Brandão desmoralizado e sem espaço no PSDB

por Jorge Aragão

Clique para ampliar

Se a situação de Carlos Brandão, vice-governador do Maranhão, já estava delicada no PSDB, isso em virtude das eleições de 2018 e sua aliança com o PCdoB, agora ficou ainda mais.

No início da semana, Carlos Brandão, como presidente do PSDB do Maranhão, resolveu destituir da presidência da Juventude do PSDB no Maranhão o atual presidente Samuel Jorge. O vice-governador inclusive chegou a “nomear” Aristeu Nunes, que é secretário municipal em Presidente Dutra.

A decisão de trocar o comando da Juventude do PSDB no Maranhão por Brandão teria sido política, pois Samuel Jorge é sobrinho de Maura Jorge, ex-prefeita de Lago da Pedra, e um dos maiores incentivadores da tia para a disputa do Governo do Maranhão em 2018.

Entretanto, o “tiro” de Brandão saiu pela culatra e o vice-governador foi desmoralizado no episódio e demonstrou fraqueza junto ao seu próprio partido.

Samuel Jorge esteve em Brasília e se reuniu com o secretário geral do PSDB, deputado federal Sílvio Torres. O encontro, articulado pelo deputado federal Aluisio Mendes (PTN), resultou na permanência de Samuel no comando da Juventude do PSDB do Maranhão.

“É hora de novos ares, e da efetiva participação da juventude na política partidária, sem retaliações a lideranças”, declarou Aluisio Mendes.

Além disso, a reunião resultou em uma Nota dura da Juventude Nacional do PSDB que classificou como arbitrária a decisão tomada por Carlos Brandão.

Pelo visto o caminho de Brandão é mesmo deixar o PSDB ou continuar como Rainha da Inglaterra, afinal o próximo passo será a negativa da aliança com o PCdoB para 2018, como sonha o vice-governador.

É aguardar e conferir.

Tema tenta apoio do Palácios dos Leões para eleição da FAMEM

por Jorge Aragão

tema-brandao-e-jerry

O prefeito eleito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), esteve visitando o governador em exercício, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o secretário de Comunicação e Articulação Política do Maranhão, Márcio Jerry (PCdoB).

Além de buscar novas parcerias para Tuntum e fazer uma visita de cortesia a Carlos Brandão, que assumiu o cargo de governador, Cleomar Tema também foi tentar viabilizar o apoio do Palácio dos Leões para a disputa pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM).

Tema tem feito articulações para ser o candidato de consenso entre os prefeitos do Maranhão e o apoio dos Leões poderia ajudar nessa caminhada.

É aguardar e conferir.

Coutinho não assumirá mais o Governo durante a ausência de Flávio Dino

por Jorge Aragão

HumbertoO presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ambulance deputado Humberto Coutinho (PDT), esclareceu hoje que não precisará assumir o comando do Governo do Estado durante a ausência do governador Flávio Dino (PCdoB).

Isso porque Dino somente deixará o país após o retorno do vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), que está na China.

Desde ontem o tema começou a ser levantado por blogs que fazem a cobertura política no estado. A discussão dizia respeito ao risco de o irmão de Humberto, o vice-prefeito de Matões, Fernando Coutinho (PSB), pré-candidato a prefeito daquele município, acabar inelegível caso o pedetista viesse a assumir o Executivo Estadual.

Foi o que motivou a mudança de planos de Flávio Dino. O comunista aguardará agora, o retorno de Brandão a solo nacional, para poder deixar o Brasil.

Humberto Coutinho, que aparece logo depois de Brandão na linha sucessória, confirmou a decisão na manhã de hoje, na Assembleia Legislativa.

Eliziane Gama já “escanteando” João Castelo

por Jorge Aragão

eliziane

A pré-candidata à Prefeitura de São Luís, doctor a deputada federal Eliziane Gama (PPS) já começou a “escantear” o mais novo aliado, o ex-prefeito da capital maranhense, o também deputado federal João Castelo (PSDB), que abdicou de sua pré-candidatura para apoiá-la.

A aliança entre Eliziane Gama e João Castelo trouxe mais desgaste do que vantagem para a pré-candidata, afinal ficou latente a incoerência em busca do poder a qualquer custo, pois foi justamente Eliziane Gama a principal opositora da gestão desastrosa de Castelo na Prefeitura de São Luís.

