FUNAC: Roberto Rocha cutuca Governo Flávio Dino

por Jorge Aragão

O senador Roberto Rocha (PSB) não deixou passar a polêmica da Unidade de Ressocialização da FUNAC, no bairro da Aurora, envolvendo o Governo Flávio Dino.

O prédio, que está alugado e recebendo o aluguel desde julho de 2015, mesmo sem funcionar a FUNAC, pertence a Jean Carlos Oliveira, que se filou recentemente (2013) ao PCdoB. Sobre o assunto, o Governo Flávio Dino quer que todos acreditem que foi mera coincidência.

Roberto Rocha, utilizando as redes sociais, disse que no Maranhão o comunismo defende a propriedade privada, mas dos próprios comunistas. Veja abaixo.

rcoha

Pelo visto é bem assim mesmo, ao menos no governo comunista de Flávio Dino.

O secretário de Comunicação do Governo Flávio Dino, também nas redes sociais, mandou uma indireta ao ex-aliado e agora opositor Roberto Rocha. Diante da insinuação, o jornalista Gilberto Leda questionou o porque do Estado não tentar reaver o terreno citado.

Logo depois foi o próprio Roberto Rocha que “bateu forte”. O senador disse que se não procurasse reaver o terreno que ele assegura ser do Estado, Jerry faria jus a fama de patife. Veja abaixo.

jeryrober

O clima realmente esquentou e agora caberá a Márcio Jerry, como homem forte do Governo Flávio Dino, agir e buscar reaver o terreno que segundo ele pertencia a Polícia Militar. Se não fizer ficará desmoralizado.

 

7 comentários

FUNAC: a Nota da Nota é uma piada pronta

por Jorge Aragão

funac-aurora

O Governo Flávio Dino definitivamente parece ter perdido o bom senso e a decência ao tentar explicar o fato de pagar, desde 2015, o aluguel de um prédio, de propriedade de um recém-filiado ao PCdoB, que será adaptado para uma Unidade de Ressocialização da FUNAC, no bairro da Aurora.

O primeiro fato que chamou a atenção de todos no episódio, foi a insistência do governador Flávio Dino na construção da FUNAC na Aurora. Mesmo com protestos e reclamações da comunidade, o comunista se diz irredutível e sem sequer dar oportunidade de diálogo aos moradores da Aurora.

O segundo procedimento que deveria ser melhor explicado, apesar de não ser ilegal, mas é imoral, principalmente para quem condena tal ato em governos anteriores, é o fato de que o tal prédio pertence a Jean Carlos Oliveira, que se filou recentemente (2013) ao PCdoB. Sobre o assunto, a Nota deixa a entender que foi mera coincidência. Clique aqui para verem o tamanho da coincidência. Coincidências essas que não eram toleradas em gestões passadas.

Outro ponto que deixou o Governo Flávio Dino de “calça arriada” foi desde quando está acontecendo o pagamento do aluguel do prédio do comunista. A primeira informação, do próprio governo, era de 2016, mas depois que foi pego na mentira, refez a Nota, ou seja, emitiu a Nota da Nota afirmando que o pagamento é feito desde julho de 2015.

Por fim, como diz o próprio Governo Flávio Dino na sua Nota, o prédio alugado sofrerá apenas adaptações e reformas para ser utilizado como uma Unidade de Ressocialização da FUNAC. Ou seja, o próprio Governo Flávio Dino, que paga o aluguel desde 2015, admite que para se fazer apenas adaptações e reformas no tal prédio, a demora descomunal já é de um ano e seis meses. Enquanto isso, o aluguel tem sido pago mensalmente com o dinheiro do contribuinte maranhense.

Clique aqui para ler a Nota da Nota na íntegra e veja se é ou não uma piada pronta. Pelo visto, cada vez que O Governo Flávio Dino tenta se explicar, se complica mais sobre essa insistência da FUNAC na Aurora.

Que coisa!!!

7 comentários

Deputada lamenta municipalização do Hospital de Peritoró

por Jorge Aragão

andrea-murad-2811A deputada estadual Andrea Murad, utilizando as redes sociais, lamentou e fez duras críticas a iniciativa do Governo Flávio Dino de entregar o Hospital Regional de Peritoró e os demais hospitais regionais para serem administrados pelas prefeituras municipais. Veja abaixo na íntegra o desabafo e a preocupação da parlamentar.

