Buriti Bravo ganhará cursos do IFMA

por Jorge Aragão

O deputado estadual Rogério Cafeteira, utilizando as redes sociais, confirmou mais uma boa notícia para o município de Buriti Bravo. O parlamentar, que é Líder do Governo Flávio Dino na Assembleia, assegurou que o município receberá cursos do IFMA.

A confirmação aconteceu após uma visita, em companhia do prefeito de Buriti Bravo, Cid Costa, ao reitor do IFMA, Roberto Brandão.

“Alô Buriti Bravo: aproveitando só para anunciar uma boa nova. Na próxima semana, estarei junto com o reitor do IFMA, Roberto Brandão, em Buriti Bravo para formalizar com o prefeito Cid Costa uma parceria institucional para levarmos cursos para o município. Aguardem!”, escreveu nas redes sociais.

Essa foi a segunda conquista obtida, com o apoio de Rogério Cafeteira, pelo prefeito Cid Costa. A primeira boa notícia foi que será retomada em junho a obra da estrada que liga Buriti Bravo ao Café Buriti, importante trecho para quem trafega pelo Médio Sertão.

Pelo visto deu muito certo a parceria entre o prefeito Cid Costa e o deputado estadual Rogério Cafeteira, que diga o município de Buriti Bravo e sua população.

Cafeteira assegura obra da estrada de Buriti Bravo

por Jorge Aragão

O Líder do Governo na Assembleia Legislativa, o deputado Rogério Cafeteira (PSB), após encontro com o secretário de Infraestrutra, Clayton Noleto, assegurou para os próximos dias o início de uma importante obra para a cidade de Buriti Bravo.

Cafeteira conseguiu a garantia que no início de junho será retomada a obra da estrada que liga Buriti Bravo ao Café Buriti, importante trecho para quem trafega pelo Médio Sertão. A ótima notícia para os buritibravenses saiu de uma reunião que contou ainda com a presença do prefeito de Buriti Bravo, Cid Costa (PTB).

“Estive junto com o prefeito Cid, na secretaria de Infraestrutura e o secretário Clayton, com a determinação do governador Flavio Dino, nos garantiu a breve retomada das obras. Bom ressaltar que obras terão seu ponto de partida com a pavimentação em Buriti Bravo, com sentido ao Café Buriti”, disse Cafeteira.

Agora é aguardar e conferir.

A boa articulação de Rogério Cafeteira

por Jorge Aragão

O deputado estadual e Líder do Governo Flávio Dino na Assembleia, Rogério Cafeteira (PSB), tem demonstrado também ser um bom articulador e não apenas no Plenário com os colegas parlamentares.

Nesta terça-feira (23), Cafeteira postou nas redes sociais uma foto, no mínimo curiosa, em que aparece ao lado do prefeito de Estreito, Cícero Neco (PMDB), do secretário de Comunicação, Márcio Jerry e do governador Flávio Dino (PCdoB).

Cafeteira, que foi idealizador do encontro, conseguiu com uma “tacada matar dois coelhos”. A reunião com o prefeito de Estreito possui a simbologia de ser um encontro com um político da Região Tocantina e um gestor que não pertence ao seu grupo político.

O prefeito Cícero Neco é um dos mais bem avaliados na região, além de uma boa relação com lideranças e prefeitos, e a proximidade com Flávio Dino pode ser uma demonstração que o governador começa a percorrer um novo caminho, fazendo uma costura importante em cidades que podem ser decisivas para sua reeleição.

E nesse encontro, Rogério Cafeteira, que vem desempenhando um papel importante de articulador na Assembleia junto aos deputados, pode ter acertado em cheio, também se destacando como um articulador político de grande peso para Flávio Dino.

É aguardar e conferir.

Seriam dois pesos e duas medidas da OAB ?

por Jorge Aragão

No último fim de semana, a OAB, através do Conselho Federal, decidiu que irá protocolar no Congresso Nacional o pedido de Impeachment do presidente da República, Michel Temer.

No entanto, a mesma OAB ainda não se manifestou sobre a informação proveniente das delações premiadas da JBS de que mais de 100 escritórios de advocacia recebiam propina, conforme relatou detalhadamente o site Jota.info (veja aqui).

Um dos executivos da JBS, Ricardo Saud, mm um dos vídeos gravados pelos investigadores, ao falar dos pagamentos para partidos políticos que apoiavam a chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer à Presidência da República, em 2014, Saud diz: “No final, nós vamos ter tratado com mais de 100 escritórios de advocacia, todas notas falsas.” O envolvimento dos escritórios é detalhado em dezenas de páginas dos anexos da delação.

O deputado estadual e Líder do Governo Flávio Dino na Assembleia Legislativa, Rogério Cafeteira, cobrou publicamente um posicionamento da OAB.

Com a palavra a OAB, mas se optar por um silêncio sepulcral deixará a sensação de que está agindo com dois pesos e duas medidas.