Entretanto, agora, menos de quatro depois, uma eventual gestão de Eliziane pode ser justamente o caminho indireto para que João Castelo volte a Prefeitura de São Luís. O próprio Castelo já estava exigindo a indicação do candidato a vice-prefeito na chapa de Eliziane, conforme o Blog já havia demonstrado (reveja).

Depois de ter percebido o desgaste, Eliziane Gama agora começa publicamente a “escantear” João Castelo. A primeira vez que Castelo acabou sendo desprestigiado foi quando da visita do senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que veio a capital para falar sobre educação Pública. No almoço com a “cúpula” do PSDB, apenas o vice-governador Carlos Brandão e o suplente de senador que quer ser o vice de Eliziane, Pinto da Itamaraty estiveram presentes.

Já no início desta semana, Eliziane Gama esteve em Belo Horizonte, acompanhando detalhes da gestão do prefeito Márcio Lacerda (PSB) e somente o vice-governador Carlos Brandão esteve ao lado da pré-candidata.

Indiscutivelmente Eliziane Gama acerta tentando reverter o desgaste que a aliança com João Castelo lhe causou, mas resta saber qual será a reação de Castelo com esse “escanteamento” e perdendo a briga interna na indicação do candidato a vice-prefeito.

Resta aguardar e conferir.

Como fica Carlos Brandão e o PSDB em relação a Flávio Dino ???

por Jorge Aragão
Carlos Brandão e Aécio Neves

Carlos Brandão e Aécio Neves

Os bons políticos sabem que não se faz política pensando apenas no hoje, ailment mas principalmente no amanhã. Aqueles que conseguem agir politicamente bem hoje, help pensando e planejando o futuro, conseguem sempre colher os melhores frutos.

Além da incoerência da aliança de Eliziane Gama (PPS) com João Castelo, outro fator que chama a atenção é o posicionamento futuro do PSDB e do vice-governador Carlos Brandão com relação ao governador Flávio Dino (PCdoB).

O Blog nem vai abordar o fato de Flávio Dino apoiar a reeleição do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), mas sim a questão do PSDB e o vice-governador embarcarem num projeto que vai de encontro a reeleição do governador em 2018.

Eliziane Gama deverá ter o apoio do PSDB e PSB. O PSDB já abocanhou o direito de indicar o candidato a vice-prefeito e, apesar de ter quase destruído a capital maranhense, espaço numa eventual gestão de Gama. Já o PSB, além de espaço na gestão, o senador Roberto Rocha apoiará Eliziane em troca do seu apoio na sua candidatura ao Governo do Maranhão em 2018.

Ou seja, o PSDB, mesmo tendo o vice-governador e espaço na gestão comunista, embarca num projeto que fortalecerá Roberto Rocha, eventual adversário político de Flávio Dino em 2018.

Pelo visto é bom Flávio Dino abrir os olhos, pois os seus principais futuros adversários estão mais próximos do que ele imagina.

A missão de Carlos Brandão

por Jorge Aragão

BRANDAO

O vice­-governador Carlos Brandão (PSDB) assumiu uma árdua missão em Brasília. Tentará, site nas próximas horas, troche aproximar o vice­-presidente da República, sick Michel Temer (PMDB), do Governo do Maranhão.

A missão tem como objetivo evitar o isolamento do Palácio dos Leões no cenário nacional e amenizar o desgaste do governador Flávio Dino (PCdoB) junto às cúpulas nacionais do PSDB e do PMDB.

A movimentação de Carlos Brandão ocorre justamente após deputados estaduais e federais avaliarem como equivocada a postura de Dino em relação a Temer.

Os parlamentares acreditam que com a militância fervorosa em favor da presidente Dilma Rousseff (PT) e contra o processo de impeachment que tramita no Senado Federal, Flávio Dino acabou distanciando o Maranhão de um eventual governo do peemedebista.