Quando penso que já vi tudo neste governo comunista me impressiono com as ações de um governador irresponsável com a saúde pública, onde desde o início avisei que com Flávio Dino a nossa rede estadual de saúde está regredindo. Desta vez, fechar hospitais estaduais e entregar aos municípios será um verdadeiro genocídio, um escândalo para a população que esperou muito tempo para ter em sua região hospitais que realizam atendimento de média e alta complexidade. É o caso do Hospital Geral de Peritoró, um hospital estratégico, responsável pelo atendimento de toda aquela região do Médio Mearim, localizado entre estradas que cruzam vários municípios.

O Hospital de Peritoró com 50 leitos é um Hospital de Média Complexidade tecnológica e de alguns recursos humanos especializados, como pediatria e ortopedia, faz exames laboratoriais, de imagem, até tomografia e alguns tipos de cirurgias. O custo desse hospital hoje deve estar na casa dos R$ 5 milhões/mês, considerando que atende urgência e emergência 24 horas. O município de Peritoró não arrecada nem 5% desse valor pelo SUS. Se a Prefeitura assumir sem a garantia do aporte de recursos estaduais, vai cometer um “suicídio estratégico”, isso não é municipalização, nem descentralização, é uma irresponsabilidade institucional. Um verdadeiro “Cavalo de Tróia” da Saúde, em pleno século XXI.

E o mais grave ainda, o mesmo deverá acontecer com os hospitais estaduais em Timon, Alto Alegre e Coroatá, entre outros, pelo que fui informada. Se desfazer de hospitais como esses, repito, é um escândalo, visto que voltaremos com a procissão de ambulâncias para São Luís como víamos antes do Programa Saúde é Vida, quando os Socorrões, já tão castigados, não vão aguentar mais pacientes do interior do estado atrás de atendimentos especializados de urgência, pois as prefeituras não terão como manter esses hospitais. É desumano decidir por algo tão absurdo como fechar hospitais estaduais. Tenham certeza que eu não descansarei um só minuto contra essa barbaridade que esse governador está fazendo contra o povo, povo este que ele já demonstrou não nutrir qualquer forma de preocupação ou zelo.

Mesmo sem o atendimento que tinham, os serviços que tinham, são esses hospitais que continuam ajudando a população. Já não basta ter tirado a qualidade das unidades, a maioria das especialidades, agora querem entregar aos municípios para acabar com o hospital. Isso é criminoso. Por isso, lutarei incansavelmente para que o Maranhão não regrida dessa maneira na saúde pública, prejudicando milhares de cidadãos já tão carentes de tudo que um governo pode oferecer a seu povo. Se o governo do estado concretizar esse ato insano, irei à justiça questionar essa transferência. Isso é pior do que maldade. Este homem jamais poderia ocupar o cargo que ocupa. Primeiro porque não tem competência, não sabe ser gestor, essa é mais uma prova de sua incompetência. Segundo, porque não tem sensibilidade e nem coração para com aqueles que ele deveria cuidar ao invés de matar.

1 comentário

E como fica a CCJ da Assembleia Legislativa?

por Jorge Aragão

ccj2

O governador comunista do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), vetou recentemente dois projetos de lei aprovados por unanimidade na Assembleia Legislativa.

O primeiro veto foi ao projeto do deputado Alexandre Almeida (PTN), que queria homenagear o ex-governador Luiz Rocha, dando seu nome ao Terminal Rodoviário de São Luís. O segundo veto foi ao projeto do deputado César Pires, que, num projeto interessante aos cofres públicos, queria disciplinar a veiculação impessoal de publicidade e propaganda dos governos, estadual e municipais do Maranhão.

O curioso é que os dois projetos não são de parlamentares da base governista e ambos foram vetados, segundo a justificativa do governador, por serem inconstitucionais.

Depois dos dois vetos, é inevitável a pergunta: como fica a CCJ – Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Rafael Leitoa (PDT), aliadíssimo do Governo Flávio Dino???

