Blog do Jorge Aragão | Arquivo por Sem categoria

Prefeitura de São Luís organiza Reveillon com Zeca Baleiro e muito mais

viradaA Prefeitura de São Luís realizará uma grande festa para celebrar a chegada de 2015. Na noite da virada, no dia 31, além da Avenida Litorânea, onde a festa ficará por conta de Zeca Baleiro e banda como atração principal, a Praça Maria Aragão receberá os artistas gospel André Valadão, Anderson Freire e Maurício Paes. Nos dois locais haverá shows pirotécnicos à meia-noite e uma mega estrutura de palco, luz e sonorização.

O presidente da Fundação Municipal da Cultura (Func), Francisco Gonçalves, explica que o prefeito Edivaldo orientou que a programação fosse montada respeitando a vasta diversidade cultural da população ludovicense. “Diferente de outros anos, a Prefeitura organizou duas grandes festas. Já que temos uma população multifacetada, a Prefeitura procurou fazer uma programação que atenda aos diferentes gostos, costumes e culturas”, explicou o presidente da Func.

Na Avenida Litorânea, o palco será montado próximo ao Clube do Ipem, onde subirão Zeca Baleiro, o grupo Argumento, a banda de reggae de Alcântara, Barba Branca, grupos de tambor de crioula e a banda Afrôs e convidados. Já na Maria Aragão, além dos cantores de destaque no cenário nacional gospel – André Valadão, Anderson Freire e Mauricio Paes, artistas locais estarão na virada de louvor, reunindo diversas igrejas evangélicas da capital.

Para garantir a estrutura de segurança, trânsito e transporte, diversos órgãos municipais estão envolvidos no planejamento, definindo ações de forma integrada. O esquema de segurança será reforçado nos dois locais de comemoração, haverá garantia de pronto-atendimento médico, maior número de coletivos e organização do trânsito para facilitar o acesso de veículos e pedestres.

O planejamento dos eventos está sendo coordenado pela Func, em parceria com as secretarias municipais de Trânsito e Transporte (SMTT), Segurança com Cidadania (Semusc) e Saúde (Semus); além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Delegacia de Costumes.

1 comentário »

Os estaduais que serão federais

O Jornal O Estado do Maranhão apresentou na edição deste domingo (21), uma reportagem interessante sobre um fenômeno que pela primeira vez aconteceu nas eleições do Maranhão.

Foi a primeira vez na história da Assembleia Legislativa que cinco deputados conseguem se eleger para deputado federal. Eliziane Gama (PPS), André Fufuca (PEN), Zé Carlos (PT), Victor Mendes (PV) e Rubens Júnior (PCdoB) deixarão o parlamento no Maranhão e a partir de fevereiro de 2015 comporão a bancada maranhense no Congresso Nacional.

A bancada maranhense na Câmara Federal teve um renovação de 66%. Somente seis dos 18 deputados federais conseguiram se reeleger. Parte da renovação se deu devido à desistência dos atuais deputados da bancada. Desistiram Nice Lobão (DEM), Pinto Itamaraty (PSDB), Carlos Brandão (PSDB), Hélio Santos (PSDB) e Pedro Novais (PMDB).

Com espaço aberto, cinco estaduais decidiram tentar uma das vagas na Câmara Federal. Quando terminou a apuração todos os cinco deputados estaduais estavam eleitos, sendo um deles o mais votado, a deputada Eliziane Gama conseguiu mais de 133 mil votos.

deputadosfederaisestaduais

2 comentários »

Atenção a Educação Especial

geraldo1

Seguindo a política de governo estabelecida pelo prefeito Edivaldo, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) conclui a formação de 227 professores, e integrantes da comunidade em geral, em cursos direcionados à Educação Especial. Foram ministrados os cursos de Braille, Libras, Soroban, Educação Especial em Contexto, e a especialização Formação Continuada de Professores para o Atendimento Educacional Especializado (AEE).

Todos os participantes receberam o certificado de conclusão dos cursos. O secretário de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, acompanhou a solenidade de diplomação realizada no Teatro Municipal de São Luís. O titular da Semed ressaltou que as salas de recursos das escolas da rede municipal, com a contratação de intérpretes e cuidadores, são uma das prioridades assumidas pela secretaria.

