A mais nova incoerência de Flávio Dino

por Jorge Aragão

Não é mais segredo para ninguém que a coerência jamais foi o ponto forte de Flávio Dino, principalmente depois que chegou ao poder e se transformou em governador no Maranhão. Entretanto, o comunista segue se superando e dia após dia demonstra que suas contradições e/ou incoerências não possuem limites.

A mais nova incoerência do governador Flávio Dino foi demonstrada nesta terça-feira (28), quando da votação de um Projeto de Lei, de autoria do Executivo, que trata sobre um tal Programa de Incentivo ao Desenvolvimento dos Centros de Distribuição do Maranhão, mas que só beneficia os atacadistas que possuem, no mínimo, um capital social de R$ 100.000.000,00 (cem milhões de reais).

Ou seja, o tal projeto só irá incentivar justamente os mais abastados, esquecendo os que mais precisam de um aporte do governo, que são os médios e pequenos empresários do ramo no Maranhão.

O problema é que o projeto por si só apresenta duas incoerências latentes e recentes do governador Flávio Dino. Recentemente, Dino aprovou um aumento absurdo do ICMS – que incidiu nos reajustes da gasolina, telefonia móvel, TV por assinatura e energia elétrica. Na oportunidade, o Governo Flávio Dino alegou que o aumento seria para evitar um colapso econômico no Maranhão. Só que agora, menos de 15 dias depois do aumento do ICMS iniciado, o comunista quer beneficiar quem menos precisa.

A segunda incoerência, tão gritante quanto a primeira, é que Flávio Dino, para ganhar espaço na mídia nacional, afirmou recentemente que o melhor caminho para o Brasil seria a criação de impostos sobre grandes fortunas, mas agora, no Maranhão com o seu Projeto de Lei, quer justamente beneficiar os mais abastados em detrimento de quem teoricamente mais precisa.

Vale lembrar que, na semana passada, o deputado estadual Adriano Sarney (PV) explorou no Plenário da Assembleia Legislativa um outro ato de incoerência de Flávio Dino. O comunista, quando foi deputado federal, chegou a escrever um livro criticando as ‘desnecessárias’ e ditatoriais Medidas Provisórias. Só que no Governo Flávio Dino já foram mais de 50 Medidas Provisórias, uma média de duas por mês. Adriano chegou a rasgar o livro de Dino em pleno Plenário.

Os deputados Adriano Sarney, Max Barros (PSD) e Eduardo Braide (PMN) chegaram a apresentar emendas ao Projeto de Lei, mas foram derrotados pela base governista, que apesar de votar contra as emendas não defenderam em momento algum a iniciativa do governador.

Apesar da derrota na não aprovação das emendas, os oposicionistas conseguiram a vitória de adiar a votação do Projeto de Lei para uma nova data e esticar ainda mais a discussão, esperando, algo que não virá, uma coerência e bom senso do Governo Flávio Dino.

E assim segue Flávio Dino com o governo da mudança, mas da mudança de opinião.

A saia justa que Flávio Dino deve enfrentar

por Jorge Aragão

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), terá uma verdadeira saia justa pela frente. O presidente Michel Temer retirou da Reforma da Previdência os servidores estaduais, deixando o assunto a cargo dos governadores.

A decisão, obviamente, foi tomada para facilitar a aprovação no Congresso Nacional, mas em contrapartida empurrou o problema para os governadores, já que, pelo que afirma o Governo Temer, a realização dessas reformas será inevitável.

O problema é que o PCdoB tem se mostrado um crítico da Reforma da Previdência no Governo Temer, ou seja, como o partido que é contra a Reforma da Previdência nacionalmente poderia propor uma reforma estadual?

Além disso, vários deputados estaduais, mesmo da base do Governo Flávio Dino, já subiram na Tribuna se posicionando contrários à Reforma da Previdência proposta pelo Governo Temer, ou seja, como esses parlamentares iriam aprovar uma eventual reforma estadual?

É bem verdade que o PCdoB pensa de um jeito quando está no poder e de outro quando está na Oposição, conforme o Blog já demonstrou (reveja aqui), mas que será uma saia justa e cheia de enorme desgaste para o governador Flávio Dino, isso será e ninguém duvida.

