Valeu mesmo a pena, meu caro Flávio Dino ???

por Jorge Aragão
1buy viagra capsules sildenafil citrate fedex
2is it safe to buy viagra online forum
3viagra gelato recipeThe Harper Government is helping equip young people in Edmonton with the skills and experience they need to find jobs
4confronto viagra cialis levitra viagra ed ipertensione polmonareI don't have a clue, however, I have noted that most of their commercials are on CNBC, Fox Business Channel, and the Bloomberg Channel
5llinois comprar viagra brasil
6fedex cheap order viagra super active viagra
7viagra ivf lining viagra cream for men
8cquire viagra soft without a rx
9couple pack viagra online american express fedex wyoming
10cialis multiple use
11cam naturalviagra
12la que fue en cialis en hipertension pulmonar
13orger order cialis tampa florida
14viagra pfizer 50 mg le moins cher
15post by discount viagra on 29
16viagra daily dosage viagra daily dosage
17maca besser viagra tom kaulitz tem overdose viagra
18i want levitra jcb pill no prescription
19porque houve quebra patente viagra brasil
20buy generic cialis 8114
21erdeeling der warmte over de cialis in italia
22why can't viagra capsules muse advisory
23effect cialis jelly in internet pill fedex
24licey viagra pharmacie en ligne
25forma de administracion del viagraRarely is litigation this straightforward
26generic female viagra online jcb cod accepted greece
27uper viagra free
28viagra for bodybuildCalcium is one of the most important ingredients of our body and our daily need is around 350 mg
29discount vouchers for viagra
30viagra when drinking drinking with viagraBut leaving that aside, John is ready to solo Already This is very cool
31best levitra store levitra vardenafil dominican republlc
32colonel viagra.
33mc48 inexpensive buy viagraWaste of time and way out there on losing 7 lbs in 7 days
34buy discount cialis professional prices purchasing pills
35viagra womens reviewsReaders can mail questions to: On the House, APNewsFeatures, 50 Rockefeller Plaza, New York, NY 10020, or e-mail [email protected]
36sildenafil citrate sildenafil . citrate generic sildenafil viagraThe transaction is to complete in the April-June quarter.
37place au sein du euroclinix cialisSee how Cathy does it and hear from the team behind this pioneering clinical trial.
38iseases and conditions impotenceviagraI in addition to my pals appeared to be reviewing the best tips found on your website then the sudden I got a terrible suspicion I had not expressed respect to the website owner for those secrets
39splitting viagra side effects
40new viagra ice cream
41cialis 20mg boutiqueFirst impression or in contemporary terms until finally eventually lastly eventually she climaxes into orgasm on traditional sex
42prescrivere cialis prescrizione cialis once a day prescrizione
43viagra by cod 8
44securetabs cialisThe timing of the production expansion coincides closely with the impending release of a highly anticipated Mallinckrodt drug
45anguria cialis agli
46levitra usage order soma by
47uy viagra dsl texasAbout 18% of the overall population (11 million) no longerhas health insurance coverage, as people who become unemployed now lose this after one to two years.This has grave social implications
48threapy viagra cialis study australia
49231317 levitra and grapefruit juiceHe saw Butcher and Briggs drive by "so I gave her a call
50viagra kamagra suppliers southern englandI’m grateful that I can still work
51ork diclofenac topical gel does viagra cons ofBaz hallerde prolapsus kalp romatizmasna bal olabilir; bu durumda gebelik ve doum asndan m ve tedavi gerekebilir
52cialis and deafnesscialis icos
53viagra plus prescription price
54viagra what to tell your doctor
55s cialis daily canadaDiagnosis is a term that physicians often use and it relates to the actual cause of a set of symptoms
561 viagra deathsIt was Fire Island for Chrissake
57order levitra in internet american express no script
58commander levitra pas cherSm people wh suffer frm arthritis may actually hv food sensitivities, but th d nt realize it
59anemia and levitraThe impact of channel consolidation continued in the early part of CY14, but Indian companies were seen to have squeezed in some price hikes subsequently
60iva viagra acheter
61cialis precio farmacia mexico cialis ketoconazol
62generic cialis super active online tablet fedex louisianaYou are encouraged to report negative side effects of prescription drugs to the FDA
63er esempio nel suo cialis and viagraCryoLife does not undertake to update its forward-looking statements.
64cialis sublingual in arizonaMore just 2.89 per item Tadalafil, cialis Professional is a stronger acting and long lasting formulation that is prescribed for those w.
65enetian las vegas effects viagra
66levitra web zolo
67bravejournal buy levitra orodispersible memberThis document was updated in November 2008 by American Parkinson Disease Association, Inc
68ncialis diseaseUponHorizon's written request, AHP will also provide Horizon witha copy of the manufacturing and controls information for theapplicable batch(es) delivered.
69orny goat weed as good as viagra 840I had to stay home for one whole week
70viagra cialis pills and california
71generic levitra lowest cost us
72nepal viagra murders viagra of actionBut I opted for the patdown the last time I did
73buy back pain viagra capsules
74levitra long effective
75study patients propiedades del cialis
76buy cialis online cheap us find onlineAgain, this type of surgery can usually be done using a keyhole procedure.
77levitra generic review online drugstoreI’m pretty lazy and normally order it all online so that it arrives at my door and I know that I have everything that I need to keep me happy and healthy
78to purchase cialis cialis cabo
79purchase levitra she looks like a
80nformation about hydrochlorothiazide and viagra interaction
812 year old takes viagra daily
82buy buy viagra capsules in usaThe current recommended American Academy of Pediatrics schedule gives the first dose at age 11 to 12, followed by a booster dose at age 16 for most children
83ffexor xr rage and viagra intercourse porn photos
84rofessional medicine cialis center a1 erectile dysfunction relief
85viagra the facts effects
86buy cost pressure side viagra mg oral
87viagra and heart failure
88irresistible criollo es nauseabundo cialis generico en chile
89naarneceti comprare viagra
90viagra mit abwasser einnehmen viagra monographThe constitution provides for free speech and a free press, and the government is said to generally respect those rights
91viagra ne ise yarar viagra wirkung l
92kraft viagra falls
936 cialis taken daily herbal tramadol tramadol ingrediants
94o not take cialisPedroia\'s deal pays him an average of $13.75 million per year through 2021, as the second baseman gave his team a hometown discount to remain in Boston for the duration of his career.
95order viagra without script canada
96best viagra pills branded viagra no prescription
97viagra force online viagraLess commonly, cystitis may occur as a reaction to certain drugs, radiation therapy or potential irritants, such as feminine hygiene spray, spermicidal jellies or long-term use of a catheter
98viagra generic soft tab historia da viagraJeigu vaisto neigeriama vis dien, dvigubos dozs kitos dienos ryte gerti negalima
99viagra y otras productos
100libido medication viagra discountsI was sore that first day but nothing crazy

