O novo desafio de Pedro Lucas

por Jorge Aragão

Apesar de estar no seu segundo mandato como vereador de São Luís e vir de uma família de políticos, Pedro Lucas (PTB) terá o seu maior desafio na vida pública a partir de março, no Governo Flávio Dino (PCdoB).

Na manhã desta quarta-feira (22), o governador oficializou a ida de Pedro Lucas para o seu governo. Pedro Lucas irá ocupar a presidência da Agência Metropolitana e tendo a responsabilidade de coordenar a tão esperada e propagada Metropolização de São Luís com mais 12 municípios.

O vereador Pedro Lucas também fez questão e agradecer o convite e destacar a importância do desafio que terá pela frente na sua nova função a partir do mês de março.

“Agradeço a confiança do governador. Sei que fui reeleito vereador e, como integrante da equipe do Governo do Estado, reafirmo que à frente da Agência Metropolitana continuarei sendo representante do povo ludovicense e, agora, dos outros 12 municípios que integram a Região Metropolitana da Grande São Luís”, destacou Pedro Lucas.

Indiscutivelmente é um senhor desafio, afinal tantos outros vereadores, deputados, prefeitos e governadores já tentaram e falharam, mas se de fato Pedro Lucas conseguir avançar significativamente na Metropolização, o feito será um marco na sua vida pública.

A posse de Pedro Lucas acontecerá na próxima quinta-feira, dia 2 de março, às 15h, no Palácio Henrique de La Rocque. Com a saída de Pedro Lucas da Câmara de Vereadores, quem assume sua vaga no Legislativo de São Luís será Joãozinho Freitas (PTB).

Além de Pedro Lucas, o governador Flávio Dino confirmou que o Pastor Porto também integrará sua equipe, ocupando o cargo de Secretário de Relações Institucionais.

A cutucada de Wellington do Curso no governador Flávio Dino

por Jorge Aragão

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a Tribuna para destacar que esteve representando o Maranhão no encontro da UNALE (União das Assembleias Legislativas), que foi realizado em São Paulo.

O parlamentar destacou a simplicidade e o respeito que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin tratou os deputados estaduais de todo o Brasil. Wellington assegurou que inclusive conversou com o governador paulista sobre projetos que deram certos em São Paulo e que podem ser utilizados no Maranhão, a exemplo de projetos voltados para a moradia, gestão da água, saneamento básico, desenvolvimento social e combate às drogas.

Ao destacar a postura de Alckmin, Wellington aproveitou para “cutucar” a postura totalmente do governador maranhense Flávio Dino, que vai na contramão do comportamento do governador paulista.

“Quero destacar a forma respeitosa e atenciosa que fomos recebidos pelo governado Geraldo Alckmin. Eu passeei dois anos na base do governador Flávio Dino, não sou mais da base, mas nunca fui recebido pelo governador do meu estado do Maranhão. Fui recebido duas vezes pelo governador do estado do Piauí, fui muito bem recebido pelo governador de São Paulo, mas nunca fui recebido pelo governador do Maranhão. Apesar disso, continuaremos fazendo política independente da forma que o Governo do Maranhão faz política. O governador de todos vocês, ou como se intitula, de todos nós”, cutucou.

Plano de Segurança – O deputado Wellington do Curso ainda apresentou uma proposta em que solicita ao Governo do Estado a elaboração de um plano estratégico de segurança no período de carnaval em todo o Maranhão. O objetivo é evitar a prática de crimes e garantir ações preventivas em todo o Estado.

A solicitação do deputado deve ser encaminhada ao governador Flávio Dino e ao secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

“Diante do período carnavalesco, surge a preocupação no maranhense quanto ao aumento da violência e criminalidade. Por isso, propomos aqui a elaboração de um Plano Estratégico de Segurança, a fim de reforçar as medidas de segurança em nosso estado que garantam um feriado marcado pela alegria e não pela violência”, afirmou.

Resta saber se o governador levará em conta tal proposta, afinal se quando era da base do governo já não era bem tratado, imagina depois de deixar a base governista na Assembleia.