Uma foto e um estrago impressionante

por Jorge Aragão

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) utilizou as redes sociais, como de costume, para mostrar que esteve presente na solenidade de posse do novo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, indicado pelo presidente do Brasil, Michel Temer (PMDB).

Dino fez questão de postar uma foto ao lado de Alexandre de Moraes, mas fatalmente já deve ter se arrependido. A foto causou um estrago enorme e praticamente 99% dos comentários, e olha que não foram poucos, foram criticando o governador e principalmente cobrando algo que eles imaginavam que Flávio Dino tivesse, coerência.

O Blog deixará apenas algumas das centenas de críticas recebidas por Flávio Dino, mas no final deixará o link para o leitor clicar, caso queira ler todas as manifestações contra a foto postada pelo comunista.

@FlavioDino Mas q caralhos de comunista é esse q vai à posse e tira foto do lado do advogado do PCC? Cadê a porra da ideologia?

@FlavioDino podia ter se poupado de um mico desses. falasse que tava c dor de cabeça, gripado, sei lá… bem, por quê não me espanto c+nada?

@FlavioDino É decepção atrás da outra…ufa

@FlavioDino credo, amore, que micão! apaga! ainda dá tempo!!!

@FlavioDino cruz credo que decepção Flavio Dino

@FlavioDino (Ficou Feio demais na FOTO), CUIDADO para NÃO colocarem um FLAGRANTE no seu BOLSO.

@FlavioDino então fica com ele! Te larguei! Nada como um dia após o outro…Máscaras caindo

@FlavioDino Podia ficar sem essa, q necessidade tinha d fazer isso? Com certeza já vamos olhar com outros olhos.

@FlavioDino Deixando de segui-lo, caro governador. Republicanismo é o cacete! Pra esses daí só a forca em praça pública.

@FlavioDino Dino pirou? Po…parei por aqui..

@FlavioDino não tô acreditando…. comunista ao lado de golpista??? Que que isso minha gente??? Apaga pelamor….

@FlavioDino Putaquepariu Flávio! Esta vc me decepcionou! Não sabia q precisava desta “conjuntura” política!!!

@FlavioDino responsabiliza o estagiário pelo papel ridículo que o fez passar! Vamos compreender…

@FlavioDino Minha esperança se foi , você não precisava disso Dino. Conseguiu !!!

@FlavioDino Me desculpe Gov. Perdeu um fã. Um eleitor futuro, que o apoiava e admirava.

@FlavioDino você foi um idiota sem limites. Um completo imbecil ao posar com este traste. E pensar que te julgava um cara decente. Ilusão.

@FlavioDino roubaram sua conta do Twitter? Foi depois de roubarem sua consciência?

@FlavioDino Perdeu tudo que construiu…tudo!!!

@FlavioDino Que pena, governador! Triste imagem, péssima escolha… pobre #Brasil que se esvai em “tenebrosas transações”…

@FlavioDino fala pra gente que vc foi sequestrado e obrigado a comparecer

@FlavioDino Porra, governador, a gente lutando contra esse abuso e vc pousando pra foto… puta que pariu! @FlavioDino

@FlavioDino E eu deixo de acompanha-lo a partir de agora

@FlavioDino que decepção … deixando de seguir em 3, 2,1……

@FlavioDino Caraca, todo dia é uma decepção. Tá osso.

Clique aqui para ler na íntegra todos os comentários sobre a postagem de Flávio Dino ao lado do ministro Alexandre Moraes.

Flávio Dino na Câmara de Vereadores de São Luís

por Jorge Aragão

Depois de uma semana extremamente desgastante, principalmente pelo aumento efetivo do ICMS do Maranhão e a votação da MP 230, o governador Flávio Dino iniciará a próxima semana visitando a Câmara de Vereadores de São Luís.

O governador será recepcionado pelo presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum e os demais vereadores na sede do Legislativo Ludovicense, na manhã da segunda-feira (20). Na ocasião o governador será recepcionado com um café da manhã oferecido pelos parlamentares.

A ida de Flávio Dino a Câmara foi agendada no último dia 16 de fevereiro, quando Astro de Ogum esteve numa reunião no Palácio dos Leões. A iniciativa, principalmente por parte do governador, é para tentar desconstruir a imagem de que Flávio Dino tem ojeriza da classe política.