Em quem acreditar?

por Jorge Aragão

Desde o início da Operação Lava-Jato alguns políticos têm cobrado uma investigação mais profunda sobre membros do Judiciário, pois até a divulgação das delações da JBS, o alvo estava apenas em membros do Executivo e Legislativo, o Judiciário, mesmo com muitas dúvidas e especulações estava passando incólume.

Entretanto, a partir das delações da JBS, que culminou com a prisão do procurador da República Ângelo Goulart Villela, parece que as coisas começam a mudar. O procurador é acusado de receber dinheiro para repassar informações privilegiadas a um dos proprietários da empresa JBS. O procurador é assessor do vice-procurador Eleitoral, Nicolao Dino, irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Segundo as investigações, o procurador teria sido ‘cooptado’ pelo advogado Willer Tomaz, preso em São Luís na mesma operação. O curioso, talvez seja apenas mais uma coincidência, é que advogado preso possui ligações com políticos pertencentes ao grupo de Flávio Dino, mas isso é assunto para um outro post.

Voltando ao assunto principal da postagem, o deputado estadual e Líder do Governo Flávio Dino na Assembleia continua mantendo a mesma coerência e postura com relação a Operação Lava Jato e fez um questionamento e uma lembrança importante sobre o atual momento.

Cafeteira lembrou que o procurador preso, Ângelo Villela, seria co-autor do livro que aborda a Ficha Limpa e que ele esteve pessoalmente no Congresso Nacional defendendo na Tribuna as 10 leis medidas anticorrupção proposta pelo Ministério Público, conforme foto acima.

Cafeteira também fez um questionamento no mínimo curioso sobre as delações da Odebrecht. Veja abaixo.

Se é para passar o Brasil realmente a limpo, é preciso que isso aconteça em todos os setores e não apenas de maneira seletiva, assim como tem sido feito em boa parte das delações vazadas a imprensa.

Do jeito que vai, a pergunta que ficará é: em quem acreditar?

Rogério Cafeteira cumpre agenda na Região Tocantina

por Jorge Aragão

No último final de semana, o deputado Rogério Cafeteira (PSB) cumpriu uma série de compromissos na Região Tocantina do estado, mais precisamente nos municípios de Estreito e Porto Franco.

A primeira agenda se deu no município de Estreito, município o qual comemorava passagem de aniversário de emancipação política. Lá, ele foi recepcionado pelo prefeito Cicinho, lideranças e população estreitense, participando de algumas inaugurações e comemorações alusivas ao aniversário.

No dia seguinte, em Porto Franco, ao lado do prefeito Nelson Horácio, Rogério Cafeteira participou de um café da manhã na Câmara de Vereadores da cidade em homenagem às mães da cidade e de lá seguiu para fazer uma visita ao Hospital e Maternidade Aderson Marinho.

Logo em seguida, Cafeteira seguiu para uma entrevista na Rádio São Francisco FM e depois fez uma série de visitas com o prefeito Nelson Horácio. Na parte da noite, o deputado participou da festa das mães promovida pela Prefeitura Municipal de Porto Franco, que fez uma grande festa, com direito a brindes e apresentações.

“Foi muito gratificante ir a Estreito e Porto Franco, municípios da Região Tocantina, e ver o andamento das gestões de dois grandes prefeitos, Cicinho e Dr Nelson, figuras as quais eu aproveito para parabenizar pela condução correta de seus municípios e também agradecer a eles e a toda população das cidades pela forma carinhosa e respeitosa como fui recebido”, disse Rogério Cafeteira.

Líder do Governo assegura ida de Felipe Camarão na AL

por Jorge Aragão

Conforme o Blog antecipava, até pela própria postura adotada pelo atual secretário de Educação do Governo do Maranhão, Felipe Camarão, ao longo de sua vida pública, o gestor deverá comparecer à Assembleia Legislativa para dirimir qualquer dúvida existente com relação a sua pasta aos deputados estaduais.

A confirmação foi feita pelo Líder do Governo na Assembleia, o deputado Rogério Cafeteira, e acontece logo após uma negativa desnecessária da Mesa Diretora da Casa em rejeitar o requerimento do deputado Wellington do Curso pedindo o nome e o endereço das escolas reformadas e/ou construídas pelo Governo Flávio Dino (reveja aqui).

Vale destacar que a solicitação de Wellington foi baseada na própria propaganda institucional do Governo Flávio Dino, que assegura que mais de 500 escolas em todo o Maranhão estão passando por reformas e outras 300 estão sendo construídas. O parlamentar quer apenas o nome e endereço das escolas para verificar in loco a informação.

Cafeteira, que não estava na Sessão Ordinária durante a negativa da Mesa Diretora, acredita que deve ter acontecido algum ruído na comunicação, mas afirmou que Felipe Camarão já se colocou à disposição para comparecer na Assembleia Legislativa.

“Talvez tenha acontecido algum ruído na comunicação. O próprio secretário Felipe Camarão pediu que o requerimento nem fosse votado, para que ele pudesse ir pessoalmente responder aos questionamentos. Ele já garantiu que irá a Assembleia Legislativa, vamos só agendar uma data”, afirmou Cafeteira.

