Tudo não passou de uma miragem?

por Jorge Aragão

ContinenciaBlog do Ebnilson

Chegou o mês de agosto e parece que para os militares será só mais um mês de desgosto. As metas pretendidas não foram até o momento presente cumpridas e as associações silenciaram e deixaram os militares a deriva, sem rumo e direção.

O movimento militar vem a cada dia se definhando. Cadê os lideres que não se manifestam? Ou está tudo bem e não está acontecendo nada? Será que ninguém está sendo perseguido, intimidado, pressionado ou coisa do gênero? Está tudo a mil maravilhas?

As lutas foram para o espaço sideral? o que está acontecendo que não se vê mais nenhuma movimentação dos representantes classistas?

Voltando no tempo, basta lembrar as lutas de 2011, que naquela época os militares tinham um só espírito e um só objetivo que era a luta pelas melhorias e dignidade?

O retrato que se observa hoje é o do desinteresse, apatia, e na morbidez. Será que realmente as chamas do movimento militar caiu de ladeira a baixo?

Atualmente os militares tem a sua inteira disposição um deputado, todavia o parlamentar não poderá fazer milagres e nem tão pouco será o Salvador da Pátria.

O Cb Campos não fugiu a luta e nem tão pouco se esquivou dela. Tem um parlamentar que está a inteira disposição dos militares, todavia a luta do movimento militar não dependerá dele e sim de todos os militares. Ele será a blindagem dos militares e a base forte para os defender dos  supostos sinistros.

A ausência das entidades e representantes classistas tem deixado esse lastro de vácuo nos ideários que as praças construíram desde 2011, claro que não se pode esquecer de alguns oficias que vitaminaram o movimento e lutaram.

Se fizermos uma retrospectiva, vamos notar que nada foi cumprindo até agora, para não sermos injustos apenas os reajustes salarias engessados foi realmente efetivado, as demais ficaram apenas no papel, pelo menos no presente momento.

A Comissão que foi criada para discutir as problemáticas, ficaram restritas e sem nenhuma participação. As primeiras reuniões foram marcadas pela presença de vários militares que acompanharam os debates, todavia houveram apenas duas reuniões.

Uma outra situação é que a validade da comissões já expirou e  não foi editado outro decreto, por tanto a Comissão legalmente já não tem mais validade.

Cadê os representantes para cobrar junto ao governo os resultado da Comissão, sua reedição e recomposição ?

Por onde estão as associações que outrora lutavam? Cadê as entidades da capital que desapareceram?

Como diz o velho texto do Eclesiastes: Diz o pregador; vaidade de vaidade, tudo é vaidade. Eclesiastes 1.1.

Toda a problemática não está em governos, Comandos Militares, e sim nas próprias lideranças, pela arrogância, vaidade, sobrepujança, egocentrismo, individualismo, sem amor a causa e pensando nos seus próprios interesses.

O blog acredita piamente que o fogo do movimento jamais se apagará, por que vislumbro essa aurora boreal dos militares no cerne e no âmago de todos os militares do Maranhão. Como diz a canção dos bombeiros: “Nem um passo daremos atrás”.

É com esse ideário de liberdade, igualdade  e dignidade é que o blog chama á atenção das lideranças que saíam do seu castelo de áreas e venha para o trilho da luta. Pois o sonho por dias melhores não morrerá jamais. Não resta dúvida se as lideranças que fizeram desse movimento o grande arrebento da luta falharem, outras surgirão para que possam lutar contra a opressão dos ditames do poder hierárquico.

Em tempo: lembrando que a partir de amanhã a Polícia Civil do Maranhão entrará em greve por tempo indeterminado;

Edivaldo e as obras em São Luís

por Jorge Aragão

edivaldo2O prefeito Edivaldo intensificou o ritmo de trabalho com a abertura de novas frentes de obras da Prefeitura em vários bairros da capital. A Prefeitura também tem intensificado os serviços já em execução e, com isso, garantido a entrega à população de obras importantes como o Centro de Saúde na Vila Janaína, que foi totalmente reformado e reaparelhado e entregue pelo prefeito na sexta-feira (31). Este é o 24º Centro de Saúde entregue reformado, além de outros dez que estão com obras em andamento.