No encontro no Palácio dos Leões, Astro pediu apoio para a cultura, solicitando a permanência da sede da Federação de Cultura do Maranhão – Fefcema – no Parque Folclórico da Vila Palmeira, assunto que Dino ficou de se manifestar futuramente.

Sobre a visita do governador a Câmara, Astro de Ogum falou que a oportunidade servirá para estreitar laços entre os poderes.

“Será uma excelente oportunidade de estreitarmos mais ainda os laços entre o Legislativo de São Luís com o Governo do Estado, bem como para o governador conversar com todos nós vereadores e ouvir o que temos para lhe transmitir sobre os problemas que enfrentam a cidade e sua população, já que nós como vereadores convivemos mais de perto com as comunidades”, disse.

Astro de Ogum afirmou ainda que “o governador Flávio Dino será muito bem recebido por nós, quando teremos a oportunidade de demonstrar o nosso apreço, e ouvir dele o trabalho que vem desenvolvendo pelo nosso Estado, principalmente pela nossa cidade”

Agora é pra valer, aumento do ICMS já está em vigor

por Jorge Aragão

Agora é para valer, pois a partir desta quarta-feira (15) – Dia Mundial do Consumidor – os maranhenses passarão a pagar mais nas contas de energia elétrica, no combustível, na TV por assinatura, na internet e telefonia. Isso porque passará a valer a Lei nº 10.542/2016, que modifica o Sistema Tributário do Estado e altera alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Na prática, os consumidores passarão a pagar a mais em vários produtos e serviços. A alíquota da energia elétrica, para o contribuinte que consome até 500 quilowatts/hora, passará de 12% para 18%. E para os que consomem acima de 500 quilowatts, a alíquota do imposto subirá de 25% para 27%.

Nas bombas de combustíveis, o valor estará mais alto a partir desta quarta, porque conforme a lei sancionada por Dino a alíquota do ICMS passará de 25% para 26%. Fica de fora do aumento somente o diesel. Álcool e gasolina ficarão mais caros.

Os serviços de telefonia e de TV por assinatura também ficarão mais caros. A alíquota passará de 25% para 27%. E nesse caso, ainda há um acréscimo de dois pontos percentuais, que são destinados ao Fundo Maranhense de Combate à Pobreza (Fumacop), resultando em uma alíquota de 29% efetivamente cobrada do consumidor.

O cigarro também terá os seus valores reajustados já que a importação de fumos e derivados sairá de 25% para 27%.

O reajuste do ICMS foi aprovado em dezembro de 2016 pela Assembleia, após decisão do Governo Flávio Dino, que espera arrecadar com esse aumento algo em torno de R$ 250 milhões.

Agora é o consumidor se preparar e assimilar os aumentos, até mesmo pelo fato de que até o momento a Justiça, estranhamente, ainda não se posicionou diante de duas ações protocoladas pela OAB-MA. A primeira foi uma ação direta de inconstitucionalidade com pedido de liminar no Tribunal de Justiça e uma Ação Civil Pública, também com pedido de liminar e a segunda foi ingressada na Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís.

E assim segue o governo da mudança de Flávio Dino, criando um novo programa, o Mais Imposto.

Dino deixa claro seu posicionamento para com Roberto Rocha

por Jorge Aragão

Se falta coragem para o senador maranhense Roberto Rocha (PSB) se posicionar oficialmente diante do Governo Flávio Dino, sobrou determinação para o governador comunista deixar claro seu posicionamento diante do senador maranhense e pretenso candidato ao Governo do Maranhão em 2018.

Roberto Rocha “coordenou” uma importante reunião da CODEVASF na Assembleia Legislativa na manhã de segunda-feira (13). O encontro contou com a presença de prefeitos, deputados estaduais e federais, mas com a ausência absoluta do Governo Flávio Dino.

“Estamos hoje aqui e neste mesmo mês, no dia 24, nós vamos fazer outro evento, o Seminário das Águas, no qual assinaremos, entre outras coisas, um convênio com o Governo do Estado, através da Universidade Estadual, onde da minha emenda estou botando R$ 5 milhões para a UEMA, para o Governo do Estado, mostrando que nós estamos acima de picuinhas, de nigrinhagem política”, declarou o senador, demonstrando insatisfação com a ausência de representantes do Governo do Maranhão no evento.