dinoedilma

É indiscutível o papel preponderante que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), teve na defesa da presidenta Dilma Rousseff (PT) na abertura do processo de impeachment no Câmara Federal.

Entretanto, apesar do esforço do comunista, as suas ações lhe renderam mais críticas e desgostos do que ganho político e até mesmo administrativo. Na terça-feira (03), a bancada de oposição na Assembleia Legislativa apontou falta de habilidade política e de prestígio do governador Flávio Dino (PCdoB), junto ao Governo Federal, após a presidente Dilma Rousseff (PT) ter encaminhado aporte de mais de R$ 619 milhões para o estado do Ceará, e absolutamente nada para o Maranhão.

Apesar de todo o esforço de Dino que protagonizou uma espécie de campanha nacional em defesa da petista e acusou a oposição de golpista, nada disso adiantou. Uma vez que mesmo com toda movimentação de Dino, o Maranhão continua sem investimentos e sendo discriminado pelo Governo Federal.

“O governador Flávio Dino se preocupou com o mandato da presidente Dilma, mas esqueceu do Maranhão. Esqueceu das prioridades do nosso estado e de tentar, junto à União, recursos para a conclusão de obras importantes, como a duplicação da BR­135. E, se tentou ou não, a falta de investimentos do Governo Federal no Maranhão só atesta o seu desprestígio junto a presidente. Dino militou em defesa de Dilma, mas sequer é enxergado em Brasília. O Maranhão deixou de existir na pauta de prioridades da União”, disse o deputado Edilázio Júnior (PV).