Na sexta-feira, o prefeito também vistoriou as obras que estão sendo executadas na Praça do Pescador, no bairro do Desterro. O local, que antes estava abandonado, quando inaugurado, disporá de equipamentos de academia de ginástica, funcionando em regime de acesso aberto, pista de cooper, pista de atletismo, quadra poliesportiva, jardinagem, além de um posto policial que funcionará em tempo integral com a presença do policiamento militar e da Guarda Municipal.

“Estamos cumprindo nosso compromisso de levar melhorias estruturais a todas as comunidades, indistintamente. São obras que vão mudar a realidade dos moradores e da localidade e é isso o que queremos: proporcionar melhoria da qualidade vida da nossa população”, disse Edivaldo, que tem feito vistorias a obras de pavimentação e saneamento que já chegaram a dezenas de bairros da capital. As obras de saneamento têm a parceria do governo do Estado, por meio da Caema.

A Prefeitura e o governo do Estado também já iniciaram juntos as obras do programa Interbairros, reforçando o conjunto de medidas estratégicas resultantes da parceria interinstitucional. Os serviços começaram na Rua do Arame (1.280 metros) e a conexão das Avenidas Dois e Três com Haroldo Paiva (480 metros), no Jardim São Cristóvão/São Cristóvão que vão criar rotas alternativas de acesso às avenidas José Sarney e Lourenço Vieira da Silva e reduzir o fluxo de veículos na Avenida Guajajaras.

Também está em curso o programa Mais Asfalto em São Luís, outra ação realizada em parceria com o governo estadual. “Buscamos realizar intervenções que transformem de fato a vida das pessoas, que beneficiem o cotidiano da população, que deem sinergia à cidade e contribuam, inclusive, com o desenvolvimento da economia local. São Luís tem recebido um olhar todo especial da nossa gestão e isso é só o começo”, disse o governador Flávio Dino.

Como parte de sua agenda externa o prefeito verificou recentemente a execução dos trabalhos de pavimentação asfáltica no Residencial Pontal da Ilha, localidade que recebe pela primeira vez serviços de infraestrutura urbana, ele acompanhou de perto a recuperação asfáltica das ruas do bairro do Bequimão. As vistorias se deram ainda na Cidade Operária, Tirirical e Vila Palmeira. As obras vão assegurar à capital maranhense maior mobilidade urbana, acessibilidade e melhor qualidade de vida ao cidadão.

Os trabalhos que estão sendo realizados pela Prefeitura são ações efetivas nas áreas de obras de mobilidade, saneamento e na área de meio ambiente, a exemplo do fechamento do Aterro da Ribeira. O antigo aterro, em funcionamento há quinze anos, passará por um processo de recuperação ambiental. Todo lixo doméstico produzido será redirecionado para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR), única habilitada em todo o estado para tal descarte.

O prefeito também acompanhou de perto a construção da nova UPA Municipal, instalada na área do Distrito Industrial, com o propósito de atender às comunidades da zona rural. A obra, que é fruto de parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e a Alumar, será inaugurada em setembro próximo para prestar atendimento de urgência e emergência clínica de média complexidade, além de serviço médicos ambulatoriais.

Com as visitas aos bairros, Edivaldo reforça a política de diálogo com as comunidades, que já tem sido estreitada com o programa “Todos por São Luís”, que completou no final de semana passado a sua 10ª edição percorrendo 80 bairros. O prefeito também tem se reunido em “Mesa de Diálogo do Prefeito com a Comunidade”, realizadas nos bairros contemplados “Todos por São Luís”.

O troca-troca de partidos visando a eleição de 2016 em São Luís

por Jorge Aragão

partidospoliticos

De O Estado – Apesar de faltarem exatos 15 meses para as eleições municipais de 2016, já é intensa a movimentação política, na capital, daqueles que possuem interesse em disputar o pleito. E a preocupação se dá exatamente em relação aos prazos estipulados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a filiação partidária e troca de domicílio eleitoral.