O governador do Maranhão ganhou o noticiário nacional ao classificar de golpistas aqueles que se colocaram a favor do impeachment. Ele chegou a conceder entrevistas com um exemplar da Constituição nas mãos, criticou o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), se indispôs com juízes federais ao apontar falhas na Operação Lava Jato, conduzida pelo juiz Sergio Moro, e criou um clima de animosidade com a OAB, após a entidade defender o impeachment da petista.

Em situação delicada ­ com carência de recursos para conclusão de importantes obras no Maranhão ­ e sem espaço político em Brasília, Dino escalou Brandão para tentar reverter o quadro.

Uma missão nada fácil, principalmente levando­se em consideração os interesses do PMDB e do PSDB para 2018.

E Dino sabe disso.

(Coluna Estado Maior)

Edivaldo segue vistoriando pavimentação urbana

por Jorge Aragão

edivaldoO prefeito Edivaldo garantiu, here durante vistoria ao programa de pavimentação urbana da Prefeitura de São Luís no polo Coroadinho, illness que vai continuar fiscalizando de perto a execução das frentes de trabalho. Pela segunda vez na semana, healing ele voltou ao bairro para observar os trabalhos de pavimentação da travessa Santa Isabel.

Com o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, o prefeito Edivaldo percorreu o trecho da travessa, completamente transformada após a conclusão dos serviços. “Vou estar sempre fiscalizando as obras que estamos realizando nos bairros para garantir que as mesmas tenham qualidade, atendam às necessidades da população e cumpram o estabelecido em projetos”, ressaltou o prefeito.

Sem interrupção por conta do período chuvoso, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) está realizando pavimentação asfáltica e pavimentação com bloquetes em mais de 30 quilômetros no polo Coroadinho. As obras são financiadas com recursos do Governo Federal, através de empréstimos junto à Caixa. Além do calçamento, a Prefeitura tem realizado serviços de drenagem superficial, meio-fio e calçada.

A falta da pavimentação das ruas do Coroadinho vinha levando os moradores a abandonar as casas ou colocar placa de venda. José Roberto Alves, 35 anos, gesseiro por profissão, decidiu vender a casa no final do ano passado. Antes, ele havia se desfeito de um terreno localizado na rua Ernesto Geisel por conta das inúmeras inundações. “Hoje, estou pensando em não me desfazer do imóvel. Se vender agora será por um preço muito mais justo”, disse Alves.

edivaldo1

Dengue – A conscientização da população sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti começa na sala de aula. Essa foi a mensagem passada no grande ato público realizado na manhã desta sexta-feira (19), na Vila Embratel, em São Luís, pelo Dia Nacional de Mobilização da Educação Contra o Zika Vírus. O prefeito Edivaldo, juntamente com a ministra das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Nilma Lino Gomes, e o vice-governador do Estado, Carlos Brandão, participaram o ato, que contou com a presença de centenas de estudantes da rede pública de ensino da capital, principal público-alvo da campanha.

O prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, destacou como imprescindível o envolvimento da comunidade escolar no processo de combate à proliferação do Aedes aegypti. Para ele, é necessário que o poder público e sociedade estejam efetivamente de mãos dadas para combater a proliferação do inseto que desencadeou um grave problema de saúde pública em todo o país.

“A Prefeitura e todos os órgãos municipais estão imbuídos de fazer tudo o que for possível para combatermos o mosquito na capital. Por isso estamos intensificando essa campanha diretamente nas escolas, promovendo um grande trabalho de conscientização para transformamos cada aluno e toda a comunidade escolar em multiplicadores das ações preventivas contra a proliferação do Aedes aegypti. Nós estamos com um batalhão de agentes na rua fazendo esse trabalho, mas é necessário que cada pessoa se torne também um soldado nessa batalha contra este inseto tão danoso à saúde da população”, disse o prefeito Edivaldo.

A campanha articulada pelo governo federal, em parceria com estados e municípios, será feita simultaneamente em instituições públicas de ensino em 115 cidades brasileiras, dentre elas São Luís. A meta da campanha educacional contra Aedes aegypti é promover ações de conscientização em 188.673 escolas da rede pública de educação básica, 63 universidades e 40 institutos e centros de educação tecnológica em todo o País, para envolver cerca de 60 milhões de estudantes no combate ao inseto e sejam multiplicadores das práticas de combate ao agente transmissor do zika vírus, dengue e febre chikungunya.