A líder do bloco de Oposição, deputada Andrea Murad (PMDB), elencou as razões para a falta de investimentos da União no estado. “Ela [Dilma] é ingrata com o Maranhão, estado que deu a maior votação no país para ela. E uma das razões disso pode ser a sua decepção com o Flávio Dino, uma vez que ele não obteve os votos que prometeu a ela contra o processo de impeachment na Câmara Federal. Ele não conseguiu cumprir”, enfatizou.

Já o deputado Sousa Neto (PROS) também considerou que Dino está sem espaços no Governo Federal. “Mostra que o governador do Maranhão não tem interesse e nem habilidade política para resolver os problemas que assolam o nosso estado”, finalizou.

(mais…)

Ainda no páreo…

por Jorge Aragão

eleicoes2016

Embora existam notícias de que nenhum dos dois pode mais ser candidato a qualquer coisa nas eleições de outubro, o fato é que tanto o deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) quanto a vereadora Helena Duailibe (PMDB) ainda podem disputar o pleito.

Pelo menos do ponto de vista legal, burocrático. É que ambos são secretários. Evangelista é secretário de Desenvolvimento Social do governo Flávio Dino (PCdoB); Helena é secretária municipal de Saúde na gestão de Edivaldo Júnior (PDT). E este fato tem levado alguns a achar que eles perderam o timing das candidaturas ao não se desincompatibilizar até o dia 2 de abril passado.

Mas o fato é que o tucano e a peemedebista podem deixar os cargos até o dia 2 de junho, na condição de serem candidatos a cargos majoritários – prefeito ou vice­prefeito. Por isso é que os dois ainda estão no páreo da disputa em São Luís.

Neto Evangelista tenta convencer o PSDB a ser o candidato da legenda em São Luís. E deu prazo exatamente até junho, para mostrar que tem viabilidade nas pesquisas eleitorais.

Helena Duailibe, por sua vez, ainda é o nome do PMDB para uma eventual aliança, sobretudo com o prefeito Edivaldo Júnior, projeto defendido por setores importantes do PMDB, apesar de o partido ter o vereador Fábio Câmara como opção de candidatura a prefeito.

Em outras palavras, a lista de candidatos à disputa majoritária em São Luís ainda não está fechada, e deve aumentar até o início de junho. E se Helena Duailibe ou Neto Evangelista deixarem mesmo seus cargos, significará que as coisas ainda andarão até as convenções de julho.

Coluna Estado Maior

Governo Flávio Dino: cada vez mais do PCdoB

por Jorge Aragão

dino

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB), comandado no Maranhão pelo secretário de Estado de Comunicação e Articulação Política, Marcio Jerry, tem ampliado os seus espaços no Governo Flávio Dino (PCdoB) nos últimos meses.

E como reflexo direto deste movimento, partidos que compõem a base da administração comunista acabaram neutralizados e/ou com redução de força na máquina pública.

Na estrutura que deu início ao Governo, o PCdoB era ‘dono’ apenas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, da Segurança Pública, da pasta de Assuntos Políticos, Igualdade Racial, Comunicação e Secretaria da Mulher. Um ano e quatro meses depois, a sigla já ocupa também a Secretaria de Estado da Educação, a Secretaria de Estado da Saúde, e a Comissão Central de Licitação (CCL), pastas que ditam os rumos da administração estadual.

E foi justamente isso que evidenciou o aumento de força da legenda na estrutura do primeiro escalão do Governo Flávio Dino.

No início do mês de março, Áurea Prazeres foi substituída por Flávio Dino pelo hoje secretário de Educação, Felipe Camarão. Felipe não é filiado ao partido, mas foi a cúpula do PCdoB quem defendeu a nomeação dele, que desde então passou a ser tratado como parte da cota pessoal de Dino.

A troca de secretários, na ocasião, acabou abrindo uma crise no Governo com o PDT, comandado pelo deputado federal Weverton Rocha, uma vez que Áurea Prazeres havia sido indicada pelo comando estadual da legenda em 2015.

