Resultado final da prova discursiva do concurso da Educação de São Luís

por Jorge Aragão

Os candidatos ao concurso para professor da Prefeitura de São Luís podem ter acesso ao edital que traz o resultado final da prova discursiva para todos os cargos e as devidas convocações aos que se submeterão às demais etapas do concurso. O documento está disponível no site do Centro Brasileiro de Pesquisa, Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cesp/UnB), responsável pela realização do processo, e na página da Prefeitura.

O concurso oferece 822 vagas nos níveis médio e superior, incluindo oportunidades para magistério e, pela primeira vez, vagas na Educação Especial, para preenchimento imediato e também cadastro de reserva. As informações do processo podem ser acessadas no endereço: http://www.cespe.unb.br/concursos/pref_saoluis_16/ e clicar no link ‘Editais, Comunicados e Informações’ e na página da Prefeitura no: http://www.saoluis.ma.gov.br/edital.asp?id_edital=1215.

O secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa, destaca que mais uma etapa se consolida com total clareza dos candidatos e demonstrando lisura do processo. “Esse concurso foi muito esperado e atende à demanda da Educação. A integração destes novos profissionais é muito aguardada e complementa a política da gestão do prefeito Edivaldo na qualificação do ensino às crianças e jovens de São Luís”, enfatiza Moacir Feitosa.

A secretária municipal de Administração (Semad), Mittyz Fabíola Carneiro Rodrigues, avalia que o concurso vem transcorrendo em sua total normalidade e a expectativa é que brevemente estes novos docentes venham somar ao quadro da Educação municipal. “Aos que alcançaram êxito em mais essa etapa, que atentem às orientações e informações do edital e sigam todos os trâmites para que o processo continue prosseguindo normalmente”, disse a gestora.

TÍTULOS – No edital, o candidato vai se informar ainda sobre a convocação da avaliação de títulos para os cargos de nível superior; para a prova de desempenho teórico-prático; e a chamada para a perícia médica para os cargos de nível médio e superior indicados. A avaliação de títulos será nos dias 30 e 31 deste mês, das 8h às 17h, no Centro de Ensino Liceu Maranhense, Centro. Na entrega dos títulos o candidato deve observar todas as instruções do edital. Na falta de documentos ou entrega fora do prazo, o candidato terá a nota zerada, segundo o edital.

A prova de desempenho teórico-prático vai ser realizada dias 1º e 2 de abril. Para participar, o candidato selecionado deve acessar o edital a partir desta terça-feira (28), para verificar o local de realização da prova e do sorteio dos temas, dependendo do cargo para o qual se inscreveu. Deve ainda informar os dados solicitados.

Ainda no edital, estarão disponíveis as informações aos que se submeterão à perícia médica, que será realizada dia 2 de abril. O candidato deve conferir seu local e horário de realização do processo, por meio de consulta individual. Respostas a recursos contestando o resultado provisório na prova discursiva vão ser disponibilizados a partir da data provável de 3 de abril, em edital no site do Cespe-UnB e da Prefeitura.

O diferencial deste concurso público é a destinação de vagas no magistério para a área da Educação Especial. Todos os cargos desta modalidade são oferecidos pela primeira vez e é uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo. Foram criados cargos para atender alunos com algum tipo de deficiência e assim, fortalecer o planejamento da gestão por uma educação ainda mais inclusiva.

CARGOS – O concurso oferece vagas no magistério para professores de artes, ciências, educação física, educação infantil, filosofia, ensino religioso, geografia, história, inglês, língua portuguesa, matemática, atendimento educacional especializado, braile, língua brasileira de sinais, intérprete de língua brasileira de sinais, suporte pedagógico e professor 1° ao 5° ano.

Os inscritos para nível médio vão concorrer às vagas para os cargos de cuidador escolar, monitor de transporte escolar e para transcritor e adaptador de Sistema Braille. Os de nível superior têm oportunidades nas áreas de arquitetura, assistência social, engenharia civil, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, revisor de braile e terapia ocupacional.

Os salários variam de R$ 1.112,09 para cargos de nível médio; e de até R$ 2.661,20 para o nível superior. O concurso conta ainda com vagas no cadastro de reservas, para serem acionados em caso do surgimento de demanda e tem validade de dois anos.

4 comentários

Parte do teto da UEB Darcy Ribeiro desaba e fere três pessoas

por Jorge Aragão

Na tarde desta segunda-feira (27), uma parte do teto de uma sala da UEB Darcy Ribeiro, localizada na Avenida dos Africanos, infelizmente desabou e feriu três pessoas.

Os feridos, dois alunos e uma professora, foram encaminhados para o Hospital Socorrão 1, mas com ferimentos leves, segundo informações do Corpo de Bombeiros que está ainda no local.

De acordo com as primeiras informações o acidente aconteceu no início da tarde, quando chovia intensamente no local. O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estão avaliando as causas do desabamento e as condições da escola após o acidente.