Segundo o Regimento Interno da Assembleia Legislativa, entre outras coisas, compete a CCJ analisar o aspecto constitucional legal, jurídico, regimental ou técnica legislativa de projetos, emendas ou substitutivos sujeitos à apreciação da Assembleia, para efeito de admissibilidade e tramitação.

Ou seja, cabe a CCJ analisar se os projetos de leis apresentados pelos deputados são ou não inconstitucionais. Os dois projetos vetados pelo governador, alegando inconstitucionalidade, foram aprovados na CCJ.

Sendo assim, ou a CCJ não está fazendo seu serviço como deveria fazer ou o governador Flávio Dino alegou a tal inconstitucionalidade para não aprovar os dois projetos que não lhe interessavam.

Independente disso, uma coisa é certa, a cada veto do governador de um Projeto de Lei aprovado na CCJ, é uma demonstração de que alguém está trabalhando equivocadamente e se seguir nesse ritmo é melhor encerrar ou trocar os membros e/ou assessores da atual CCJ da Assembleia.

É claro que a Assembleia Legislativa tem o poder de derrubar o veto do governador, mas se tratando de Flávio Dino, prepotente e arrogante, isso seria comprar uma briga interminável com o comunista, algo que a maioria do Legislativo do Maranhão já deu provas que não quer jamais.

4 comentários

Farra comunista

por Jorge Aragão

flaviodino

A revelação ontem, no blog do jornalista Daniel Matos, chefe de Reportagem de O Estado, de que o governador Flávio Dino mantém contrato de R$ 9,5 mil com um membro do PCdoB, para implantação de uma rejeitada unidade da Funac na Aurora, é mais um aspecto do aparelhamento a que está sujeito o Maranhão desde que os comunistas assumiram o poder no estado.

Recentemente, O Estado revelou que três membros do PCdoB e outro do PDT haviam acabado de perder a eleição em seus municípios e ganharam, de consolação, nomeações na Secretaria de Articulação Política e de Comunicação, chefiada pelo bi-secretário Márcio Jerry, homem forte do governo Dino.

Mas o aparelhamento não termina por aí. No início do governo, denúncias apontaram que imóveis alugados na Avenida Litorânea, na Avenida dos Holandeses e em outras áreas do Calhau, região nobre de São Luís, beneficiavam diretamente poderosos do governo comunista e do PCdoB.

E o que dizer do Réveillon de São Luís, que teve como principal atração ninguém menos que a sambista Leci Brandão, deputada estadual do PCdoB de São Paulo?

Neste aspecto, aliás, no apagar das luzes de 2016, o Diário Oficial do Estado trouxe uma série de liberação de recursos de convênios para festas de Réveillon em vários municípios administrados por prefeitos do PCdoB, e alguns tantos de comunistas e pedetistas, que compõem o consórcio comunista que ora dirige os destinos dos maranhenses.

O mais grave é que Flávio Dino e seus generais dão de ombros para as denúncias cada vez mais frequentes, como se estivessem acima do bem e do mal, sem a necessidade de dar satisfações à população que o elegeu sob o signo da mudança.

Felizmente, as redes sociais começam a mostrar que tipo de mudança ocorreu no Maranhão.

Coluna Estado Maior

8 comentários

Câmara de Ribamar aprova primeiras medidas de Luis Fernando

por Jorge Aragão

foto1_luis-fernando-com-os-vereadores-encaminhado-os-projetos-para-a-camara

A Câmara Municipal de São José de Ribamar aprovou em sessão extraordinária na tarde desta terça-feira, dia 03, matérias do Executivo Municipal. Nas duas sessões realizadas, segunda e terça-feira, atendendo à convocação feita pelo prefeito Luis Fernando Silva (PSDB), os vereadores ribamarenses aprovaram por unanimidade os cinco projetos encaminhados.

As matérias aprovadas pela Câmara são parte do conjunto de dez medidas anunciadas pelo prefeito no primeiro dia da sua gestão. As cinco mensagens dispõem respectivamente sobre a reinstituição do Projeto Meninos do Santuário, sobre a instituição do Projeto Voluntariado Municipal, dispõe sobre o Programa de Recuperação de Créditos Fiscais (PREFIS), fixa novo salário mínimo para os servidores públicos e reorganiza a estrutura da administração direta do Município.