Olha aí Flávio Dino: Piauí fará concurso em 2017 para a PM

por Jorge Aragão

Enquanto o governador Flávio Dino (PCdoB) não confirma a realização de um concurso para o Polícia Militar, mesmo o Maranhão tendo o menor efetivo do Brasil (relação população/policiais), o vizinho Piauí já confirmou que ainda este ano terá um concurso para a PM.

A confirmação foi feita através do secretário de Segurança Pública do Piauí, Fábio Abreu, que assegurou que o concurso para a Polícia Militar já foi autorizado pelo governador piauiense, Wellington Dias (PT).

O concurso será feito ainda este ano, faltando apenas finalizar a programação, definindo datas e divulgação do edital que deve sair no máximo no início de março. A expectativa é que sejam ofertadas 400 vagas para a Polícia Militar do Piauí.

No Maranhão, o último concurso feito para a Polícia Militar foi no Governo Roseana Sarney com duas mil vagas, onde foram chamados aproximadamente 1.400 aprovados.

O governador Flávio Dino tem garantido a realização de um concurso, mas por enquanto sem data prevista de ser realizado. Isso sem esquecer que uma das promessas de campanha do governador foi de dobrar o efetivo da Polícia Militar do Maranhão, o que dificilmente acontecerá.

É aguardar e conferir.

Astro de Ogum confirma encontro de vereadores com governador

por Jorge Aragão

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), esteve reunido com o governador Flávio Dino, na última quinta-feira, (16), ocasião em que conversaram sobre assuntos diversificados, mas a pauta marcante esteve focada em temas relacionados com a cultura.

Num bate papo descontraído, os dois falaram sobre as festividades do carnaval, e na oportunidade Astro de Ogum pediu apoio do governador para a cultura, notadamente no tocante a permanência da sede da Federação de Cultura do Maranhão – Fefcema no Parque Folclórico da Vila Palmeira. Flávio Dino ouviu as ponderações de Astro de Ogum e futuramente deverá se manifestar sobre a reivindicação.

“Foi um encontro bastante proveitoso, e senti a sensibilidade do governador Flávio Dino ao nosso pleito”, declarou Astro de Ogum para completar: “após essa conversa fiquei com a expectativa de atendimento ao nosso pedido, já que parte de um segmento significativo de nossa sociedade, como o movimento cultural, principalmente o ligado as manifestações da cultura popular”.

Na ocasião Astro de Ogum agendou com Flávio Dino uma visita na Câmara Municipal para o próximo dia 13 de março, quando o chefe do Poder Executivo maranhense participará de um café da manhã com os vereadores. “Será uma excelente oportunidade de estreitarmos mais ainda os laços entre o Legislativo de São Luís com o governo do Estado, bem como para o governador conversar com todos nós vereadores e ouvir o que temos para lhe transmitir sobre os problemas que enfrentam a cidade e a sua população”, finalizou Astro de Ogum.

Flávio Dino aposta em vitória de Lula em 2018

por Jorge Aragão

Pelo visto nem mesmo o governador Flávio Dino (PCdoB) acredita no projeto do seu partido, que já anunciou o lançamento de uma candidatura à Presidência da República no próximo mês (reveja).

Ao comentar a pesquisa CNT, divulgada nesta quarta-feira (15) pelo O Globo (veja aqui), onde Lula (PT) lidera qualquer cenário no primeiro turno e venceria os três adversários – Michel Temer (PMDB), Marina Silva (PMB) e Aécio Neves (PSDB) – testados contra ele num eventual segundo turno, Dino deixou claro que o petista continua sendo o representante da “esquerda” brasileira.

“Se tudo continuar como está, Lula vai ao 2º turno contra um representante da “antipolítica”. Bom elemento de reflexão para elites do país. Claro que muita água ainda vai passar debaixo de muita ponte. Mas hoje está com cara de 1989: Lula x Collor”, escreveu Dino, sem sequer citar a pretensão do seu partido em disputar a eleição presidencial em 2018.