A negativa do simples requerimento chegou a levantar dúvidas sobre as informações propagadas pelo Governo Flávio Dino, afinal quem não deve, não tem motivo para temer. Como bem destacou o deputado César Pires, ficou a impressão de que nem os deputados governistas acreditam na mídia que está sendo divulgada.

Para finalizar, é bom lembrar que tanto as reformas quanto as construções de escolas no Maranhão não são de competência da Secretaria de Educação, mas sim da Secretaria de Infraestrutura, cujo titular da pasta é Clayton Noleto.

Entretanto, se o questionamento feito é apenas com relação aos nomes e endereços das escolas reformadas e/ou construídas, indiscutivelmente essa informação o secretário Felipe Camarão pode e deverá sim disponibilizar aos deputados estaduais.

É aguardar e conferir.

Rogério Cafeteira volta a polemizar sobre a Lava Jato

por Jorge Aragão

Mais uma vez o deputado estadual e Líder do Governo Flávio Dino, Rogério Cafeteira, voltou a polemizar sobre a Operação Lava Jato nas redes sociais.

Cafeteira se posicionou sobre o fato do momento da Lava Jato a soltura de José Dirceu. Apesar do posicionamento polêmico, Cafeteira segue mantendo sua coerência com relação a operação, conforme o Blog já demonstrou anteriormente (reveja aqui).

O parlamentar faz um paralelo sobre os delatados e os delatores, esses últimos réus confessos, também questiona os dois pesos e duas medidas que estão sendo adotados e fala de atropelos na ânsia de tentar acertar. Veja abaixo o posicionamento polêmico, mas coerente de Rogério Cafeteira.

A coerência de Rogério Cafeteira

por Jorge Aragão

Quem lê a postagem acima, pode imaginar que o deputado estadual e Líder do Governo Flavio Dino na Assembleia, Rogério Cafeteira, estaria apenas tirando uma “carta de seguro” para o governador.

Entretanto, o titular do Blog precisa, como de costume, ser justo para não distorcer os fatos.

Desde o início das delações essa tem sido a postura adotada por Rogerio Cafeteira. O parlamentar tem sido um crítico das condenações antecipadas/precipitadas provenientes de depoimentos de réus confessos, uma vez que os tais delatores seguem em busca de atenuantes para as suas respectivas penas.

Ou seja, Cafeteira, apesar de defender a Operação Lava Jato, tem condenado tanto a espetacularização que ganhou todo processo, bem como a transformação de verdade absoluta das delações premiadas.

Sendo assim, é inegável que Rogerio Cafeteira segue mantendo a mesma coerência com relação a Operação Lava Jato, e isso precisa ser reconhecido.

Cafeteira quer união de deputados contra a Reforma da Previdência

por Jorge Aragão

O deputado Rogério Cafeteira (PSB) saiu em defesa dos milhares de trabalhadores brasileiros que serão afetados pela Reforma da Previdência, durante sessão plenária desta segunda-feira (17). De acordo com ele, a turbulência que envolve a classe política acabou camuflando o assunto, que ainda está em plena tramitação. O parlamentar pontuou que o assunto é extremamente importante e grave.

Na opinião do deputado, antes de ser votada a Reforma, é necessário que se amplie a discussão, visto que outro aspecto a ser levado em consideração é a corrupção dentro de setores da própria Previdência. “E minha sugestão é que antes de ser votada uma Reforma como essa, que se aprofundasse o debate, que, antes disso, fosse combatida a corrupção, a roubalheira que existe hoje na Previdência do Brasil. Infelizmente, esse sangramento da nossa Previdência não é de agora”, lamentou.

Cafeteira citou como exemplo de corrupção na Previdência Social o caso “Jorgina de Freitas”, ex-procuradora previdenciária que foi condenada por chefiar quadrilha que desviou mais de 1 bilhão do Instituto Federal de Seguridade Social (INSS). O parlamentar suplicou que, antes de sacrificar o trabalhador brasileiro, o Governo Federal intensifique a fiscalização e cobranças de instituições que são grandes devedoras do INSS.

Rogério Cafeteira destacou que o planejamento de aposentadoria dos brasileiros está comprometido e convidou os colegas parlamentares a se posicionarem de forma oficial sobre o assunto. “E agora vem no meio da vida, pessoas de 40, 50 anos, que já têm um plano de aposentadoria, eles se preparam para a sua aposentadoria e vê toda essa regra ser jogada abaixo. Então é um apelo que eu faço, que a gente também discuta isso. E desta forma, que possamos fazer o encaminhamento em conjunto aqui da Assembleia da nossa posição”, destacou.

Durante sua fala, o deputado pontuou a importância do beneficio social para a população rural. “Infelizmente há pouco tempo eu vi, existia mais beneficiários rurais, do que os próprios agricultores. No País tem mais gente sendo beneficiada do que agricultores. Então eu acho que a reforma precisaria começar desse ponto. Primeiro que a gente fizesse uma força tarefa, fizesse um esforço concentrado para que fosse extinta a questão dessa corrupção dentro da previdência do País”, finalizou.