Na nova gestão o Executivo funcionará com as seguintes pastas: Secretaria Municipal de Planejamento, Administração e Finanças (SEMPAF), Secretaria Municipal da Receita e Fiscalização Urbanística (SEMREC), Secretaria Municipal de Transporte Coletivo, Trânsito e Defesa Social (SEMTRANS), Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Renda (SEMAS), Secretaria Municipal do Ambiente (SEMAM), Secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer (SEMTUR), Secretaria Municipal da Juventude (SEMJUV), Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEMAGRI), Secretaria Municipal de Regularização Fundiária e Cidadania (SEMREF), Secretaria Municipal de Obras, Habitação, Serviços Públicos e Urbanismo (SEMOSP), Secretaria Municipal de Recuperação e Manutenção da Malha Viária, Prédios e Logradouros Públicos (SEMMAV).

Para o prefeito Luis Fernando, a aprovação dos projetos foi de suma importância para o funcionamento das políticas públicas na nova administração. “Além da reforma administrativa aprovada, imprescindível para o bom funcionamento da gestão, os projetos da área social (Voluntariado Municipal e Meninos do Santuário) influenciam diretamente no resgate da autoestima do ribamarense. São projetos que dignificam as pessoas e valorizam os esforços de reconstruirmos uma cidade melhor para todos”, disse.

Na mesma linha de raciocínio avaliou o presidente da Câmara, Beto das Vilas: “A aprovação dessas medidas é essencial para que o prefeito possa iniciar imediatamente o trabalho no município. A população espera por melhorias em todas as áreas. A volta de projetos importantes como Meninos do Santuário e Voluntariado mostram o interesse da nova administração em colocar o município no rumo do desenvolvimento”.

“Por outro lado, o projeto que fixa o novo salário mínimo e o que dispõe sobre PREFIS contribuem diretamente para a recuperação da nossa economia, ajudando no enfrentamento à crise econômica que o país vive atualmente”, complementou o prefeito Luis Fernando.

2 comentários

Juscelino Filho e Stênio Rezende prometem apoio para Vianey

por Jorge Aragão

img_2901

Os deputados Juscelino Filho (federal) e Stenio Rezende (estadual), ambos do DEM, prometeram ajudar a prefeita de Santa Inês, Vianey Bringel (PSDB), a recuperar a cidade que foi bastante deteriorada na gestão do ex-prefeito Ribamar Alves (PSB).

Os dois parlamentares participaram da posse de Vianey Bringel, ocorrida no último domingo (1º), às10h e ambos se comprometeram em ajudar com emendas e projetos que irão melhorar a qualidade de vida das pessoas de Santa Inês.

Stenio Rezende aproveitou a oportunidade para falar de sua emenda para instalar o Corpo de Bombeiros em Santa Inês e que já foi autorizada pelo governador Flávio Dino.

“Será um marco histórico não só para Santa Inês, como também para essa importante região do Maranhão. A prefeita Vianey poderá contar com a nossa colaboração na Assembleia Legislativa”, salientou.

Juscelino Filho destacou que suas emendas para asfaltar várias ruas em Santa Inês.

“O início não será fácil, mas a prefeita Vianey tem tudo para fazer uma grande administração, recuperando a cidade do abandono e resgatando a confiança e a credibilidade das pessoas em seus representantes. Estaremos dando o apoio necessário para construir a cidade que todos querem”, disse o deputado federal.

4 comentários

A questão é moral e de coerência

por Jorge Aragão

nubia-e-domingos-dutraNem bem assumiu a Prefeitura de Paço do Lumiar, o prefeito Domingos Dutra (PCdoB) já se envolveu numa polêmica enorme ao nomear a sua esposa, Núbia Dutra, como secretaria de sua gestão, inclusive uma das pastas mais importantes, pois abrange Administração, Finanças, Fazenda e Articulação Governamental.

A questão da nomeação de Domingos Dutra não é apenas debatida na questão legal, pois até hoje o assunto é controverso, a maioria das decisões inclusive afirmam não existir ilegalidade no ato.

A questão de Domingos Dutra nomear a esposa secretária do seu governo é moral e de coerência.