Para ser candidato, o interessado necessariamente deve ser eleitor, com domicílio eleitoral na circunscrição há pelo menos um ano (antes do pleito), como está previsto no artigo 9º, da Lei nº 9.504/97. E deve também estar com a sua filiação partidária deferida pela legenda no mesmo prazo. Até o dia 2 de outubro deste ano, todo aquele pré-candidato deve oficializar a sua filiação partidária junto à Justiça. Caso contrário, estará impossibilitado de concorrer ao pleito.

Na capital, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), os vereadores Francisco Chaguinhas (PSB) e Osmar Filho (PSB), além do deputado federal João Castelo (PSDB) e o ex-deputado estadual Ricardo Murad (PMDB), podem trocar de partidos políticos até o início de outubro, por conta das eleições de 2016.

Edivaldo estuda propostas do PDT. A legenda trabalha para ter o petecista como representante da sigla nas eleições do próximo ano. Outra proposta seria a indicação do candidato a vice-prefeito na chapa de Edivaldo. Até o momento, no entanto, não há nada consolidado em relação a esse processo.

Chaguinhas e Osmar Filho, por outro lado, devem mesmo deixar as fileiras do PSB. Os parlamentares querem permanecer na base de Edivaldo Júnior, mas, como a sigla prioriza as discussões pelo lançamento de candidatura própria e até composição com a deputada federal Eliziane Gama (PPS), adversária direta de Edivaldo, os vereadores devem buscar nova legenda.

Candidato – ex-deputado estadual Ricardo Murad (PMDB) também deve buscar novo partido. Pré-candidato a prefeito de São Luís, o peemedebista enfrenta resistência da cúpula municipal da sigla para obter legenda em 2016. O deputado estadual Roberto Costa (PMDB), presidente do diretório municipal do partido, trabalha contra Murad, apesar de a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) já ter falado na possibilidade de o ex-secretário de Estado da Saúde ser o representante da sigla no próximo pleito.

Ricardo já admitiu que caso não tenha espaços no PMDB, vai se filiar a outro partido político. “Não tenho como deixar de atender o apelo da população de São Luís, que quer um prefeito trabalhador para dar um jeito em nossa cidade. A nossa capital sofre há dezenas de anos com a ineficiência dos prefeitos que tivemos”, disse.

Um provável destino de Murad pode ser o PTN, atualmente comandado pelo deputado estadual Sousa Neto.

O deputado federal e ex-prefeito de são Luís, João Castelo, é outra figura no cenário político que busca alternativa para a disputa da Prefeitura de São Luís no próximo ano. Sem espaços no PSDB, ele chegou até a buscar o DEM, mas foi rejeitado pelo comando da sigla. Castelo busca agora articulação junto à presidência nacional do seu partido para consolidar projeto de candidatura própria.

Desaba coreto de escola recém-inaugurada em Barreirinhas

por Jorge Aragão

escolabarreirinhas2

Na manhã do último dia 11 de julho, um sábado, o prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, entregava aos moradores do povoado Axixá uma escola para a comunidade. A solenidade de entrega da nova escola aconteceu na presença da secretária de Educação do Maranhão, Áurea Prazeres, representando o governador Flávio Dino.

O que a comunidade jamais esperaria é que menos de vinte dias depois, o coreto da nova escola viesse abaixo. O desabamento do coreto aconteceu no fim desta semana e as aulas na escola, obviamente, foram suspensas.

O desabamento deixou a população do povoado Axixá revoltada, afinal por sorte que o desabamento não feriu ninguém e é inadmissível que uma obra pública já tenha graves problemas em menos de vinte dias.

É importante que as autoridades, incluindo o Ministério Público e a Câmara de Vereadores de Barreirinhas, possam fazer uma investigação mais profunda da qualidade das obras que estão sendo feitas na gestão Léo Costa, afinal dessa vez a sorte esteve do lado da população e evitou uma tragédia, mas nem sempre deve se contar com a sorte.

escolabarreirinhas

“Todos Por São Luís” faz a festa na Vila Palmeira

por Jorge Aragão

edivaldotodosUma grande festa com ações em várias áreas foi promovida pela Prefeitura de São Luís para a comunidade da Vila Palmeira neste sábado (1°) em mais uma edição do Programa Todos por São Luís. O prefeito Edivaldo novamente acompanhou as atividades de perto, ouviu a população sobre os anseios de melhorias e sentiu o clima de gratidão pelas obras e serviços levados a locais esquecidos por outras gestões.