Encontro de Tucanos: Luis Fernando visita Carlos Brandão

por Jorge Aragão

luisebrandaoO ex-prefeito de São José de Ribamar, shop Luis Fernando Silva (PSDB), visitou na manhã desta terça-feira (05) o governador em exercício, Carlos Brandão (PSDB).

O encontro foi uma cortesia honrosa do ex-prefeito ao seu amigo de longas datas e colega de partido que assumiu interinamente o comando do Executivo Estadual ontem, segunda-feira (04).

“Não poderia deixar de fazer essa visita ao meu amigo Carlos Brandão, nesse momento que ele conduz interinamente o Governo do Estado. É uma honra pessoal, pela amizade de longa data que temos, e um registro importante para o nosso partido”, frisou Luis Fernando.

No encontro, os dois aproveitaram para falar das políticas públicas e obras que estão em andamento no Estado e de ações que estão sendo desenvolvidas no município de São José de Ribamar por meio do Governo Flávio Dino.

“Quando nos encontramos sempre tratamos da macropolítica de desenvolvimento do Estado, mas nunca deixamos falar do terceiro município do Maranhão onde Luis Fernando milita politicamente”, comentou o governador em exercício, Carlos Brandão.

Luis Fernando é um dos nomes importantes do PSDB nas eleições municipais deste ano e goza de grande prestígio político no cenário estadual e de aprovação popular em São Jose Ribamar, onde será candidato.

Carlos Brandão assume Governo do Maranhão

por Jorge Aragão

brandaodinoEm cerimônia realizada nesta segunda-feira (4), find o vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, assumiu o comando do Estado nesta semana. É a primeira vez que o governador Flávio Dino ficará temporariamente afastado, por ocasião de suas férias.

Durante a solenidade, Carlos Brandão afirmou que dará prosseguimento a todos os projetos liderados por Flávio Dino e continuará cumprindo, com coerência e firmeza, o plano de Governo para os próximos anos no Maranhão.

Flávio Dino aproveitou a cerimônia de transmissão de cargo para ressaltar o importante papel do governador em exercício, ao destacar a sua atuação no planejamento e condução dos novos rumos do Maranhão neste primeiro ano de Governo.

“Nós sempre tivemos uma relação de confiança, pautada no diálogo transparente. Brandão tem um papel fundamental no nosso Governo e continuaremos juntos com o propósito maior de melhorar a vida dos maranhenses”, disse.

Flávio Dino tirará recesso e Carlos Brandão assumirá o Governo

por Jorge Aragão

BRANDAODe O Estado – O governador Flávio Dino (PCdoB) informou a seus auxiliares mais próximos, sovaldi sale em reunião ocorrida há cerca de dez dias, recipe que deve tirar dez dias de férias no mês de janeiro. A licença será oficial, o que efetivará o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), pela primeira vez no comando do Executivo.

A assessoria não deu detalhes sobre o recesso do comunista, mas O Estado apurou com aliados e secretários que o último compromisso do governador em 2015 ocorrerá no dia 31 de dezembro, no sul do estado.

Por outro lado, a assessoria do tucano confirmou a informação. “A previsão é de que isso [Brandão assuma o governo] aconteça no início de janeiro”, informou.

Além de descansar, o governador Flávio Dino deve aproveitar as férias para finalizar os detalhes sobre a reforma administrativa que efetivará no início do ano que vem.

Recentemente, durante encontro de gestores do Executivo estadual, ele admitiu a possibilidade de mudanças, reforçando que, no atual governo, apenas ele próprio e o vice-governador têm garantias de que permanecerão nos cargos.

“Eu tenho a garantia de doisnomes que não vão mudar: Flávio Dino e Carlos Brandão. Esses foram eleitos até 2018. O restante, tudo pode mudar”, disse Flávio Dino.

A se confirmar a posse de Carlos Brandão como governador, em caso de licença de Flávio Dino (PCdoB), o atual vice-governador do Maranhão será o primeiro tucano a comandar o estado.

Isso porque outro atual membro do PSDB que já foi governador, o deputado federal João Castelo, era do Arena quando elegeu-se para chefiar o Executivo, em 1978 – migrando para o PDS dois anos mais tarde.