Rocha deixou claro ainda que ações desta natureza deveriam estar acima das picuinhas políticas no Maranhão.

“Eu acho que todos nós representamos o mesmo povo. E eu lamento profundamente que ações como essas, que são absolutamente institucionais, que é para fazer política pública, se misturem nesse permanente ambiente de beligerância que se instalou no Maranhão, porque é um governo que sequer tem projeto de governo, quanto mais projeto de Estado, apenas um projeto de manutenção de poder. Desta maneira, o ambiente de guerra, ou de guerrilha, é permanente, não desarma palanque nem mesmo no ano ímpar, como esse, que é ano que não tem eleição”, completou.

Para completar o recado para o senador e tentar desmoralizá-lo, Flávio Dino simplesmente recebeu no Palácio dos Leões a presidente da CODEVASF, Kênia Marcelino, deixando claro, mais uma vez, que quer mesmo distância do senador Roberto Rocha.

Caberá agora ao senador decidir sua postura, se será mesmo Oposição ou se definitivamente tenta uma reaproximação do Governo Flávio Dino, o que, novamente ficou comprovado, é que ficar no meio do caminho jamais será a melhor alternativa.

É aguardar e conferir.

José Reinaldo diz que Flávio Dino abandonou a classe política

por Jorge Aragão

O ex-governador do Maranhão e atual deputado federal pelo PSB, José Reinaldo Tavares afirmou que o seu “afilhado político” e atual governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) abandonou a classe política.

A declaração de José Reinaldo foi dada a Revista Maranhão Hoje e será publicada nos próximos dias. Para o deputado federal, que deseja concorrer ao Senado, Flávio Dino é favoritíssimo a reeleição em 2018.

Na avaliação de José Reinaldo, Flávio Dino “está numa situação tão boa com a população, que ele não enxerga adversários e não faz ele ter medo de uma eleição. Essa situação é boa e ruim, boa pois ele está muito confortável, ruim porque ele abandona a classe política. Nos primeiros dois anos ele fez, mas acho que ele está mudando essa postura”, avaliou.

O deputado federal já declarou que espera contar com o apoio de Dino para disputar o Senado Federal. Entretanto, até o momento o governador tem adotado um silêncio sepulcral, até mesmo pelo fato de que cinco políticos do seu grupo – quatro deputados federais, Weverton Rocha (PDT), José Reinaldo, Waldir Maranhão (PP) e Eliziane Gama (PPS), e o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB) – já demonstraram interesse nas duas vagas para o Senado.

José Reinaldo ainda faz uma avaliação da sua candidatura ao Senado e dos demais nomes; da sua relação com Roberto Rocha; a situação no PSB; convites de partidos e o nome que deveria compor a vaga de vice-governador com Flávio Dino em 2018.

Mas esses detalhes só na próxima edição da Revista Maranhão Hoje.

É aguardar e conferir.

A cara de pau impressionante de Flávio Dino

por Jorge Aragão

Chega a impressionar a maneira de como Flávio Dino administra o Maranhão, além da inúmeras mentiras e promessas não cumpridas, o governador não consegue olhar para frente, apenas para o retrovisor.

Pior é que ao comentar os erros do passado, os equívocos dos que lhe antecederam, não percebe que tem cometido os mesmos deslizes e da mesma forma poderá ser alvo de críticas semelhantes de quem lhe suceder.

Durante a semana, veio a informação de que uma decisão da 3ª vara do Tribunal Regional Federal (TRF) condenou, em primeira instância, o Estado a pagar uma indenização no valor de R$ 100 mil para cada uma das famílias dos 64 presos que foram mortos entre janeiro de 2013 e janeiro de 2014 no interior das unidades prisionais do Maranhão.

A notícia foi o suficiente para que Dino fosse fazer politicagem nas redes sociais, voltando ao velho e surrado discurso da herança maldita.

Entretanto, o que Flávio Dino não disse é que a condenação não foi definitiva, cabe recurso e fatalmente o Governo do Maranhão irá recorrer. Além disso, o mais curioso é a “cara de pau”, afinal o governador que estrebucha hoje também deixará o mesmo problema para quem lhe suceder.