(mais…)

Corrida por apoios…

por Jorge Aragão

candidatos

As movimentações para as eleições municipais deverão ser intensificadas com a aproximação do último mês antes do período das convenções partidárias. Em São Luís, o cenário ainda está se definindo e, dentro dos quadros que estão sendo apresentados, o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), tem vantagens por já ter colocado ao lado do seu projeto de reeleição pelo menos 14 partidos.

A deputada Eliziane Gama (PPS), que lidera as últimas pesquisas de opinião, parece ter esfriado as caminhadas que vinha fazendo em busca de apoio para seu projeto de ser prefeita da capital maranhense. Desde as últimas reuniões com vereadores de São Luís e a volta ao seu partido de origem, que Gama não mais anunciou qualquer negociação de apoio.

Outros candidatos, como Wellington do Curso, já demonstram que vão à luta em busca de partidos que apoiem sua candidatura a prefeito de São Luís. Essa nova força do deputado veio com sua ascensão ao comando municipal do PP e a simpatia do presidente estadual da legenda, André Fufuca.

Enquanto esses pré­candidatos estão em busca de apoio de outras siglas, parlamentares como Fábio Câmara (PMDB), Andréa Murad (PMDB), Bira do Pindaré (PSB), Roberto Rocha Júnior (PSB), Neto Evangelista (PSDB) e João Castelo (PSDB) ainda terão que buscar espaços dentro de seus partidos para serem candidatos.

Os peemedebistas deverão definir o que farão assim que ficar definida a situação nacional da presidente Dilma Rousseff (PT). Bira do Pindaré tentará barrar as negociações do senador Roberto Rocha para conseguir ser o candidato do PSB até mesmo porque é pouco provável que o filho do senador, Roberto Júnior, leve adiante uma candidatura a prefeito.

E os tucanos também deverão aguardar os acontecimentos no Senado para, depois, se posicionarem, apesar do presidente estadual da legenda, Carlos Brandão ­ vice de Flávio Dino ­ trabalhar dia e noite para levar o PSDB para junto do candidato que será apoiado pelo governador.

(Coluna Estado Maior)

A pergunta que não quer calar: quem paga a conta???

por Jorge Aragão

interrogacaoUma questão começou a ser levantada esta semana, após uma passagem de cinco dias do governador Flávio Dino (PCdoB) por Brasília, acompanhado de um séquito de auxiliares e assessores.

O custo natural da missão inclui passagens aéreas – dele e de auxiliares –, diárias de hotel, alimentação e transporte. Dino viajou para atuar na defesa da presidente Dilma Rousseff (PT), que corre o risco de perder o mandato.

Na capital federal, o governador não teria atuado em qualquer questão relacionada diretamente aos interesses do Maranhão como instituição. Não esteve em ministérios em busca de recursos, não assinou convênio com nenhuma pasta, tampouco acompanhou votações que pudessem estar ligadas diretamente ao Maranhão.

A tarefa principal foi atuar na defesa dos interesses de um grupo político. Por isso a pergunta que não quer calar, feita por políticos e populares: quem pagou a conta?

Além da defesa ao PT e a Dilma Rousseff, o governador maranhense prepara um ato para homenagear os seus aliados que votaram contra o impeachment da presidente. Vai usar a Assembleia Legislativa para continuar sua cruzada em favor do governo petista e seus aliados.

Mas outra pergunta se faz necessária: por que apenas os que votaram a favor de Dilma merecem ser homenageados? E eles serão homenageados exatamente por quem?

Até porque, se levassem em conta as manifestações populares, o Governo do Estado e a Assembleia Legislativa haveriam de reconhecer que a maioria da população quer ver o fim do governo do PT. Ou seja, a maior parte do povo não tem interesse em homenagear quem defende o atual Governo Federal.

Mas, ainda assim, tem de pagar a conta?

(Coluna Estado Maior, de O Estado)

A vez dos vices…

por Jorge Aragão

interrogaçãoAté as convenções eleitorais, marcadas para o período de 20 de julho a 5 de agosto, os candidatos a prefeito de São Luís estarão às voltas com a formação de suas chapas para a eleição de outubro. E a escolha do vice tem importância fundamental nesta montagem.