O detalhe é exatamente esse, se nem mesmo o único governador do PCdoB acredita no projeto do PCdoB, quem é que afinal embarcará nessa nau?

O governador maranhense também não deixou de “cutucar” os partidos do centro, já que para o comunista esses partidos irão voltar para o leito lulismo.

“E se tudo continuar como está, já vejo largos setores do “centro” voltando para o leito do lulismo”, finalizou.

É aguardar e conferir, afinal 2018 é bem aí.

E tome dinheiro público para a locação de aviões no Governo Dino

por Jorge Aragão

Depois de criticar por diversas vezes, enquanto era Oposição, o desperdício de dinheiro público com a locação de aviões pelo Governo do Maranhão, o Governo Flávio Dino lançou mais um novo edital para a contratação de aeronaves.

De acordo com o edital serão duas aeronaves, um jato executivo e um turbo hélice. O novo contrato está estipulado em mais de sete milhões de Reais, para ser mais exato R$ 7.732.800,00. A licitação da contração das aeronaves vai acontecer no dia 24 de fevereiro, um dia antes de começar o carnaval.

O curioso é que somarmos o que já foi pago pelo Governo Flávio Dino para contratação de aeronaves e mais o que será pago em 2017, algo que ele demonstrava ser contra, já ultrapassa a quantia de R$ 15 milhões, pois foram pagos R$ 2,5 milhões (2015) e R$ 5,5 milhões (2016).

Agora veja acima, ainda em 2013, e ao lado, no início do seu governo, o que Flávio Dino pensava sobre a locação de aeronaves.

Talvez até seja o governo da mudança, mas da mudança de opinião, afinal antes ser governador pensava de uma maneira, mas depois da eleição mudou realmente de pensamento em diversas situações.

E assim segue o Governo Flávio Dino, o governo da mudança #SQN.

Flávio Dino volta a ter seu nome citado como presidenciável do PCdoB

por Jorge Aragão

O nome do governador do Maranhão, Flávio Dino, voltou a ter seu nome citado como eventual candidato a presidência da República pelo PCdoB. A informação foi dada pelo jornal O Estado de São Paulo.

A reportagem afirma que o PCdoB, apesar da ligação histórica com o PT, lançaria no próximo mês candidato próprio ao Palácio do Planalto em 2018. Os comunistas trabalham para se livrar da pecha de “puxadinho do PT”.

O PCdoB teria três nomes para essa eventual candidatura. O nome mais forte é do ex-ministro e ex-presidente da Câmara Federal, Aldo Rabelo, atualmente sem cargo público. Os outros dois nomes são de Flávio Dino e da deputada federal pelo Rio de Janeiro, Jandira Feghali.

Uma coisa é certa, conforme o Blog já disse, a torcida no Maranhão para que Flávio Dino seja candidato a presidência da República é quase uma unanimidade. Os apoiadores do comunista sonham com sua ascensão, já os oposicionistas sonham em se livrar de mais quatro anos de um novo Governo Flávio Dino.

Flávio Dino cada vez mais populista

por Jorge Aragão

É impressionante como o governador Flávio Dino, a maior autoridade do Maranhão, perdeu definitivamente o bom senso e o equilíbrio, com uma desfaçatez espantosa o comunista segue com o seu populismo barato nas redes sociais.

Depois de ser desmascarado pela imprensa nacional na questão da balneabilidade e principalmente na queda do PIB do Maranhão, Flávio Dino, como um autêntico populista, para responder as críticas recentes voltou ao assunto oligarquia, criminalizou os adversários, disse que tudo que foi deixado foi um caos e tentou desqualificar o mensageiro.

O primeiro erro de Dino é dizer que o grupo Sarney foi derrotado nas últimas eleições, onde sequer participou. Salvo se ele considerar o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) um membro do grupo Sarney. Afirmando isso, Dino definitivamente demonstra não querer mais nenhuma proximidade com Braide, indiscutivelmente um dos deputados estaduais mais qualificados da atual Assembleia Legislativa e que poderá ser um “calo” no seu sapato.