Recebendo carinho de populares por onde passava, Edivaldo destacou a consolidação do programa, que já é disputado pelas lideranças de cada bairro. “Estamos vendo a alegria das pessoas. Muitas lideranças pedindo e ligando para que o programa aconteça no seu bairro. Então, é um sinal de que o programa deu certo, tendo em vista a solicitação das lideranças para que o Todos por São Luís contemple seu bairro. E justamente por essa grande demanda, o programa, que acontecia mensalmente, passou a ser semanal”, disse.

O prefeito também explicou o funcionamento do programa, que abrange uma série de ações que iniciam na segunda-feira e levam benefícios ao bairro até a culminância, realizada aos sábados. “O programa tem início na segunda-feira em um determinado bairro e segue durante a semana com várias oficinas, com cursos de capacitação, envolvendo a comunidade com várias atividades. Na sexta-feira, temos uma mesa de diálogo com a comunidade para ouvir as lideranças da região e poder encaminhar as demandas que são repassadas nesta reunião. E no sábado finalizamos o ciclo com muitas atividades na área social, na educação, na saúde com esporte, enfim, todas as secretarias de forma integrada em uma grande ação com a presença do prefeito e secretários”, explicou o prefeito.

Dentro da própria edição da Vila Palmeira, o prefeito já teve solicitação de lideranças de outros bairros que foram ao evento somente pedir o programa na sua região. Pajé, líder comunitário da Vila Apaco, pediu uma edição para o seu bairro, mas salientou a quantidade de serviços já levados para a comunidade, que sofria muito, principalmente com os alagamentos. “Temos que reconhecer que o prefeito Edivaldo foi o que mais olhou pela nossa comunidade. Por isso gostaríamos da presença dele lá para agradecer e termos ainda mais serviços”, pontuou. A Prefeitura entregará em breve a escola da comunidade.

O programa, idealizado pela Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), é coordenado pela primeira-dama Camila Holanda e tem como parceiros o Governo do Estado, a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e a Corregedoria Geral de Justiça (CGJ/MA).

A aposentada Maria Vanilde Soares, 64 anos, aproveitou para fazer uma consulta médica e abraçar o prefeito, agradecendo pela iniciativa. “É muito bom a gente vir aqui e poder falar diretamente com o prefeito, sem ter que passar por outras pessoas. Mais direto. Eu só tenho coisas boas para dizer do Edivaldo. É um prefeito muito bom”, afirmou.

Além de serviços de infraestrutura, com asfalto, limpeza, roça, a Prefeitura ofereceu oficinas e palestras educativas para os moradores. As oficinas já geraram renda para os moradores que, no próprio ato, já venderam seus produtos.

O vereador Pedro Lucas (PTB) destacou a participação da Câmara Municipal em todos os eventos, indicando problemas e auxiliando a Prefeitura nas resoluções. “O programa contempla toda a região e a Câmara participa ativamente com seus vereadores, indicando ações. O prefeito Edivaldo está de parabéns ao levar este conjunto de ações que vem beneficiando todos os bairros de São Luís”, pontuou.

As observações pertinentes do ministro Gilmar Mendes

por Jorge Aragão

Gilmar-MendesDo Consultor Jurídico – Os processos judiciais gerados das chamadas “operações da PF” apresentam duas características centrais. Enquanto na origem há inquéritos turbinados por investigações mal feitas e até fantasiosas, nos tribunais regionais e no Superior Tribunal de Justiça, “o temor de enfrentar a opinião pública é maior que a obediência ao modelo legal”. Um tipo de covardia que transforma essas cortes em instâncias de passagem, deixando a responsabilidade para o Supremo Tribunal Federal.