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT), por exemplo, tem a garantia de que/li o PCdoB, partido do governador Flávio Dino, indicará seu companheiro de chapa. Os comunistas deixam claro que o preferido é o secretário Márcio Jerry, mas o próprio resiste à ideia, o que abre espaço para outros membros da legenda, como o ex-secretário Batista Matos, que agrada também ao PDT. Mas outro partido pode indicar o vice, inclusive o próprio PDT, que tem no secretário de Urbanismo, Diogo Lima, uma das opções.

Principal adversária de Edivaldo, a deputada Eliziane Gama (PPS) sonha com outros candidatos em sua chapa. Ela já flertou com Rose Sales (PMB), Fábio Câmara (PMDB), Neto Evangelista (PSDB) e Wellington do Curso (PP). E pode ter, inclusive, o suplente de senador Pinto Itamaraty (PSDB) em sua chapa.

Bira do Pindaré (PSB) é, entre os candidatos, o que mais parece ter dificuldades para montar a chapa. Ele já não goza das garantias do próprio partido, e não vê opções no cenário interessadas em compor com ele. Uma possibilidade é o PT, o que traria ainda mais problemas para o parlamentar, haja vista a relação de confronto entre socialistas e petistas em âmbito nacional.

Os demais candidatos ainda discutem se entram ou não na disputa. E pode, inclusive, juntar-se entre si ou com outros. Mas isso só será definido entre julho e agosto.

(Coluna Estado Maior)

Sem diálogo

por Jorge Aragão

dinogovQuando a mensagem do governo estadual com o projeto de lei que altera a Lei Orgânica da Procuradoria Geral do Estado chegou à Assembleia Legislativa, os procuradores foram até a Casa conversar com o vice-presidente, deputado Othelino Neto (PCdoB), para pedir que os deputados abrissem um canal de diálogo com a categoria, já que as alterações não eram aceitas pela maioria dos procuradores.

A ação cordial dos procuradores foi respondida com uma manobra do governo – classificada como autoritária por vários deputados -, que não somente não quis dialogar com os procuradores como também não deu a menor chance para que a categoria conversasse com os parlamentares.

O Palácio dos Leões agiu, usou membros de sua base para aprovar um pedido de urgência na votação do projeto de lei, atropelou o regimento interno da Assembleia ao não conceder pedido de vista da deputada Andrea Murad (PMDB) e aprovou a lei.

Dessa forma, o governo empurra goela abaixo mudanças significativas para a categoria. Entre tantas mudanças, estão a proibição do exercício da advocacia liberal pelos procuradores do Estado que ingressarem na carreira a partir deste ano e a prevalência de membros ocupantes de cargos comissionados no Conselho Superior da PGE.

O modo como foi feita a manobra do governo vai gerar uma ação judicial. A deputada Andrea Murad anunciou que entrará na Justiça por ter tido negado seu pedido de vista do projeto.

Agora, é aguardar e verificar qual será o próximo capítulo. Talvez os procuradores tenham sorte e a mudança seja anulada.

(Coluna Estado Maior)

Guerra aberta em Imperatriz

por Jorge Aragão

dinoerochaO governador Flávio Dino (PCdoB) e o senador Roberto Rocha (PSB) devem protagonizar uma guerra surda nas eleições de Imperatriz, ainda que não admitam publicamente a rusga. Dino percebeu que corria o risco de perder o controle da prefeitura local com a provável vitória do ex-prefeito Ildon Marques, que se filiou ao partido de Rocha.

Agora, o governador corre para tentar juntar os cacos da “sangrenta batalha” que seus aliados travam pela condição de ser o candidato governista na cidade. Desde o início da pré-campanha, Dino achou que as coisas se resolveriam na própria Imperatriz, pela articulação do prefeito Sebastião Madeira (PSDB).

Ocorre que, pela falta de um nome de sua confiança, e pelo distanciamento que tem da suplente de deputada federal Rosângela Curado (PDT), Madeira tentou criar uma candidatura alternativa – primeiro com o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto (PCdoB); depois, com o também comunista deputado estadual Marco Aurélio.