“Uma das políticas da gestão do prefeito Edivaldo é garantir uma educação totalmente inclusiva. Essa é uma orientação concreta, e a ampla oferta de cursos nessa área é uma das traduções dessa determinação. Nesse sentido, tivemos um ano muito rico, com grande aproveitamento”, destacou Geraldo Castro Sobrinho.

Para a presidente da Associação de Surdos do Maranhão, Lídia Arouche, a formação básica em Libras é um passo importante para a rede municipal de ensino. “Todos vocês estão de parabéns por terem se empenhando até o final. Continuem aprendendo cada vez mais e não abandonem os cursos”, pediu a presidente, que agradeceu à Prefeitura de São Luís pela oferta de formações na área.

A professora Leandra Luiza Gomes de Menezes, da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Salomão Fiquene, foi uma das certificadas pela conclusão do curso de Libras. Ela disse que os conhecimentos obtidos na formação vão ajudar a ser uma profissional ainda mais qualificada para o mercado de trabalho.

“Fiz uma especialização em Educação Especial Inclusiva pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e tenho procurado me adaptar às necessidades das pessoas com deficiência. A nossa sociedade não é inclusiva e a gente precisa caminhar nesse sentido. Por isso, estou buscando me aperfeiçoar, não só em Libras, mas também em Deficiência Visual, para proporcionar um maior e melhor aprendizado para as pessoas com deficiência”, explicou a professora.

sem comentário »

Os riscos dos erros das estratégias

joaquimnova1Por Joaquim Haickel

Os fatos causadores do título desta crônica e as consequências deles são o que, no frigir dos ovos, na maioria das vezes, definem nossos destinos. Tal enunciado precisa ser analisado com bastante prudência, até porque em muitos aspectos as análises dessas estratégias dependem de observações, opiniões, conclusões, que em alguns casos podem estar equivocadas, repletas de erros, estes advindos das mais diversas procedências ou simplesmente inseridas em contextos ideológicos.

Usemos uma metáfora para abordar esse assunto: quando o pequenino pastor de ovelhas hebreu, Davi, se propôs a enfrentar o gigante guerreiro filisteu, Golias, ele tinha uma estratégia clara. Tinha consciência de que não poderia se aproximar do gigante, pois seria esmagado por ele. Então, o esperto e ágil pastor lançou mão da funda que sempre usou para espantar os lobos que rondavam seu rebanho, para com ela tentar derrubar o gigante, que estratégica e corretamente não usava escudo, mas uma poderosa armadura de metal e sola. O gigante nunca pensou que um seixo rolado de beira de rio pudesse se transformar em um projétil capaz de atordoá-lo e derrubá-lo, possibilitando que um frágil pastor se apoderasse de sua imensa espada e com ela separasse sua cabeça do corpo.

Ambas as estratégias dos citados duelistas estavam corretas.

Um gigante não precisa de escudo, pois ele dá preferência ao combate corpo a corpo e nesse tipo de combate um escudo atrapalha. Se portasse um escudo a pedra da funda de Davi não teria derrubado Golias e a historia seria outra.

Um pastor, harpista, sem nenhuma experiência militar, só teria uma chance contra um gigante se conseguisse ficar bem longe dele. Mais ágil que Golias, Davi sabia que sua vida e o destino dos hebreus dependiam de sua perícia com a funda. Imagino que o pastor não derrubou o gigante logo no primeiro arremesso, mas em algum momento encaixou o tiro certeiro.

Essa passagem da história dos hebreus, em minha opinião é indispensável para entendermos os erros que podem advir das estratégias.

Nessa mesma passagem histórica há um fato escondido que pouca gente se apercebe. O comandante filisteu desafia o atormentado rei Saul a enviar o seu melhor guerreiro para enfrentar o gigante Golias. O lado que vencesse o combate escravizaria o seu oponente. Seria uma batalha de dois homens, que selaria o destino de dois povos. Ocorre que depois que Davi matou Golias, hebreus e filisteus se enfrentaram em uma carnificina insana. Os termos do duelo não foram respeitados e não o seriam de qualquer forma, qualquer que fosse o resultado preliminar.

Numa batalha bíblica ocorrida há 3 mil anos ou em uma eleição histórica que aconteceu há menos de 90 dias, as circunstâncias e as consequências das estratégias, certas ou equivocadas, são mais ou menos as mesmas.