Essas são algumas das ideias expostas pelo ministro Gilmar Mendes, ex-presidente do STF e vice-presidente do TSE, expostas nesta segunda parte da entrevista concedida à ConJur. Passada a catarse coletiva dessas investigações, diz o ministro, o país bem poderia atualizar sua lei de responsabilidade das autoridades para fazer com que os agentes públicos praticantes de abusos respondam por seus atos, inclusive criminalmente.

Sobre o exibicionismo dos protagonistas da “lava jato”, Gilmar Mendes enxerga um tipo de voluntarismo que prejudica a seriedade que deve prevalecer no rito judicial. “Não venham nos impor orientações filosóficas”, repele o ministro, que vê nos agentes do processo na primeira instância laivos de quem pensa comandar uma revolução ou a refundação da República.

Na sua ácida crítica aos crimes revelados nesse processo, Gilmar chega a admitir que o “mensalão” foi hiperdimensionado, em comparação ao que hoje se testemunha. Opinião que o ministro estende também à Justiça Eleitoral, que ele vê “como um São Jorge no prostíbulo”, em razão da capacidade de sempre manter o semblante sereno diante das maiores obscenidades.

Clique aqui e continue lendo

Membros do Governo Dino seguem fazendo política com a máquina pública

por Jorge Aragão

talitaApesar da afirmação do governador Flávio Dino – “Eu participarei das eleições municipais como militante politico, em nome pessoal. O Governo do Estado não terá candidatos “oficiais”. Colocamos fim ao uso dos Leões como instrumento de perseguição a prefeitos que não rezavam na “cartilha” do poder. Isso fez muito mal ao MA” – membros do seu Governo seguem fazendo politicagem com a máquina pública.

Depois do triste episódio em Pinheiro no mês de maio, onde depois de passar quase um mês inteiro anunciando que o lançamento oficial da campanha de vacinação contra a febre aftosa na Baixada Maranhense, seria numa fazenda em Pinheiro, o Governo mudou de ideia, pelo simples fato da fazenda ser de propriedade de um aliado histórico do prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes. Tanto que o evento foi levado para uma fazenda em Palmeirândia, onde o prefeito Nilson Garcia, reza na “cartilha” do governador Flávio Dino (reveja).

Nesta semana foi a vez do prefeito de Raposa, Clodomir Santos, sentir na pela a discriminação do Governo Flávio Dino. Segundo o Blog do Domingos Costa (veja aqui), o secretário adjunto da Secretaria de Infraestrutura do Maranhão, Ednaldo Neves, esteve no bairro Alto do Farol, na Raposa, para reafirmar o compromisso do governador Flávio Dino com a Cidade.

Até ai nenhuma anormalidade, mas o problema é que o membro do Governo Dino, fazendo politicagem, fez o anúncio ao lado da ex-prefeita Talita Laci e de seu pai José Laci. O adjunto da SINFRA afirmou que os pedidos da ex-prefeita, pleiteados durante reunião com o secretário Clayton Noleto, foram atendidos pelo Governo.

O prefeito da cidade sequer foi comunicado do evento, ou seja, a afirmação do governador parece não ter sido levado a sério por alguns dos seus subordinados. Além disso, vale lembrar que a ex-prefeita Talita Laci, por coincidência, é do mesmo partido de Flávio Dino.

Seria de bom tom que o governador reforçasse aos seus auxiliares, de maneira geral, que o seu Governo é republicano, não apenas na teoria, mas também na prática e que a sua afirmação, citada no início do texto, foi verdadeira e não apenas jogo de cena.

Parabéns – No sentido contrário e acertadamente agiu o diretor-geral do PROCON, Duarte Júnior. Dando sequência ao projeto de municipalização órgão, Duarte Júnior inaugurou a primeira unidade do PROCON na Baixada Maranhense, na cidade de Pinheiro.

proconpinheiro
A inauguração foi feita juntamente com o prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes, e com a presença do deputado federal Victor Mendes.

Como o Blog já vem dizendo, Duarte Júnior é uma das exceções do Governo Flávio Dino, não só no trabalho, como também na “política”.