Domingos Dutra sempre foi um árduo crítico dessa prática, não só nas gestões dos seus opositores, mas também dos seus aliados, como foi no caso recente envolvendo o Governo Flávio.

Em entrevista à Folha de São Paulo, ainda em 2015, Domingos Dutra disse que estava incomodado com a situação de que membros do Governo Flávio Dino estavam nomeando parentes para cargos na gestão comunista (reveja).

Entretanto, ao que parece, o tal incomodo de Domingos Dutra era apenas na gestão alheia, afinal na sua gestão ele não parece sentir nenhum incomodo com a decisão de nomear sua esposa secretária do seu governo.

Pelo visto Dutra é mais um comunista adepto do famoso ditado popular: faça o que eu digo, mas não o que eu faço.

Além disso, nunca é demais lembrar a Dutra que nem tudo que é legal, é moral. Pior ainda se for incoerente.

13 comentários

PRF apreende veículo com documentos e equipamentos de Nova Olinda

por Jorge Aragão

caminhote

Na tarde desta quarta-feira(04), por volta das 15h54min, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal da Unidade Operacional de Santa Inês, apreendeu uma caminhonete VW/AMAROK CD, de cor branca e placa NZW-8567, que transportava diversos materiais da Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão.

A equipe da PRF já havia recebido a informação através de denúncia anônima que um veículo com as mesmas características poderia passar naquele posto da PRF transportando supostamente irregularmente computadores e outros bens pertencentes ao acervo patrimonial da Prefeitura de Nova Olinda.

Ao ser abordado na BR 316 o condutor, de 37 anos, mas de identidade não revelada pela PRF, informou que os bens transportados haviam sido retirados da prefeitura sem autorização.

Durante a fiscalização foi constatado que a caminhonete estava completamente abarrotada de documentos da Prefeitura de Nova Olinda relativos à gestão anterior, fato que, em tese, configura suspeita de crime de SUPRESSÃO DE DOCUMENTO (Art. 305 – Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro, de que não podia dispor), considerando que foi dito pelo acusado que a atual gestora do município (Iracy Weba) não tem ciência do transporte de tais documentos. Reforça ainda a suspeita de possível irregularidade o fato de ter ocorrido a mudança de gestão há apenas três dias.

O condutor disse que trabalha para o prefeito anterior e recebeu o veículo deste já com toda a documentação e os demais materiais embarcados. Disse ainda que não sabe onde entregaria o veículo chegando em São Luís e que ficou apenas de avisar por telefone quando estivesse chegando.

A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia de Polícia Civil em Santa Inês-MA.

2 comentários

Explicado a insistência de Flávio Dino na FUNAC na Aurora?

por Jorge Aragão

pcdob-funacDesde que o Governo Flávio Dino, mesmo sem ter dialogado com a comunidade, anunciou a instalação de Unidade de Ressocialização da FUNAC no bairro da Aurora, o assunto tem rendido inúmeras polêmicas.

A comunidade da Aurora, apoiada pela ex-vereadora Rose Sales, tem buscado o diálogo para evitar que a FUNCA seja instalada no bairro, mas o governador Flávio Dino e seus asseclas, outrora adeptos e promovedores dos “Diálogos pelo Maranhão”, têm se mostrado irredutíveis.

Entretanto, talvez a explicação esteja na postagem exclusiva do Blog do Daniel Matos. O jornalista revelou que o prédio que funcionará a FUNAC na Aurora pertence a um mbro do PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino (veja aqui).

De acordo com a revelação de Daniel Matos, o comunista privilegiado desta vez é Jean Carlos Oliveira, que assinou ficha de filiação ao PCdoB em 2013.

Para deixar a situação ainda mais incômoda para o governador Flávio Dino é que os pagamentos para o aluguel do prédio já começaram a ser pago desde junho do ano passado, ou seja, bem antes da FUNAC entrar em funcionamento.

Depois de uma revelação dessa, é óbvio que a pergunta que não quer calar é: estaria explicado a insistência do Governo Flávio Dino na FUNAC na Aurora?

E assim segue a mudança prometida por Flávio Dino e seus asseclas.

15 comentários