Flávio Dino, então candidato do PCdoB ao governo do Maranhão, venceu uma eleição onde ele era o Davi e seu opositor o Golias. Não, isso não é lá a mais pura verdade! Até porque o Golias dessa história nem estava escalado para aquela batalha, mas foram essas as estratégias estabelecidas. De um lado o humilde pastor com sua funda e uma única pedra que vitimaria seu adversário. Do outro lado um Golias improvisado, substituindo um ungido, supostamente preparado, mas desistente.

A funda e a pedra desse Davi, em minha modesta opinião, foram a intensa ação midiática, a massificação de versões contestáveis de verdades incontestes. Falo da propaganda, em sua versão mais pura e cristalina, manipulada por um grupo competente e em um veículo novo, um tanto desconhecido e praticamente impossível de ser combatido. A internet!

Três mil anos atrás as chances de hebreus e filisteus saírem-se vencedores daquela batalha, travada nas proximidades da cidade filisteia de Gat, ao sul do atual Israel, eram mais ou menos as mesmas. Noventa dias atrás eram remotas as possibilidades do lado dominante da política maranhense vencer o lado adversário. Pouca gente tinha coragem de dizer isso. Tudo estava contra. Um general alquebrado, sem vontade de pelejar; um exército desmotivado, sem elã; um campeão improvisado, que jamais deveria ter aceitado tal missão. É bom que seja dito: ao contrário de Davi que foi voluntário para enfrentar Golias, Edinho foi escalado porque seu exercito não tinha um campeão para representá-lo, e qualquer um que o fosse, se as análises fossem feitas com bastante critério e seriedade, a resposta deveria ser aquela mesma de “Bota Pra Moer”, “arrumem um mais doido do que eu!…”

Mas o passado só pode ser analisado olhando-se para trás. Olhemos para frente. Estratégias equivocadas não param de ser praticadas.

Li um texto produzido pelo renomado jornalista Luís Carlos Azenha que dá conta de que Flávio Dino, o Davi dessa crônica, resolveu que enfrentará o Golias dela, o grupo Sarney, com a mesma funda que usou no duelo, na campanha. Lembre-se que depois de matar Golias, Davi se tornou um grande guerreiro e jamais a história registrou que ele tivesse voltado a usar a funda como arma. Vestiu-se com as melhores armaduras e empunhava as melhores espadas e as mais tenazes lanças.

Esse negócio de Flávio Dino querer usar a internet ou mesmo a rádio estatal do Maranhão para formar uma rede de emissoras comunitárias, é estratégia para tempos de guerra, não para tempos de paz, onde o trabalho deve ser a tônica, onde as ações e as obras devem ser explicadas e expostas à população, em seus mínimos detalhes.

Em minha opinião, o risco de se usar uma estratégia equivocada nesse setor pode custar muito caro ao futuro governo. Acabamos de ter um exemplo claríssimo disso. Falo da operação desastrosa da máquina de comunicação do governo Roseana, que foi usada como máquina de propaganda, distanciando-se completamente da comunicação que deveria ser participativa, com a comunidade, interagindo com as pessoas.

Se Flávio deseja ser o Davi dessa história, ele e seus companheiros precisam entender que o único jeito, é fazerem um bom governo, é apresentarem um bom trabalho. Se forem querer prolongar uma guerra que deveria ter acabado no dia 5 de outubro, com o resultado da eleição, ao invés de se aproximarem a cada dia de seu objetivo, vão é se distanciar dele.

Em termos de guerras de exércitos convencionais ou batalhas políticas, vencem-nas aqueles que cometem menos erros, e até aqui Flávio Dino e seus companheiros cometeram pouquíssimos equívocos, enquanto seus adversários especializaram-se nessa prática.

A partir de agora os lados estarão invertidos. Quem era oposição passará a ser governo e nele de pouco ou nada adiantará o uso de armas e estratégias de oposição. Isso não vai dar certo! Mas como dizia meu pai, brincando conosco… “amarra-se o burro à vontade do dono”…

1 comentário »

O reconhecimento de Róbson Paz ao trabalho de Juraci Filho

robsonejuraci

O gestor da Rádio Timbira, Juraci Filho, mostrou o Parque de Transmissores da emissora, localizado no Maracanã, ao futuro secretário de Estado de Comunicação Social, Róbson Paz. Os dois visitaram as instalações do ambiente, que foi totalmente reformado e estruturado.