Vale lembrar que essa mesmo escola foi alvo de vândalos às vésperas das eleições do ano passado. Marginais incendiaram a escola que seria local de votação. Após o incêndio a escola foi visitada pelo ministro do TSE, Gilmar Mendes.

Nota de Esclarecimento – U.E.B. Darcy Ribeiro

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que o teto de uma sala de aula da Unidade de educação Básica (U.E.B.) Darcy Ribeiro (Sacavém) desabou em consequência das fortes chuvas registradas no início da tarde desta segunda-feira (27). Um estudante e uma professora sofreram arranhões e uma aluna foi levada para o hospital Socorrão I com escoriações, permanece em observação, mas passa bem.

A Secretaria informa ainda que foram acionados, de imediato, o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Polícia Militar, e que uma equipe técnica da secretaria foi enviada à escola em regime de urgência, onde atendeu aos pais e demais estudantes com os esclarecimentos necessários.

A Semed esclarece que a referida unidade vai passar por vistoria e perícia técnica para determinar as causas do ocorrido e avaliar as condições de segurança do prédio. A Semed reforça que providenciará as intervenções estruturais necessárias e que os dias letivos serão integralmente repostos mediante calendário suplementar a ser elaborado pela Semed em diálogo com a comunidade escolar.

13 comentários

A celeridade de Felipe Camarão

por Jorge Aragão

Se existem alguns gestores que trabalham em ritmo de passo de cagado, infelizmente não são poucos, existem também aqueles que imprimem um ritmo acelerado e demonstram na prática a efetividade do seu trabalho.

Um dos gestores que por onde já passou sempre imprimiu um ritmo de trabalho acelerado é o atual secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão.

Durante a semana passada, estudantes da rede pública estadual de Coroatá fizeram uma manifestação reclamando das condições de duas escolas da cidade – Luiz Montenegro Tavares e João Lisboa – fato inclusive destacado pela deputada estadual Andrea Murad (reveja).

Na mesma semana do protesto, o gestor Felipe Camarão determinou que membros da sua equipe fossem até o município para dialogar e resolver as demandas pendentes. Como o próprio Camarão destacou nas redes sociais.

Uma pena é que nem todos os gestores tem o mesmo ritmo.

1 comentário

Para Odebrecht todos os eleitos no Brasil usaram o ‘caixa 2’

por Jorge Aragão

O empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome, disse em depoimento ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no início de março, que o financiamento ilegal de campanhas é tão comum no país que inclui todos os candidatos eleitos. “Duvido que tenha um político no Brasil que tenha se eleito sem caixa 2. E, se ele diz que se elegeu sem, é mentira, porque recebeu do partido. Então, impossível”, afirmou.

As declarações constam do depoimento prestado na ação que apura abuso de poder político e econômico pela chapa Dilma Rousseff-Michel Temer nas eleições de 2014. Naquele ano, além da então presidente, 1.626 pessoas conseguiram votos para ocupar os cargos em disputa. No caso da Odebrecht, o empreiteiro pontuou que, dos recursos disponíveis para campanhas, 75% eram pagos fora do sistema oficial.

“Caixa 2, para a gente, e eu acho que para todas as empresas, era visto como natural. Os valores definidos pelos candidatos eram tão aquém do que eles iam gastar que não tinha como a maior parte das doações não ser caixa 2. Era impossível”, declarou ao TSE.

O empreiteiro afirmou que, ao acertar propinas com parlamentares ou ocupantes de cargos executivos, o valor podia ser pago nas eleições tanto como doação oficial, o “caixa 1”, quanto por fora. Mas ponderou também que parte dos valores do chamado caixa 2 não foi destinada a campanhas com uma “contrapartida específica”.

Clique aqui e continue lendo

2 comentários

Stênio Rezende volta a pedir recuperação da MA-008

por Jorge Aragão

O deputado estadual Stenio Rezende (DEM), vem há meses levando ao conhecimento do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura (SINFRA), o sofrimento da população da região que usufrui da MA-008 – principal via de acesso aos municípios de Vitorino Freire e Paulo Ramos. Há meses o deputado vem cobrando por meio de reuniões e discursos, a urgência em recuperar o pavimento asfáltico da estrada.

O parlamentar, que já havia formalizado o pedido de urgência na reconstrução dos 18km da MA, em tribuna, durante Sessão Ordinária da Assembleia Legislativa, esteve reunido em momentos distintos com o secretário e subsecretário da SINFRA, Clayton Noleto e Adenilson Pontes, respectivamente, cobrando providências imediatas que resolvam o problema na região. Stenio reforça que a população vem sendo privada do seu direito de ir e vir por causa das condições da rodovia.

“Estou há oito anos andando nessa estrada e nunca tinha visto ela nestas condições. Devido a lama, é difícil não só o tráfego de carro, como de outros meios de transporte e pessoas”, reportou a indignação da população em geral que utiliza diariamente o trecho de estrada.