Além disso, por que o parâmetro seria a derrota na eleição municipal? Afinal faz muito, mas muito tempo mesmo que o grupo Sarney não comanda a Prefeitura de São Luís, logo não se pode perder, o que nunca se teve, raciocínio lógico.

Outro equívoco é atribuir as reportagens a adversários políticos seus. Quer dizer que quando algum veículo de comunicação elogia o Governo Flávio Dino é verdade absoluta, mas quando a Folha de São Paulo e O Globo, dois dos jornais mais antigos e respeitados no Brasil, apresentam reportagem que desmentem o governador, passam a ser tendenciosos.

Por fim, o velho e surrado lenga lenga dos 50 anos. Ora, Dino esquece que durante esses 50 anos, tão citado por ele, José Reinaldo foi governador, Epitácio Cafeteira foi governador, João Castelo foi governador e Luiz Rocha foi governador, todos que estão ou estavam com ele recentemente, pessoalmente ou através de seus herdeiros políticos.

É realmente impressionante a coincidência do populismo citado pelo senador Roberto Rocha com o governador Flávio Dino (reveja).

E assim segue o governo comunista, mas cada vez mais adepto do populismo.

Flávio Dino confirma mudanças no seu governo

por Jorge Aragão

O governador Flávio Dino, mais uma vez utilizando as redes sociais, anunciou mudanças administrativa no Governo do Maranhão. O comunista confirmou a fusão de secretarias, órgãos e agências, bem como a criação de uma secretaria e uma agência.

“Prosseguindo com medidas de racionalização administrativa, estamos realizando algumas extinções e fusões de órgãos e entes”, escreveu o governador.

Dino anunciou a fusão de duas secretarias, dois órgãos e duas agências, mas não especificou qual o destino do gestor que não ficará como titular do “novo órgão”.

“A Secretaria de Minas e Energia está sendo fundida com a Secretaria de Indústria e Comércio. E o VIVA com o PROCON. Também há a fusão da Agência de Serviços Públicos com a Agência de Mobilidade Urbana”, assegurou o comunista.

O governador também assegurou a criação de uma secretaria e uma agência, mas para evitar críticas, por conta da crise, se antecipou e disse que as medidas não vão gerar despesas e criação de cargos.

“A Agência Metropolitana será instalada. Será reinstalada a Secretaria de Relações Institucionais. Com as mudanças, haverá economia de gastos e não haverá criação de cargos”, finalizou.

Apesar de passar boa parte da manhã nas redes sociais, o governador Flávio Dino preferiu não omitir nenhuma opinião sobre a reportagem de O Globo, onde foi constatada queda do PIB do Maranhão. O comunista, mais uma vez, adotou o silêncio sepulcral.

Flávio Dino, um governador brincalhão

por Jorge Aragão

Definitivamente o governador do Maranhão é um brincalhão. Com exceção dos asseclas do comunista, ninguém tem condições de levar a sério o que diz Flávio Dino, afinal o que diz sentado, não está sendo sustentado em pé.

Uma das principais afirmações durante a campanha eleitoral de 2014 foi que uma de suas primeiras medidas, assim que chegasse ao Palácio dos Leões, seria a venda da Casa de Veraneio do Governo do Maranhão. Dino alegava que a Casa de Veraneio era um gasto desnecessário aos cofres públicos.

Depois de mais de dois anos que chegou ao poder, Flávio Dino resolveu se manifestar a respeito de sua promessa não cumprida e saiu com uma desculpa risível.

O governador também, depois de dois anos e muitos alugueis camaradas, resolveu dar uma destinação justa a Casa de Veraneio do Governo do Maranhão.

O curioso é que durante dois anos e um mês, o imóvel ficou subutilizado enquanto o governo comunista celebrava diversos alugueis camaradas, em diversas localidades da capital maranhense.

Ah, já sei! Do jeito que está entendido de negociações de imóveis, quase um corretor profissional, Flávio Dino vai dizer que o imóvel estava fechado para não atrapalhar sua venda, que não saiu da teoria.

É ou não é um brincalhão esse Flávio Dino?