Juraci Filho entregou ao próximo titular da Secom um livro-relatório, com cerca de 400 páginas, um CD contendo o registro fotográfico de todos os equipamentos e mobiliários, acrescido da documentação completa do prédio. Foram entregues, também, os documentos referentes à parte administrativa da rádio e lista de pertencentes, entre equipamentos e mobiliários, devidamente registrados no cartório Cantuária de Azevedo.

Após tomar conhecimento de toda a estrutura que receberá em janeiro, Róbson Paz fez questão de valorizar o empenho do atual gestão. “O trabalho desenvolvido por Juraci Filho foi muito bom”, ressaltou. O processo de transição referente à Rádio Timbira teve início com uma visita do futuro secretário às instalações da sede da emissora, localizada na Avenida Beira-Mar.

7 comentários »

Os esclarecimentos do senador Lobão Filho

lobaoexplicaçoes

9 comentários »

Juiz Marcelo Baldochi nega abuso de autoridade e se diz injustiçado

Pela primeira vez, após o episódio da prisão de funcionários da TAM que ganhou repercussão nacional, o juiz Marcelo Baldochi, em entrevista coletiva, na cidade de Imperatriz, comentou o assunto e se diz injustiçado com tudo que está acontecendo, inclusive com o seu afastamento da magistratura. Veja abaixo a coletiva.

1 comentário »

A confiança justificavél de Humberto Coutinho

humbertocoutinhoDepois de aproximadamente 14 anos, o ex-prefeito de Caxias, Humberto Coutinho, retornará a Assembleia Legislativa e a volta, ao que tudo indica, será em grande estilo, como presidente do parlamento estadual.

Humberto Coutinho, na solenidade de diplomação, demonstrou toda a sua confiança na eleição, que ele espera que seja consensual, da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

“A eleição está bem encaminhada, eu conversei com quase a totalidade dos colegas, o meu nome tem sido aceito, bem recebido, nós temos apoio do Governo [Flávio Dino]. Eu acho que a nossa vitória está bem próxima viu”, afirmou na solenidade em entrevista à Rádio Mirante AM.

Humberto Coutinho tem conversado com praticamente todos os futuros 41 deputados e até o momento, é o candidato único, e exatamente por esse motivo esbanja confiança, plenamente justificável.

1 comentário »

“Faremos oposição com responsabilidade e inteligência”, assegura Adriano Sarney

adrianosarneyApesar de jovem e caminhar para o seu primeiro mandato, o deputado estadual eleito pelo PV, Adriano Sarney, fez questão de deixar claro o seu posicionamento como parlamentar na Assembleia Legislativa.

Na solenidade de diplomação, realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, Adriano Sarney em entrevista à Rádio Mirante AM, deixou claro que fará Oposição ao futuro governo Flávio Dino, mas assegurou que fará com responsabilidade e inteligência, sem jamais torcer pelo quanto pior, melhor.

“A Oposição do quanto pior, melhor, findou agora no fim do ano. Seremos Oposição, mas faremos com inteligência e responsabilidade, o que for bom para o Maranhão terá o nosso apoio, mas também vamos apontar as coisas que forem feitas de forma inequívocas”, afirmou.

Adriano Sarney também deixou a entender que poderá inclusive comandar a Oposição na Assembleia.

“Em todo sistema democrático é necessário a Oposição e esse será o meu espaço e do meu grupo, vou encabeçar essa Oposição com muita seriedade”, finalizou o mais novo deputado estadual do PV, que ainda reafirmou o compromisso de campanha com o Desenvolvimento Sustentável.

É aguardar e conferir.

2 comentários »

Eleitos e diplomados

flaviodiploma

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão realizou Sessão Solene nesta sexta-feira (19) e diplomou 80 políticos que disputaram as eleições 2014. Foram diplomados:  1 governador, 1 vice, 1 senador (primeiro e segundo suplente), 18 deputados federais e 42 deputados estaduais, além do primeiro suplente de cada partido e/ou coligação.

9 comentários »

Copyright © 2012 - Blog do Jorge Aragão

Os comentários postados pelos leitores deste blog correspondem a opinião e são responsabilidade dos respectivos comentaristas e não correspondem, necessariamente, a opinião do autor deste blog.