleitoral da capital maranhense e se o quadro atual não mudar, um sairá vitorioso e outro derrotado das eleições municipais.

Washington Oliveira é, ao lado de Edivaldo Junior, o candidato que mais cresce nas pesquisas eleitorais. O vice-governador superou os prognósticos daqueles que torciam contra a sua candidatura, pois muitos apostavam que Washington não chegaria a dois dígitos. WO não só chegou a dois dígitos, como é o único com chances de mudar o atual quadro, com uma ida, improvável, mas ainda possível para o 2º turno.

Já Tadeu Palácio vive o momento totalmente oposto. O ex-prefeito que iniciou a disputa como um dos favoritos a vencer as eleições, chegou a estar tecnicamente empatado com João Castelo, atualmente vai caindo pesquisa após pesquisa e já amarga um inimaginável quinto lugar.

Se Washington sairá do pleito municipal mais fortalecido e com musculatura para pensar em uma vaga para a Câmara Federal em 2014, Tadeu sairá das eleições 2012 com um futuro incerto e necessitando de um mandato em 2014, pois caso contrário, correrá o risco de ficar no ostracismo da política maranhense.

No entanto, pelo que o Blog apurou, os caminhos opostos de Washington e Tadeu devem se cruzar no 2º turno das eleições da capital maranhense, mas isso é outra história e que será contada em outro momento.

“O atual prefeito é um cenarista”, diz Tadeu Palácio

por Jorge Aragão

Nesta quarta-feira (05), o entrevistado do dia na Rádio Mirante AM foi o ex-prefeito de São Luís e candidato do PP à prefeitura da capital maranhense, Tadeu Palácio. A entrevista de Palácio foi a terceira realizada pela emissora nessa segunda rodada com os oito candidatos. O Blog faz agora um resumo de alguns pontos detalhados pelo candidato Tadeu Palácio.

Pesquisas

“Não quero contestar as pesquisas, mas quem está na campanha eleitoral não deveria usar nenhum mecanismo escuso. Não sou candidato de primeira viagem e o sentimento que sinto na rua, no dia a dia, é bem diferente do que tem afirmado as pesquisas”.

VLT

“Não sou contra o VLT, mas na realidade o que tem aí é um outdoor do VLT. Seria mais fácil ele ser montado aqui, mas preferiram trazer pelas rodovias e armar uma tenda para o espetáculo”.

Coordenação de campanha

“Não houve nenhum desentendimento na coordenação de nossa campanha. Eu sou candidato, não sou cabo eleitoral de ninguém”.

Recursos na prefeitura

“Deixei algo em torno de R$ 16 milhões na conta da prefeitura de São Luís. Não deixei nenhum débito, salvo os débitos já existentes, provenientes de gestões anteriores. Ao contrário do que ele fala, ficaram milhões de dólares para ele fazer obras em diversas áreas, mas infelizmente pouca coisa foi feita”.

Água todo dia

“Jamais colocaria uma mentira no meu programa. Nós vamos chamar a CAEMA para encontrarmos um modelo para que o morador de São Luís tenha água todo dia. Num prazo de no máximo três anos, eu garanto água para toda São Luís”.

Passagem mais barata

“O transporte coletivo precisa ser totalmente integrado. Foi assim e faremos novamente. A nossa ideia é termos uma tarifa única. Com isso, poderemos tentar mais uma vez diminuir o preço da passagem. Fui o único gestor em São Luís durante esses 400 anos que conseguiu baixar a tarifa e manter o seu valor”.

São Luís 400 anos

“Os shows de Roberto Carlos e Gilberto Gil são os únicos avanços que São Luís teve nos últimos anos. O atual prefeito é um cenarista, ele preparou a cidade para fazer de conta”.

Tadeu Palácio é o entrevistado do dia

por Jorge Aragão

Depois de Washington Oliveira (PT) e Eliziane Gama (PPS), nesta quarta-feira (05), será a vez do ex-prefeito e candidato do PP, Tadeu Palácio ser o entrevistado na Rádio Mirante AM.

Tadeu Palácio dará sequencia a segunda rodada de entrevistas realizada pela emissora com todos os candidatos a prefeitura de São Luís.

As entrevistas acontecem sempre no Programa Ponto Final, das 8h30 às 10h. De acordo com o que foi combinado com os assessores dos candidatos as entrevistas não contam com a participação dos ouvintes.

O Blog disponibiliza aqui o site da Rádio Mirante AM, para você clicar e ouvir na íntegra a entrevista (Rádio Mirante AM).

Quarta-feira – 5 de setembro – Tadeu Palácio
Quinta-feira – 6 de setembro – Edivaldo Holanda Jr.
Sexta-feira – 7 de setembro – Ednaldo Neves
Segunda-feira – 10 de setembro – Haroldo Sabóia
Terça-feira – 11 de setembro – Marcos Silva
Quarta-feira – 12 de setembro – João Castelo

TRE-MA defere candidatura de Tadeu Palácio

por Jorge Aragão

Nesta terça-feira (14), teve prosseguimento o julgamento da candidatura de Tadeu Palácio (PP) a prefeitura de São Luís e depois de um segundo pedido de vista, o julgamento foi concluído e com o deferimento da candidatura de Tadeu Palácio.

Depois de pedir vista, o juiz Nélson Loureiro proferiu nesta manhã o seu voto e votou pelo indeferimento da candidatura do ex-prefeito de São Luís. Com isso, o julgamento ficou 2 x 1 pelo deferimento, pois na segunda-feira (13), os juízes José Carlos Sousa e Silva (relator) e José Bernardo Rodrigues (corregedor) já haviam votado pelo deferimento.

Quando se esperava que o julgamento seria enfim concluído pela manhã, foi a vez do juiz José Jorge Figueiredo pedir vistas do processo e o julgamento do registro de candidatura novamente foi adiado.

No entanto, o julgamento surpreendentemente foi retomado na tarde de hoje e o juiz José Jorge Figueiredo votou pelo deferimento da candidatura de Palácio. Além dele, os juízes Luiz de França Belchior e Sérgio Muniz, que ainda não haviam votado, também votaram pelo deferimento. Sendo assim, a candidatura de Tadeu Palácio foi deferida por 5 votos contra 1.

Pedido de Vista adia decisão do TRE-MA sobre candidatura de Palácio

por Jorge Aragão

Pelo que se viu nesta segunda-feira (13), o Tribunal Regional Eleitoral deverá confirmar a candidatura de Tadeu Palácio (PP) para a prefeitura de São Luís.

O recurso impetrado pelo candidato a vereador do PRTB, Genilson Alves, que impugnou a candidatura de Palácio e recorreu ao TRE-MA da decisão do juiz José Américo Abreu Costa, que deferiu a candidatura, começou a ser julgado nesta segunda-feira.

Quando o julgamento já estava 2 a 0 favorável ao deferimento da candidatura, o juiz Nélson Loureiro resolveu pedir vista do recurso. Já haviam votado favoráveis a Palácio, os juízes José Carlos Sousa e Silva (relator) e José Bernardo Rodrigues (corregedor).

A tendência é que Palácio tenha sua candidatura deferida, pois além do juiz Nélson Loureiro ainda irão proferir seus votos os juízes Luiz de França Belchior, Sérgio Muniz e José Jorge Figueiredo dos Anjos.

Nesta terça-feira (14), os julgamentos no TRE serão retomados, mas ainda não é certo que o juiz Nélson Loureiro reapresente o processo de Palácio, o que deve de fato acontecer na quarta-feira (15).