Será que Flávio Dino imagina que no seu governo não morreu ninguém no Sistema Carcerário do Maranhão? Será que o governador não imagina que essas mortes ocorridas no seu governo o Estado também será responsabilizado? Será que Dino esqueceu de comentar sobre as mortes do Sistema Carcerário no seu Governo?

A situação é bem semelhante ao caso dos inúmeros empréstimos contraídos pelo Governo do Maranhão. Antes, quando era Oposição, Dino afirmava que tais empréstimos endividariam o Estado e quem fazia o empréstimo deixava a conta para o seu sucessor.

Só que quando chegou ao Governo, o que Flávio Dino fez? Empréstimo atrás de empréstimo, ou seja, fazendo conta para o seu sucessor pagar. Mostrando mais uma vez, entre tantas vezes, a sua incoerência latente.

E assim segue o Governo Flávio Dino, com uma “cara de pau” tremenda e que parece já não ter nem mais a necessidade de olhar no retrovisor para enxergar os erros apontados do passado, basta apenas se olhar no espelho.

Luis Fernando não curtiu…

por Jorge Aragão

O Governo do Maranhão divulgou nas redes sociais fotos da importante obra de urbanização da Praia do Araçagy em parceria com a Prefeitura de São José de Ribamar.

O ex-prefeito de Ribamar, Gil Cutrim, nas redes sociais afirmou que a parceria foi iniciada na sua gestão e parabenizou o governador e o Governo Flávio Dino pela obra.

“Com este importante trabalho, fruto da parceria entre governo e prefeitura, iniciada na nossa gestão, ganham moradores e turistas. Satisfeito em constatar que o Governo do Maranhão e o governador Flávio Dino estejam executando a obra de urbanização da Praia do Araçagi, em São José de Ribamar”, destacou Gil Cutrim.

O problema veio depois, pois logo em seguida o governador Flávio Dino retuitou a informação de Gil Cutrim e ainda fez questão de dizer que a obra é uma sugestão do ex-gestor e do deputado estadual Glalbert Cutrim.

Apesar de ter sido um reconhecimento justo, fatalmente Luis Fernando, atual prefeito de São José de Ribamar e também aliado de Flávio Dino, mas adversário de Gil Cutrim, não curtiu.

Precisava mesmo esperar até hoje, meu caro Flávio Dino?

por Jorge Aragão

Logo nas primeiras horas desta manhã de quarta-feira, 08 de março, onde se comemora o Dia Internacional da Mulher, o governador do Maranhão, Flávio Dino, através das redes sociais, confirmou que estará criando um departamento específico para crimes de Feminicídio na Polícia Civil do Maranhão.

Inicialmente é preciso destacar a iniciativa do governador em criar tal departamento, mas é impossível não questionar: precisava esperar até hoje para fazer isso, meu caro Flávio Dino?

O Feminicídio entrou em vigor no Brasil com a Lei 13.104/2015, ou seja, logo no primeiro ano do Governo Flávio Dino, que agora, passados dois anos da nova legislação, resolve homenagear as mulheres.

O problema é que homenagens ou decisões importantes como essa, jamais devem aguardar uma data especial para serem efetivadas e/ou tomadas, pois além de tardias para algumas das homenageadas, ficará parecendo que a iniciativa não passa de uma “média hipócrita” e/ou uma medida apenas para colher dividendos políticos eleitoreiros.

Algo bem parecido com uma operação da Polícia Civil do Maranhão realizada terça-feira (07), véspera do Dia Internacional das Mulheres, que cumpriu quatro mandados de prisão por violência doméstica. Ou seja, fica a nítida impressão que as autoridades policiais resolveram esperar até ontem para homenagear as mulheres, mas enquanto isso quem já deveria ter sido preso, estava solto e quem sabe cometendo novas infrações.

As iniciativas são extremamente importantes e dignas de reconhecimento, só não precisam esperar tanto. Tenho convicção que as mulheres agradeceriam ainda mais, se tais decisões e/ou medidas já tivessem sido tomadas, sem a necessidade de serem impulsionadas por uma data específica.