Por ter um excelente diálogo como Governo do Estado, o deputado se comprometeu em acompanhar e continuar levando a reivindicação junto à SINFRA, até que a obra seja realizada e o estado cumpra o dever de oferecer estradas com qualidade e segurança a todos.

1 comentário

Aluisio Mendes critica desmonte de USCs instaladas em São Luís

por Jorge Aragão

O deputado Aluisio Mendes criticou duramente o processo de desmonte das Unidades de Segurança Comunitária (USC) instaladas em São Luís durante a sua gestão na Secretaria de Segurança Pública e que reduziram em até 80% os índices de violência nas áreas abrangidas. Para o parlamentar, o atual governo estadual está favorecendo o aumento da criminalidade ao não dar continuidade ao trabalho de interação entre as polícias e as comunidades.

“Hoje na Vila Luizão, por exemplo, a comunidade se distanciou da USC, por que já não conta mais com a estrutura que instalamos para devolver àquelas famílias o direito de viver com segurança. O que se tem notícia agora é que até os policiais capacitados para atuar na segurança comunitária foram vítimas da ação de bandidos e a maioria não está mais naquela unidade”, lamentou Aluisio Mendes.

As USCs implantadas na Vila Luizão e no Coroadinho contavam com câmeras de videomonitoramento cobrindo o perímetro de todo o complexo policial, dando ao comando de cada unidade um controle, 24 horas por dia, de toda a movimentação. As unidades também serviram de espaço para a oferta de cursos profissionalizantes e projetos sociais para os moradores.

Na área de abrangência da USC da Vila Luizão, com uma população de aproximadamente 120 mil moradores, o policiamento reforçado 24 horas era feito a pé, em motocicletas, quadriciclos e viaturas. Na USC Coroadinho, cerca de 80 mil moradores dos 28 bairros abrangidos foram beneficiados com o policiamento realizado em parceria com a comunidade.

“Quando a USC foi instalada, os policiais conversavam com os moradores, a comunidade estava presente dentro da unidade, o policiamento era 100%. Mas aqueles policiais que foram capacitados para a segurança comunitária não estão mais na Vila Luizão, e a violência voltou a crescer”, relata a líder comunitária Maria da Glória.

Para a moradora Maria Raimunda Santos, que integra o Conselho Comunitário pela Paz da Vila Luizão, os criminosos voltaram a ocupar o bairro graças à desestruturação da USC, pois há inclusive inquérito para investigar o sumiço de computadores, carregadores e armas da unidade. “Hoje a USC nem atende mais os pedidos de socorro dos moradores”, acrescentou.

O presidente da Associação de Cultura e Lazer da Coheb, Joelson Garcez Lima, a USC é uma iniciativa que deu excelentes resultados e por isso deve ter continuidade. “Os policiais são conhecidos e bem relacionados com a comunidade, e a criminalidade reduziu drasticamente em nosso bairro”, finalizou.

Aluisio Mendes disse ter ficado surpreso com a entrevista em que o secretário Jefferson Portela afirma que as USCs não funcionaram e que serão substituídas por conselhos pela paz, desfigurando uma iniciativa de sucesso por ter a marca do governo anterior. Para ele, o atual governo deveria ouvir a opinião das comunidades e de pessoas como o atual subcomandante da Polícia Militar do Maranhão, Jorge Luongo, que era um dos maiores entusiastas das USCs.

“Os conselhos pela paz não têm nenhuma estrutura, não contam com o apoio das forças policiais e ainda não tiveram nenhuma atuação efetiva. O atual governo deveria aproveitar uma iniciativa que já deu certo e expandi-la, colocando a segurança da população sempre em primeiro lugar”, finalizou ele.

1 comentário

Quanto Custou?

por Jorge Aragão

É cada dia mais complicada e revestida de suspeitas, a atuação de Danilo Santos Silva na Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap).

Preso na semana passada, Danilo é acusado pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter aparelhado a pasta com o loteamento de cargos; fraudado licitações e desviado recursos públicos, sobretudo do BNDES e de convênio com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Em pelo menos quatro contratos com empresas que prestam serviços para o Governo, há a movimentação suspeita de mais R$ 37 milhões, em 2016.

O caso é grave. Não se sabe ainda, por exemplo, qual o real prejuízo aos cofres públicos provocados pela prática fraudulenta, segundo a polícia, comandada pelo ex-secretário adjunto da Seap. As cifras que podem ter sido movimentadas em 2015 sob a interferência direta de Danilo dos Santos, ainda serão levantadas.

Não há, até o momento, uma conclusão sobre quanto custou ao erário, os atos ilícitos do investigado. O que existe nas entrelinhas dos relatórios da PF e do MPF e que sustentam a prisão do ex-secretário, lamentavelmente, é uma constatação: houve corrupção no Governo.

(Coluna Estado Maior)

2 comentários