Flávio Dino segue se contradizendo

por Jorge Aragão

FlaviofaceÉ impressionante como o governador Flávio Dino não consegue, definitivamente, manter o que diz sobre a situação de como recebeu o Governo do Maranhão.

Dino diz que recebeu um Governo quebrado, com inúmeras dívidas e com diversos problemas a serem resolvidos. No entanto, as suas ações sempre disseram o contrário do que afirmava, afinal não tomou nenhuma medida de austeridade, ao contrário, fez anúncios de vários investimentos e inaugurou diversas obras deixadas pelo Governo Roseana.

Agora, além das ações e atitudes, as próprias palavras de Flávio Dino reafirmam suas ações, ou seja, que recebeu o Governo do Maranhão bem diferente do que afirmava num eterno palanque.

No intuito de tentar livrar a fama de mentiroso que ficou perante a mídia nacional, após ser desmentido pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (veja aqui), Dino defendeu, nas redes sociais, a unidade das classes políticas em grave crise.

“A luta política não exclui a possibilidade de que, em momentos de grave crise, haja entendimentos amplos”, escreveu Dino.

Ou seja, se no Maranhão existisse a tal crise propagada por Flávio Dino, o governador teria respondido positivamente ao Pacto Pelo Maranhão, proposto pelo seu mentor político, o ex-governador José Reinaldo Tavares.

No entanto, como optou pelo silêncio sepulcral após a proposta do aliado, Dino atesta que a tal crise está longe do Governo do Maranhão, que ele recebeu recentemente de Roseana Sarney.

É meu caro Flávio Dino, como já dizia a minha avó: mentira tem perna curta.

Mais um Centro de Saúde recuperado e reaparelhado em São Luís

por Jorge Aragão

edivaldosaude1O prefeito Edivaldo entregou à população, nesta sexta-feira (31), as novas instalações do Centro de Saúde na Vila Janaína, que foi totalmente reformado e reaparelhado. Os serviços de melhoria realizados na unidade fazem parte do Programa de Qualificação da Atenção Básica, que está sendo executado pela Prefeitura de São Luís com o objetivo de otimizar a assistência prestada pela rede municipal de saúde.

O prefeito destacou a reestruturação das unidades básicas como uma prioridade de sua gestão para levar às comunidades um atendimento primário de qualidade e humanizado. “Sabemos o quanto é importante a saúde preventiva. E no nosso programa de requalificação das unidades básicas buscamos fortalecer o atendimento primário, até mesmo para desafogar os hospitais de média e alta e complexidade do Município. Sem dúvidas, avançamos muito na área e vamos entregar ainda este ano muitas outras unidades reformadas e equipadas”, afirmou Edivaldo.

Acompanhado da secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, e de membros de sua equipe, o prefeito descerrou a placa e, em seguida, visitou as novas instalações da unidade. A reforma contemplou a revitalização dos ambientes, construção de rampas para facilitar o acesso às pessoas com deficiência, nova pintura, recuperação das partes elétrica e hidráulica, troca dos aparelhos de ar condicionado, entre outras ações.

edivaldosaude
Além das melhorias estruturais, a Unidade de Saúde da Vila Janaína conta agora com três equipes do Programa Saúde da Família (PSF), aumentou para três o número de dentistas (antes funcionava com um profissional) e teve o sistema de dados administrativos e de pacientes totalmente informatizados.

A secretária Helena Duailibe contabiliza avanços em toda a rede de atenção básica à saúde do Município. “No ano passado, a Prefeitura reformou 14 unidades de saúde; este ano, mais 10 unidades tiveram os serviços concluídos e outras 10 unidades estão entrando em reforma, totalizando, assim, 34 unidades totalmente melhoradas e aptas para atender a população com qualidade e humanização”, disse a secretária.

A Unidade de Saúde da Vila Janaína realiza cerca de 3 mil atendimentos por mês, ofertando serviços de clínica geral, odontologia, vacinas, entrega de medicamentos por meio da Farmácia Básica, entre outros serviços. Com a reforma, a expectativa é de aumentar em 50% esses atendimentos, beneficiando moradores do bairro e de toda a região circunvizinha.