Nenhum dos dois conseguiu superar a pedetista e ainda ajudaram Ildon Marques a crescer nas pesquisas e se distanciar dos adversários. Percebendo o espaço aberto, Roberto Rocha aproximou-se de Marques e o convenceu a entrar no PSB.

Só depois da filiação do ex-prefeito ao partido do senador é que o governador e seus aliados perceberam o risco de perder a eleição no segundo maior colégio eleitoral do estado. Agora, tentam unir no mesmo palanque Madeira, Rosângela e Marco Aurélio, já com um forte grau de animosidade entre eles.

E Ildon Marques já trabalha, inclusive, no fortalecimento de seu palanque, aproximando-se do PMDB, que tem Assis Ramos como pré-candidato. A guerra em Imperatriz só está começando.

Coluna Estado Maior

Semana decisiva

por Jorge Aragão

dilmaA semana que se inicia hoje é a última antes da votação do Impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) na Comissão Especial da Câmara dos Deputados. Pelo menos é essa a previsão do calendário do processo, que prevê a apreciação do parecer do relator na próxima segunda-feira, 11. Hoje também vence o prazo para Dilma apresentar sua defesa à comissão.

Será também uma semana de pressões e articulações para os 18 deputados federais maranhenses, tanto os que compõem a Comissão – Weverton Rocha (PDT), Júnior Marreca (PEN) e André Fufuca (PP) – quanto para os demais membros da bancada.

A princípio, cinco deputados são assumidamente contra o impeachment da presidenta: os próprios Weverton e Marreca, além de Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Zé Carlos (PT) e Aluísio Mendes (PTN).

Outros cinco são declaradamente a favor de afastar Dilma: Eliziane Gama (PPS), José Reinaldo Tavares (PSB), Juscelino Filho (DEM), André Fufuca (PP) e João Castelo (PSDB).

Os demais oito parlamentares estão naquela zona da chamada indecisão. E são exatamente esses parlamentares o alvo de Dilma Rousseff, não para barrar o impeachment na comissão – que ela já dá como perdida – mas para convencê-los a derrubar o parecer em plenário, a partir do próximo dia 15.

A semana que começa hoje, portanto, será de intensas conversas de coxia, articulação de bastidores, bate-papos animados em casa e na Câmara, a fim de convencer cada um dos envolvidos no processo de impeachment.

E a partir da sexta-feira, 15, os deputados passarão a ter os olhos do Brasil voltados para eles, quando começa a votação em plenário, processo que deve durar até domingo, devido ao fato de que, cada um, tem até um minuto para justificar o voto.

E a sorte de Dilma está lançada.

Coluna Estado Maior (com acréscimo de informações)

Até quando, meu caro Flávio Dino???

por Jorge Aragão

caemanovo1As redes sociais de internet voltaram a mostrar, ontem, uma imagem que está se tornando corriqueira em São Luís: obras da Caema destruindo obras da Prefeitura recém-inauguradas.

Na imagem que ganhou o dia, ontem, um caminhão da própria Prefeitura estava afundado em uma vala, fruto de uma obra mal realizada pela Caema. É a terceira vez em dois meses que o caso se repete em bairros de São Luís.

CAEMA4

Parece histórica a desarmonia entre a Caema e as gestões municipais em São Luís. Virou folclore político a história de que a empresa – estadual – destrói as obras feitas pela gestão municipal em todos os bairros.

Mas o problema tem se repetido com frequência cada vez maior em 2016. O que faz atentar para um detalhe político: o presidente da companhia é uma indicação do deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) que, por sua vez, é adversário do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) na disputa pela Prefeitura de São Luís.

caemanovo2

Coincidência ou não, a Caema destruiu obras de asfaltamento da Prefeitura na Cohama, no Cohajap, no Parque Atenas, no Barramar; e repetiu ontem a fraçanha, com a imagem do caminhão.

Tanto Edivaldo Júnior quanto Bira do Pindaré são da base do governo Flávio Dino (PCdoB). Os aliados do prefeito reclamam abertamente que as ações da empresa podem ter motivação política. Hora de o governador conversar com os dois.

caemanovo3

Coluna Estado Maior